Resenha: Fábulas de La Fontaine


 Olá pessoal, tudo bem com vocês?

Quem aqui ama revisitar leituras da infância? Eu adoro. E a resenha da vez é de uma coletânea de fábulas que com certeza vocês já leram ou conhecem ao menos uma. La Fontaine, o pai da fábula moderna, adorava mexer com nosso imaginário e nos passar lições através de fábulas envolvendo animais com características humanas, geralmente as piores, cobiça, inveja, preguiça, ódio, ganância, etc. Também há aquelas que nos lembram que sermos generosos e amigáveis quase sempre tem suas recompensas e as vezes só nos prejudica. Devido a linguagem simples e por retratar tão bem as “espertices” humanas através dos animais, o autor conquistou muitos leitores após sua primeira publicação, ainda em 1668.

Quem não conhece a história da cigarra que passou o verão cantando para, no inverno, pedir comida à formiga que, diferente dela, trabalhou noite e dia? Ou a história da lebre que menosprezou a tartaruga e foi vencida por ela, ou da raposa que desdenhou das uvas apenas porque não podia alcançá-las? São essas historinhas que tanto nos divertiram na infância que são recontadas aqui, mas numa linguagem mais adulta e na forma de versos.

Resenha: Universo Alien


I Want to Believe

Quem nunca leu ou assistiu algo que tenha a presença de alienígenas? Quem nunca pelo menos escutou falar em Star Wars, Star Trek ou Arquivo X? Talvez alguém não tenha (duvido), mas com certeza já deve ter olhado para o céu e se perguntado... Será que estamos sozinhos?

Particularmente acredito que não, estamos tão acostumados aos filmes e livros que vários questionamentos nos vêm à cabeça, como por exemplo, será que eles são pacíficos ou não? E o que talvez seja o principal questionamento: Como eles são? 

Resenha: Os Goonies


Never say die!

Eu estava pouco interessado nos livros que ainda tenho para ler, então resolvi reler Os Goonies porque sabia se tratar uma leitura de fácil fluir. Em toda minha vida leitora é apenas a segunda vez que eu releio um livro. Sério! Tenho muita dificuldade em fazer isso.

Os Goonies conta a história de alguns amigos cujos pais estão a ponto de perder a casa onde moram para um clube que pretende destruí-las para construir um campo de golfe.
Motivados por um estranho mapa e alguns enigmas, as crianças se jogam em uma aventura em busca de um tesouro há muito perdido nos interiores das terras que habitam.
Lugares estranhos, monstros gigantes, armadilhas, pessoas malvadas, um amigo incomum e muitos tesouros os esperam nas entranhas da Terra.

Horror na Colina de Darrington


O mal está vindo, eu escuto o barulho dos cascos

Fala galera, em uma das minhas “viagens” pelo site da Amazon me deparei com este livro, a capa logo me chamou atenção e decidi investigar mais um pouco. Ao ver que se tratava de um escritor brasileiro já fiquei meio na dúvida (não me julguem =D), mas ao ler a sinopse e as recomendações decidi arriscar e colocá-lo na lista de desejados, e agora com ele em mãos, e lido, devo dizer a vocês que me deparo com uma ótima surpresa.

A capa, assim como eu suspeitava, é realmente muito bonita, com alguns detalhes em alto relevo, as páginas nas laterais são pretas e imagine minha surpresa ao descobrir ao abrir a página que o livro também conta com ilustrações belíssimas (e sinistras) por todo o livro demonstrando acontecimentos-chave de cada capitulo. Capítulos esses que são narrados por Benjamin Simons (ou Ben, ou Benny se quiser também), um órfão que foi morar com os tios e suas duas primas Amanda e Carla. Sendo que com o tempo Amanda foi para faculdade, sua tia acabou sofrendo um derrame que a deixou em estado vegetativo na cama e seu tio passava agora a maior parte do tempo fora, para conseguir trabalhar o suficiente para pagar as despesas, restando a Ben cuidar de Carla, a prima mais nova.

Resenha: O Silêncio que ficou entre NÓS


Se eu tivesse que escolher uma palavra para definir o que foi a leitura dessa obra, eu demoraria um ano para tomar a decisão porque, assim, como os de André, meus sentimentos foram postos dentro de um liquidificador e eu, sinceramente, não tô sabendo lidar com tantas peculiaridades em um livro só, haha.

Assim que eu vi a capa deste livro pela primeira vez, fui totalmente conquistada por ela e por esse título. Aliás, ele é intrigante, não? Quando eu li a sinopse e senti a intensidade das palavras do autor, já não tinha dúvidas: ele seria meu escolhido e logo estaria na minha estante. Mal sabia que as surpresas estavam só começando.