Resenha: Eu fico em silêncio

Por Caroline Ribeiro •
13 março 2021

Ei, insira seu nome aqui, você não está sozinho(a).

Para crianças tímidas e introvertidas (como era a que vos fala) esse livro é um salvador. O próprio Neil Gaiman quando se refere ao livro diz “Queria que este livro já existisse na minha infância; talvez tivesse me sentido menos sozinho.”, posso afirmar que somos todos Gaiman no final da leitura.
"Às vezes eu fico em silêncio. Quando eu falo, ninguém me entende. Então eu fico em silêncio."
Eu fico em silêncio, escrito e ilustrado por David Ouimet, foi lançado pelo selo infantojuvenil da Companhia das Letras (Companhia das Letrinhas), mas assim como outras pessoas já fizeram, e assim como se comprovou durante a minha própria leitura, esse livro pode e deve ser lido por todas as idades. Exatamente aquele tipo de leitura que nos acompanha a vida inteira e que em cada momento que a realizamos ela nos traz novos significados e sensações.


Não espere encontrar uma história detalhada, não espere nada “mastigado”, o livro nos dá apenas as frases chaves para desencadear o turbilhão de sentimentos que acompanham cada virada de página. A interpretação e o quão profundo isso vai chegar no leitor depende dele mesmo, mas já adianto, é um livro para ser lido sem barreiras.

Este livro também é sobre encontrar um refúgio nos livros, isso mesmo. Posso apostar que muitos de vocês que estão lendo essa resenha, durante sua infância ou até mesmo já adultos, por diversas vezes utilizaram os livros como válvula de escape para as situações difíceis, solidão ou até mesmo durante a própria pandemia que estamos passando. A simpática personagem principal sabe como ninguém utilizar dessa artimanha, fugindo da realidade e retirando forças das páginas dos nossos tão amados livros.

Mas agora nos concentrando um pouco na arte belíssima do livro, também não espere encontrar paisagens e personagens habituais nestas páginas. Toda a ambientação tem um toque bizarro, com elementos de fábricas, uso de máscaras de animais, expressões depressivas e estáticas e paletas de cores que fazem total sentido com as emoções que determinada página traz ao leitor. A personagem principal sempre recebe um destaque nessa arte e se mostra ser diferente dos demais ao seu redor, ela será nossa estrela guia na história, ela que nos mostra que há luz na escuridão.

“Às vezes, eu me sinto como uma pedrinha em um chocalho; ainda assim, não emito som nenhum.”
Bem, para um livro tão curtinho e cheio de sentimentos não escritos acho que já me prolonguei demais. Para finalizar deixo minha forte indicação para que vocês leiam Eu fico em silêncio e/ou presenteie alguma criança ou adulto ao seu redor.

Outras fotos:



Título: Eu fico em silêncio (exemplar cedido pela editora)
Autor: David Ouimet
Editora: Companhia das Letrinhas
Páginas: 56
Ano: 2021
Compre: aqui

Comentários via Facebook

9 Revelaram sentimentos:

  1. Não sou uma pessoa tímida, aliás, às vezes sou extrovertida até demais. Mas fico pensando o quão legal deve ser encontrar um livro que ajuda alguém que precisa, que traz alguns conselhos, ne? Mesmo sendo extrovertida, os livros sempre foram "meu lugar seguro". É onde gosto de ir depois de um dia tenso, pra relaxar, curtir, então imagino que esse livro seja incrível!

    ResponderExcluir
  2. Eu acredito que já tenha sido tímida, hoje em dia? Sem vergonha até o fim rs
    Mas eu estava olhando esse livrinho nessa semana que terminou e achei tão lindo. Por isso, foi uma surpresa chegar aqui e ver as ilustrações, o carinho.
    Mesmo sendo um livro tão curtinho, há tanta solidão nele e as ilustrações mostram isso.
    Com certeza se puder, quero muito sentir ele!!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na flor

    ResponderExcluir
  3. Aaaaah como teria gostado de ter lido o livro lá trás mas como ainda sou muito tímida. Então acredito que a leitura do livro ainda é válida para mim

    ResponderExcluir
  4. Eu vi esse livro acho que mes passado e quero muito ler ele. Parece ser daqueles que te acolhe, te deixa se sentindo bem no fim da leitura. Ainda nao li, mas ja concordo com essa observação do neil gaiman.
    Espero conseguir ler esse livro esse ano. Que livro lindo!!

    ResponderExcluir
  5. Caroline!
    Acredito que esse livro faz jus à máxima: "uma imagem fala mais que mil palavras".
    Nunca tive problema de me sentir só, porém muitas vezes, os livros foram companheiros para esfriar a cabeça e passar por momentos difíceis.
    Acredito que mesmo sendo um livro infanojuvenil, todos devemos ler.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  6. Olá
    Náo sou tímida mas também náo sou extrovertida .fico no meio termo.
    Acredito que muitos de nós leitores encontrarmos nos livros um lugar seguro para espairecer a mente .
    A edição do livro está linda.

    ResponderExcluir
  7. Olá! Eu simplesmente amei esse livro e super me identifiquei com ele. Sem dúvida é aquele tipo de livro que a gente dá de presente (meus sobrinhos vão adorar). Aquele tipo de história que vem no momento certo, quando a gente mais precisa, definitivamente vai ser incrível cada virada de página.

    ResponderExcluir
  8. Ja fui muito tímida, hoje me considero mais cara de pau na maioria das situações. Mas um livro assim pode ajudar quem passar pela timidez, que pode prejudicar uma pessoa pelo resto de sua vida. Não gostei da capa, achei apavorante, mas o conteúdo parece se ótimo, e é uma boa opção para presentear.

    ResponderExcluir
  9. Oiie,
    Já li vários comentário relacionando a esse livro e fiquei muito curiosa para ler. E um livro muito interessante e percebo que vai fazer qualquer leitor se identificar com a historia, como você mesma falou sobre nós lemos os livros como uma válvula de escape.

    Beijinhos: Tempos Literários

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.

Instagram

© Revelando Sentimentos | Resenhas de livros – Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in