28 novembro 2019

Resenha: Românticos incuráveis


O amor é lindo (sinopse)
Desejar, amar, se apaixonar, perder um amor… todo mundo conhece alguma loucura de amor, mas a experiência do amor obsessivo, apesar de comum, não é banal. Neste livro, Frank Tallis apresenta histórias extraordinárias de pessoas que ultrapassaram o real e criaram fantasias, romances e compromissos, onde não existia absolutamente nada, ou muito pouco.

São histórias que falam sobre todos nós. Qualquer um que já se apaixonou terá experimentado os sintomas de uma loucura psiquiátrica completa: a desinibição, o pensamento mágico, a tendência ao TOC de checar suas mensagens (ou as mensagens do seu parceiro) a cada cinco segundos…

Segundo as pesquisas científicas mais recentes acerca dos mecanismos atrelados ao apego emocional, muitas pessoas sob o estado do “amor” dissolvem a divisão entre o que costumamos julgar ser normal e anormal.

Da mulher que se apaixonou perdidamente pelo seu dentista e o perseguiu até que ele precisou mudar de país; ao rico empresário, casado há mais de 30 anos, que gastou toda sua fortuna com mais de 3 mil prostitutas; à linda garota com um ciúme tão doentio que afastou todos os homens da sua vida; e muitos outros casos que nos mostram que ninguém está imune à loucura do amor.


O amor é cego
É fácil perceber quando uma pessoa está apaixonada, ou pelo menos atraída por outra. Seu comportamento muda, o tom da voz muda, às vezes não paramos de falar sobre a pessoa e tudo isso sem nem percebermos. Ficamos com aquela clássica cara de bobão quando a pessoa diz um “a”, e se forem dizer como você está, você nega até a morte.

Muita gente acha isso muito bonito, fofo, meigo e outras coisas, o que de certa forma até é verdade, porém, é uma pena que nem só de “amor fofo” nós vivemos, principalmente pelo fato de que sabemos que a vida não é justa e muitas vezes não somos retribuídos com a reciprocidade do sentimento.

Quando uma pessoa dita “normal” não tem seu sentimento correspondido, ela pode ficar triste, óbvio, mas logo supera e segue em frente. Mas e quando a pessoa apresenta algum transtorno? Como ela vai reagir? Como ela vai lidar com aquilo? Como ajudar nessa situação?

É disso que Românticos incuráveis vai tratar. O psicoterapeuta Frank Tallis traz casos de pacientes que passaram por ele durante seus anos de clínica e que tinham algum tipo de transtorno relacionado ao “amor”. Desde o clássico caso de Stalker, como é chamado, até questões de fanatismo que quase resultou em morte certa, incluindo a do próprio Frank.


Particularmente adorei o livro, me fez lembrar muito da minha época de faculdade, relembrei algumas coisas lendo e ao mesmo tempo aprendi outras. Isso porque algo que eu achei bem interessante nesse livro é o fato de que, junto com os casos, Frank vai analisando a situação psicologicamente, expondo possíveis causas para o que pode estar acontecendo e sua análise do que é, trazendo fatos científicos que explicam cada causa.

Mas não se desanime achando que você vai achar aqui aquelas linguagens rebuscadas de livros didáticos, pelo contrário, a linguagem do autor é extremamente simples, qualquer um que lê vai entender perfeitamente o que ele quer dizer. E além de entender a linguagem acho bastante interessante que nós acabamos entendendo que a empatia é algo muito importante nessas horas.

Não é fácil ser terapeuta, principalmente quando um paciente traz para você alguma demanda que bate de frente com seus princípios. É nessa questão que acontece um dos casos mais interessantes (do ponto de vista analítico do livro) na minha opinião, o de um pedófilo. Nessas horas você tem que exercer uma força em dobro para se manter longe de julgamentos, pois, apesar de tudo, ali em sua frente está uma pessoa que está precisando de ajuda e passando por algo que até hoje não foi descoberto ainda os motivos.

Em resumo, o livro é rico em informações e extremamente atraente para quem gosta de true crimes e saber mais sobre o que leva o ser humano a fazer determinada coisa. Algumas ainda sem ter como ajudar, outras apenas como remediar, mas todas com algum motivo. Um prato cheio para quem gosta de psicologia e também para quem tem curiosidade sobre o comportamento humano. Recomendo demais.

 

Título: Românticos incuráveis (exemplar cedido pela editora)
Autor: Frank Tallis
Editora: Faro Editorial
Páginas: 240
Ano: 2019 (ano original 2018)

18 comentários

  1. Fábio!
    Como psicóloga, livros que trazem a análise do comportamento humano, principalmente relacionados a relacionamentos, bem como atitudes desturpadas e pensamentos esquizóides ou psicopatas.
    Fiquei interessada.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rudynalva.

      Foi o que bem chamou minha atenção também *-*. E gostei demais =D

      Bjs

      Excluir
  2. O amor pode machucar! Pode soar clichê, apesar de como amo poesia, achar que amor e dor caminham juntos(Blargh) não precisa ser a dor assim, que fere não só a carne, mas a alma também.
    Penso que quando o amor dá lugar ao prender, ao podar, ao machucar, já deixou de ser amor. Mas a pergunta que existe: é por vontade própria ou algum distúrbio?(ou falta de umas vassouradas?) rs
    Por isso, quero demais ter a oportunidade de conferir este livro sim!Título e capa incríveis e pelo que li acima, a linguagem dele também!!!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Angela

      kkkkk que drástico, já vai na vassourada kkkkkk. Confira e você vai ver como tem muita situação diferente nesse mundo. Você vai gostar =D

      Bjs

      Excluir
  3. Olá!
    Sabe aquele ditado que diz que o amor cura tudo, acho que nem sempre funciona, ou ele vem para melhora ou para piora mais nunca cura, e o que penso eu né. A trama do livro é interessante, deixou-me bastante curiosa pelas historias que o personagem irá transmitir para nos.

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Lily

      Não só ele não cura tudo como ele também não tem cura algumas vezes, como podemos bem ver nesse livro. São histórias bem interessantes. Valem aleitura

      Excluir
  4. Fábio,
    Começando pela estética: meu Deus que capa lindaaaa! Adoro livros com casos psiquiátricos, tendo lido muito sobre isso e é algo que prende a minha leitura. Posso dizer que tanto gosto de leituras com linguagens rebuscadas quanto simples, é muito bom para o repertório de qualquer leitor e não nos limitas as opções. Os relacionamentos são um desafio mesmo, nos colocam contra a parede, ainda mais para pessoas que já sofreram com isso ou possuem um transtorno. Eu amo esse tipo de temática. Estou colocando esse livro na minha lista de futura leituras.
    Ótima resenha,
    Beijinhos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Livia.

      A capa realmente é bonita, mas acho que engana, parece mais capa de romance. Apesar de ter relação, acho que pode fazer muita gente ou passar batido ou comprar por engano. Se gosta desse tipo de leitura então esse vai ser um prato cheio. Tomara que possa ler em breve =D
      Bjs =*

      Excluir
  5. Olá! Parece ser um livro realmente muito verdadeiro, já tive a oportunidade de acompanhar algumas pessoas apaixonadas, e é incrível como o sentimento amor pode mudar e afetar um ser humano hein, de fato deve ser ainda mais complicado para aqueles que têm algum transtorno, fiquei curiosa para conferir o livro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Elizete

      Da uma conferida sim, você vai ver que tem coisas que chegam a ser até inusitadas kkkk

      Excluir
  6. Oi, Fábio
    A capa é linda e engana porque você pensa que vai ser de um grande amor, mas aborda outro tema relacionado com amor.
    Vivi e presenciei várias formas de amar e tenho muita curiosidade para saber mais do livro com pessoas que tem transtorno, obsessão pelo seu objeto (pessoa amada).
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Luana

      Sim, essa capa engana, o que não vejo como uma boa coisa kkkk. Tem vários casos interessantes nesse livro, vale muito a pena a leitura.
      Bjs

      Excluir
  7. Olá! ♡ Achei interessante o livro abordar transtornos relacionado ao amor, nunca tinha lido nada parecido antes, então estou curiosa para saber mais sobre esses casos.
    Acho interessante livros que abordam o comportamento humano, então se tiver a oportunidade, espero conferir este livro.
    Obrigada pela indicação! Beijos! ♡

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rayssa

      Se gosta de conhecer sobre o comportamento humano, com certeza vai gostar desse livro =D
      Espero que consiga sim ler em breve.
      Bjs

      Excluir
  8. Que livro interessante e bem cotidiano, por ser relacionado a algo que estamos vivendo e não percebemos. Gostaria de ler esse livro logo na primeira oportunidade.

    ResponderExcluir
  9. Oiii ❤ Nossa, acho que nunca li nada do tipo! É muito interessante que a obra fale sobre o amor doentio, sobre quando um amor se torna uma obsessão.
    Gostei que apesar de ser um livro sobre o comportamento humano, a linguagem não seja de difícil compreensão.
    Gostaria de saber mais sobre o tema, então gosraria de ler o livro.
    Beijos ❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rayane

      É um livro muito bom, a gente aprende muito com ele. Recomendo demais =D
      Bjs

      Excluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.