Resenha: O livro de memórias


Olá todo mundo, preparem o coração, porque a resenha abaixo é só coisa boa:

Samantha McCoy é muito ambiciosa. Desde sua adolescência já participa de debates e vive com a cara enfiada nos livros, porque pretende fazer faculdade de direito na NYU e sair da sua cidadezinha de 500 habitantes. Agora, aos 18 anos, ela percebe que talvez vá adiar seus planos, pois foi diagnosticada com Niemann-Pick do tipo C. É uma doença rara, mas com bastante incidência em franco-canadenses, na qual o corpo não consegue metabolizar corretamente o colesterol, causando degeneração cerebral, muscular e dos órgãos internos.



Sorteio: Depois daquela montanha

Olá, leitores.
Em parceria com a Editora Arqueiro, o Blog está sorteando um exemplar de Depois daquela montanha. Clique na imagem e participe.


Resenha: Depois daquela montanha


Li Depois daquela montanha tem uns vinte dias e ainda não me sinto preparada para resenhá-lo, pois, por mais que eu diga tantas coisas sobre ele, ainda não será o suficiente para demonstrar tudo o que merece.

É difícil explicar e até mesmo entender, mas logo nas primeiras páginas eu já imaginei o final. SIM, eu acertei o final do livro (sem as justificativas, é claro) e mesmo assim a obra me arrebatou. Achei que seria tragada pelo estrago, devorada pela decepção e inspiraria desgosto por imaginar que a história seria “só” isso.


Resenha: Onze


Dica de hoje: Onze pessoas, onze caminhos, onze consequências.

-Ué! Esse é o título do livro?
-Não, essa é uma frase que inventei agorinha pra chamar sua atenção hahaha.

Resenha: Uma curva no tempo


Uma tragédia pode mudar tudo? Em Uma curva no tempo Dani Atkins nos mostrou que sim. Nele acompanhamos a trajetória de Rachel que assim como seus amigos está se preparando para se despedir e começar uma nova vida na faculdade. O grupo de amigos decide se reunir pela última vez num restaurante antes que todos partam atrás de novas conquistas, e nesse breve encontro conhecemos um pouco da personalidade de cada um. Logo de cara já percebemos que no grupo nem todos são amigos sinceros e que Jimmy, o melhor amigo de Rachel, sente mais do que amizade por ela, porém Rachel namora Matt que também faz parte do grupo de amigos e Cathy, uma das integrantes mais recentes, quer Matt para si.

No meio do encontro de despedida, um carro desgovernado invade o restaurante tendo Rachel na sua mira principal, Jimmy não pensa duas vezes e num ato heroico e altruísta a salva, mas não consegue salvar a si mesmo. Rachel não consegue seguir sua vida normalmente após esse desastre que custou a vida do melhor amigo e assim, cinco anos depois, vemos que ao invés de se tornar uma grande jornalista ela virou secretária. Seu namoro com Matt chegou ao fim, seu pai sofre de câncer e ela carrega na face uma imensa cicatriz como lembrança do dia trágico.

Resenha: Garota Desaparecida


Vale a pena lutar para descobrir algo que pode mudar a sua vida?

Você tem tudo e, instantes depois, você se sente sem nada, completamente vazio, com exceção de um único amigo que está ao seu lado. Parece que tudo resolve conspirar para as coisas darem errado. Você fecha os olhos para não enxergar que tudo o que viveu não passa de uma farsa. Farsa? Sim, o lar, os pais, sua identidade.

Lauren é esse “você” da história. Embora ela saiba desde sempre que foi adotada, a jovem nunca soube os reais motivos que seus pais biológicos a deixaram partir para ir a outros braços. Ela precisa fazer uma redação como atividade escolar cujo tema era sobre si. Porém, como descrever sobre algo que você não faz ideia de quem é e de como foi?

Resenha: O medo mais profundo


A série de Myron Bolitar não foi uma das melhores experiências que tive. Iniciei lendo A toda prova e confesso que a obra não me atraiu. No entanto, pelo fato de conhecer a escrita do autor, decidi dar mais uma oportunidade à série e confesso que não me arrependi. Foi uma história envolvente e que tem muito a nos ensinar.

Myron Bolitar teve um relacionamento sério, na época da faculdade, mas que terminou de uma forma muito triste: foi trocado por seu maior adversário no basquete. Baseando-se nisso já dá para imaginar o tamanho da raiva que nosso protagonista sentiu e sente por ele. Só que a coisa ainda pode piorar quando ele reencontra Emily Downing; sua ex suplica ajuda alegando que Jeremy está doente e confessa que Myron é o pai da criança.

Vem por aí


Olá, leitores. Como é final do mês, o BF está chegando, preparei os lançamentos de algumas editoras para falir o bolso dos viciados em livros. O mês da maldade acabou, mas não quero sofrer sozinha, rsrs (clique na imagem para ser redirecionado às sinopses).

Quotes: Essa menina


Olá, leitores. Essa menina é uma obra nacional e que poderá agradar diversos tipos de leitores. Vocês podem conferir a resenha aqui.


Resenha: O regresso


Olá pessoal,

Hoje a dica é de um livro bem diferente, um livro de um filme premiado no Oscar: O RegressoHugh Glass, o “mocinho” da nossa história, é um membro da Companhia de Peles Montanhas Rochosas. Esse grupo desbrava locais inexplorados à procura de animais para a comercialização de peles. A companhia não tem tido muito sucesso, na verdade estão constantemente tendo graves problemas de sobrevivência, e os boatos que correm é que todo esse azar se deve ao comandante Henry, líder da companhia. A má sorte e o infortúnio tem o acompanhado há tempo, em todas as suas incursões, perdeu homens ao seu comando e teve prejuízos financeiros muito altos.

Em uma dessas incursões, Glass, o responsável por caçar para alimentar os homens, é atacado por uma ursa cinzenta. O embate é violento, Glass consegue matar a ursa, mas a um preço terrível: é encontrado por seus companheiros quase morto. O comandante Henri (sabendo do seu constante azar), sente-se muito culpado e decide cuidar de Glass em suas últimas horas de vida. O problema é que Glass se nega a morrer, ele resiste bravamente durante dias. Diante desse quadro, a companhia se vê em um dilema: deixar um homem praticamente morto, porém, ainda vivo para trás, ou ficar e esperar ele morrer (coisa que ninguém duvida que irá acontecer), mas correr o risco de ser atacado pelos índios que habitam a região, e serem castigados com a chegada do implacável inverno?


Resenha: O morro dos ventos uivantes


Sabe aquele livro que tem a capacidade de despertar a nossa raiva interior? Aquele livro que você quer parar de ler e fazer uma fogueira de São João com ele? Ou mesmo jogar na água e dizer: volta para o mar oferenda?! O morro dos ventos uivantes tem esse poder! Esse livro consegue nos tirar do sério com seus personagens desequilibrados e violentos.

A história é em grande parte narrada pela governanta da família Earnshaw, Ellen Dean. Nos primeiros capítulos, o pai da família Earnshaw, viaja e traz consigo um pequeno órfão, o qual decidem chamar de Heathcliff. O Sr. Earnshaw logo se afeiçoa ao menino, deixando Hindley, seu filho legítimo, com muito ciúmes. A irmã de Hindley, Catherine, logo se apega a Heathcliff também, e então a guerra é declarada. Nessa fase do livro, todos ainda são crianças, mas o tempo passa para todos, e existem feridas que carregamos conosco o resto da vida (tô poética hoje).


Lançamentos da Editora Arqueiro e Sextante


Olá, leitores. Hoje apresento para vocês os lançamentos da editora Arqueiro e Sextante deste mês. Para visualizar a sinopse, basta clicar na imagem.

Quotes: Pai rico, pai pobre


Olá, leitores. Hoje trago a coluna Quotes, para aqueles que adoram ler trechos de livros e suspirar com as frases e diálogos dos personagens, para aqueles que adoram relembrar a obra lida e, principalmente, para quem não conhecem e não leram o livro. Para conferir a resenha, clique aqui.

Resenha: Velocidade


Olá pessoal,
recentemente comprei um livro com uma premissa muito interessante:

“Se você não levar esse bilhete à polícia, vou matar uma linda professora loura em algum lugar do condado de Napa.
Se você levar esse bilhete à polícia, matarei uma mulher idosa que faz obras de caridade.
Você tem seis horas para decidir. A escolha é sua.”

Resenha: Uma chance para recomeçar


Olá galerinha,
partiu para resenha de hoje:

Carina é uma garota viciada em trabalho, que vive de uma forma bastante solitária, e que certo dia sofre uma paralisia facial (este foi o primeiro livro que li, onde um personagem sofre dessa doença? deficiência? irei chamar de problema). A autora descreveu muito bem essa situação, as sensações e o sofrimento da personagem. Uma amiga minha teve esse problema recentemente e foi um processo complicado para tudo voltar a ser como era, então senti muita empatia pela mocinha. Carina então, inicia suas sessões de massoterapia, que irão auxiliar no processo de cura, e assim conhece Aurélio, seu massoterapeuta.

Quotes: O ar que ele respira


Olá, leitores. Hoje preparei quotes para vocês de O ar que ele respira. Um livro que está fazendo muito sucesso, mas que não funcionou para mim. Querem saber o que falei sobre ele, clique na resenha aqui.

Resenha: Cruzando o caminho do sol


Olá,
♫♪♫♪ sábado de sol, aluguei um caminhão, pra levar a galera, pra comer feijão ♪♫♪♫ nossa, alugar caminhão? comer feijão? Gente, que povo rycoh! #nãotafacilpraninguem. Mas se você acha que a coisa está difícil pra você, é porque você ainda não conheceu Sita e Ahalya! 

Essas duas irmãs, adolescentes de classe média, que vivem com seus pais na Índia, têm suas vidas reviradas em um único dia: logo pela manhã, um tsunami atinge a costa e leva consigo tudo o que tem pela frente, inclusive toda a família das meninas (isso não é spoiler, está na contracapa). As irmãs precisam então procurar por ajuda, mas a vida é injusta e nem sempre podemos confiar nas pessoas. As meninas caem em mãos erradas, sendo arremessadas em uma rede de crime, prostituição e corrupção sem fim.

Parceria: Diana Scarpine


Olá, leitores. Apresentamos a vocês uma parceria com a autora Diana Scarpine.

Resenha: A guerra da água


É difícil tratar de um assunto tão delicado num momento tão conturbado que estamos vivendo. A sinopse já revela algo que assusta o leitor e nos prepara para o pior: neste século XXI os homens não vão mais entrar em guerra, matar e morrer só por causa da economia, da religião e dos conflitos raciais, mas também em consequência das mudanças climáticas que podem tornar imensas áreas no planeta inúteis para a sobrevivência.

Os espaços vitais disponíveis encolherão e provocarão conflitos armados permanentes. As guerras civis, os poderosos fluxos de refugiados e as injustiças atuais se aprofundarão. Ondas de refugiados climáticos e fugitivos do terrorismo vagarão às cegas pelo planeta. Harald Welzer nos aponta um cenário apocalíptico e adverte: o que estamos fazendo para conter o terror que se avizinha?


Resenha: Onde está Elizabeth?


Li Onde está Elizabeth? tem alguns meses e acabei esquecendo de resenhar para postar aqui para vocês. Contudo, o fato de esquecer de fazer a resenha não quer dizer que eu tenha esquecido do livro e da história tão emocionante e impactante.

A narrativa é feita por quem a gente menos imagina: uma senhora chamada Maud de 82 anos. Ela sofre de Alzheimer e quase tudo o que dizem é esquecido, mas se tem algo que ela não tira da cabeça é sua amiga Elizabeth, que, por sinal, onde ela está? Esse é o mistério no decorrer da obra.


Resenha: O Feiticeiro de Terramar


Quando a Arqueiro informou que publicaria O Feiticeiro de Terramar, fiquei enlouquecida. Não só porque sou muito fã do gênero, mas porque a autora é uma precursora da fantasia, inspiração para diversos dos meus autores favoritos. Só por conta disso minhas expectativas foram as maiores para essa obra. E não me decepcionei.

Le Guin preferiu ir contra algumas características muito encontradas no gênero e com isso criou uma narrativa com elementos bem peculiares. Aqui o jovem protagonista inicia uma jornada de autoconhecimento para se tornar um feiticeiro. Muito poderoso desde criança, enquanto ainda era um simples pastor de ovelhas, Ged decide estudar magia. O caminho para dominar todos os conhecimentos necessários e, assim, se transformar em um grande feiticeiro, é muito árduo. É necessário conhecer não só rituais e feitiços, mas ter um amadurecimento enquanto pessoa. Por não ter esse discernimento, Ged se deixa levar pelo orgulho ferido e libera um terrível mal, que o irá perseguir durante toda a narrativa.

Resenha: A coroa


Olá gente linda maravilhosa!!!

Terminei o livro A Coroa faz alguns dias e confesso que estava pensando, pensando muito sobre o que escrever. Deixem eu explicar... No início A seleção era para ser só uma trilogia, li os livros loucamente e foi lindo. A leitura não exige muito, os personagens são meio clichês, mas serve muito bem para uma leitura de entretenimento. Daí veio a autora "espertchinha" e lançou um quarto livro. 

O que foi que eu fiz? Comprei né, lógico. A Herdeira foi uma decepção! A personagem era insuportável, a típica adolescente que merece umas porradas para acordar para vida, quase fiz uma fogueira com a série inteira. Então quando veio o quinto e último livro, nem estava muito empolgada para ler, acabei comprando por teimosia minha mesmo, para colocar um ponto final nessa história. Foi então que me surpreendi aproveitando a leitura. 


Top Comentarista de Novembro


Olá, leitor. Hoje o Blog trouxe o Top Comentarista do mês de Novembro. O Natal está chegando e preparei um Top com alguns livros natalinos para já entrar no clima. São 8 opções de escolha para atrair o leitor.

Como a maioria já sabe, quem mais comentar no Blog recebe um prêmio. O vencedor levará um livro dentre 8 opções: O regresso; O presente do meu grande amor; Selva de gafanhotos; Anjos à mesa; Linda, como no caso do assassinato de Linda; A última carta de amor; Em busca de abrigo; Arrivederci amore, ciao.