14 março 2019

Resenha do filme: Capitã Marvel


Capitã Marvel era um filme muito esperado por mim. Depois de dez anos do universo cinematográfico da Marvel (MCU), finalmente teríamos uma protagonista mulher e, considerada pelos roteiristas, a mais forte desse universo. Muita coisa precisava ser explicada nesse filme. Ele tinha o compromisso de nos apresentar uma personagem nunca antes citada, explorar sua identidade, criar empatia com o público, e inseri-la em uma grandiosa luta que começou em Guerra Infinita. Onde ela esteve durante os outros filmes? Por que nunca apareceu? 

Se essa é uma preocupação sua, fique tranquilo. O filme cumpre esse papel. Carol Danver esteve ocupada durante todos esses anos por uma explicação satisfatória, e a forma como ela é inserida no MCU fica por conta da cena pós-crédito que no caso são duas, a mais importante sendo a primeira. Hoje vou contar o que achei, levando em consideração que essa não é uma crítica de comparação com os quadrinhos. 

Nesse filme vamos acompanhar uma heroína que ainda não tem real noção da extensão do seu poder. Ela faz parte da raça Kree, e mesmo não se lembrando do passado, acredita que isso acontece por um acidente que sofreu em missão. Ela tem poderes grandes demais até para os Kree, mas seu mentor Yon-Rogg lhe explica que isso é uma dádiva dada a ela, em forma de um dispositivo que tem atrás da sua cabeça, e que precisa ser usada devagar e com cuidado. Esse dispositivo pode lhe tirar o poder, então ela precisa ter controle e foco, para merecer essa dádiva. Ela sai em missão com os Kree, e acaba caindo na terra, e é aí que começa a se questionar sobre tudo que acredita, principalmente quando descobre que já teve uma vida no planeta que ela acreditava nunca ter conhecido.


Na terra, ela vai ter mais contato com os Skrulls, inimigos mortais dos Kree, e contra quem a raça dela luta há anos. Os Skrulls tem a habilidade de se transformar em qualquer pessoa que já tenham visto, o que torna a raça perigosa e poderosa demais. No filme, isso fica claro, quando somos confundidos em várias cenas, achando que era um determinado personagem, quando na real, era um Skrulls. Tem vários outros detalhes que eu poderia dizer para explicar essas duas raças, mas vou deixar para que você mesmo conheça pelo filme. 

Eu gostei bastante da forma como a historia é contada. Temos muitos flashbacks da vida dela na terra, e de como durante a vida inteira, ela precisou se provar. É uma heroína bem badass e forte, e o feminismo é uma pauta bastante presente no filme, o que para mim, fez todo sentido. Ela é engraçada e desbocada na medida certa, e tem pouca paciência com ladainhas machistas. Ela foi manipulada e inferiorizada em vários momentos da vida, até o ponto que assumi totalmente seu poder e se lembra do seu passado. Como é um filme de apresentação, demora um pouco para que as coisas aconteçam, mas o ato final é sensacional. Existe uma cena no espaço que nos mostra claramente a extensão do seu poder e quem é de fato a Capitã Marvel

Brie Larson combinou demais como a Capitã, adorei ver como ela se encaixa no papel. Nick Fury poderia ter sido mais bem usado, ele é engraçado demais nesse filme, o que é um contraste enorme com o personagem que conhecemos. Mas nem por isso ele é ruim, as cenas com ele são ótimas, e a explicação de como ele perde um olho é incrível. Maria Rambeau é a melhor amiga da Capitã, e tem um papel pequeno que não convence muito sobre essa amizade. Queria ter visto mais sobre ela também, pois ela tem uma cena pilotando que mostra como ela é fodona, mas, infelizmente, é muito rápida. Temos também a explicação do nome Capitã Marvel e do nome Vingadores, o que achei bem legal. Como o filme se passa nos anos 90, tem muita nostalgia nesse sentido e partes bem engraçadas relacionando à tecnologia desse tempo com a tecnologia que a Capitã conhece em seu planeta. 


Se tratando de um filme Marvel, eu sinto que mesmo com todos esses pontos positivos, ainda faltou alguma coisa. Nós sabemos que ela chega no universo para ser protagonista, e eu acho que um filme é muito pouco para criar essa empatia por ela. Quando ela muda a cor do uniforme, ou quando controla seu poder totalmente, são momentos-chave do filme, que não senti tanta empolgação como era o esperado. Eu queria ter visto a parte mais humana, que ela sofre com as descobertas que faz, e não só a parte poderosa. Até porque é isso que nos liga aos personagens, que nos faz sofrer quando acontece algo com eles. Porém, nunca é um filme ruim. Ele diverte, nos apresenta uma boa personagem, e fecha os buracos temporais do MCU. 

Vamos esperar para ver como ela se sai em Vingadores, e se teremos mais filmes dela solo. Eu acho que além de tudo, é um filme que abre portas para mais protagonistas femininas dentro do MCU, o que está mais do que na hora, e nos dá pequenos detalhes e sugestões do que nos espera em Ultimato.


21 comentários

  1. Hey, gostei da resenha. Estou bem curioso para assistir esse filme. E sinceramente, to bem curioso para saber como Fury perdeu o olho kkkk. Mas ainda sou Teen Thanos kkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como assim Teen Thanos??? TA DOIDO!
      Vá ver o filme e me conta o que achou, você está demorando demais, hahaha.

      Excluir
    2. Engraçadinho, ele hahahahaha

      Excluir
  2. Mais um na lista dos que sempre falo que vou assistir e acabo so vendo gente falando. Parece estar bem legal no quesito apresentação da personagem. Não sei de resto se falta alguma coisa mesmo, até porque quem estava doente de esperar por esse filme já deve ter criado muita expectativa. Quem leu as coidas tambem. Pra mim parece bem satisfatório. Mostra a história dela, a luta com os poderes e esse tom de nostalgia também anima bastante. O lado mais humano e de sentimentos sempre é bom, mas o lado poderoso também me anima, então acho que iria gostar independente do quanto tem de cada. Parece estar bom.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Cristiane!
      Realmente, minhas expectativas estavam absurdas, então por isso talvez, que não tenha sido tudo isso para mim. Mas você vai gostar sim, apresenta a personagem muito bem e os poderes são incríveis.
      beijos

      Excluir
  3. Olá! Confesso que só fiz uma leitura rápida da resenha, afinal estou fugindo de spoilers ou algo que possa atrapalhar quando eu for assistir ao filme (infelizmente ainda não fui, mas desse final de semana não passa), espero poder me manter firme nesse proposito até lá.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Elizete!
      Não tem spoiler não, rs. Odeio e não coloco nas resenhas de jeito nenhum, hahaha. Mas se não quer saber nadinha, é melhor evitar mesmo, depois volte contar o que achou!
      beijos

      Excluir
    2. Finalmente consigo assistir e simplesmente amei, o filme foi incrível e a trilha sonora um show a parte. Já quero mais Capitã Marvel nas telonas.

      Excluir
    3. aaa, que bom que curtiu! Estou ansiosa para ver ela em vingadores! E amei a trilha sonora também, muito bem pensada!

      Excluir
  4. Oi, Jé! Depois de algumas críticas, eu fui ao cinema um tanto temerosa, sem saber o que esperar desse filme. Para a minha surpresa, eu AMEI! Como a gente tava precisando desse filme aaaaaaa. Quero mais filmes de heroínas dentro do MCU, porque começamos com o pé direito e isso precisa continuar. Concordo com algumas críticas suas, longe desse ser o melhor filme da Marvel, mas ele me empolgou bastante. Saí do cinema me sentindo mais forte, energizada é o principal - extremamente empolgada para Vingadores - Ultimato!
    Estarei por aqui acompanhando seus textos hahaha <3 Beijão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Giiiiiiiii <3
      Muito feliz em que te ver por aqui.
      Então, eu esperava mais mesmo, mas nossa, precisávamos muito desse filme. Tem tanta mulher legal na marvel, eu to pronta para ver essa nova fase deles, cheia dessas heroinas. Que venha vingadores né?
      beijooos

      Excluir
  5. O filme do momento!rs
    Tanto positivamente quanto negativamente. Acho que em uma semana, nunca li tanto "meio a meio" dele ser maravilhoso, como dele ser fraco, fraco.
    Eu ainda não vi, mas pretendo fazer isso em breve.
    Mesmo não sendo fã de filmes de super heróis e afins, a Capitã traz uma personagem mulher forte, batalhadora e isso me anima muito.
    E oh, ver Samuel como Nick também é outro ponto que aguardo e muito!!!
    Amo efeitos especiais, por isso, vou sem expectativas,mas...rs
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um filme de dividir opiniões mesmo, rs.
      Mesmo se não gosta mesmo, recomendo o filme. É sempre legal ver uma mulher poderosa no cinema, protagonista de um filme grande de heróis, é bem raro isso.
      beijos

      Excluir
  6. Jessica!
    Como boa apaixonada pela Marvel e esperando tanto por um filme com protagonista feminina, já quero poder ir assistir, ainda mais depois de ler sua resenha tão detalhada, explicativa e aprovada.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rudy!
      Obrigada! Espero que curta o filme, ele vale muito a pena.
      beijos

      Excluir
  7. Olha não curto o gênero kkk, sempre sou julgada por isso, mas sem dúvidas esse filme esta sendo muito comentado. Creio que os fãs curtiram a adaptação e a atuação dos personagens. Mas é interessante perceber como um filme que retrata bastante o feminismo ainda sofre tanto com o machismo na vida real. Vi muitos comentários ruins sobre uma heroína mulher mas creio que só fazendo mais filmes com personagens femininas no poder vamos vencer isso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luana!

      Pelo que vi, a maioria dos comentários são sem sentido e apontando coisas aleatórias, como por exemplo, ela não sorrir. Isso é machismo puro, e estou feliz que esse filme abriu a porta para mais filmes com protagonista mulher!
      Beijos

      Excluir
  8. Oi Jessica!
    Adorei a crítica. Eu ainda não consegui ver o filme, mas quero muito!
    Já fico feliz em saber q foi tudo explicado direitinho, pq realmente eram muitas tarefas a serem cumpridas pra um filme só.
    Tbm espero q venham muito mais filmes com heroínas da Marvel!
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carol!

      Fique tranquila, foi explicado sim, rs. Ansiosa pelos próximos filmes grl pwr também!
      Beijos

      Excluir
  9. Oi Jessica,
    Excelente tua resenha, pra um filme de origem achei que ficou muito bom mas também concordo que ficou devendo um pouco da parte humana que poderia nos conectar mais com a personagem. As cenas dela no espaço - em modo ômega - achei muito fodas e bem parecidas com o que vemos nas HQs. Agora é só controlar a ansiedade que foi elevada a mil em expectativa pelo fime dos Vingadores.

    Abraços,

    Jess.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jess!

      Obrigada!
      As cenas no espaço são incríveis mesmo. Estou muito empolgada para Ultimato, acho que ela vai se integrar bem com os vingadores, principalmente depois do ultimo trailer.

      Beijos

      Excluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.