Resenha: O fim da infância

Por Fabio Pedreira •
05 fevereiro 2020

Não estamos sozinhos (sinopse)
Nos primeiros anos da Guerra Fria, uma raça tecnologicamente superior ao homem desce dos céus para governar a Terra.

Ao contrário do que se poderia imaginar, os invasores se mostram benevolentes e acabam conduzindo o planeta a um período de prosperidade jamais visto, em que não mais existem violência, fome e doenças. Com poucos focos de resistência, a humanidade se rende ao invasor.

Mas os Senhores Supremos têm suas regras: não é permitido a ninguém os conhecer, e a exploração do espaço está terminantemente proibida aos homens.

Entre revelações surpreendentes e um vago mal-estar que assombra os corações humanos, o real propósito dos novos líderes permanecerá oculto por duzentos anos. Até que a humanidade esteja pronta. Até que uma missão seja cumprida. Até que a raça humana conheça o destino que lhe foi traçado.


Os planetas sim, as estrelas jamais
O fim da infância foi meu primeiro contato com Arthur C. Clarke. Eu sei, para quem gosta de ficção científica nunca ter lido ele nem Asimov (coisa que fiz junto com esse) chega a ser uma vergonha. Mas, felizmente esse “problema” foi resolvido e posso dizer que gostei bastante.

Esse livro é dividido em três partes:

Parte I
No auge da Guerra Fria, Estados Unidos e União Soviética brigavam para ver quem ia conseguir mandar o primeiro foguete para o espaço. Cada um dos lados preparavam suas próprias tecnologias e temiam que estivessem atrasados, porém, eles não contavam com o fato de que antes deles conseguirem ir para o espaço o “espaço” viesse até eles, pois, várias naves começaram a surgir nas principais capitais do planeta.

Ao contrário do que muita gente esperava os alienígenas não eram seres ruins, pelo contrário, eles ajudaram a acabar com praticamente todos os problemas enfrentados pela população. Alguns ainda resistiam, pois acreditavam que nós deveríamos seguir nosso próprio rumo, mas eles não ofereciam perigo real e a maioria aceitava as condições impostas pelos chamados Senhores Supremos.

A única coisa que realmente incomodava era o fato de que ninguém nunca viu nenhum deles, nem mesmo Rikki Stormgren, o único escolhido para servir de intermediário entre os Senhores Supremos e a humanidade. Isso dura pelo menos até os Senhores Supremos darem um prazo de 50 anos para aparecerem. E é sobre isso que se resume a primeira parte, uma análise dos rumos que a humanidade estava tomando, suas mudanças e a reflexão de como a humanidade lida com o desconhecido.


Parte II
Os Senhores Supremos finalmente se revelaram, e obviamente eu não vou contar como eles são porque seria spoiler, mas graças a preparação feita, a geração que os espera encontra-se mais preparada do que a anterior para lidar com essa revelação.

E como a própria sinopse conta, uma das poucas limitações impostas por eles é o fato de que os humanos não devem em hipótese alguma tentar alcançar o espaço. Logo, as tentativas de colonização de outros planetas e etc foram abandonadas. mas alguns apaixonados pelo espaço ainda sentem essa necessidade de viajar e é aí que um sujeito chamado Jan Rodricks quando vê uma oportunidade única, bola um plano para conseguir viajar através das estrelas.

A segunda parte é mais dinâmica que a primeira, e já mostra outras reflexões, inclusive uma bem interessante, onde apesar da utopia ser algo que muitos tentam alcançar, ela sofre de um mal incrível, e esse mal é o tédio. Além disso, podemos ver novos sinais de que o objetivo final dos Senhores Supremos ainda não foram revelados.

Parte III
Não posso falar muito dessa parte sem dar spoilers, afinal, já é a última parte do livro, mas é aqui que finalmente a humanidade conhece o seu destino, e também onde você passa a entender o título e o porquê do fim da infância. Os Senhores Supremos finalmente revelam suas verdadeiras intenções ali, mas se são boas ou ruins, só vocês lendo para saber.

O fim da infância é um excelente livro. Ele pode não ter um ritmo tão rápido, mas ele faz refletir muito sobre nosso lugar no espaço, como conduzimos as nossas vidas, onde podemos parar sozinhos, se seríamos capazes disso ou precisamos de alguém para nos conduzir? Além de coisas mais clássicas, como estamos realmente sozinhos no espaço? Somos mesmo a raça mais inteligente que existe? E muitas outras.

É um livro que agrada não só leitores de ficção científica, mas dos que gostam também de leituras que te façam pensar. Apesar do ritmo mais lento a escrita do autor é muito boa e não tem nada aqui sobre coisas complicadas de se entender como viagens no tempo e etc, apesar de uma breve explicação sobre uma teoria de Einstein. Qualquer um pode ler sem medo.

E em relação aos personagens, eu me identifiquei mais com uns do que com outros. Acredito que os da primeira parte e o Jan na segunda sejam os personagens mais fáceis de conseguir ter uma empatia, os outros acho que passam batidos, mas nem por isso não que dizer que não sejam desenvolvidos.

Recomendo essa leitura para todos os tipos de leitores. Pois com certeza pode mudar sua vida, se não mudar, pelo menos com certeza diverte.

 

Título: O fim da infância (exemplar cedido pela editora)
Autora: Arthur C. Clarke
Editora: Aleph
Páginas: 320
Ano: 2019 (Ano original 1953)
Compre: aqui

Comentários via Facebook

15 Revelaram sentimentos:

  1. Faio!
    Tudo é questão de oportunidade e agora teve a sua de conhecer o fabuloso e visionário Arthur Clarke.
    Desde a adolescência tive contato com os livros deles e ficava fascinada com a forma que ele via e escrevia a ficção, ainda mais por trazer alienígenas que não são ruins e maus e que compactuam com os erráqueos.
    Feliz que gostou do livro.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rudy.

      Gostei bastante do livro, só achei meio parado, mas mesmo assim de qualidade.
      Gostei disso também dos Aliens não serem malvados.
      =*

      Excluir
  2. Estava lendo sua resenha e me perguntando os motivos destes invasores serem somente do livro. Só uma raça evoluída para dar jeito nesse caos(independente do preço a ser pago..rs)
    Mesmo não sendo tão fã de ficção científica, gostei bastante de tudo que li acima. Aliás, foi uma resenha bem completa, daquelas que não deixa margem para a gente não querer o livro em mãos!!!
    Espero ler!
    Beijo, Fábio!!!

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Angela

      Olha, esse livro pode fazer você ganhar um pouco de vontade de ler mais coisas do tipo kkkk. Apesar de não ter muita ação, ele é muito bom, traz questionamentos muito legais.

      Excluir
  3. Bom dia,
    Tudo bem?
    Caraca, parece ser um livro com temática no minimo bem diferente!
    Gostei muito da sinopse, vou colocar na minha lista do skoob.

    Abraços e boa semana
    www.rimasdopreto.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Sandro

      Boa, coloque sim, é muito massa esse livro. Espero que possa ler e goste =D

      Excluir
  4. Olá! Olha que esse é um gênero que eu nunca li nadinha, sempre acho as sinopses um pouco confusas, são tantos personagens, cenários sempre tão diferentes, e esse título, bem impactante hein, esse enredo e sinopse até me deixaram curiosa (aliás, eles sempre deixam!), ainda não sei se vai ser dessa fez que eu vou embarcar numa leitura desse gênero.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Elizete

      AAaahh, é bem simples, não tem muita coisa fora do comum ai não, pode arriscar com certeza =D

      Excluir
  5. Oiii ❤ Achei tão interessante a forma como os invasores são retratados no livro, pois geralmente qualquer ser de outro planeta está sempre tentando destruir o planeta terra tanto em livros como em filmes, então é bem legal que não seja assim na história.
    Fiquei curiosa para saber porque os seres humanos não podem explorar o espaço e também para saber qual é o grande propósito dos Senhores Supremos.
    Não sou de ler ficção científica, mas fiquei curiosa sobre essa já que parece trazer várias reflexões para o leitor.
    Beijos ❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rayane

      Sim, é bom ter uma visão diferente da coisa. Esse é o grande mistério para ser revelado, só lendo para descobrir kkkk. Mas te garanto que vale pelo menos a tentativa da leitura.

      Bjs

      Excluir
  6. Olá Fabio!
    Sou apaixonada por qualquer tipo de ficção cientifica, mas é difícil eu ler algum livro dentro desse universo e preciso muito mudar isso. Adorei a resenha, tem uma historia muito envolvente e que me despertou muito a vontade de ler e conhecer o destino da humanidade na trama. Espero ler em breve!

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  7. Oi, Fabio
    Nossa, que livro bom!
    Muito legal. Fiquei curiosíssima pra saber o final que a Terra terá.
    Acho nos faz refletir muito mesmo sobre o que estamos fazendo com nossa vida e o planeta. E se existe vida fora da Terra, devem estar doidos com a gente kkk
    Lerei com certeza.
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Olá, Fábio
    A capa e o título chamam muita atenção, sua resenha me deixou curiosa sobre o que acontece na terceira parte do livro.
    Gosto do gênero mas ainda não li nenhum livro de ficção científica, vai para a lista de desejos. Espero ler em breve, beijos.

    ResponderExcluir
  9. Olha esse é um gênero que eu nunca li nada,tantos personagens, cenários sempre tão diferentes, e esse título, super impactante e muito interessante com certeza adicionarei ao Skoob e estará na minha lista de desejados bjs

    ResponderExcluir
  10. ola
    não tinha lido nada a respeito desse livro
    o titulo é intrigante e apesar de não ser um genero que eu leia achei interessante o fato de se inverter a situaçao
    ao inves do homem invadir o espaço são os homens do espaço que vem fazer uma visita a TERRA

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.

Instagram

© Revelando Sentimentos | Resenhas de livros – Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in