Resenha: A lista


Katherine Logan tem apenas 32 anos e sua carreira como jornalista está arruinada, mesmo após muito trabalho e dedicação. A jovem construiu uma carreira de excelência na Revista Etcetera, além de ter sido contratada para cobrir notícias no programa de televisão Thirty Minutes. Contudo, sua ambição de se tornar uma estrela acaba decepcionando-a quando ela e a emissora de TV são processadas.

Sem credibilidade e com a imagem manchada, ela terá de lutar para fazer com que sua carreira ganhe novo destaque. Como se já não fosse o bastante, Logan é abandonada pelo namorado sem um motivo aparente; seu amigo está decepcionado com ela; e o principal e o que dá origem ao livro: sua amiga, confidente e mentora está gravemente doente. Constance é editora da Etcetera, porém, não por muito tempo, pois está sofrendo de câncer e pode morrer a qualquer momento.

Constance tem um jeito único de conversar e entender Katherine. Ela tem a capacidade de enxergar tudo o que Logan não consegue dizer. A jovem é uma fonte de inspiração para a protagonista e, com a criação da lista, ela vê a esperança de criar a matéria que Constance tanto queria produzir.


Antes de partir, a jovem deixa um mistério para Kitty que pode ser a chance de uma mudança de vida: uma relação de nomes de pessoas desconhecidas. Com essa lista, ela terá a função de escrever a melhor matéria de sua carreira. Além disso, será uma forma de prestar uma homenagem a uma grande amiga que tanto lhe ajudou.


Embora a tarefa parecesse fácil, localizar o nome de 100 pessoas desconhecidas não seria algo tão simples como alguém poderia imaginar. Sem contar que Katherine não fazia ideia sobre o que se tratava a reportagem; não havia detalhes, apenas a lista e que ninguém conhecia cada um, não existia uma ligação exata entre as pessoas.

Confesso que quando dei início à leitura, imaginei que a trama seria uma investigação apenas para encontrar as pessoas. Não pensei que o livro abordaria sobre cada personagem e a ligação para a existência da matéria. Com isso, achei a história um pouco arrastada e algumas partes bem desnecessárias. Todavia, a ideia da autora em abordar a os personagens foi essencial para dar sentido à obra. Porém, mesmo assim, o livro não me prendeu e, em alguns momentos, tinha vontade de parar para buscar uma leitura mais prazerosa.

Acontece que mesmo ocorrendo tudo isso, A Lista acaba prendendo o leitor, pois deixa-nos curiosos para saber o envolvimento de cada um e a finalidade para a criação da matéria. Kitty aprende muito e passa por um grande amadurecimento no decorrer de sua pesquisa. Isso também pode servir de lição para o leitor, pois cada um de nós temos uma história a contar, independente do tamanho ou da quantidade de aventura. É necessário observar e dar espaço para que estranhos entrem em nossas vidas e possa transformá-las com suas histórias.

Quotes:
“Todo indivíduo em qualquer parte do mundo tem uma história extraordinária para contar”.

“Você foi a única em meio àquelas entrevistas a me mostrar verdadeiramente que não tinha medo de voar e que, na verdade, seu medo mesmo era o de não voar”.

Título: A lista
Autora: Cecelia Ahern
Editora: Novo Conceito
Páginas: 384
Ano: 2015

21 Revelaram sentimentos:

  1. Olá, tudo bem? Só li um livro da autora até agora, e confesso que simplesmente amei. Quero muito ler "A lista", pois parece ser muito bom também. Adorei sua resenha!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  2. Olá, Naty.
    Que pena que o livro não te prendeu. Esse foi o melhor livros da autora que li até o momento. Eu não conseguia desgrudar os olhos do livro de tão envolvida que estava nas histórias e também claro queria saber qual era a relação entre eles hehe.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  3. Oi Naty, apesar de ainda não ter lido nenhum livro da Cecelia Ahern, já assistir e sempre me emociono com as adaptações dos seus livros.
    A premissa de A lista é realmentre interessante, e fiquei agora curiosa pra saber qual a relação dessas pessoas com a história. Ainda pretendo lê-lo e espero gostar, e é uma pena que ele não conseguiu te prender totalmente. Beijo!

    ResponderExcluir
  4. Oi.
    Não li nada da autora e nem conhecia esse livro. A sua resenha está muito boa, mas a premissa do livro não me atrai. Talvez um dia venha a ler, mas não no momento. Mas imagino que seja uma leitura bem interessante. Obrigada pela dica. Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Ahh esse livro é uma graça! A ideia foi fenomenal, faz dar vontade de sair por aí pesquisando a vida de pessoas como ela fez xD
    Ok, tem umas coisas que foram meio arrastadas, mas não acho que isso tira a graça do livro. É uma pequena e bonita lição essa que ele nos mostra, de ver as pessoas e sua importância como ser humano, sua história e o que cada um contribui para a vida de todos. É bonito pensar assim. Um bom livro.

    ResponderExcluir
  6. Oii Naty!
    Eu gostei mto da sinopse desse livro, imaginei tbm uma história de investigação, mas me surpreendi com o enredo, me agradou mto a reflexão que deixa no ar para o leitor.
    Bjs!!

    ResponderExcluir
  7. pena que o livro não te instigou, gosto de livros instigantes, fiquei meio assim com ele agora kk'
    www.byanak.com.br

    ResponderExcluir
  8. Nunca li nada da autora e acho que vou continuar assim, achei muito legal a ideia da lista mas a história em torno disso me pareceu muito dramática, parece novela mexicana e eu não gosto de coisas tão exageradas assim.

    ResponderExcluir
  9. boom dia, tudo bem?
    O pessoal sempre fala muito bem da Cecilia e dos livros dela.
    Já vi várias resenhas sobre esta obra e o pessoal elogia bastante.
    Gostei da escolha dos quotes e fiquei com vontade de ler a obra.

    ÚLTIMAS HORAS PARA PARTICIPAR DA PROMOÇÃO DOIS ANOS DO BLOG BIO-LIVROS

    ResponderExcluir
  10. Não conhecia a autora e o livro.
    Beijos, Aline
    http://versoaleatorio.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. OLAR!
    Acredita que ainda não li nada dessa autora? Já tinha ouvido falarem super bem desse livro e fiquei bastante curiosa pela sua resenha.
    Beijos! :D
    Borboletas de Papel | Fanpage

    ResponderExcluir
  12. Olá, que pena que o livro não te prendeu :(
    Eu nunca li nada dessa autora mas já vi vários elogios e também muitas criticas a esse livro.
    Adorei sua opinião! Bjus!!!

    www.lendo1bomlivro.com.br

    ResponderExcluir
  13. Olá!
    Apesar de vc dizer que ele é meio arrastado eu curti bastante a premissa e fiquei bem curiosa para saber quem seriam essas 100 pessoas e como a personagem fez a materia. Curti :)
    Bjs

    EntreLinhas Fantásticas

    ResponderExcluir
  14. Amo a escrita da autora Cecelia Ahern. Ainda não li este livro e achei interessante a lista com nomes, pela sinopse achei que fosse algo relacionado apenas a uma investigação, mas parece que o livro é bem mais que isso. Pena que a leitura não fluiu em alguns momentos. Espero ler o livro em breve.

    ResponderExcluir
  15. Se tem uma coisa que eu acho muito triste na literatura é quando um autor tem uma ótima ideia mas falta carisma pra escrever de uma maneira que prenda a atenção, sabe? Parece que é o caso dessa obra. Tipo, a investigação e tal pra escrever a matéria deve ser muuuuito legal, mas ao mesmo tempo vc diz que não prende. Deveria prender a atenção, entende?

    ResponderExcluir
  16. Olá!
    Apesar de ter lido apenas dois livros da autora, posso afirmar que sou fã da Cecelia Ahern. Já li P.S. Eu Te Amo ♥ e Simplesmente Acontece, ambos foram leituras maravilhosas e foram parar na minha lista de favoritos. Mas confesso que não estava muito animada para ler esse livro, ele está há um bom tempo na minha lista de desejados, sei lá, acho que não fiquei empolgada com a premissa, e também, não pesquisei nenhuma resenha do livro. Como essa é a primeira resenha que leio, meu interesse em dar uma chance a essa história aumentou, fiquei curiosa para descobrir qual é o envolvimento de todas essas pessoas para a criação da matéria da protagonista. Vou ler assim que tiver a oportunidade.
    Beijos

    ResponderExcluir
  17. Nunca li nada dessa autora, mas só ouço falar bem. Tenho um exemplar do p.s. eu te amo e não vejo a hora de começar ele logo. Pelo que eu percebi, essa autora gosta muito de histórias dramáticas, e só por causa disso já me identifiquei com ela. Desde que coloquei os olhos nesse livro, tenho vontade de lê-lo. A história é bem diferente, com essa coisa da matéria e procurar o significado de cada um nela.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Oi, Natalia!
    Já me recomendaram esse livro, e disseram que ele é muito bom. Uma pena tu não ter se prendido na leitura. To tão curiosa para saber que ligação os nomes da lista possuem um com o outro e a matéria.. Pretendo ler para tirar minhas próprias conclusões! Beijos

    ResponderExcluir
  19. Olá, adoro os livro da Cecelia porque ela aborda temas cotidianos de forma tão interessante que prende o leitor, aqui vemos uma protagonista que busca recuperar a sua carreira ao mesmo tempo que lida com os problemas pessoais, algo simples mas que deu certo. Beijos.

    ResponderExcluir
  20. Oi!!
    Nunca li nada da autora Cecelia Ahern!! Mas fiquei bem curiosa para ler!!
    Beijoss

    ResponderExcluir
  21. O último livro que li e resenhei no blog ♥ amei demais a leitura, se tornou um favorito!
    No início também achei que seria só ela em busca das 100 pessoas mas quando percebi que não a leitura engatou de vez e não consegui parar mais. A mensagem passada por ele é maravilhosa e eu preciso desse livro físico
    PS: não tenho certeza, mas acho que essa parte do capítulo 11 é quando ela se encontra com o (asqueroso) Richie, ou não? hahah
    Beijos!

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.