Entrevista com Max Brallier

by - abril 01, 2022


Fala galera, vocês já viram muitas resenhas minhas aqui no blog sobre a série Os últimos jovens da Terra, agora é hora de ver a entrevista que fiz com o autor dos livros. Espero que gostem.

1 - Olá, como você está? Poderia começar falando um pouco mais sobre você?

R - Eu sou um cara comum. Só que um muito sortudo. Eu sou pai, marido, irmão e tenho vários amigos. Eu vivo em Los Angeles, que é um bom lugar para ser um cara como eu, que tem histórias, piadas, ideias e bobagens na cabeça constantemente. Nunca fui muito atleta, mas sou fã de esportes. Mas minha maior alegria, e a qual sou mais grato, é minha família.

2 - Como surgiu a ideia de escrever Os Últimos Jovens da Terra? E por que um livro infantil?

R - Eu morava em Nova York, trabalhava para uma editora de livros e havia escrito vários livros para adultos e vários para crianças. Então me foi dada a chance de escrever uma série infantil. Fazia todo o sentido, para mim, escrever livros que eu gostaria de ler quando criança. E isso significava livros sobre alguns amigos envolvidos em grandes aventuras, lutando contra os bandidos.

3 - Um dos pontos fortes do livro são as belas ilustrações do Douglas Holgate. Como surgiu essa parceria entre vocês para este projeto?

R - Eu não poderia concordar mais. Tenho tanta sorte que Douglas veio a bordo. Ele pode ver vividamente e fazer acontecer o que eu luto para descrever em algumas frases imperfeitas. O grande diretor de arte da minha editora (Viking), Jim Hoover, trouxe Douglas para os livros. Obrigado, Jim!

4 - Esta série de livros é longa, mas podemos ver que não faltam aventuras para as 4 crianças. De onde vem a inspiração para suas histórias?

R - A inspiração realmente vem dos meus anos de devaneios quando criança. Eu era um estudante mais ou menos, nem um pouco atleta, e não tão ativo nas coisas da comunidade. Tive muito tempo para sonhar acordado com as grandes aventuras que mencionei anteriormente. Ver “Star Wars” pela primeira vez parecia validar minhas histórias imaginadas – talvez houvesse algo no que eu sempre pensava.

5 - Você se inspirou em alguém para criar os personagens?

R - Não, de jeito nenhum. De certa forma, os personagens vêm em primeiro lugar, então as histórias crescem a partir de quem eles são.

6 - O que você faria caso se deparasse com um apocalipse de monstros na vida real? E o que você recomendaria para nós?

R - Correria pela minha vida! E eu sugiro o mesmo para todos os outros.

7 - Seus livros foram adaptados para a Netflix. Como foi ver este trabalho adaptado?

R - Desenvolver a série da Netflix foi demais. Eu fazia parte de uma equipe de redação incrivelmente criativa. Eles assim “entenderam”. Eles fizeram o que eu comecei muito melhor. Eles eram pessoas boas, engraçadas e criativas. O mesmo com todos os profissionais - de coprodutores a animadores. E o profissional da voz, simplesmente incrível. Fiquei tão feliz com o que apareceu na tela.

8 - Existem planos para adaptar todos os livros e spin-offs também?

R - Sempre há planos. Há muito que queremos fazer com esses personagens e histórias – livros, videogames, filmes, séries de TV, HQs e assim por diante. Então, nos bastidores, estamos sempre planejando algo novo e diferente e procurando parceiros para fazer esses planos acontecerem.

9 - Quantos livros você planeja criar para a série? E o que podemos esperar dela no futuro?

R - Isso ainda está para ser determinado. Agora estou me divertindo muito com a série.

10 - Eu sempre gosto de perguntar sobre projetos que os autores estão escrevendo atualmente. Tem algum projeto que esteja escrevendo? Você pode nos contar mais sobre ele?

R - Qualquer coisa em que esteja trabalhando agora, outros “Os Últimos Jovens da Terra”, não posso falar. Parcerias devem ser alinhadas, contratos assinados e os anúncios feitos de forma a evitar que outros roubem a ideia.

11 - Para finalizar, você poderia deixar uma mensagem para os leitores aqui no Brasil?

R - Sonhem Acordados! Imagine! Traga a alegria da infância à medida que envelhecem - você nunca sabe o que pode acontecer.

You May Also Like

10 comments

  1. Permanecer com os sentimentos de criança, siim!!
    eu ri da resposta do apocalipse... correr numa hora cansaria rsrs, eu mesma ja surtava no inicio rsrs

    ResponderExcluir
  2. O Rei das entrevistas internacionais está de volta!
    Adoro como você aborda, vida pessoal, projetos futuros, inspiração.
    Feliz do autor ter podido participar da criação da adaptação!
    Ele faz o mistério dele kkk

    ResponderExcluir
  3. Fábio, eu amo isso de você nos colocar na vida sabendo um pouco dos autores e autoras que ficam por trás dos livros que amamos.
    Você é tão fã dessa série que é impossível não se emocionar e fiquei aqui tentando imaginar sua alegria ao poder entrevistar O Cara! rs
    Adorei e ainda vou ler essa série com toda certeza do mundo!!!!
    beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na flor

    ResponderExcluir
  4. Legal saber que as histórias que ele escreve estavam em sua cabeça desde jovem, que ele sonhava a cordado e depois conseguiu colocar no papel e dividir com todos nós.

    Danielle Medeiros de Souza
    danibsb030501@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  5. Olá
    Muito boa a entrevista.
    IMagino que deve ser sido bem prazeroso realizar essa entrevista e saber mais desse autor que escreve essa série que você tanto gosta.

    ResponderExcluir
  6. Fábio!
    Que trajetória bonita dele, né?
    E fiquei emocionada ao vê-lo dizer que a amior alegria dele é a família.
    Cada vez mais sucesso.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  7. Li a resenha desse livro e gostei bastante. Mesmo sendo voltado para adolescentes, é bem valida a leitura.

    ResponderExcluir
  8. Nossa que artigo fantástico, por isso que estou quase todos os dias visitando e lendo seus artigos. Sempre tem conteúdos interessantes e de qualidade.

    Beijos !!

    Meu Blog: Lotto de Hoje

    ResponderExcluir
  9. Oi,
    Que entrevista bacana!! Parabéns!!
    Ainda não conhecia o autor, mas achei super legal ele já ter até uma adaptação de sua obra.
    Ficção juvenil adoro também, com certeza vou ler seu livro.
    bjs

    ResponderExcluir
  10. Olá! Hahaha bem engraçadinho o Senhor Brallier e cheio dos mistérios não quis revelar nada hein, só a receita para fugir dos monstros, mas já está valendo (risos).

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.