A sete chaves

Tranque minhas mãos,
Mas não me permita entregar a ele tudo que tenho nela.

Tranque minhas mãos,
Mas não deixe receber as coisas que ele oferece-me.

Tranque minhas mãos,
Mas não libere minha confiança a ele que tanto quer-me mal.

Tranque minhas mãos,
Obstruindo-me de toda coisa ruim que ele revelaste-me.

Tranque minhas mãos,
Mas junto com ele tranque meu coração.

Prenda-os a sete chaves
E não deixe-o tocar-me.

Tranque minhas mãos,
Meu coração,
Meu olhar,
Meu corpo,
Enfim...

Tranque-me,
Mas não me deixe sentir amor por alguém que estás dopado em seu silêncio,
Navegando em seu mundo inexistente
E se perdendo em sua própria alma.

Ingratidão

Bando de ingratidão.
O mundo está cheio de ingratos.
Hipócritas....
Falsos...
O fim está chegando.
Lágrimas escorrerão nos olhos dos que fizeram alguém sofrer.
Você então morrerá sentindo o desprazer que causastes em alguém.
Vida infame
Apague esse ser deste mundo e derrame o óleo quente sobre seu corpo.
Deixe-o nas profundas geleiras de teus pecados.
Destrua sua alma, das podridões que o fizeram aos homens de boa fé.
Queime-o no fogo da amargura.
Leve-o ao mais longe e ardente abismo...
O do remorso, do desgosto, do desprazer.
Jogue-o no lamaçal de suas injúrias.
Deixe-o sentindo a dor do sofrimento, da perca, da destruição.

Arranque seus pulsos.
Arranque seus olhos...
Faça-o comer.
Arranque seus dedos...
Um por um, calmamente, mas com todo vigor que puder.
Arranque sua pele...
Derrame álcool sobre seu corpo e deixe-o gritar.
Gritar,
Gritar,
Gritar....
Até se arrepender de tudo que fez.

Mate-o...
Mas mate-o aos poucos e destrua por fim a sua alma na perdição de seus caminhos errados.
Mate-o com toda força que puder.
Não tenha dó...

Mal há uma pessoa não causará tanta dor, diferente do que causaste há várias.
Ele foi um que fez muitos sofrerem.

E eu sou uma... que o fará pagar por todos.

Natalia Araújo

A parede

A parede me impede
de te ver,
te tocar
e inalar teu perfume...

A parede impede
de nos abraçar,
nos beijar
e de nos sentir...

A parede impede-nos de muita coisa,
mas jamais ela impedirá
de viajar em minha mente
te contemplando em meus sonhos.
Te querendo em todos os momentos
e te amando por toda minha vida.

A parede jamais nos impedirá,
jamais nos afastará,
pois distância e obstáculo nenhum
destruirá duas vidas que nasceram para se tornar uma só.
Nem o mais inabalável vento,
a mais forte tempestade,
os rastros mais profundos de alguma insegurança
serão capazes de apagar este imenso amor.
Natalia Araújo, 02/10/09 - 00h33