Resenha: Trilogia Bill Hodges

by - janeiro 03, 2022

Olá, pessoal. Tudo bem?

Hoje vim trazer para vocês uma leitura que eu fiz recentemente da Trilogia Bill Hodges do nosso aclamado mestre do terror: Stephen King.

Eu recomendo que, assim como eu, leiam todos na sequência para aproveitar a vibe do livro e fechar esse ciclo.

Vamos lá?

O primeiro livro da Trilogia é o Mr. Mercedes, e para mim, em disparado, é o melhor livro da série.


Aqui temos um detetive aposentado e se sentindo fracassado por deixar o assassino da Mercedes escapar. Mas que assassino é esse? Bom, vou explicar.

Em uma madrugada, centenas de pessoas faziam uma fila no City Center para garantir uma vaga de emprego. Era um anúncio de disposição de vagas e várias pessoas estavam ali para garantir que pegassem as melhores. E foi aí que um psicopata pegou um Mercedes e avançou sobre aquelas pessoas, matando algumas e deixando várias feridas. Ele escapou, mas não conseguiu ficar no anonimato para sempre.

Ele queria destruir Bill Hodges, o detetive, e brincar com a sua mente. Quem sabe fazê-lo se sentir inútil por não ter pegado o assassino o levaria ao suicídio? Mas quando uma carta do Mr. Mercedes chega para Bill, ele decide que irá até o fim para encontrá-lo.

O livro é eletrizante, muito bem escrito e construído e você simplesmente devora as páginas até chegar ao fim. Mas, em minha humilde, opinião, ele poderia ter parado por aqui.

Mr. Mercedes é um livro perfeito, completo e bem fechado.


No segundo livro da série, Achados e perdidos, vemos novamente Bill Hodges com seus dois assistentes: Holly e Jerome. Esses dois o ajudaram muito a pegar o Mr. Mercedes e têm grande importância na história.

Aqui, Bill é procurado para ajudar Peter Saubers, um adolescente que se colocou em apuros ao encontrar um baú enterrado com dinheiro e originais manuscritos de um escritor famoso que foi vítima de latrocínio há mais de trinta anos. Que cilada, hein?!

Pois é, o assassino em questão enterrou esse tesouro e, ao sair da cadeia, trinta e cinco anos depois, ele irá atrás da família que o roubou.

Esse vilão nada tem a ver com o caso da Mercedes, o único ponto de ligação é que o pai de Peter foi uma das vítimas que se machucaram no atentado ao City Center.

Eu confesso que esperei uma ligação maior que fizesse sentido esse livro, mas não encontrei. Além do vilão nem chegar aos pés do Mr. Mercedes. O assassino aqui é atrapalhado, lambão e meio desesperado.

Enfim, achei o livro mais fraco da série e não encontrei um sentido para fazer parte da trilogia.

Agora vamos ao terceiro?


Último turno é o livro que mais esperávamos.

O reencontro de Bill Hodges com o assassino da Mercedes.

Eu não quis dar muitos detalhes ao falar do primeiro livro para não estragar a experiência de leitura, porém o que vou dizer a seguir está na sinopse do terceiro.

Brady, o Mr. Mercedes, está há cinco anos em estado vegetativo em uma clínica de traumatismo cerebral, em virtude de um incidente que ocorreu no final do primeiro livro. Durante todos esses anos, Bill o visitava no hospital para se certificar de que ele estava mesmo inválido.

Mas, agora, um caso de suicídio que tem ligação ao massacre do City Center colocará Bill novamente em campo para entender qual a influência de Brady nesse caso.

Brady está de volta, dessa vez com poderes recém-adquiridos devido ao acidente. O príncipe do suicídio não deixará o seu legado morrer e Bill entrará em ação novamente para detê-lo.

Eu confesso que comecei essa leitura com altas expectativas, sabendo que Brady estava de volta. Esperei mais daquela adrenalina encontrada no primeiro livro. Mas me decepcionei ao encontrar um Brady com poderes. Oi?

Eu sei que o King adora esse lance sobrenatural, mas a série estava toda voltada para o lado investigativo da coisa. Até então nada tinha ido para esse lado e no terceiro livro ele colocou essa pegada que, a meu ver, foi bem forçada. Eu, particularmente, não curti. Acho que se ele não tivesse colocado esse lado sobrenatural, tinha tudo para ser um puta desfecho.

Mas adorei a experiência de leitura como um todo, ficando ainda com Mr. Mercedes sendo o meu favorito dos três.

Recomendo a leitura e é ótima para quem não curte um terror, mas quer se aventurar por um bom suspense.

Brady é um ótimo vilão, bizarro, escroto e que te faz sentir repulsa. Nisso, tio King caprichou.

E aí, já leram essa trilogia?

Curtiram?

Me contem tudo!

Série: Trilogia Bill Hodges (Mr. Mercedes, Achados e perdidos, Último turno)
Autor: Stephen King
Editora: Suma
Compre: aqui

You May Also Like

13 comments

  1. ola
    Feliz 2O22 !
    Ainda não li nenhum livro desse autor .tenho o livro A espera de um milagre mas ainda não li . Não curto terror mas sei que o autor tem livros que não são voltados para esse genero .Vamos ver se nesse ano eu sinta vontade de ler algum livro de suspense dele.

    ResponderExcluir
  2. Dos livros do king, esses mais policial nao me interessavam tanto. Mas aí vi uma resenha, que falava de assuntos q se aborda no livro, e caracteristicas do personagem, enfim...fiquei interessada em ler a partir daí.
    Espero real gostar!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, eu amo justamente os policiais! Rsrsrsr
      Espero que goste!!

      Excluir
  3. Eu não vejo a hora dos meus três livros chegarem rs
    Sim, eu amei a série e estou maluquinha para ler os livros, tá, mesmo sabendo que pode não ser tudo isso que eu espero.
    Mas eu amo King e vou passar pano com vontade mesmo rs
    Ele é capaz de mostrar o pior lado do ser humano e isso me fascina!!!
    Um feliz e lindo 2022, repleto de leituras e muito King a nós!!!

    Beijo
    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na flor

    ResponderExcluir
  4. Em primeiro lugar, Feliz Ano Novo!!!
    Já tinha visto os livros mas não sabia que eram interligados.
    Achei as premissas bem legais

    ResponderExcluir
  5. Olá! Para variar em se tratando do autor eu não estou muito atualizada (risos), mas é sempre bom pegar dicas para enfim desencalhar quando o assunto é King, se bem que pelas ressalvas, é melhor não ir com tantas expectativas assim né! Eu até fiquei animada com o primeiro livro, mas confesso que no decorrer da resenha fui desanimando um pouco, mas nada que me impeça de acrescentar mais essas dicas a minha lista (infinita).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mr. Mercedes é perfeito!
      Recomendo super a leitura!!

      Excluir
  6. Tenho aquele medinho de ler Stephen King, ao mesmo tempo que tenho curiosidade de saber se vou gostar tanto da escrita dele como todos gostam. Quem sabe um dia...

    Danielle Medeiros de Souza
    danibsb030501@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  7. Fernanda!
    Acredito que é por isso que Mr.Mercedes é o livro mais comentado, todos seguem sua opinião.
    Gostei de ver que o lado investigativo foi muito bem abordado e que triste no último livro não teve um desfecho tão bom, ainda assim, merece uma leitura.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  8. Pelo jeito apenas o primeiro livro é perfeito, os demais deixou a desejar. Adoro os livros de King, mas no terceiro livro colocar o vilão com poderes ficou sem sentido que ate desanimei em adquirir a trilogia.

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.