Vem por aí



Olá galera, hoje vim trazer para vocês os lançamentos do mês de algumas editoras, detalhe que é só clicarem no link para ir direto para o livro na loja, vamos dar uma olhadinha?

Resenha: Forrest Gump


Olá pessoas,

Forrest Gump é uma história totalmente incomum sobre um garoto, com alguns problemas de aprendizado e com uma boa dose de ingenuidade, porém, dono de um porte atlético e uma força de invejar a muitos.

Forrest é o tipo de pessoa que não possui um plano para a vida, ele simplesmente aproveita as oportunidades que aparecem e segue o barco.


Resenha: Amor Imenso


Hoje vamos falar um pouco de Amor Imenso, esse livro que no início do ano inundou as redes sociais, me deixando louca para colocar as mãos nele.

Aqui temos Amelia e Justin, que uma vez há muitos anos foram melhores amigos, confidentes e cúmplices. Mas tudo isso aconteceu quando eles eram crianças e chegou a adolescência e Amelia teve que enfrentar uma crise familiar, decidindo que era melhor ir embora e deixar Justin para trás, o mundo de Justin ruiu.

Resenha: O menino múltiplo


Quando a Martin Claret anunciou que iria traduzir o romance francês de Andrée Chedid para o português, mesmo não conhecendo a obra de antemão fiquei muito empolgada ao ler a sinopse que prometia tudo aquilo que amo e que me emociona em um livro: linguagem poética, um drama infantil baseado na perda de tudo que era familiar à criança, superação e uma nova visão de família. Além disso, o período retratado na obra foi de intensos conflitos no Líbano e que obrigaram muitas pessoas a abandonarem suas raízes e buscarem refúgio em países próximos, algo que temos visto se repetir nos dias atuais, na Síria. Dando um toque de contemporaneidade à obra.

Omar-Jo perdeu os pais e o braço num ataque à bomba e logo em seguida se viu sendo despido de suas raízes culturais ao ser enviado pelo avô a Paris para viver com parentes distantes. Ali, o menino que não mais se intimida depois de enfrentar tantas provas, encontra nos dias passados com o velho Maxine um recomeço longe dos conflitos que acontecem no seu antigo lar. E Maxine, considerado o fracasso da família desde que abandonou uma carreira estável para viver o sonho de comandar um Carrossel, encontra no menino o incentivo de que precisava para seguir em frente com o sonho.

Resenha: 101 Profissões fora do comum para pessoas nada normais


Fala galera, hoje vim trazer para vocês a resenha de um livro diferente. Diferente porque ele não conta nenhuma história, mas nos traz humor e diversão.

Sabe quando você está no colégio e seus pais estão dizendo que você tem que estudar para ser “douto” (sendo que isso abrange médico, advogado e até engenheiro, mas na realidade Dr. é só quem tem doutorado kkk) e você está lá pensando em ser jogador de futebol ou químico ou algo totalmente diferente do que querem? Pois é, esse livro é para você, quer dizer... mais ou menos.

5 motivos para assistir Supernatural


Hoje vou te dar 5 motivos para você assistir Supernatural.

Não, não! Pode parar! Nem me venha com essa história de que é uma série de terror e que você não vai assistir, porque tem medo e blá blá blá Whiskas Sachê! Pare agora! Pegue uma pipoca, procure os episódios no Netflix ou na sua TV por assinatura e se entregue aos irmãos Winchester.

Resenha: Lázaro - A Maldição dos Mortos


Ao conhecer a sinopse dessa obra já fui vencida pela curiosidade e tragada pela ansiedade em lê-la. Quando surgiu a oportunidade de participar de um processo seletivo para concorrer ao livro, não pensei duas vezes e embarquei nessa.

O livro chegou e comecei a ler no minuto seguinte, atropelando pilhas e mais pilhas de parcerias para desvendar o que aconteceria com esses seres horripilantes. Para quem não sabe, sou apaixonada por histórias com zumbis e não poderia deixar essa oportunidade passar. Ainda que eu tenha lido muitos de autores nacionais, nunca li nenhum que tratasse dessa temática. Ouvi muito falar da série As crônicas dos mortos, de Rodrigo de Oliveira, mas foi com Wood que estreio a leitura de um autor nacional escrevendo sobre esses mortos-vivos. E o que falar disso?

Resenha: Filme It

Fala, galera. Hoje estamos aqui para trazer para vocês as minhas impressões sobre o filme It.

Então, acho que, primeiramente, temos que concordar que apesar de King escrever maravilhosamente bem e que seus livros são obras primas, o mesmo não acontece com suas adaptações. King detém o recorde de ser o autor vivo com o maior número de obras adaptadas, mas sua maioria não são nada boas.

O Iluminado, que é meu livro favorito, tem sua adaptação que divide o público, eu, assim como o próprio autor, faço parte dos que detestam a adaptação. Mas eis que vem a adaptação de It para as telonas (o filme antigo que não assisti foi feito para televisão) e finalmente eu posso dizer que uma obra do autor (das que vi pelo menos) foi muito bem adaptada.

Apesar de ser taxado como um filme de terror, achei o filme lindo, com o foco no que para mim é a mensagem principal, ou seja, a amizade e a inocência da infância. A química entre os personagens está perfeita, permitindo que a interação entre os membros do Clube dos Otários seja excelente. Os personagens estão bastante fieis em seus papeis, sendo para mim Richie (Finn Wolfhard) o principal destaque. Com tiradas sensacionais, é risada na certa. Junto com ele destaco Ben (Jeremy Ray Taylor) e Beverly (Sophia Lillis) que protagonizam as cenas mais fortes do filme e aguentam a barra de forma magnifica, e Eddie (Jack Dylan Grazer) que é hipocondríaco. O fato de o palhaço geralmente estar em locais sujos acaba fazendo que tenha situações cômicas com o personagem.

Resenha: Darkham

https://images.livrariasaraiva.com.br/imagemnet/imagem.aspx/?pro_id=9855691&qld=90&l=430&a=-1Olá, pessoal. Hoje vim trazer para vocês a resenha do livro Darkham, em parceria com o autor Jean Vallens. Sinceramente, eu fiquei meio dividido em relação a ele, sem saber se gostei ou não, então vamos para a sinopse e depois direi os motivos.

“Quando a Lei não consegue mais combater o crime, talvez um vigilante possa fazer toda a diferença. Isso é o que ocorre em Hollandon, uma importante cidade para assuntos internacionais e, amplamente, considerada a segunda capital cultural do mundo. Nela, acompanhamos a história de Jack Lewis, um empresário e vigilante, perseguido por agentes corruptos da Agência de Inteligência Centralizada (A.I.C.). Ele é incriminado por um assassinato e isso o leva a fugir das autoridades. Enquanto tenta provar sua inocência, não pode deixar de dar suporte a cidade na figura de Darkham, um vigilante honesto em meio a uma cidade corrupta e inescrupulosa. Sua jornada não será fácil, ainda mais quando Royal King quer ver o vigilante morto. King ainda designa Frank Tupelo, seu braço direito, a uma missão crucial para sua organização. Entretanto, quando o caminho de Tupelo cruza com o de Darkham, vidas são perdidas”.

Olhando a capa e a sinopse acredito que praticamente 99% das pessoas, assim como eu, devem pensar “Olha, é o Batman”. Jack Lewis assim como Bruce Wayne tem dinheiro a beça, um cara na polícia que o ajuda (olá, comissário Gordon), um mordomo que sabe seu segredo (mas aqui no caso é uma governanta), uma “batcaverna”, muitos acessórios, pensamento estratégico, um super vilão e, claro, uma fantasia para combater o crime.


Comentário Premiado: Mês do Pesadelo


Olá, leitores. Como é mês do Terror, teremos várias postagens temáticas para vocês e algumas novidades no decorrer do mês. Estamos no Mês do Pesadelo e, como já tivemos uma postagem de Top Comentarista, farei um Comentário premiado com vocês e teremos DOIS vencedores. O primeiro vencedor levará pra casa um livro que deseja ganhar e o segundo colocado ganhará um livro surpresa.

O que vocês precisam fazer?