27 abril 2019

Resenha: Reinações de Narizinho


Quando eu era criança – e isso já tem algumas décadas -, me sentava em frente à televisão na casa da minha avó e almoçava, já vestida para a escola, vendo o Sítio do Pica Pau Amarelo.

A Turma do Sítio me acompanhou por toda a infância e eu adorava ver a forma como Dona Benta e Tia Nastácia cuidavam daqueles peraltas.

Eis que, nesse mês, o grupo Companhia das Letras nos deu de presente uma edição de luxo de As Reinações de Narizinho, o primeiro volume que deu origem a saga da turma, sempre liderada pela espevitada Emília, a boneca de pano que era gente. Quem viveu o Sítio sabe exatamente do que estou falando.

Nessa nova e repaginada edição, antes de dar início às histórias, temos uma introdução escrita pela organizadora Marisa Lajolo. São duas páginas explicativas, situando o novo leitor no mundo de Monteiro Lobato da década de 20, onde a maior parte das crianças não frequentava a escola, especialmente se fossem meninas. Eles explicam que, naquela época, os adultos acreditavam que as meninas deveriam se tornar, acima de tudo, boas esposas e boas mães. Logo, nossa Narizinho não vai à escola e é educada de forma a se encaixar nos padrões da época. Ela ainda explica o contexto cultural da época em que o livro foi escrito e toca em questões polêmicas relacionadas às obras de Lobato.
Quando as personagens foram criadas, a escravidão era lembrança recente: havia pouco mais de trinta anos que tinha sido abolida – finalmente! Muitas pessoas negras, que haviam sido escravizadas, quando se viram livres acabaram permanecendo nos lugares onde já viviam, Afinal, nunca haviam saído de lá e não tinham tido a oportunidade de ter outra formação não era uma opção, mas uma realidade. Talvez fosse o caso de Tia Nastácia. O fato de ela chamar Dona Benta de Sinhá sugere que a relação delas não era de igualdade, mesmo que existam passagens em que Tia Nastácia dá broncas em Dona Benta ou lhe oferece conselhos.

Achei importante a editora ter ressaltado essa mudança comportamental, tão diferente da que vivemos nos dias de hoje, onde as meninas podem – e devem – ser o que quiserem, de donas de casa a astronautas. Além disso, essa apresentação da obra também frisa que algumas palavras e expressões utilizadas na década de vinte já não condizem com a realidade atual, lembrando que o Sítio do Pica Pau Amarelo tem uma ligação com um tempo passado onde os costumes também eram muito diferentes dos de hoje.

Vale lembrar que, na época em que essas histórias foram publicadas pela primeira vez, algumas ações de Dona Benta, Narizinho e, principalmente, Emília, foram consideradas bem fora do convencional e, levando isso em conta, já dá para perceber a aventura que é ler Monteiro Lobato.

Outro ponto que eu achei muito interessante nessa edição: eles inseriram explicações de rodapé para as palavras que já caíram em desuso. Por exemplo, quem aí sabe o que significa Reinações? Eu sei porque, além de ser do meu tempo, minha avó sempre reclamava que eu vivia “reinando”. E era verdade, pois eu vivia mesmo de traquinagens e travessuras. Durante a leitura, encontrei várias vezes essas anotações – fofas – de rodapé que vão facilitar muito a leitura dos jovens que não conhecem essas palavrinhas. 

Reinações de Narizinho é composto por onze histórias e é o primeiro de uma série de – pasmem - vinte e três livros, e faz parte do projeto Biblioteca Lobato. Nele vamos conhecer, além da protagonista, Pedrinho, Visconde de Sabugosa, o Marques de Rabicó, Príncipe Escamado, Emília (a boneca de pano de Narizinho) e muitos outros personagens que coloriram a infância de uma galera enorme.

Em tempo: apesar de ter sido escrita em uma época onde as meninas eram criadas para serem donas de casa, Narizinho e Emília são espevitadas, atrevidas e donas dos seus narizes. São super inteligentes e respeitadas e muitas vezes vamos ver Emília dispensando personagens masculinos por conta da inconveniência deles.


Além de tudo isso que já falei, o livro é recheado de ilustrações lindas da artista Lole. O capricho com essa edição é de tirar o fôlego e eu me perdi nas histórias dessa turma por horas, relembrando os dias de infância onde tudo parecia tão mais simples.

Ah, sim! Ao final do livro você será presentado com uma seção de curiosidades sobre Reinações de Narizinho

Compre o livro: https://amzn.to/2DCLIA5

A curiosidade bateu para saber mais detalhes? Confiram informações retiradas do Instagram da editora.

Diferenciais da coleção:
• Organização de Marisa Lajolo;
• Texto integral;
• Texto introdutório explicando o contexto cultural da época e debatendo algumas questões polêmicas relacionadas à obra de Monteiro Lobato;
• Diálogos entre as personagens que explicam o vocabulário e os costumes da época;
• Edição caprichada com capa dura e ilustrações coloridas.

Publicaremos ainda "O Saci" (previsto para agosto/2019), "O Minotauro" (previsto para agosto/2019) e "A chave do tamanho" (previsto para 2020).

Me contem, quem aí já reinou junto com Narizinho e Emília?


Título: Reinações de Narizinho (exemplar cedido pela editora)
Autor: Monteiro Lobato
Editora: Companhia das Letras
Páginas: 247
Ano: 2019

24 comentários

  1. Que lindo, não sabia dessa coleção. Amo o sítio, peguei aquela época da tv globinho ja mas era um vício hahaha todos os dias assistia. Adoro como as personagens apesar da época eram mesmo espevitadas e cheias de atitude. Gostei muito dessa preocupação da editora/autora de explicar o contexto em que a história se passou, facilita e muito para os novos leitores e também já incluí uma aula de história. A edição ta linda!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agora eu quero TODOS os volumes né?
      A colecao está linda e percebe-se o cuidado com a edicao!

      Excluir
  2. Eu tô apaixonada por essa edição, ela é lindíssima! Adorava assistir Sítio do Pica Pau Amarelo, tenho lembranças muito preciosas desse tempo. Confesso ter receio em ler as obras do Monteiro Lobato justamente por causa de algumas expressões problemáticas usadas por ele, entendo que a época era outra porém talvez eu me sinta desconfortável mesmo assim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, bicho... não. Temos que entender justamente essa coisa do tempo.... Imagina E O VENTO LEVOU? Como mudar aquela obra?
      Beijao

      Excluir
  3. Nossa, que demais essa edição! Adorei pelo tom nostálgico, ainda mais porque a lembrança que tenho de pegar livros na infância foram desses personagens, que comecei por eles com os livros. Muito legal essa repaginada e o mostrar de como as coisas eram, como as meninas eram "feitas pra viver" e essas coisas da época. Ressaltar uns detalhes assim. E a edição tá uma gracinha pelo visto. Muito legal *-*

    ResponderExcluir
  4. Sissi!
    Que saudade da minha infância.
    Monteiro Lobato foi a primeira série de livros que tive e me deliciava fazendo a leitura.
    Essa nova edição está fenomenal, mesmo com as pequenas mudanças que são naturais para atualização.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  5. Oi, Sissi!!
    Que livro mais lindo!! Adorei a ideia de trazer essa coleção!! Lembro que assistia Sítio do Pica Pau Amarelo na tv Globinho e amava a boneca Emília e todas as suas travessuras!! Ai, que saudades!!
    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa eu amava a Emilia tb ! heheh
      Ja quero a colecao toda na estante!

      Excluir
  6. Oi, Sissi!
    Conheci o Sítio do Pica Pau Amarelo através da tv também mas enquanto minhas irmãs menores assistiam, confesso que eu não era muito fã não, acho que é porque eu já tinha passado da minha infância então as aventuras de Narizinho e sua turma não me interessava...
    Mas achei linda a edição de As Reinações de Narizinho com suas belíssimas ilustrações e capa dura, e não, eu não fazia ideia do significado da palavra Reinações, e achei bacana as explicações de rodapé principalmente por o livro possuir palavras que já caíram em desuso, notas de rodapé são sempre benvindas!
    Bjos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é... eu vivia reinando heheheh
      Adorei o detalhe do Rodapé tb!

      Excluir
  7. Que edição espetacular!!!Desde que a vi pela primeira vez, não teve como não me apaixonar por ela.
    Apesar de toda a polêmica com Monteiro e suas duras palavras naquela época, não vejo a hora de conferir esta obra.
    Aliás, digna de colecionadores né?
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é... polêmicas...
      DIGNISSIMA... Nós, colecionadores, agradecemos!

      Excluir
  8. Oi, Sissi
    A edição esta lindíssima! Já quero!
    Gostei dos detalhes de rodapé, para explicar o contexto das palavras. Muitas não utilizamos mais.
    Assisti muito O Sítio do Pica Pau Amarelo e li vários livros de Monteiro Lobato na escola, estou apaixonada por esta coleção só apenas de saber de Reinações de Narizinho.
    Não reinei tanto assim quanto deveria e apanhei bastante, kkkk.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha eu só reinava... mas já era cativante desde crianca entao sempre escapei sem nem um tapinha hahahah

      <3

      Excluir
  9. Olá! Eita que eu também tenho essa lembrança, tomava banho até mais cedo, para poder estar prontíssima na hora de assistir (risos). É praticamente impossível não conhecer alguém que teve contato com as obras de Monteiro Lobato, seja por meio da leitura ou assistindo as séries. Achei interessante a proposta da editora em acrescentar essas observações nas passagens. A edição está lindinha e muito caprichada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Menina, eu tb adiantava o banho ! hahahahaha
      A editora arrasou!

      Excluir
  10. Não sei dizer porque mas não consigo ler Monteiro Lobato. Não conseguia ler quando criança, tentei novamente alguns anos mais tarde. E hoje tenho certa "birra" com a histórias do autor. Nunca tive uma conexão muito grande com os personagens do Sitio...Agora a edição é muito bonita e uma capa super fofa para chamar a atenção das crianças.

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Monteiro lobato foi a minha infância, soube trazer uma historia maravilhosa principalmente com O sitio do pipa-pau amarelo..Esse livro é super fofo e fiquei bem curiosa pra ler.

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  12. Que saudade eu sinto da minha infância, de quando eu lia os livros de Monteiro Lobato. E essa edição esta maravilhosa, fico muito feliz pela editora esta regatando essas histórias.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já imaginou todos enfileirados na minha estante? heheh

      Excluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.