28 março 2018

Resenha: No mar

Olá,

Nessa história temos um homem que ama o mar e ama velejar. Logo no início do livro você já fica sabendo que ele pegou três meses sabáticos no trabalho, para poder fazer um trajeto no mar com seu veleiro. Sim, ele vai ficar três meses no mar velejando.

Com o desenrolar da narrativa, você descobre que a filha dele embarcou no veleiro no trajeto final da viagem, faltando dois dias para chegar ao destino, onde eles irão encontrar com sua esposa. Essa última parte da viagem terá apenas dois dias de duração, e o nosso velejador conta como se preparou para essa etapa, pois estará a bordo com ele uma criança de 7 anos, e o cuidado e a atenção precisam ser redobrados.


Durante a leitura, você vai receber lições sobre velejar e sobre o mar. Vai ouvir histórias de velejadores. E as histórias são muitas: velejadores que cometem pequenos erros e acabam encarando ondas tão gigantes que engolem o veleiro. Histórias sobre homens que ficam tanto tempo velejando que se esquecem, que ficam desidratados, que acabam não voltando.

Aos poucos você percebe que existe algo errado com esse homem. As coisas que ele faz não tem tanta coerência com o que ele diz ser o correto a fazer. Você percebe que ele não é confiável. Você percebe que os pensamentos dele são confusos, e para piorar o quadro, algo ruim acontece, mas você não tem exatamente certeza do que é. E de repente, você se pega julgando esse cara o tempo todo, tudo o que ele faz parece estúpido aos seus olhos e você próprio quer assumir o controle do veleiro para resolver tudo.


A narrativa vai alternando entre as memórias do velejador no passado, e as ações dele no presente. Esse é um livro muito curto, que te deixa em contradição, com medo e com muita raiva. Porém, é um dos melhores livros que li esse ano. A narrativa do autor é bastante fluida, e as histórias inseridas dentro do livro são muito interessantes que te deixam grudado no livro.

Abraços.






Título: No mar
Autor: Toine Heijmans
Editora: Cosac Naify
Páginas: 160
Ano: 2015

21 comentários

  1. Oi, Silvana.

    Dado ao fato desse homem não ser confiável, dá pra imaginar se, incoerentemente, ele teve algo a ver com tal acontecimento.

    ResponderExcluir
  2. Esse livro é uma boa pedida para quem gosta de velejar, já que ele ensina várias coisas a respeito. Ao mesmo tempo que tem essa aventura da viagem toda, tem um drama wue envolve o velejador, noa deixa curioso sobre o que o levou a fazer essa trajeto e o que ele fez de errado!!

    ResponderExcluir
  3. Gostei da resenha Silvana. Não conhecia o livro e achei a história bem promissora. Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  4. Não conhecia, Silvana. Mas parece bem interessante!

    Beijo!
    Cores do Vício

    ResponderExcluir
  5. Interessante isso que acaba mostrando das lições do mar e tudo a respeito. Chamou atenção por isso. Achei legal por como a gente vai ficando desconfiada do cara também. Vendo as coisas erradas aos poucos, tirando uma visão diferente conforme avança a leitura. Pode ser legal por isso. Ao menos parece deixar curioso pra saber como tudo termina.

    ResponderExcluir
  6. Que legal, nunca tinha ouvido falar desse livro, e talvez a capa nem me chamaria tanta atenção, mas gostei da proposta.. parece incrível as histórias que compõe esse livro..

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oiii Silvana

    Eu nem sabia direito de o livro se tratava e te confesso que se fosse ler apenas a sinopse, sem ler a resenha, acho que nem daria uma oportunidade, mas a tua resenha me convenceu total, além de ser curtinho, parece ser aquele livro que faz todo tipo de emoção fluir na gente, questionamentos que a gente nem tinha até então. Ah vou anotar sim

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  8. Olá, Silvana.
    Eu amei as fotos da postagem. Já o livro não me interessou tanto assim. Se tem uma coisa que não gosto é do mar, nem nada relacionado hehe. Nem passo perto de praia. Mas que bom que gostou tanto.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  9. Achei a premissa bem interessante, mas não acho que gostaria da leitura já que tenho um certo pavor do mar hahaha

    Beijos
    Próxima Primavera

    ResponderExcluir
  10. Oi Silvana, como vai?
    Não conhecia o livro. Apesar de achar a premissa interessante e de curtir a sua resenha, acho que não leria neste momento. Eu tenho muito medo de mar, e pelo que você falou, o livro suscita algumas reações sobre a maneira como ele conduz a viagem. Sei lá, acho que deve ser tenso! rsrsr
    Bjus
    Doces Letras

    ResponderExcluir
  11. Adorei a resenha. Achei muito interessante a proposta do livro. Parece bem diferente. Amei a foto também.:) Bjs

    ResponderExcluir
  12. Necessito ler esse livro, estou morrendo de curiosidade para saber o que é.
    Amei a resenha
    Beijos
    lolamantovani.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Realmente se eu visse esse livro na livraria ele não me chamaria atenção com a sua capa mas achei bem interessante a proposta da autora

    ResponderExcluir
  14. Silvana!
    Bem, apesar de ter dito que foi uma das melhores leituras que fez, não sei se me interessei muito pelo enredo, primeiro porque não entendo nada de velejar, embora ame o mar e depois, fiquei me perguntando por que tudo é tão confuso? Por que não podemos confiar nele?
    “Não cruze os braços diante de uma dificuldade, pois o maior homem do mundo morreu de braços abertos!” (Desconhecido)
    BOA PÁSCOA!
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA MARÇO: 3 livros + vários kits, 5 ganhadores, participem!
    BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
  15. Oi, Silvana,
    Não conhecia esse livro, mas confesso que fiquei muito interessada em ler, pois adoro histórias reflexivas, sem falar que meu sonho é velejar, só que moro bem longe do mar :/
    Que personagem mais intrigante e confuso, o mistério envolvendo a sua personalidade que faz com que julgamos a suas ações e, o que de ruim e angustiante aconteceu durante esses três meses velejando me deixaram curiosa para conhecer essa história. Um livro curtinho, mas que traz uma bela lição de que não devemos julgar sem realmente entender a situação.
    Gostei da dica.
    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Oi Silvana.
    Não li nenhum livro que se passasse no mar ou velejando.
    Adoro narradores não confiáveis, sempre nos deixa com a pulga atrás da orelha e ficamos nos questionando se o que ele diz é real ou verdadeiro.
    Fiquei bem curiosa para conhecer essa história.
    Beijos

    ResponderExcluir
  17. Oi, Silvana! Não conhecia esse livro. Gosto de leituras que fluem como você falou! Gostei da dica! ;)

    beijos!!

    http://ludantasmusica.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  18. Oi, Silvana!!
    Que fotos lindas, parabéns!! E com relação ao livro não conhecia mais gostei muito da história!!
    Bjos

    ResponderExcluir
  19. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  20. Esse livro é bem diferente do que eu costumo ver por aí, mas sou fã de histórias mais simples mas que tem muito a oferecer. Nunca li nada relacionado ao mar e acho que esse pode ser um bom começo. Nunca tinha ouvido falar do livro até agora, mas gostei de conhecer.

    ResponderExcluir
  21. Oi Silvana!
    Parece ser um livro bem interessante e com uma história diferente, conhecer o personagem e identificar suas tramas. Uma pena que o livro é realmente bem curtinho e imagino que deixa algumas explicações de lado.
    Bjs

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.