29 julho 2019

Resenha: Cemitério maldito


A proposta de ler Cemitério maldito veio da editora, em que os parceiros foram convidados para realizar uma leitura coletiva antes de o filme ser estreado. Até aí tudo bem, adoro Stephen King e estava bem curiosa para conhecer a história desde muito antes disso. Porém, acabou que o livro chegou atrasado e o filme já tinha saído de cartaz. Ou seja, perdi a oportunidade de assistir ao filme após o livro e ainda perdi a leitura coletiva, pois, quando a obra chegou, eles já estavam no último dia. Um desastre total. Mas… vamos falar do livro.

Cemitério maldito é o nome do livro e da jacket, o título original mesmo é O cemitério

Conhecendo o local:
Louis Creed, um jovem médico de Chicago, acredita que encontrou seu lugar naquela pequena cidade do Maine. A boa casa, o trabalho na universidade, a felicidade da esposa e dos filhos lhe trazem a certeza de que fez a melhor escolha. Num dos primeiros passeios familiares para explorar a região, conhecem um "simitério" no bosque próximo a sua casa. Ali, gerações e gerações de crianças enterraram seus animais de estimação.


Para além dos pequenos túmulos, onde letras infantis registram seu primeiro contato com a morte, há, no entanto, um outro cemitério. Uma terra maligna que atrai pessoas com promessas sedutoras e onde forças estranhas são capazes de tornar real o que sempre pareceu impossível.
“Às vezes estar morto é melhor”
Cemitério maldito tratará de assuntos que SK sabe fazer muito bem, o lado sobrenatural é bem latente, e ainda podemos ver terror ― o que não poderia ser diferente. Além disso, a morte é o assunto que predomina e assusta os personagens, mostra como cada um lida com isso. Acredito que esse lado tenha mexido muito comigo. Não por receio, medo ou algo do tipo, mas por admiração pela coragem e ousadia em tratar de um tema tão pesado e com crianças na trama.


Logo no início eu fiquei bem animada com a história, Louis Creed, ainda que cético, se mostrava um pai bastante preocupado e protetor. Ele se muda de Chicago para Maine com intuito de recomeçar a sua vida ao lado da esposa, Rachel, e seus filhos, Ellie e Gage. Assim como muitos pensam, acredito eu, mudança é sinônimo de esperança, de perspectivas de um futuro melhor, principalmente para a esposa, que carrega consigo medo e trauma. E este é o intuito daquele pai de família: buscar, incessantemente, a paz.

Tudo desmorona quando a sua filha pede para ele tomar conta do gatinho de estimação e o animal morre atropelado. Jud, vizinha da família, leva o bichano para ser enterrado num cemitério amaldiçoado. Não vou falar mais para não tirar a graça da história, mas já é possível entender o que vai acontecer, não é? Coisas estranhas vão surgir e você ficará meio encafifado. 

Entendo que a história tem elementos bem convincentes para atrair a atenção de qualquer leitor. Sim, eu disse QUALQUER leitor. Porém, acredito que o rumo tenha se perdido um pouco. E até acredito mais ainda que a culpa não tenha sido do autor, mas, minha. Como estava lendo com um compromisso totalmente desorganizado, fora do que me foi proposto, penso que isso tenha me travado. Sou muito organizada em tudo, alinho canetas até para trabalhar/estudar. Não sou a louca psicopata/obcecada, isso eu deixo para o SK. Apenas gosto de ler cumprindo o cronograma que foi proposto.


Pode ser que seja isso, pode não ser. Já me comprometi com o Marcos que faria uma segunda leitura, juntos, pois ele considerou um dos melhores livros do autor. Não considero o livro ruim, mas a primeira até a segunda parte foi tudo muito bem, no entanto, o que veio adiante acabou não agradando tanto. Gostei muito do autor tratar de coisas sensíveis numa história tão pesada. Os personagens precisam lidar com o sentimento de perda. 

Sobre a edição:
O livro tem uma capa bonita e bem feita, a jacket, com a capa do livro, é muito mais chamativa e sombria. Na obra, é possível encontrar falhas na revisão, mas nada grave.

Em suma, é um livro que pretendo reler, tanto por ser King quanto por sair da pressão e ver se as coisas melhoram.


 

Título: Cemitério maldito [O cemitério] (exemplar cedido pela editora)
Autor: Stephen King
Editora: Suma de Letras
Páginas: 424
Ano: 2019

18 comentários

  1. Chato quando há uma programação a ser seguida e as coisas não saem de acordo com isso. Eu acho que teria ficado chateada demais também.Sou chata demais com compromissos,mas..não foi culpa sua,então bola pra frente!
    Quanto ao livro, eu ainda não o conferi,mas de quebra vi as duas versões do filme recentemente. Como vi o lançamento, precisei refrescar a memória no filme original e acabei o vendo também.
    Claro, sou fã do Mestre King e amei as duas versões(principalmente a primeira..rs) mas morro de vontade conferir a obra escrita já que também já li que é uma das melhores do autor.
    Ah, amei as fotos!!!!rs
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acredito que seja culpa dos Correios, porque atrasa e ainda chega coisas rasgadas, sem cuidado.
      Você sabe, né? Rs.

      Excluir
  2. Oi, Naty! A primeira coisa que me chamou a atenção foram as fotos e eu só consegui pensar: "Não acredito que ela foi num cemitério de verdade!!!!" Achei muuiito criativo e corajoso! Parabéns ♥
    Muito chato isso que aconteceu com você em relação ao atraso. Eu te entendo perfeitamente, pois também sou uma pessoa super organizada e não gosto que nada saia do meu controle. Se alguma coisinha acontece fora do planejado, eu já surto! haha
    Acredito que isso tenha mesmo atrapalhado sua leitura, mas já vi alguns comentários sobre a obra não ser tão boa assim. Acho o SK um gênio! Nunca vi um autor com tanta criatividade. Comecei a ler um livro de contos dele há uns anos atrás, mas nem cheguei a terminar (porém preciso urgente!). Esse livro, no entanto, não me interessou muito. Acho que eu iria ficar meio perturbada com a leitura haha.
    Mas eu amei a sua resenha e as fotos ♥

    Estante Bibliográfica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Siiiiiiiiim, Laura.
      Eu fui. Macacos me mordam! Hahahaha.
      Eu não só fui pra esse livro como aproveitei e tirei pra mais dois kkkkkkkkk.

      Sim, ele tem uma criatividade fora do comum. Amo isso

      Excluir
  3. Eu não li ainda esse livro mas assisti ao filme. E o filme é bem sombrio, ainda mais por ter crianças no meio. Acredito que o livro consiga ser ainda mais sombrio, por se tratar de Stephen King. Quero muito ler. Ah! Adorei a jacket, mais bonita e sombrio do que a capa mesmo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quero assistir ao filme, Nil. Ainda vou conferir, quando sair na Netflix kkkkkk

      Excluir
  4. Eu amo King mas eu sinceramente não li esse livro ainda! Eu sei, eu sou uma fraude. hahaha Sinto muito pelo atraso nos correios (ou no envio da editora, vai saber haha). Tenta reler sim!!! Vai sermassa reler com um amigo!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não se sinta assim, eu também não tinha lido, até então.

      Excluir
  5. Oi, Naty
    Que chato, mas como sempre acontece algum problema com os correios a editora poderia ter enviado o livro primeiro e assim que todos tivesse com o livro em mãos poderia começar a leitura.
    Entendo você, sei como foi perder tudo enquanto os outros do grupo estavam lendo e interagindo.
    Não li nada do king quero muito poder ler um dia e o filme não fui assistir ainda mais sendo terror, prefiro ver em casa.
    Que você possa fazer uma ótima releitura!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Podia ser mesmo, Luana. Se tivessem enviado um pouquinho mais cedo haha.
      Mas os Correios demoram demais mesmo. Pro lado do sudeste chegou mais rápido.
      Obrigada.
      Beijos :D

      Excluir
  6. Oiii ❤ Que situação chata essa de o livro chegar depois de o filme sair de cartaz e a leitura coletiva estar acabando. Mas agora que você lerá novamente, espero que possa aproveitar mais a leitura ❤
    Não sou fã de livro/filme de terror, é raro eu assistir algo do tipo, então essa não é uma leitura que chama de cara a minha atenção. Mas, apesar disso, fiquei curiosa sobre essa trama.
    É triste que Louis se mude com a família em busca de esperança, mas que na verdade, não seja isso que ele encontra.
    Essa capa é bem aterrorizante, não tenho nada nem de longe parecido com ela na minha estante.
    Beijos ❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faz parte, Rayane.
      Com as melhores famílias kkkkkkkkkk.
      Eu gosto de assistir e de ler hahaha

      Excluir
  7. Olá!
    Já ouvi fala bastante desse livro, principalmente depois de ter lançado o filme no cinema. Eu fiquei bem curiosa pela trama, está bem no estilo que gosto. Ainda não li nada do autor mais estou desejando muito.

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se você gosta do gênero, vai curtir bastante as obras do autor, Lily.
      Recomendo

      Excluir
  8. Olá! Tenho curiosidade acerca da escrita do Stephen King e sua habilidade para criar tramas que prendem o leitor, mas não gosto de terror, então nunca li nada do gênero.
    Não gosto muito de tramas em que o assunto predominante é a morte, mas é interessante o fato de que cada pessoa lida com a morte/perda de maneiras diferentes. Também achei interessante que mesmo a história sendo pesada, o autor conseguiu trabalhar temas sensíveis.
    Não sei se algum dia terei coragem de ler algo do King, mas quem sabe um dia né?!
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele não escreve só terror, Rayssa. Então dá até pra você gostar da escrita dele rs.
      Comece com uma obra mais suave rs

      Excluir
  9. Meu primeiro contato com King foi assistindo a série Under the Dome, q tem a primeira temporada perfeita e só cai nas outras kkkkkk.. depois disse eu assisti varios filmes baseados na obra dele, inclusive o de Cemitério Maldito.. eu sou apaixonada pelos filmes... mas nunca li nenhum livro.. E EU MORRO DE VONTADE DE LER kkkkkkk. Eu tenho mto medo de ler por ser terror e o tamanho dos livros geralmente desanimam kkkkkkkk.
    Apesar de ser um tijolo enorme, o primeiro livro q eu quero ler dele é Under The Dome.. vou ver se eu animo algum dia kkkkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quero muito assistir e ler. Tenho a obra aqui já.
      Mas são tantos dele que é difícil dar conta kkkkkkkkkkkk.

      Excluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.