Resenha: Se arrependimento matasse



Se arrependimento matasse é uma obra envolvente e cheia de mistérios do início ao fim. Alex decide realizar uma viagem ao hotel de seus pais juntamente com seus amigos Rebeca e Alice. Alice, na verdade, é um homem e seu nome é motivo de piada desde a época do colégio, por ser supostamente feminino.

Após meses de planejamento, a viagem de três dias dos três amigos realmente sai e eles partem rumo ao passeio. Como o hotel fica localizado bem distante da cidade, eles precisam viajar durante muitas horas para cumprir com o objetivo de curtir a piscina e colocar a conversa em dia.

Alice está em seu último ano de Engenharia Civil, Rebeca desenha Histórias em Quadrinhos e teve um de seus rascunhos aceito em uma revista. Alex, por sua vez, é o típico filho de papai que não se preocupa em estudar e sente que o seu futuro está garantido através dos próprios pais. Os garotos chegam ao hotel e são recepcionados por Charles e Vera, que logo cumprimentam os amigos de seu filho. Os dois rapazes ficam hospedados em um quarto, enquanto Rebeca fica sozinha em outro. 

O casal, dono do imóvel, está lá para uma reunião. Todos se reúnem à mesa para o jantar, inclusive algumas pessoas que chegaram para se hospedar, assim como John, o professor Dante e uma moça chamada Frederica. Todavia, a pessoa principal não comparece e Charles fica totalmente apreensivo.

Quando todos já estão em seus quartos, de repente, todas as luzes do hotel são apagadas e Rebeca, apavorada, vai até o quarto dos garotos em busca de proteção. Para alívio de todos, as luzes voltam; contudo, uma vida se vai. O corpo do cozinheiro é encontrado caído na cozinha com marcas de facada em seu pescoço.

A adrenalina começa após o primeiro assassinato no livro. Prepare-se, pois outros virão e farão com que o leitor fique vidrado até desvendar o verdadeiro culpado! É impossível prever o que acontecerá nessa história, o autor soube criar cada parte e nos deixar boquiabertos em todos os detalhes.

Quem está lendo a obra não consegue desviar os olhos do livro por nada. A cada página, um novo suspense surge e um novo suspeito nos é mostrado. Tudo foi criado de forma bem minuciosa e o autor consegue deixar o leitor totalmente afoito para chegar ao fim. Ao mesmo tempo, não queremos que a obra acabe, pois a leitura é gostosa e a história é bem desenvolvida. Parece contraditório, mas a sensação que temos é exatamente essa.

Um dos personagens que mais gostei foi Alex, seu jeito astuto, austero e grosseiro, em alguns momentos, fez com que ganhasse lugar no pódio de melhor personagem. Outro que me ganhou foi Frederica. Como quem não quer nada, ela soube ganhar o seu lugar sem precisar de muito esforço. Devo ressaltar que estava odiando-a, logo no início, parecia arrogante e prepotente demais, porém, no decorrer da obra vemos que ela não é assim. Para ser sincera, gostei de todos os personagens. Eles foram muito reais e únicos. Era notória a personalidade diferenciada deles.


Quando pensamos que tudo chegará ao fim, eis que a segunda morte surge e leva a adrenalina do leitor ao ápice. E, se você ainda acha pouco duas mortes em 246 páginas, o autor ainda nos brinda com mais uma e, para mim, foi a mais dolorida.

A capa é sombria e o nome do livro nos dá um pacto logo de cara. As letras do título em vermelho e a faca, logo na contracapa, suja de sangue, já nos preparam para uma obra sangrenta e com mortes frias e calculadas. A diagramação é simples. A margem, a fonte e o espaçamento são de tamanhos excelentes, isso faz com que a leitura se torne agradável e não fique cansativa. Notei alguns erros, mas não é nada que desmereça a qualidade da obra.

Se você está preparado para fortes emoções, sugiro que leia este livro com urgência. Se você não está preparado, recomendo que leia para se deliciar nesse incrível suspense de te tirar da zona de conforto.

Quotes:
“– As pessoas não são como você, Alice. Mesmo que alguém tenha isso em mente no início, desistirá ao chegar lá. É a maior máfia que existe. Não vale a pena lutar contra ela se você pode apenas ignorar e ganhar dinheiro. Queira ou não, o que acontece não é muito diferente disso” (p.20).

“– Ele ouviu apenas o que eu quis que ele ouvisse, que foi ‘sempre que ele está blefando, abaixa levemente suas cartas sem perceber’. Tendo ouvido isso, ele pensou que estava com o jogo ganho, pois agora que sabia de sua falha, era só compensar levantando um pouco suas cartas quando blefasse” (p.39).

“Estava no chão, coberto de sangue. Em seu pescoço, um enorme corte de impiedosa profundidade, claramente a fonte da deslumbrante tinta que pintara a imensidão branca da cozinha com tão intenso vermelho” (p.43).

“– [...] somos como pequenos ratos dentro de uma grande caixa de areia de um gato; não temos muito a fazer a não ser correr em círculos” (p.53).

Título: Se arrependimento matasse
Autor: Alma Cervantes
Editora: Novo Século
Páginas: 246
Ano: 2013

25 Revelaram sentimentos:

  1. Oi :D
    Nossa, gostei do livro, fiquei com vontade de ler!
    Bj


    IG: @saymybook
    www.saymybook.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom, Jess.
      Leia e não se arrependerá.

      Excluir
  2. Oi Naty.
    Fiquei muiti muito intrigada com a premissa do livro, gosto muito desse semanário de crimes e mistérios a respeito de quem é o assassino.
    Irei ler com certeza.
    Boa Tarde.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marlene, ele é muito intrigante mesmo. Crime do início ao fim, adoro.

      Excluir
  3. Uooool! Eu ameeeei essa reesenha!
    A sinopse me instigou dmais á qrer continuar esse livro!
    E esse mistério todo!
    Adoreeei!
    Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem muito mistério mesmo, Aline. E eu gostei muito disso.
      Leia e não se arrependerá.

      Excluir
  4. Olá, Naty.
    Eu li esse livro ha um tempo atras e adorei a história. Quando vi que o autor era fã da Agatha já quis ler e pude ver um pouco da influencia dela na escrita dele. Os meus personagens favoritos foram a Frederica e o Alice.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Frederica me surpreendeu mesmo, Sil. O Alice era dez também, gostava bastante.

      Excluir
  5. Tenho esse livro a algum tempo na minha estante porém como não conhecia muito bem a trama nunca tinha me despertado interesse, no entanto após ler sua resenha fiquei super entusiasmada e pretendo ler com certeza. Apesar não ter costume de ler suspense, como você mesma disse e bom sair um pouco da zona de conforto, ainda mais quanto o livro parece ter uma estória super envolvente, adorei, esse livro será minha próxima leitura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claro, Lana. A gente sempre deve sair da zona de conforto, mas, no caso desse livro, é o meu gênero preferido, então mergulho na história.
      Leia sim e me conte depois

      Excluir
  6. Gostei muito da história do livro, amo livros sobre crimes e achei que essa leitura vale muito a pena. Não sei pq mas a história me lembrou um pouco os livros da Agatha Christie. Já vou colocar ele na minha lista.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que o autor se inspirou exatamente na Deusa do Crime.
      Quero saber sua opinião depois. Leia sim e me conte.

      Excluir
  7. oooossa, parece ser um livro muito bom! Adorei tua resenha, foi bem explicativa e me fez ter vontade de ler o livro. Com certeza entrará na minha lista de leituras, hahaha

    ResponderExcluir
  8. O gênero suspense é um dos meus favoritos. A capa do livro chamou muito minha atenção, assim também como o enredo. Fiquei bem intrigada para saber o ''por que'' das mortes e quem é o assassino. Preciso ler esse livro urgentemente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um dos meus favoritos tbm, Pamela.
      Leia URGENTEMENTE sim, vc vai amar.

      Excluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  10. Eu tenho e já li este livro!! Suspense muito bom!! Eu fiquei desconfiando de todo mundo no livro, porém o final surpreende!!!

    ResponderExcluir
  11. Gosto de suspense, de ficar na expectativa do que vai acontecer!! Fiquei com muita vontade de ler!!

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    Nossa, é a primeira vez que vejo uma resenha desse livro e que leio sua sinopse também. E, amei! Adoro enredos com suspense, muitos personagens...me lembrou os livros de Agatha Christie, na qual sou muito fã. Claro que já adicionei a minha lista de futuras leituras. Muito obrigada por essas preciosas dicas. Beijos.

    ResponderExcluir
  13. Sua resenha está muito boa, eu não conhecia esse livro, mas lendo um pouco mais sobre a história em sua resenha, não tive como não ficar curiosa, por esse motivo pretendo ler.

    ResponderExcluir
  14. Gostei muito do enredo. Achei muito hilário o nome do personagem ser Alice, sendo que ele é um homem, sei lá, suspeito que ele tenha executado os crimes, e o que falar deles, tantos crimes em tão pouco tempo?! Fiquei muito curiosa para ler este livro. Amei a dica e a resenha.
    Abraço!
    A Arte de Escrever

    ResponderExcluir
  15. Eu amo suspenses e achei curiosa as diferenças entre os amigos hahaha Parece bem legal, ainda mais sabendo que somos surpreendidos com as mortes e o decorrer da história. Não é brazuca, né?

    ResponderExcluir
  16. Gente do céu, que capa maravilhosa é essa? Super bem editada e esse título chama a atenção de longe. Já da pra perceber que tem bastante mistério mesmo, adoro mortes em livros hahahaha. Gostei demais.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.