Resenha: Raio de Sol


Acabei de ler Raio de Sol, de Kim Holden. Confesso, estou com dificuldades de escrever no momento. A leitura acabou comigo. Simplesmente, acabou comigo.

O livro conta a história de Kate, uma jovem mulher que já passou por muita coisa. Precisando Respirar novos ares, precisando reorganizar a própria vida, ela aproveita uma bolsa de estudos que recebeu e se muda da ensolarada Califórnia para a fria Grant, em Minnesota. 

O livro inicia justamente quando essa mudança acontece, e cada capítulo retrata os acontecimentos de um dia na vida dos personagens, alternando entre os pontos de vista de dois deles. Embora os capítulos sejam dispostos desta forma, penso que o livro possui três protagonistas. Cada um desempenha um papel fundamental na história.

Como eu disse, Kate já passou por muita coisa. Mas enquanto uma vida difícil é capaz de embrutecer o menor dos corações, com a protagonista as circunstâncias fizeram com que seu coração fosse do tamanho do mundo. Ela é alegre, é positiva, não entrega os pontos facilmente. É o tipo de personagem que faz a diferença na vida de todos os outros, incluindo os secundários. E o melhor dela? Ela vai plantando sementinhas durante todo o livro. E quando a gente percebe, as flores estão ali, prontas para serem colhidas. 

Gus é o amigo inseparável de Kate. Um músico talentoso, um cara lindo, grande, com o coração do tamanho do mundo. A amizade deles é abordada em todos os capítulos até, pelo menos, metade do livro. O leitor consegue se envolver com eles. Consegue ter uma dimensão do amor e da admiração que transita entre os dois. Eles se apoiam, eles se instigam a fazer melhor, eles suportam a dor do outro. Eles são abrigo, proteção, refúgio. Eles são almas gêmeas. Eles são tudo um pro outro e, embora a distância entre eles doa, um motiva o outro a continuar seguindo em frente, a continuar correndo atrás dos próprios sonhos. E, ao conhecer Gus, é impossível não se apegar e se apaixonar.

Embora se conheçam no início do livro, a relação de Kate e Keller vai amadurecendo conforme avançamos na leitura. Há sim uma atração imediata, mas o que o leitor percebe é que o amor que surge entre eles é maior que qualquer coisa. Mais um encontro de almas. Puxa, será que isso é possível? Acho que sim. O Keller chega e passa a ocupar um espaço que nunca fora preenchido no coração de Kate. Eles se tornam amigos, mas mais que isso. Eles se tornam amantes, mas é muito, muito mais do que isso. Ambos têm segredos, que são revelados lá pela metade do livro. O dele um pouco antes, na verdade. E quando eles estão assim, inteiramente expostos, o que vemos é lindo.


Raio de Sol é um livro que não tem encheção de saco. É uma história que não tem mimimi. Não tem aqueles dramas adolescentes, tão comumente encontrados nos YA por aí. Não, neste livro tem drama de verdade. Drama com D maiúsculo. Tem aquele tipo de situação que faz o leitor chorar. Chorar a ponto dos olhos incharem e a garganta arder, e a gente se perguntar por que decidiu ler o livro logo hoje, logo agora. Eu respondo: porque sim. Porque é épico.

É um livro que vai, aos poucos, nas entrelinhas, mostrando que a vida é um dom. Que merece ser vivida, sem arrependimentos. Que é importante confiar, não julgar, acolher e estar ali para as pessoas que amamos. O livro mostra que às vezes a única coisa que o outro precisa é que a gente estenda a mão. Que ouça com atenção. 

Às vezes, tudo o que a gente precisa, é se permitir ser quem de fato é. Às vezes, a gente só precisa aproveitar as pequenas coisas da vida. Elas podem vir na forma de uma boa música, ou quando é possível dançar até sentir os joelhos doerem. Quem sabe a possibilidade de comer um chocolate enquanto assiste o pôr do sol. Ou, talvez, poder tomar um café quentinho enquanto lê um livro. Essa para mim foi a grande sacada do livro, mostrar que é possível encontrar amor, felicidade, vida, nas pequenas coisas.

Não, não é um livro de autoajuda. E também não é o tipo de história estilo Pollyana. É na verdade uma obra capaz de nos fazer enxergar a vida de maneira diferente. O livro nos apresenta todas as possibilidades, e nos mostra que cabe a nós decidir o que fazer a respeito delas. Pretensioso? Talvez. Pode ser que a história não seja absorvida da mesma forma por todo mundo, mas digo uma coisa, impossível terminar a leitura e não pensar em ser épico. Impossível conhecer essa história, esses personagens, e não querer fazer o épico.

A diagramação está simples, objetiva. Encontrei poucos erros, apenas de digitação (letrinha faltando na página 234, uma letrinha trocada na página 373, uma palavrinha intrusa na página 382). Mas acho que o que mais me incomodou foi a espessura da capa. Parece tão fininha, principalmente levando em consideração que a obra tem 448 páginas, que muitas vezes deu a impressão que a capa ia soltar, rasgar. Ficou torta, mesmo eu tomando o maior cuidado com o livro. Um pequeno viés, que não é capaz de tirar o brilho do livro, mas que pode ser melhorado em futuras edições.


Quotes:
“Sei que muitas pessoas adoram coisas chiques e respeito isso, mas acho supervalorizado. Faz com que eu deseje o simples. O chique esconde muito, enquanto o simples mostra tudo sem tentar justificar”.

“Sei que é estranho, mas gosto de pensar em Deus como meu amigo. Não só religiosa; só falo co ele com frequência. Peço muitos favores. Às vezes, as coisas funcionam a meu favor, e às vezes, não. É a vida. A gente só precisa aproveitar ao máximo”.

“Faça épico”.

Outras fotos:



Título: Raio de Sol
Autor:  Kim Holden
Editora: Planeta
Páginas: 448
Ano: 2016

18 Revelaram sentimentos:

  1. Oi,

    Fiquei com muita vontade de ler o livro depois de sua resenha. Amei o fato de nos fazer exergar a vida de uma outra forma. Esses erros básicos não me incomodam, mas a capa sim! E poderia ser capa dura, näo?

    http://blogmichaelvasconcelos.blogspot.com.br/?m=1

    ResponderExcluir
  2. Olá! Adorei a resenha, só me convenceu ainda mais que o livro eh excelente! Ansiosa pra ler mais a obra!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Olá.
    Primeiro gostaria de dizer que eu AMEI as fotos! Estão lindas. E em segundo que eu já estava com vontade de ler esse livro e você me deixou com mais vontade ainda. Sua resenha está maravilhosa. Parabéns! Eu adoro drama. Sempre gostei. Independente se é com mimimi ou não, mas garanto que esse livro vai me fazer chorar e ter aquela famosa "ressaca literária", que na verdade, faz tempo que não tenho uma.

    Beijos! | * Sorteio: A Rebelde do Deserto *

    ResponderExcluir
  4. Mas se tem um livro arrasador no momento é esse. Caramba! Já faz um tempo que vi uma resenha dele e fiquei impressionada, queria que saísse aqui no Brasil pra poder ler. É um dos meus desejados do momento e não vejo a hora de pegar. Até porque o drama ali é Drama mesmo, com D maiúsculo e tudo, falou bem. Acho que sou outra pessoa que vai ficar sem saber como expressar o que vai sentir. Torcendo pra ser assim mesmo, porque haja resenha desse tipo por aí. O livro é de dar um baque de verdade mesmo.

    ResponderExcluir
  5. Oi Krisna,
    Quando vi o lançamento desse livro o que mais chamou a minha atenção foi a capa, esse título fez com que eu acreditasse que encontraria uma linda história nas páginas, e felizmente não me enganei! Já estou cativada com essa protagonista, com certeza queria ser amiga de uma garota assim, com muito otimismo e leveza mesmo em momentos difíceis. E essa amizade verdadeira e sincera com o Gus então? Amo quando encontro uma bela amizade em um livro, isso me encanta demais. Sério, preciso ler esse livro e me emocionar com essa história iluminada e inspiradora, com certeza Raio de Sol vai furar a fila.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Já tinha visto esse livro, mas nunca tinha sequer lido a sinopse.
    Adorei a resenha! Já quero esse livro. Adoro dramas e esse parece ser muito bom!
    Ontem comprei vários livros de drama, pena que não li sua resenha antes, pq teria comprado esse livro com certeza. Mas vai pra lista da próxima compra.
    Parabéns pela resenha!

    ResponderExcluir
  7. Olá, Krisna.
    Eu vi algumas pessoas falando sobre esse livro no face, mas nem sabia sobre o que se tratava. Como é um gênero que não sou muito fã, não prestei muita atenção. Mas agora lendo sua resenha fique bastante interessada. A Kate é o tipo de protagonista que gosto em um livro. Dica anotada.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  8. Oi.
    Linda resenha, parabéns. Já estou com esse livro adicionado a minha lista desde que começou a sua divulgação. Mas ainda não tive a oportunidade de ler. Com certeza deve ser uma leitura com uma bela mensagem de vida. Lendo sua resenha, mais motivada fiquei. Obrigada por essa ótima dica. Ansiosa pela leitura! Beijos.

    ResponderExcluir
  9. Nossa, que resenha apaixonada! Impossível ler e não querer ter o livro! Simplesmente amo livros que nos fazem pensar, que nos acrescentam em algo, que a gente leva pra vida. <3

    ResponderExcluir
  10. Não conhecia a história do livro, geralmente fujo de romances/dramas mas de vez em quando acabo me rendendo e leio algum do gênero e acredito que se vou ler algum livro assim tem que ser aquele tipo que dá vontade de morrer depois da leitura e pelo que vi esse livro faz exatamente isso, acho que lerei se tiver oportunidade.

    ResponderExcluir
  11. Oi, Krisna
    Nossa, todos falam que essa leitura está devastando corações, e pelo jeito está mesmo. Estou ficando imensamente curiosa para ler de tanto que vocês falam.
    Gostei de saber que não tem mimimi, pois uma coisa que às vezes pode me desagradar, dependendo do livro, é muito drama adolescente.
    Adorei a resenha.

    ResponderExcluir
  12. Eiiitaaa, que resenha linda!!
    Eu estava na dúvida entre ler ou não o livro, e agora, tipo, EU PRECISO ler, porque to muito curiosa pra saber que acontece!
    Parece ser daqueles livros que enternecem nosso coração do início ao fim!
    Agora eu queroooo kkkk
    bjão
    Ana,
    elvisgatao.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Depois desta resenha a única coisa que posso fazer é iniciar imediatamente a leitura do livro. Pelo capa e pelo titulo não achei que a historia fosse tão intensa. Acho fascinante encontrar a alma gêmea em uma amizade. Parece linda a relação com Gus. Fiquei muito curiosa para saber os segredos dos personagens. Adorei as fotos :)

    ResponderExcluir
  14. Nuss, quero ler. Adoro dramas e essa mistura toda que você encontrou na estória parece ser certeira. Drama, romance e pequenos mistérios. Gosto mundo de livros que conseguem mexer com o leitor de forma a torna-lo diferente ao término do livro. Esse vai pra minha lista.

    ResponderExcluir
  15. Parece ser um livro sensacional, e seus comentários me fizeram ter a certeza de que quero muuuito ler. Eu amo quando os livros alternam entre um personagem e outro, pois sempre me sinto ansiosa para voltar para aquele que mais gosto, e de bônus ainda explora bastante a história. Mas, o que mais me chamou atenção foi o fato de não ser um livro de mimimi, e que vai direto ao ponto do que quer passar. Gostei muito do enredo e ainda mais da sua resenha.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Estou precisando deste livro urgente, eu li a sinopse esse dias e já estou louca para ler, adoro histórias de dramas com D maiúsculo como você disse kkk essa resenha só me deixou mais doida para ler logo e o que dizer dessa capa? Esta perfeitaaa.
    Beijoss!!

    ResponderExcluir
  17. livros YA nao me atraem muito exatamente pelo o que vc falou por dramas adolecentes ,com essa resenha fiquem com vontade de dar uma chance ao genero

    ResponderExcluir
  18. Gostei muito da resenha!! Espero ler em breve!! A capa é linda demais!!
    Beijoss

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.