Filme: Um crush para o Natal

by - dezembro 03, 2021


Filme que estreou ontem na Netflix e já está no top 10 na lista de mais assistidos no Brasil, “Um crush para o Natal”, contará a história de Peter (Michael Urie) e Nick (Philemon Chambers).

Peter pede que o melhor amigo finja ser seu namorado para o Natal. Só que os planos e os sentimentos mudam quando a família dele tenta bancar o cupido. A história parece bem clichê, se não fosse pelo fato de os protagonistas serem homoafetivos.

Os elementos presentes no filme são previsíveis, mas isso não se trata de algo ruim, até porque tem o seu diferencial. E um ponto positivo para o longa é o fato de eles não tratarem da temática gay como se fosse algo ruim, com preconceitos. Eles são amigos, apaixonados, mas que lutam contra esse sentimento há anos por medo de perder a amizade.

Imagem: Netflix
A família de Peter aceita o fato dele ser gay sem problematizar a situação, sem haver nenhum aspecto de homofobia – e isso é fantástico! É libertador, como se essa psicopatia não existisse. Quem dera fosse verdade! E por alguns momentos podemos sentir essa felicidade. Peter tem sorte de ter parentes assim, muitos não respeitam o fato de ter algum familiar homoafetivo – no filme, isso não acontece em momento algum. A família de Nick não aparece, sua mãe faleceu e o restante não é dito; ele sente como se fizesse parte da família de Peter (e de fato faz, como amigos).

O filme é engraçado, conta com uma fotografia linda, bem natalina e com personagens envolventes. A tia de Peter é tão engraçada que chega a ser patética. A mãe dele arruma um encontro às cegas que eu pensei que seria uma droga, mas o cara é incrível! O pai dele é tão gente boa que dá vontade de colocá-lo num potinho e levar para a vida. As sobrinhas são engraçadas e tentam, a todo custo, juntar os dois. Será que dará certo? Independente disso, a gente consegue dar boas risadas com as coisas que as duas aprontam.

Infelizmente, é um filme que não é para todo mundo. Quem é homofóbico, preconceituoso, cheio de estereótipos com certeza não vai assistir. Deveria, no mínimo, romper essa linha entre o pré-conceito e o fato típico ilícito, mas isso é uma conversa que esse tipo de pessoa não está preparado para ter.

Filme: Um crush para o Natal
Direção: Michael Mayer (Vestida para Casar)
Onde assistir: Netflix

*Durante todo o mês de dezembro, confira no Blog nossas indicações com temática natalina, basta buscar a marcação "Festival de Natal 2021" e fique por dentro.

You May Also Like

14 comments

  1. Naty!
    Tenho assistido muitos filmes natalinos e já inclui esse para assistir com certeza.
    Pois é, para que ter preconceito e homofobia?
    E se é hilário, ainda melhor.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, Rudy.
      Acho essencial o respeito acima de tudo. Amar a todos.

      Excluir
  2. Legal um filme natalino que foge da velha história com a família considerada padrão e perfeita e aborda a diversidade.

    Danielle Medeiros de Souza
    danibsb030501@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  3. Já está aqui na filinha para ser visto, até por trazer representatividade. Aliás, é algo que tenho notado muito nos filmes natalinos deste ano, representatividade.
    Protagonistas mais velhos, assumindo isso. O casal com a representação negra mais evidente. E simplesmente tenho me deleitado com isso.
    Com certeza verei e espero gostar e me divertir!!!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na flor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu adoro essa representatividade, Angela.
      Acho essencial.
      Assista, sério! O filme é muito bom.

      Excluir
  4. Irei assistir hoje!
    O melhor dos mundos! Romance clichê de Natal e representatividade!
    Amo amo amo amo

    ResponderExcluir
  5. Parece ser realmente um filme divertido. E mais um que nao conhecia rs. Eu acho que to tao por fora das coisas tematicas do natal, que filmes, series, to bem desligada mesmo.
    Mas estou anotando as dicas pra assistir.
    Mais facil eu assistir no momento algo tematico do que ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito divertido e tem ótimas lições. Vale assistir.
      Se quiser, claro. Depois me conta

      Excluir
  6. Olá
    Não conhecia esse filme pois não tenho Netflix entáo muitos filmes eu só fico mesmo conhecendo através dos blogs
    Que bom que o filme não traz problematizâo dos personagens gays.Eles se amam ? Que sejam felizes. Sem dramas. E melhor ainda que tem comédias.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, uma pena que não tem. E você não encontrará em nenhuma outra plataforma, infelizmente.

      Excluir
  7. Olá! Ahhhh que esse já estava aqui no radar, realmente quem dera na vida real fosse assim tão simples o amor né, mas já que por aqui as coisas não são tão fáceis, graças aos deuses do cinema, temos esses filminhos para acalentar nossos corações e nos dar uma certa dose de esperança de que um dia vai.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é... Quem dera.
      O mundo seria muito melhor sem racismo, preconceito, homofobia...

      Excluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.