21 dezembro 2018

Resenha: Contumélia


contumélia
substantivo feminino
dito afrontoso; injúria, insulto, afronta.
Inês é uma jovem desesperada!
Ela completou 16 anos e D. Constância, sua madrinha com quem ela mora, decidiu que ela precisava de um noivo. O problema é que, miseravelmente, D. Constância escolheu um pretendente absolutamente intragável, o Sr. Macedo.
Agora a única esperança de Inês, para não acabar casada com alguém que ela não suporta ou ir para um convento, é o súbito interesse que Henrique, um velho amigo da família, passou a demonstrar por ela. Contudo, ela não sabe se as intenções dele são realmente sérias e antes que possa descobrir, é enviada numa viagem inesperada para o noivado de sua prima Cecília em Petrópolis.
Assim, em meio ao burburinho causado pelo misterioso assassinato do barão de Araribá em Paraíbuna, Inês e sua espirituosa companheira Teresa acabarão envolvidas em inusitadas e perigosas aventuras. 
Contumélia me levou pela mão por um passeio idílico ao tempo do Brasil Imperial, em uma viagem que me encheu de romantismo.

Dona Inês é uma jovem de dezesseis anos e durante a sua viagem para Petrópolis acaba enfrentando grandes aventuras cujo ponto alto é o encontro fortuito com o Sr. André.

Mas antes desse encontro, que promete mudar e agitar a vida de Inês, vou te contar um pouco sobre nossa mocinha. Ela é um doce de menina, que vive com a madrinha – por motivos que serão explicados no decorrer da trama – e que está encarando a possibilidade de ter que se casar com o insuportável Sr. Macedo. Ou de ir para o convento.

Prefere o convento? Acha que permitirão que leia livros tolos de pernas para o ar o tempo todo? É bom se acostumar com a ideia de que o seu único livro será a Bíblia e que sua única distração, depois de horas limpando o chão, será rezar, pois é para o convento que você vai se o Sr. Macedo não quiser se casar com você!

Esse tal senhor foi escolhido a dedo pela madrinha de Inês, e a jovem não vê nenhuma possibilidade de escapar das garras dele, até que o encantador Sr. Henrique Azevedo começa a prestar muita atenção em Inês e decide cortejá-la, para desespero da madrinha da mocinha.

Obviamente, apesar de toda a insistência de Henrique, a madrinha de Inês se mostra irredutível e para afastá-la do jovem – que tem a fama de ser amante de uma nobre dama casada – envia Inês e sua mucama Teresa para Petrópolis, onde será realizada a festa de noivado de sua prima.

E aí, jovens expectadores, é que a magia começa. Logo no início da trama somos informados em caráter jornalístico sobre uma desavença entre o Barão de Araribá e o filho do Visconde de Rio Claro, e em seguida somos informados da morte do Barão, que tinha como motivo as puladas de cerca da jovem baronesa.

O mistério sobre essa morte persegue Inês durante sua viagem até Petrópolis, trazendo a ela e Teresa muitas aventuras. Teresa não é apenas a mucama de Inês, mas sim sua melhor amiga e a cumplicidade entre elas me fez esquecer diversas vezes a sua condição de escrava. O bom humor e perspicácia dessa personagem, assim como o seu carinho pela sinhazinha, foram capazes de me deixar nas nuvens.

E por falar em deixar nas nuvens... como resistir a André, seus segredos e seus olhos azuis? Ele aparece no caminho de Inês e, depois de muitas encrencas e percalços, me peguei suspirando por ele e torcendo por seu final feliz. Com isso percebi que seus ombros eram realmente largos, ao contrário de alguns cavalheiros que nos enganam com casacas muito bem engomadas.

Logo, com a chegada de André temos a trama completa, com aventura, mistério e romance, nos oferecendo um pacote completo de aquecer o coração. 

Já estou esperando novas histórias da Lilian... ansiosamente.

Uma observação:
Separei um quote especial, de quando Inês está em uma missa e tem um daqueles pensamentos que guarda apenas para si. Achei muito eloquente sua linha de raciocínio.
"Eu odiava sermões. Aos meus ouvidos eles sempre soavam forçados e repressores. Raramente uma pregação fazia com que eu me sentisse inspirada a ser uma pessoa melhor. No geral, parecia apenas que estavam nos acusando e nos dando várias instruções coercitivas."
Sobre a edição:
Lilian se esmerou na caracterização dos personagens e na ambientação da trama, nos proporcionando diálogos próprios da época e nos dando uma visão de como funcionava a cabeça da protagonista, nos entregando uma Inês cheia de opiniões, mas que, por causa da época, as mantinha para si.

O livro está disponível para compra na Amazon em versão ebook e também no programa de empréstimos Kindle Unlimited.

Compre o livro aqui: https://amzn.to/2UAWzkT

Confira as redes sociais da autora:
Skoob - https://www.skoob.com.br/contumelia-817717ed822106.html


Título: Contumélia (e-book cedido pela autora)
Autora: Lilian C. Peixe
Editora: Independente
Páginas: 188
Ano: 2018

18 comentários

  1. Eu sinto uma ponta enorme de alegria no coração quando leio a resenha de um livro tão bem fundamentado e sendo nacional!!!!
    Que história que parece ser completinha, redondinha, como diriam!
    Inês é uma menina jovem, que mesmo vivendo este drama de ter que escolher entre duas opções nada agradáveis, continua mantendo a sensibilidade de uma jovem de sua idade.
    E falar o que do lado masculino da coisa??rs
    Sei que quero muito ler este livro. Ir buscar meu kindle com o sobrinho e fazer isso!!!!
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha, espero que vc goste tanto quanto eu!
      Foi uma história leve.. que eu nao queria que acabasse!!!

      Excluir
  2. Que historia mais fofinha, daquelas tipo sessão da tarde com pipoca. Mesmo contando com alguma mistério acho que não dá pra esperar muito dessa narrativa, certo?Se bem que um romance contado no Brasil imperial, seria totalmente novo para mim. Ver o drama da Inês entre dois dilemas deve entreter o coração do leitor. Boa dica.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi doce mesmo! Quando vc ler vem me contar!

      Excluir
  3. Hey Sissi! Tudo bem?
    Eu não conhecia o livro, e pra falar a verdade não é o gênero que eu costumo ler. Mas eu adorei a sua resenha e a premissa dele por se passar no Brasil imperial, e não em um país europeu como a maioria dos romances de época.
    Obrigada por comentar lá no blog.
    Volte sempre!

    ~ Blog miiistoquente
    ~ Siga no Instagram
    ~ Curta no Facebook

    ResponderExcluir
  4. Achei um pouquinho clichê, mas acho que eu leria por parecer um livro curtinho e que dá pra fazer uma rápida leitura...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, mas todo clichê, quando bem trabalhado, é divertido!

      Excluir
  5. Oi.
    O livro parece interessante e com certeza eu leria. O melhor é que o livro é nacional.
    E adorei a escolha onde a história é ambientada, porque normalmente as pessoas fazem histórias de época que passa na Europa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente! Saindo da Europa e vindo para o Brasil, por favor autores!

      Excluir
  6. Que fofo!
    Parece trazer mais da história do Brasil e falar sobre a vida difícil das mulheres, não poder escolher seu futuro, seu marido, sua profissão...
    Parece ser muito bom e ter um final feliz!
    Quero!
    bjs

    ResponderExcluir
  7. Oi, Sissi!!
    Já apaixonada por essa história, adoro um por livro nacional e fiquei bem feliz com essa história e vou pegar para ler esse e-book já que está disponivel na amazon.
    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pega sim Marta! Mas tem que vir me contar depois o que achou! E conta pra autora tb... diz que eu que indiquei!

      Excluir
  8. Oi Sissi,
    Que capa mais linda, me encantei, e amoooo romances datados. Cada vez mais orgulhosa dos nossos nacionais <3
    Eu, sinceramente, adoro ver novos ambientes, acredito que além da história principal nos conquistar, as descrições também se tornam convidativas, e, aparentemente isso é algo presente em todo o livro, gostei também de como mostra os costumes da época.
    Não tenho dúvidas que a protagonista conquista e causa empatia no leitor, só espero que não tenha nada de triângulo amoroso, li algumas resenhas, e senti um pouquinho disso, é algo que não gosto.
    Outro ponto positivo é a linguagem utilizada, já sei que ela é bem real da época em que a história se passa, vi também que isso incomodou algumas pessoas, já eu, adorei, um elemento a mais e convidativo.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie!!! Já sabe - coloca ele na lista e vem me contar o que achou <3

      Excluir
  9. Oi, Sissi
    Sua resenha é a primeira que leio do livro.
    Adorei a trama com o cenário do Brasil Imperial e a amizade de Inês e Tereza.
    Já quero, beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não deixe de vir me contar o que achou!
      beijao

      Excluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.