Resenha: A Rainha Vermelha



A Rainha Vermelha foi um livro que coloquei na lista de espera por tempo demais. Passei outros livros na frente, dei preferência para outros lançamentos. Confesso que fiquei com receio de começar por se tratar de uma série sem previsão para encerrar. Fiquei com medo de ler, gostar e não ter os outros volumes em mãos. E, vejam só, foi justamente isso que aconteceu.

Antes de tudo, preciso dizer que o livro é uma espécie de distopia fantástica. Ele nos mostra elementos de ambos os gêneros, ao retratar uma sociedade dividida entre vermelhos e prateados. Estes nomes fazem referência à cor do sangue dessas pessoas, sendo os vermelhos uma classe mais humilde, segregada, que é composta pelos trabalhadores, por pessoas consideradas inferiores pelo simples fato de serem comuns. Enquanto os prateados são tidos como deuses, pois demonstram poderes sobrenaturais diversos, cada um com uma característica específica. São reis, príncipes, rainhas, donos de tesouros, de exércitos especiais. São pessoas abastadas que detêm o poder sobre o destino dos mais fracos. Eles controlam tudo: a energia, os suprimentos, o acesso à saúde, quem vive. Quem morre. Quem luta.

No meio de tudo isso está Mere Barrow, uma jovem vermelha. Ela é uma ladra, uma irmã, amiga e filha, e o tipo de pessoa que faz o impossível por quem ama. Prestes a ser recrutada para o exército do rei, ela se envolve em uma situação que culmina numa descoberta que ninguém esperava: ela é vermelha, seu sangue é vermelho, mas ela tem o poder de um prateado. A partir daí, tudo muda.

Mere se vê envolvida em uma teia de mentiras, que bate de frente com um romance prestes a acontecer, ora com o príncipe Cal, herdeiro do trono e dono de uma força e carisma surpreendentes, ora com Maven, o segundo na sucessão, um rapaz que esbanja uma mágoa e fragilidades que amolecem o coração da protagonista. Mas não se enganem pensando que este é o foco do livro, pelo contrário, o romance acaba ficando em segundo plano. Sobreviver é mais importante do que o romance. Salvar vidas também.


Colocada em uma situação na qual é obrigada encenar o papel de uma princesa prateada, Mere precisa decidir o que é mais importante, não só para ela, mas também para seu povo. É então que tudo muda. E após algum tempo, muda de novo. A jovem descobre mais sobre seu poder, como utilizá-lo para ajudar aqueles que precisam, inclusive ela mesma. Descobre maneiras de lutar por seu povo e, no caminho, encontra pessoas dispostas a ajudá-la e a traí-la, de acordo com seus próprios interesses.

A Rainha Vermelha é um livro com um ritmo frenético. Desde o começo da história, Victoria Aveyard mostra a que veio. Ela presenteia o leitor com um livro repleto de pontas soltas, que vão se amarrando numa velocidade surpreendente. São muitos personagens que ganham importância no decorrer da história. São muitas reviravoltas, uma surpresa após a outra. É como se a autora não quisesse um leitor passivo e conformado, pelo contrário. É como se nos quisesse à beira de um ataque de nervos a cada página virada.

O livro é escrito em primeira pessoa, então é impossível ao leitor se manter muito imparcial. A gente toma as dores da protagonista, pois nos envolvemos demais com seus sentimentos e expectativas. A minha dica é: mantenha seus olhos abertos. Se permita pensar fora da caixa e se surpreenda com a genialidade da autora, pois ela foi capaz de criar uma história rica em detalhes, com personagens fantásticos, capazes de despertar em nós os melhores e piores sentimentos. Uma leitura que recomendo demais, até para quem não gosta de iniciar séries não concluídas (como eu). Leiam, releiam antes do próximo lançamento. Vale demais a pena.

A diagramação é simples, porém bonita. Tem bom espaçamento entre as linhas, com as páginas em um tom mais amarelado e fonte em tamanho confortável. Estas particularidades proporcionam uma leitura mais rápida. Cada capítulo inicia com um detalhe, que lembra os arabescos que encontramos na primeira e na última página do livro. A capa é bonita e o alto-relevo é confortável ao toque. Sem dúvida um belíssimo exemplar para se ter na estante. E uma história fantástica para se ter ao alcance das mãos.

Quotes
“Os agentes são prateados, e os prateados não têm nada a temer de nós, vermelhos. Todo mundo sabe disso. Não somos iguais, embora talvez não dê para perceber só de olhar. A única coisa que nos diferencia – ao menos por fora – é que os prateados andam eretos. Já nossas costas são curvadas pelo trabalho, pela esperança frustrada e pela inevitável desilusão de nosso fardo na vida.”

“Nos levantaremos. Vermelhos como a aurora.”

 “É um pesadelo. Vou passar o resto da vida presa, forçada a ser outra pessoa. Forçada a ser um deles. Um fantoche. Um espetáculo para manter o povo feliz, quieto e oprimido.”

“Viraram-me do avesso, trocaram Mare por Mareena, a ladra pela coroa, trapos pela seda, vermelho por prateado. Esta manhã, eu era a criada; à noite, sou princesa. O que mais mudará? O que mais perderei?”

“Muitos vibram em acordo. Precisei de toda a minha força para não pular em cima desses covardes que jamais estarão na frente de batalha ou enviarão seus filhos para o combate. A guerra prateada deles é paga com sangue vermelho.

“Você é vermelha e prateada, e mais forte que ambos. Você é o futuro. Você é a nova aurora.”


Outras fotos:



 

Título: A Rainha Vermelha (exemplar cedido pela editora)
Autor: Victoria Aveyard
Editora: Seguinte
Páginas: 422
Ano: 2015

26 Revelaram sentimentos:

  1. Assim como você tenho receio de começar séries inacabadas e gosto muito da premissa desta distopia. É bom saber que a escrita da autora é cativante, te prendendo na história. O melhor ainda é a crítica social que a obra traz, outro ponto positivo. Depois de ler sua resenha me encorajei para ler o primeiro livro, vai valer a pena esperar pelo fim desta saga. Gostei muito da resenha.
    Abraço!
    A Arte de Escrever

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mayla, também acho super bacana quando a história nos prende. Faz valer a pena começar uma série e aguentar a ansiedade pelos próximos livros! rs

      Bj

      Excluir
  2. Oi!
    Meio que perdi a vontade de ler esse livro depois de uns reviews, que bom que gostou!, adorei a resenha.
    Abraço
    http://leituraforadeserie.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Guilherme, tudo bem? Quando a gente lê sobre uma obra, acaba sendo influenciado, de certa forma...seja negativamente ou positivamente, né? Mas se você gosta desse estilo, deixo a sugestão de leitura ;)

      Bj

      Excluir
  3. Fantástica, Kris!
    Me perguntava sempre o motivo do nome e da capa, não entendia o motivo do sangue e lendo sua resenha entendi o sentido e fiquei bem curiosa para ler.
    Realmente começar uma série sem ter a continuação é de matar o leitor. Comecei A guerra dos Fae assim e quase tive um colapso.
    Mas não quero nem saber, vou mergulhar nessa história, claro. Preciso conhecer esse poder.

    ResponderExcluir
  4. Já li muitas coisas positivas sobre esse livro, mas também odeio series inacabadas e acho que vou esperar lançar tudo para ler. Só Deus sabe o quanto estou sofrendo esperando a continuação de GOT e das Crônicas Saxônicas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maíra, você sabe que eu penso assim também? Mas minha curiosidade acaba sendo maior do que a minha ansiedade rs daí eu leio mesmo...

      BJ

      Excluir
  5. Olá!
    Incrível!!! Esse livro tá me dxando doidinha! Infelizmente não tive a oportunidade de ler, não vejo a hora, tenho lido mtos comentários legais sobre ele...
    Arrasou!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  6. Oi Krisna! No começo da resenha lembrei um pouco do livro "O Clã dos Magos", nao sei se você já leu?... Realmente é ruim ler um livro quando ainda nao sairam os outros, até já desisti de continuar series por ainda nao terem sido lançadas as continuações kkkkk Mas pela sua resenha fiquei bem curiosa em ler este livro!!!
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Estou com esse livro parado na minha estante já faz algum tempo, estou louca para lê-lo desde do lançamento, acho a trama incrível, uma estória distópica muito bem construída, envolvente, mas infelizmente acabo passando outras leituras na frente. Vejo que essa será uma série bem grande, e que também tem feito muito sucesso, to altas expectativas em relação a essa leitura, espero não me decepcionar.

    ResponderExcluir
  8. Eu adoro, de coração, ler várias sagas. Acho que a Rainha Vermelha, seria perfeito para mim. Vou comprar na próxima vez *--*

    ResponderExcluir
  9. Oi, tudo bem?
    Ainda estou lendo A Rainha Vermelha (já estou quase no final), mas já adorei. A leitura te prende muito, o enredo é envolvente e a protagonista já ganhou minha simpatia. Estou ansiosa para chegar no final.

    ResponderExcluir
  10. Olá, Krisna.
    Estou nessa situação que você estava. Estou com o livro aqui mas não quero ler porque depois vou ter que ficar esperando um monte para ler os outros hehe. Gostei da sua resenha, tinha lido várias resenhas negativas sobre ele e agora fiquei mais animada. Mas é como você disse, o pessoal só enxerga dentro da caixa.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  11. Eu. Preciso. Ler. Esse. Livro
    Fui a única das minhas amigas que não leu.
    Eu preciso ler gente😍😍

    ResponderExcluir
  12. Eu fiquei curiosa com esse livro desde quando a editora anunciou que publicaria o título no Brasil. Achei a capa maravilhosa, fiquei extremamente interessada pela sinopse e amei o gênero da história. Como não desejar depois desta resenha?? Impossível! <3
    Espero poder tê-lo logo. Acredito que tornará um dos meus favoritos

    ResponderExcluir
  13. Tenho curiosidade em ler esse livro desde que ele foi lançado, mas ainda não tive a oportunidade, acredito que a história me agradaria, e estou muito ansiosa para ler esse livro.

    ResponderExcluir
  14. Oi.
    Eu quero muito ler essa série, confesso que ela me lembra muito o livro Fúria vermelha, os personagens me deixou bastante intrigada e a premissa me pareceu ser muito interessante, irei ler com toda certeza.
    Boa Noite.

    ResponderExcluir
  15. A vida de Mare Barrow não está nada boa, uma vez que ela não faz parte dos que tem o sangue prateado!! Ela tem que roubar para ajudar a sua família!! Porém, apesar de ela não ter o sangue prateado, ela tem poderes? Mas como isto é possível?

    ResponderExcluir
  16. Pelo que li na resenha o livro dever ser muito bom mesmo!! Como pode ser possível Mare Barrow ter poderes se ela tem o sangue vermelho e não o prateado? Será que ela vai se envolver com algum dos príncipes? Será que ela vai conseguir ajudar sua família? Ansiosa para ler o livro!!

    ResponderExcluir
  17. Olá.
    Na maioria das vezes encontro comentários positivos sobre esse livro, mas algumas vezes também negativos. Gostei muito da sua resenha e com ela, fiquei animada para ler o livro. Já tenho ele adicionado na minha lista há algum tempo, e assim que possível, quero ler! A capa está muito linda! Na expectativa! Obrigada. Beijos.

    ResponderExcluir
  18. Eu amei esse livro, adorei esse ritmo rápdo que ele tem, pq daí se torna mais dificil de largar, sabe? Parece q sempre tem algo acontecendo, sempre algo a descobrir, nunca fica monotono! Estou ansiosa pra ler os outros livros da série

    ResponderExcluir
  19. Adorei esse livro e estou querendo ler o Espada de vidro, a única coisa que me incomodou no livro foram as referências a outras obras, mas amei os personagens e todos os conflitos, a escrita da autora nos envolve com seus personagens e com todos os elementos da trama

    ResponderExcluir
  20. Não pretendo ler esse livro tão cedo. Eu sei que vou acabar gostando como você gostou e não vou ter a continuação em mãos. Quando eu gosto de alguma série, sou meio compulsiva, e por ser uma pessoa muito ansiosa, não aguentaria esperar. O enredo parece ser super instigante com todos esses conflitos.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Meu Deus. Eu não vejo a hora de ler esse livro!! Ele ta no topo da minha lista de desejados!! Eu não vejo a hora de saber se esse livro é tão bom mesmo, e descobrir os poderes dos sangues prateados!! Fora que a capa prateada é maravilhosa! Eu surto só de pensar nesse livro! hahah Beijos

    ResponderExcluir
  22. Olá, tudo bem?
    Quando vi este livro pela primeira vez fiquei enlouquecida, primeiro pela capa que é maravilhosa e depois por esta premissa incrível. Estou doida para realizar esta leitura e descobrir um pouco mais sobre a trama. Pelo que entendi acontece meio que um triângulo amoroso? Ainda bem que o romance não é o foco porque não gosto muito de triângulos amorosos.
    Beijos

    ResponderExcluir
  23. Eu quero ler muito esse livro!
    Tipo urgentemente!
    As pessoas falam super bem dele!
    Me interesso bastante!

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.