03 dezembro 2018

Resenha: A garota do lago


Fala galera, hoje vim falar de A garota do lago, um livro tão óbvio que irei tentar focar mais em outros pontos do livro do que no mistério em si.

Carta de admissão na faculdade (sinopse)

Summit Lake, uma pequena cidade entre montanhas, é esse tipo de lugar, bucólico e com encantadoras casas dispostas à beira de um longo trecho de água intocada.

Duas semanas atrás, a estudante de direito Becca Eckersley foi brutalmente assassinada em uma dessas casas. Filha de um poderoso advogado, Becca estava no auge de sua vida. Era trabalhadora, realizada na vida pessoal e tinha um futuro promissor. Para grande parte dos colegas, era a pessoa mais gentil que conheciam.

Agora, enquanto os habitantes, chocados, reúnem-se para compartilhar suas suspeitas, a polícia não possui nenhuma pista relevante.
Atraída instintivamente pela notícia, a repórter Kelsey Castle vai até a cidade para investigar o caso e logo se estabelece uma conexão íntima quando um vivo caminha nas mesmas pegadas dos mortos.

A selvageria do crime e os esforços para manter o caso em silêncio sugerem mais que um ataque aleatório cometido por um estranho. Quanto mais se aprofunda nos detalhes e pistas, apesar dos avisos de perigo, mais Kelsey se sente ligada à garota morta. 
E enquanto descobre sobre as amizades de Becca, sua vida amorosa e os segredos que ela guardava, a repórter fica cada vez mais convencida de que a verdade sobre o que aconteceu com Becca pode ser a chave para superar as marcas sombrias de seu próprio passado.

Coletando informações para a matéria

A história de A garota do Lago começa com a morte de Becca, uma cena de um ataque que acaba culminando na morte da jovem. No próximo capítulo somos introduzidos a jornalista Kelsey Castle que retorna ao trabalho depois de um período de licença e logo é direcionada pelo seu chefe a investigar o caso em Summit Lake. E assim é a estrutura do livro, dividido entre os capítulos de Becca no passado e os de Kelsey no presente, cada um contando suas histórias para no fim se interligarem.

E assim como os capítulos que se alternam a qualidade também sofre essa variação. Os capítulos da jornalista são interessantes, nos deixam curiosos sobre os segredos escondidos por Becca e pelos moradores da cidadezinha, principalmente pelo fato de que, ao ir até a polícia, Kelsey descobre que a investigação foi passada para a polícia federal, ou seja, algo está errado e tem alguém querendo esconder coisas aí (algo que vou falar a respeito após o próximo parágrafo).


Mas ao contrário dos capítulos de Kelsey, os de Becca no passado não são muito atrativos. Tudo bem que eles montam a base do motivo pelo qual Becca foi assassinada, mas isso acaba causando dois problemas, primeiro que deixa tudo muito óbvio e segundo que depois as tentativas de tapear o leitor para quem matou não funciona.

E Becca era uma garota filha de pais ricos, o que nos traz ao motivo da polícia federal se envolver. O pai de Becca quer ser juiz e aí uma ficha limpa é essencial para isso (relaxem que não é spoiler), então, por questões de política, ele mexe os pauzinhos para ter resultados que o agradem. Porém, eu tenho que dizer, a polícia nesse livro parece aquelas de seriado em que não servem para nada, muito fracas. E a suposta trama política aqui é bem fraquinha.

No entanto, tem umas ressalvas que devo fazer. Apesar de parecer que só tenho críticas, a verdade é que Charlie Donlea escreve bem e teve uma boa ideia em relação ao livro. Ela apenas foi mal executada por ter deixado a coisa tão óbvia. O livro tem bons personagens e bons momentos com a Kelsey, ao contrário de A garota no trem, por exemplo, que além de óbvio tinha personagens chatos. E uma prova disso é que os dois outros livros do autor dão um salto considerável de qualidade em relação a esse. Então vale a pena conhecer esse trabalho.

A começar pela trama da jornalista. Kelsey sofreu um atentado, fica muito óbvio saber qual foi ao ler o livro e isso acaba fazendo com que ela se envolva mais ainda na investigação. Ela deve escrever uma história sobre o caso e para isso ela precisa dos fatos. Como tudo está em segredo, ela resolve investigar por conta própria. Com o tempo ela acaba recebendo a ajuda de outros personagens que também são um pouco interessantes, ou pelo menos, bem trabalhados. Essa é a melhor parte da trama, com mistérios que te deixam curiosos de verdade.

Summit Lake journal

Novamente a Faro traz uma edição que não tem do que reclamar. Folhas amarelas, capítulos pequenos, letra boa, tudo certinho do jeito que a maioria dos leitores gostam.

Entrega da matéria

No fim A garota do lago é um livro que peca por ser óbvio, e em um livro policial isso é o maior crime que existe (trocadilho não intencional). Porém, uma boa notícia é que, em uma determinada parte, se você não ler com atenção ou não tiver conhecimento de um certo assunto esse livro pode acabar, sim, te surpreendendo. Todavia, é muito difícil que um leitor acostumado com o gênero não perceba de imediato; para quem está começando pode ser uma boa pedida. E, mesmo para quem não gostou, recomendo ler os outros livros do autor, pois, de acordo com fontes confiáveis, a trama é boa. 

Beijos, abraços e até a próxima.


Título: A garota do lago (exemplar cedido pela editora)
Autor: Charlie Donlea
Editora: Faro Editorial
Páginas: 296
Ano: 2017

17 comentários

  1. Oi Fábio!

    Sempre vejo elogios sobre esta obra, aliás em todos os livros do autor, dizem que ele é bom no que escreve. Minha amiga leu todos e gostou e ela partilha da mesma opinião que você, com relação a este livro. Xero!

    ttps://minhasescriturasdih.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Diana.

      Antes de solicitar esse livro eu li algumas resenhas, vi que ele estava muito dividido nas opiniões, uns gostavam e outros achavam a mesma coisa que eu. Mas é unanimidade que os outros livros dele são bons.

      Bjs

      Excluir
  2. Oi Fabio! Como nçao leio tantos livros o gênero eu posso acabar sendo surpreendida mesmo rsrsrs

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá

      Nesse caso é possível sim que acabe se surpreendendo.

      Bjs.

      Excluir
  3. Charlie é sem sombra de dúvidas, um dos meus autores favoritos e apesar de não ter lido muitos livros do autor, eu amo seus enredos!
    Esse jeitinho dele colocar meio óbvio os segredos dos seus enredos, me agrada bastante, pois diferencia dos demais livros do gênero!
    Ainda não pude ler este livro dele, mas sim, o livro divide opiniões e é até considerado um trabalho não primoroso do autor.
    Mesmo assim, está na minha lista de desejados e espero ter e ler o quanto antes!
    A Faro é maravilhosa em suas edições!
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá

      Acho que ele só tem 3 livros mesmo. Eu achei esse bem óbvio, mas em livro policial o óbvio não é bom kkkk. Os outros dizem ser muito bons, ai sim, esses estou ansioso para ler.

      Bjs

      Excluir
  4. Adoreeei o enredo do livro, eu sou suspeita pra falar, eu amoo livros de mistérios e suspense, meu autor favorito dessa categoria ainda fica com Harlan Coben rsrs
    Ainda não conhecia esse autor, mas como na maioria das vezes eu sempre curto livros desse tipo... Não tem como errar, é só não deixar o livro "morto" no meio do livro, dessa forma da pra continuar a ler com mais emoção, esses livros são danado pra enrolar demais no meio do livro, fica meio chato... Tem que fisgar a atenção, se não... rs

    Adorei a resenha bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Andressa

      Aahh, nesse caso pode ler tranquila que vai gostar, mas recomendo muito para você um livro chamado Morte Lenta. Tem a resenha aqui no blog. Muito bom.

      Obrigado, bjs

      Excluir
  5. Oi Fábio!
    É meio ruim mesmo quando a gnt lê um thriller previsível né, rs
    Mas estou com muita vontade de ler um outro livro desse autor, "Deixada para trás", dizem que é o melhor dele!
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Carol.

      Sim, os livros dele (com exceção desse) dizem ser muito bons. Recomendo.

      Bjs

      Excluir
  6. Fábio!
    Nossa! Recebi um balde de água fria com sua resenha, porque estou bem ansiosa pela leitura do livro e ver que o tema não foi bem explorado e as personagens são rasas, me deixou bem decepcionada.
    Achei que seria 'o livro..., MAS PELO JEITO É APENAS MAIS UM ENTRE TANTOS.
    QUE PENA!
    Pelo menos a narrativa da parte jornalística é boa e que o autor escreve bem.
    Desejo uma ótima semana!
    “A melhor mensagem de Natal é aquela que sai em silêncio de nossos corações e aquece com ternura os corações daqueles que nos acompanham em nossa caminhada pela vida.” (Desconhecido)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DEZEMBRO - 7 GANHADORES – BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rudynalva

      Olá Rudy, olha leia porque tem gente que gostou bastante. Mas os outros livros do autor são muito bons, então se não quiser esse pula pro próximo.

      Bjs

      Excluir
  7. Oi Fabio,
    Pois é... romance policial muito óbvio é foda, pois já lemos com aquela vontade de sermos enganados pelo autor rsrs.
    Se fizer uma outra leitura dele, vou querer saber sua opinião.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Fernanda

      Verdade, pior coisa que pode acontecer em um livro desse tipo. Pretendo ler outros sim e ai trago a resenha.

      Bjs

      Excluir
  8. Olá Fábio,
    A garota no trem é mesmo chato, senhor, pensei que só eu tinha achado isso kkkk Nem terminei de ler viu? Mas sei o final, rsrs.
    Sobre esse, eu gosto do enredo, acho bem montado, e sinceramente, adoro livros que intercalam as passagens de tempo, principalmente nesse gênero.
    Como sou meio lerda, acho difícil o que é obvio eu conseguir enxergar kkkk E, como pretendo ler o livro em breve, a intenção é ser surpreendida.
    Bem, pelo menos não é em tudo que o autor peca...
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Então esse livro é pra mim. Sou pessima para desvendar crimes, o fato pode estar escancarado que não consigo sentir o cheiro de pista no ar. Ok, sou nova nessa vida de leitora, então, como iniciante vou me dar bem. Gosto de livros de suspense, embora esse tipo de narrativa que intercala tempo de personagens me confundem um pouco. Mas como já recebi dicas tuas, vou ler e tirar minhas conclusões. Certamente esse já está na lista, pois ganhei ele num sorteio.

    ResponderExcluir
  10. Para mim esse livro tinha tudo para ser perfeito, mas as falhas atrapalharam muito, a maioria dos blogs tem a mesma opinião. Maa eu gostaria de ler esse livro, pois acho que da para tirar algo bom dele.

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.