17 dezembro 2018

Resenha: Eu sou a lenda


Robert Neville vive sozinho em sua casa há pelo menos três anos. Durante o dia sai à procura de suprimentos e itens para proteção. Durante a noite, porém, ele é obrigado a voltar para casa pois seres sobrenaturais escondem-se nas sombras, mas mostram-se quando a noite cai.

Tudo isso é devido ao aparecimento de uma praga que infesta todo mundo, transformando qualquer ser vivo em seres chupadores de sangue.


Mantendo-se sempre em movimento para não perder a sanidade, Neville trabalha com afinco para proteger sua casa e para descobrir uma cura para a doença. Busca informações literárias e científicas de modo a trabalhar num projeto para restaurar a saúde daqueles que padecem sob tal mal.

Publicado originalmente em 1954, "Eu sou a lenda" serviu de base para muitos autores, inclusive o grande mestre Stephen King. Com uma linguagem simples, mas poderosa e um conteúdo cheio de referências literárias e musicais clássicas, Richard Matheson também encara o mundo dos vampiros, inovando em um enredo arrebatador, porém com estímulos precários.

Longe de ser uma obra movimentada, "Eu sou a lenda" é antes um trabalho que desenvolve a perspicácia, tolerância e paciência de um personagem que tem tudo para explodir numa miríade de sentimentos, e leva o leitor a exercitar certa paciência também.


O conteúdo não é linear. Frequentemente Matheson insere fluxos de pensamento que nos levam a conhecer a origem de tudo, assim como sua família e amigos. Dessa forma, ele nos guia por caminhos apreensivos, em virtude do que observamos com o desenrolar da história e as viagens ao passado.

Neville é um homem bom, que só quer o bem para a humanidade. Mas a humanidade já não é tão humana assim, e como num jogo de cabo de guerra, vence quem tiver mais aliados. E Neville está sozinho, sim.



Título: Eu sou a lenda (I am legend)
Autor: Richard Matheson
Editora: Aleph
Páginas: 382
Ano: 1954 / 2015

21 comentários

  1. A princípio não é o tipo de livro que me desperta interesse, não é nem só questão de sair da zona de conforto, é que não me atrai mesmo esse tipo de "fantasia". Mas uma coisa me deixou curiosa, tu mostrou uma visao diferente do normal, geralmente seria um livro agitado, com muita aventura, sustos e tensão mas foi tua interpretação que me agradou. "Perspicácia, tolerância e paciência" descreve a visao e emoções do protagonista e não a luta em si, e foi justamente isso que gostei. Mudar o ponto de vista, como foco do livro, é um baita diferencia, tá valendo então.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso mesmo, Fabiana. O conteúdo do livro foca muito na mais na paciência que o protagonista tem enquanto busca uma cura do que nas criaturas propriamente ditas.

      Excluir
  2. Olá, Marcos.
    Eu assisti o filme e já achei meio parado, por isso nem vou me aventurar no livro porque com certeza vou achar chato. Mas essa edição está maravilhosa.

    Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Sil. Eu gostei do filme, mas confesso que na época não sabia da existência do livro. Se vale de incentivo para mudar sua opinião, os dois são bem diferentes.

      Excluir
  3. Oi, Marcos!
    Mentira que esse livro é de 1954?!?! Estou chocada!
    Eu gostei muito do filme, mas não sei se leria o livro..
    Beijos
    Balaio de Babados
    Natal Literário 2018: 5 kits, 10 ganhadores. Participe!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Luiza! Eu também não sabia que ele era tão velho assim rsrs eu gosto sempre de ler o livro de ver as adaptações. Nesse caso, confesso que gostei mais do filme kkkk

      Excluir
  4. Oie!
    Não sabia que esse livro era tão antigo assim, confesso! A edição da Aleph está linda e parece ser um livro bom. De qualquer forma, não sei leria porque já vi o filme, então não sei haha
    Beijos

    Our Constellations

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ana Lícia! Mais velho que a minha mãe esse livro rsrs e de fato, a edição da Aleph está impecável. Se vale de consolo, o livro é bem diferente do filme, mudaram bastantes coisas.

      Excluir
  5. Acabei lendo este livro já tem muito tempo!!! Mas em outra versão, tão antiga quanto! Mas o enredo é o mesmo. Mas esta edição capa dura está linda demais!
    Acabei vendo também a adaptação com Smith e é um danado de filmão!!!
    Aliás, isso de seres chupadores de sangue sempre rendeu ótimos cenários, né?
    Quero esta edição!rs
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Eu tbm gostei do filme, mas confesso que de início eu pensava que eles eram uma espécie de zumbis kkkkkkk mas é certo, onde há vampiro, provavelmente vem coisa boa!

      Excluir
  6. Ainda não conhecia o livro, não sabia que ele e o filme tinha uma ligação, confesso que não gostei muito dofilme, mas acho que para quem gosta do gênero ele e o livro são uma escolha certa.

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Kaila! O filme é baseado no livro sim ^^ eu curti o filme, apesar das diferenças. Quanto ao livro, muita gente o tem como livro de cabeceira, mas pra mim não é tudo isso não.

      Excluir
  7. desde o filme eu sempre tive curiosidade em ler o livro pq adoro uma boa ficção cientifica como essa,fiquei ainda mais curiosa agora com sua resenha

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lívia! As coisas são bem diferentes. Apesar disso, ele é mesmo uma boa ficção.

      Excluir
  8. Lembro de ter assistido o filme, nem sabia que tinha livro (ainda mais antigo assim!).
    E CARAMBA! QUE EDIÇÃO MARAVILHOSA!!! Já querooooooo!!

    ResponderExcluir
  9. Oi, Giovanna! Bonita essa edição, né? Sugiro a leitura do livro para fazer sua avaliação sobre qual e o melhor rsrs

    ResponderExcluir
  10. Olá
    A edição do livro está de incrível, ainda preciso ver esse filme, quem interpreta o personagem principal é o Will Smith né?

    ResponderExcluir
  11. Oi, Marcos!!
    Assisti o filme tem muito tempo e não sabia da que existia o livro e agora estou bem curiosa para saber mais sobre essa obra. Particularmente gostei do filme com Will Smith mesmo que em alguns momentos fosse uma história um pouco parada.
    Bjos

    ResponderExcluir
  12. Não é bem do gênero que leio mais, mas acho legal essas mudanças que acontecem em que o mundo é tomado por seres estranhos ou os humanos se tornam assim.
    Gostei das críticas que li e da sua resenha, então vou tentar ler em breve!
    bjs

    ResponderExcluir
  13. Assisti ao filme e gostei muito, porém se fosse para ler o livro, creio que eu não leria, pois acho que seria uma leitura muito cansativa, mas o filme eu recomendo.

    ResponderExcluir
  14. Oi, Marcos
    Já assisti o filme, mas não sabia do livro.
    Nem tudo é igual quando livros viram adaptações para TV, é perfeito quando os 2 apesar das diferenças mostram a mesma mensagem.
    Gostei do enredo do livro mesmo sendo antigo mostra um homem que ainda acredita que a humanidade pode ser salva. Espero poder ler esse livro.
    Beijos

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.