Resenha: Medo imortal

Por Naty Araújo •
06 março 2020

Medo imortal é um compilado de poesias e 32 exemplares da prosa da nossa literatura brasileira, liderado pelo nosso querido Machado de Assis com a participação de mais doze, todos escolhidos entre os patronos, os fundadores e os primeiros eleitos para ocupar os salões da Academia Brasileira de Letras. 

A Darkside acrescentou à obra contos da escritora Júlia Lopes de Almeida, uma importante escritora da literatura que participou de reuniões para a fundação da ABL e que acabou sendo impedida de integrar por ser mulher numa instituição que, em seus primeiros oitenta anos, apenas permitiu a presença de homens. Idealizada pelo organizador da coletânea, Romeu Martins, colocá-la aqui foi uma maneira de reparar a injustiça histórica, de dar voz às mulheres.

O livro conta com diversos temas, contos que evocam o sobrenatural, há descrição de atos de psicopatas, sadismo, vícios, monstros e tantas outras coisas relacionadas ao terror, horror e à fantasia. Antes de cada texto, sabemos um pouco sobre o escritor através de uma pequena biografia. 


É impossível falar de todas as obras, assim como seria injusto escolher alguma em especial, sendo que gostei de várias. Li os textos da Júlia com uma atenção especial, um carinho maior e uma dor no peito por saber que ela ajudou na criação e não teve um assento na Academia apenas pelo fato de ser mulher, como mencionei. Saber disso trouxe um sentimento de raiva, pois escritores tão inteligentes e talentosos tinham uma visão tão conservadora. 

Quando recebi este livro da Darkside resolvi que leria aos poucos, pois queria degustar cada poesia, cada conto com gosto, sem ter a urgência de devorar todos. E acredito que foi a melhor coisa que fiz. Postei vários trechos no Instagram divulgando essa obra grandiosa, mostrando que a nossa literatura não pode morrer e que essa obra é digna de leitura, sem dúvidas.

Sobre a edição:
Essa antologia faz parte da coleção Medo Clássico da editora Darkside. Um projeto visual que conta com ilustrações de Lula Palomanes. A capa possui relevos, muito brilho e jogo de luz. É composto por um marcador em fita com duas cores, verde e amarelo, fazendo referência à bandeira do Brasil ― que não poderia deixar de ter. Aliás, a capa é toda em verde (tonalidade teal) e tons em dourado. Os cortes possuem o mesmo seguimento, são dourados e brilham, principalmente quando movimentamos o livro e fica lindo demais quando exposto à luz do sol. 

Quando andava com ele as pessoas sempre pediam para ver ou ficavam perguntando do que se tratava e se eu estava gostando. Só a edição já chamava a atenção ao redor, seu conteúdo, então, nem precisa enfatizar. É uma obra necessária aos amantes da nossa literatura.

Outras fotos:




Título: Medo imortal (exemplar cedido pela editora)
Organizador: Romeu Martins
Editora: DarkSide Books
Páginas: 464
Ano: 2019
Compre: aqui

Comentários via Facebook

14 Revelaram sentimentos:

  1. Impossível chegar num post com algum livro da DarkSide e não elogiar o trabalho impecável da Editora né? Caramba! São livros belíssimos esteticamente e sim, do agrado de todos nós, leitores!
    Eu sou a medrosa se tratando de filmes de terror, mas em contrapartida, amo o terror escrito, o suspense e amo contos!
    Ainda dói na alma isso de Júlia não ter tido seu lugar de merecimento, pelo simples fato de ser mulher. É algo que nunca entrará na cabeça ou no coração.
    Mas o importante que ela está aí e pelo que li acima, com maestria.
    Ainda lerei essa obra!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

    ResponderExcluir
  2. Olá! O livro realmente parece ser maravilhoso, confesso que essa capa me assusta um pouco, mas agora sabendo sobre a grandiosidade de seu conteúdo, com certeza é um livro que vou tentar ler, ainda mais por reunir obras de autores nacionais em contos, que, para mim, são perfeitos para serem lidos aos pouquinhos.

    ResponderExcluir
  3. Tive contato com alguns desses autores no meu ensino médio na matéria de literatura, mas confesso que as obras que tive contato não me interessaram muito, acho que foi mais com a parte da escrita, pois senti uma grande dificuldade em ler já que apresentam um português mais robusto.
    No entanto, amei essa edição da Dark, gostei muito da capa e essa lombada em dourado me fizeram ficar apaixonada.

    ResponderExcluir
  4. ola realmente essa ediçao está linda
    é lastimavel que a escritora JULIA LOPES DE ALMEIDA ficou fora da ACADEMIA pelo simples fato de ser mulher
    fiz algumas leituras desses autores há muito tempo e reconheço que preciso conhecer mais obras da nossa literatura
    dica anotada

    ResponderExcluir
  5. São livros belíssimos esteticamente e sim, do agrado de todos nós, leitores!
    É uma edição muito linda e acredito que o conteúdo também seja de causar arrepios beijos

    ResponderExcluir
  6. Naty!
    Uma super edição da Darkside.
    Gosto muito de contos de terror e ver vários complilados em uma coletânea, deve ser mesmo uma leitura para degustação.
    E concordo que é revoltante deixar uma mulher tão importante como a Julia Lopes sem poder participar da ABL apenas por ser mulher.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Nossa, só de ler o inicio da resenha e ver que uma mulher ajudou com a criação e não ter um lugar para ela, só pelo fato de ser mulher isso é inacreditável. Ela deveria ter seu lugar e muito bem merecido. Amei a edição do livro e muito linda. Espero ter a oportunidade de ler!


    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  8. Oi, Naty
    Namoro essa edição desde seu lançamento, o livro é lindíssimo!
    A Darkside sempre arrasa nas edições, tenho dó de manusear os livros que tenho deles aqui.
    Causa revolta que Júlia Lopes ajudou e não teve seu lugar merecido na ABL, mas Romeu Martins reparou essa injustiça.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Naty,
    Apesar da temática não ser do meu agrado (não sou adepta ao terror/horror), essa edição é uma obra prima, quero na minha estante. Juro que não sabia quem era a Júlia e o que ela fez, parabéns para a DarkSide!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  10. Oi!
    Essa edição está p-e-r-f-e-i-t-a! Eu amei saber que Machado de Assis é um dos autores presentes no livro, já que é um dos meus escritores favoritos <3. Não vejo a hora de ler! Sabe me dizer se esses cards vem em todas as edições ou foi só porque a editora enviou ou algo assim? Eu adorei!

    ResponderExcluir
  11. Essa edição para mim é a mais linda da darkside e o fato do Machado de Assis estar presente nessa coletanea já é o bastante para idolatrar ela mesmo até sem ter lido.

    ResponderExcluir
  12. Que capa perfeita e assustadora, que chama a atenção de qualquer pessoa. Não curto poesias, contos voltados para o terror, sou medrosa com força. Mas para quem gosta é uma ba opção.

    ResponderExcluir
  13. Oi, Naty
    Não gosto tanto de poesia, mas contos adoro.
    E mesmo não curtindo tanto, fiquei com vontade de ler, pois deve der o máximo se tem Machadao kkkk
    Ai, mas que horror o que fizeram com a Júlia. Horrível mesmo.
    Bjs

    ResponderExcluir
  14. Desde os tempos de escola, tenho um carinho especial por Machado.
    Com certeza vai para a wishlist

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.

Instagram

© Revelando Sentimentos | Resenhas de livros – Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in