Resenha: Não fale com estranhos


E se você descobrisse que foi enganado por alguém que você ama?

Harlan Coben, venha cá, vamos conversar! Como você faz isso com os seus leitores? Explique-nos como você consegue colocar sorrisos em nossa face, em seguida brotar lágrimas; como você tem a capacidade de nos tirar o sono, o cansaço, a fome. Sim, a fome! Deixei de almoçar para matar a terrível curiosidade proporcionada com essa leitura. O que é isso? Uma fórmula mágica?

É difícil iniciar a resenha de Não fale com estranhos sem deixar claro uma coisa: nada, absolutamente nada do que eu disser aqui será suficiente para demonstrar a magnificência que é essa obra. A resenha não será o bastante para expressar o sentimento que essa leitura me proporcionou. Então, leitores, tudo o que eu disser aqui vocês podem multiplicar pelo número que quiserem, ainda não será o bastante. Exagero meu? Então façam o teste e adquiram o livro! Eu não serei a única.


“- Você não precisava ter voltado”

Um advogado e um estranho. Duas vidas que pareciam não terem nada em comum, até que esse sujeito aparece no caminho de Adam e diz essa impactante frase. Lugar errado e com a pessoa errada. A consequência disso foi uma grande revelação capaz de mudar o relacionamento de Adam e Corinne. O que será que esse anônimo tinha a revelar?

O estranho começa a falar com o advogado como se o conhecesse há anos, porém, Adam não. Percebendo o bloqueio, o sujeito revela que Corinne mentiu para o esposo desde o início do casamento. Vendo que ele não estava acreditando, o anônimo pede para Adam procurar um débito em nome de Novelty Funsy na fatura do cartão de crédito.


Uma mentira pode mudar tudo, inclusive uma vida

É difícil desacreditar quando realmente tem o mencionado na fatura, mesmo que seja por um desconhecido. Como Adam conseguiu ser enganado durante tantos anos? Qual o motivo de tudo isso? É o que o protagonista precisa descobrir e, para isso, ele não medirá esforço algum. O que fazer quando poucas palavras são capazes de destruir um mundo?

Se o livro é impactante? Isso é pouco. Harlan consegue roubar a cena, nos tirar da zona de conforto, do trabalho, dos estudos. Nos arrasta para a sua obra e não interessa se você tem algo útil a fazer, o importante é a história. A sua história. O mundo ao redor parece parar, o leitor só quer devorar cada página.


Tudo pode ser o fim, inclusive o início

É difícil não desejar o fim, porém, quando ele chega, a vontade é que não tivesse acabado. Quando finalizei o livro, a saudade foi forte o bastante para querer mais. Não é apenas uma obra de suspense que nos deixa atônitos, Não fale com estranhos é um ensinamento, uma reflexão entre o certo e o errado, entre o amor e o ódio, entre a verdade e a mentira. E, principalmente, a consequência que esta pode proporcionar a uma família.

A capa não é das melhores que já vi dos livros de Coben, mas achei que transmite bem a realidade da história. A revisão não foi das perfeitas, verifiquei 4 erros, mas são apenas detalhes que não prejudicam na interpretação e, se ler rápido, provavelmente nem é notório – eu que tenho o hábito de achar erros rapidamente por conta dos anos que trabalhei revisando jornais. A diagramação é confortável, bem feita e do jeito que adoro. Recomendo a leitura não para amanhã ou para depois, recomendo para agora!


Quotes:
“- [...] Depois que Corinne começou o show, você nunca mais voltou a vê-la nua, não foi? Ela fazia o quê? Ficava sempre enjoada de noite para evitar o sexo? É isso que acontece na maioria das vezes” (p. 11).

“Naquele dia ele mais uma vez fora lembrado do óbvio: o mundo não está nem aí para nós e muito menos para os nossos pequenos problemas. Difícil de engolir, certo? Nossas vidas são destroçadas, e ninguém sequer repara. Para os outros, Adam continuava sendo a mesma pessoa de sempre, agindo da mesma forma, sentindo as mesmas coisas. Às vezes ficamos putos quando alguém nos fecha no trânsito ou demora demais para fazer o pedido na Starbucks ou reage de um modo inesperado, e nem pensamos na possibilidade de que essas pessoas, por trás de suas respectivas fachadas, estejam chafurdando num grande mar de merda. Talvez tenham passado pela pior das tragédias, talvez estejam a um passo de perder irremediavelmente a sanidade mental” (p. 43).

“Adam se lembrou então de ter lido em algum lugar sobre os policiais que eram capazes de determinar a culpa ou a inocência de um suspeito pela capacidade ou incapacidade dela dormir. Em tese, o inocente deixado sozinho numa sala de interrogatório não conseguia pregar o olho porque remoía internamente a justiça sofrida. O culpado, no entanto, cedo ou tarde acabava dormindo. Adam nunca havia acreditado muito nessa história, lá estava ele, o inocente que não conseguia dormir enquanto a mulher (culpada?) dormia feito um bebê” (p. 77).

“Kuntz nunca entendeu como alguém era capaz de trair a esposa. Não deveria haver no mundo outra pessoa que um homem amasse mais do que a própria mulher. Se ele não a amasse desse jeito, bem, ele devia tocar sua vida adiante, mas nunca traí-la ou magoá-la” (p. 216).

“- Segundo o médico legista, a causa mortis foi uma bala no cérebro. Mas, antes disso... como você pode ver nesta foto... e se lhe interessa saber, achamos que o assassino usou um estilete para fazer tudo isso que você está vendo aí. Não sabemos quanto tempo ela sofreu” (p. 226).


Título: Não fale com estranhos (exemplar cedido pela editora)
Autor: Harlan Coben
Editora: Arqueiro
Páginas: 304
Ano: 2016

20 Revelaram sentimentos:

  1. Oie,
    já ouvi falar deste livro, mas não consegui me interessar pela história. Quem sabe em outro momento

    bjos
    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  2. Realmente este livro parece ter uma trama que prende o leitor.
    Gostei e vou adicioná-lo a minha lista!
    Obrigada por visitar o meu cantinho e parabéns pelo seu.
    Já virei seguidora e te convido para seguir o meu também.

    www.paginasempreto.blogspot.com.br

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Rafa.
      Já segui seu blog de volta.
      Mas que adorável saber que vai adicionar na lista de leituras. Sim, esse livro merece!

      Beijos

      Excluir
  3. Ainda não li nada do autor, mas sua narrativa parece ser bem envolvendo, daquelas que não se consegue largar o livro até descobrir algo, amei os temas que o autor abordou e amo suspenses, essa obra seria um grande ''prato cheio'', infelizmente não li essa resenha antes de solicitar um outro livro para a editora, mas em breve irei adquirir

    ResponderExcluir
  4. Não conhecia esse autor, mas fiquei muito curiosa depois de ler a sua resenha, parece ser um livro muito interessante.
    Beijos
    Bluebell Bee

    ResponderExcluir
  5. Sue resenha me deixou muito curiosa haha quero ler ele agora! :D

    Um beijo,
    Foca no Glitter

    ResponderExcluir
  6. Nossa cada frase profunda, e você ainda enfatiza que nada vai descrever o quão incrível o livro é.
    fiquei muito curiosa pra ler
    kisses

    ResponderExcluir
  7. Olá, Naty.
    O livro é sensacional mesmo, aliás, o Harlan é. De todos os livros que li dele até agora, todos me deixaram com aquela sensação no final de que porque eu não vi isso antes. E nesse foi a mesma coisa, formulei mil teorias, mas não acertei nenhuma hehe.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  8. Já ouvi falar muito bem do autor e apesar de ter vários livros dele na minha lista eu ainda não li nenhuma obra dele. Já vi que vou adicionar mais esse, esse livro parece ser muito bem escrito e tem suspense na medida certa, é impossível ler sua resenha e não ficar com vontade de conhecer o livro.

    ResponderExcluir
  9. Uoou só pela sua resenha me deu vontade imensa de ler! Já tinha ouvido falar que o trabalho do Harlan Coben era ótimo mas agora quero ler Não fale com estranhos!

    Um beijo,
    Quase Mineira | FB do blog

    ResponderExcluir
  10. Oie!
    Amei sua resenha e sou fã de Harlan Coben. Já li alguns livros e nunca me decepcionei. Ao contrário, os enredos sempre surpreendem, com uma sequencia de suspense, policial, drama e muito mistério. Quero todos! Super recomendo! Esse já esta na minha lista, claro! Beijos.

    ResponderExcluir
  11. Olá,
    Acredita que até agora não li nada do Harlan? :O
    Preciso mudar isso logo. Esse era um livro dele que não conhecia ainda.
    Gostei muito da premissa.
    Bjs e uma ótima noite!
    Diário dos Livros
    Siga o Twitter

    ResponderExcluir
  12. Só li "Seis anos depois" do Harlan e se só com esse fiquei vidrada, imagino o efeito que as outras obras dele tenham também! É uma peninha essas capas serem tão sei lá, não atiça nem um pouco a curiosidade :( mas adorei a resenha, já tá na hora de ler mais dele. Dica anotada!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oii Naty!
    Desde que vi esse livro me interessei logo de cara, gostei dmais da sinopse, parece ser bem fácil e rápido de ler, pra mim é bastante envolvente...Qro mto conferir!
    Bjs!!

    ResponderExcluir
  14. Ainda não li nada do autor, mas tenho muita curiosidade. Gostei da trama do livro, parece realmente ser muito interessante, acho que a história me prenderia assim como foi com você. Gostei da trama envolver o fato de que mesmo que você conviva uma vida inteira ao lado de uma pessoa, você nunca saberá quem realmente ela é. Amei a resenha.
    Abraço!
    A Arte de Escrever

    ResponderExcluir
  15. Pra começar: amei os quotes que você selecionou! Cada um melhor do que o outro, o que só pode me deixar cada vez mais curiosa. Já tinha lido várias resenhas sobre esse livro e parece que o suspense está bem presente durante toda a trama, estou me mordendo pra não comprá-lo pelo impulso. Adorei a resenha, como de costume.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Amei as fotos *__*
    Estou muito ansiosa para ler esse livro, já li e ouvi vários comentários positivos sobre a história.
    Adorei a resenha...
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  17. Que história instigante!! Corinne parece esconder muitas coisas!! Mas quem será este estranho? Gosto deste mistério e suspense todo que o livro parece conter!! Fiquei com muita vontade de conhecer esta história!!

    ResponderExcluir
  18. É uma pena mais ainda não li nenhum de Harlan Coben!! Fiquei bem curiosa sobre a história!!
    Beijoss

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.