Resenha: Estado Elétrico

by - junho 14, 2022


Uma jovem segue atravessando o país em pleno 1997. Sua única companhia é um robô que adora o herói Kid Cosmo. Talvez a travessia fosse mais fácil se não fosse o fato de que o mundo está em estado de ruínas após a batalha dos drones.

Em todo lugar, drones, robôs e estruturas gigantes de metal em decadência mostra o resultado da batalha e o pior... de como as pessoas ficaram viciadas e morreram com os transmissores neuronais, capacetes que levam suas mentes para robôs onde você pode controlá-los.

Toda essa viagem é mostrada no quadrinho Estado Elétrico. Em uma mistura de texto e imagens, o leitor vai encontrar uma história reflexiva sobre o vício na tecnologia e o quanto ela pode ser desastrosa.


As imagens da obra são um espetáculo, já que são feitas no estilo ultrarealista, fazendo com que o leitor vivencie muito mais a questão da desolação que o mundo enfrenta e que, se duvidar, ao sair na rua vai encontrar uma daquelas máquinas pelo caminho.

Esse livro/HQ é o terceiro volume da série que inspirou a adaptação Tales from the loop. Mas ela pode ser lida como única. Você tem informações durante a leitura que te explicam tudo que aconteceu, principalmente no final. Então, não tem problema ler fora de ordem, até porque, pelo que pesquisei, os volumes anteriores não foram lançados por aqui.

Mas super recomendo a leitura, é bem imersiva e muito interessante, com certeza vale.


Título: Estado Elétrico (Exemplar cedido pela editora)
Autor: Simon Stalenhag
Editora: Quadrinhos na Cia
Páginas: 144
Ano: 2022 (ano original 2017)
Compre: aqui

You May Also Like

6 comments

  1. E como são realistas!!!
    A HQ proporciona uma importante reflexão mesmo... nossa dependência da tecnologia... por mais que queiramos dizer que não somos sim muito dependentes. E o livri mostra isso.
    Pena que os demais livro não foram publicados aqui

    ResponderExcluir
  2. Como eu não conhecia nadinha sobre esse livr/Graphic, estou aqui fascinada com a realidade das imagens! Puxa, deve ser uma obra prima e com temas relevantes, o que faz toda a diferença!!!
    Claro que já quero ler e sentir tudo isso, mesmo faltando os volumes anteriores rs
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na flor

    ResponderExcluir
  3. Tão realista que até dá medo quando pensamos no quanto estamos dependentes e viciados em tecnologia.
    As gravuras são ótimas, conseguem realmente nos transportar para a história.

    Danielle Medeiros de Souza
    danibsb030501@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  4. Adoro essas fotos durante resenhas e adorei as ilustraçaoes do livro!! Sao muito lindas!!
    Nao conhecia o livro confesso, mas gostei do que se aborda, parece interessante.
    Curiosa em ler essa historia!

    ResponderExcluir
  5. Fabio!
    Achei deslumbrante as ilustrações, parecem fotos, concorda?
    Fiquei imaginando o caos após a destruição.
    E gostei de ver que no século XX já foi inserido robô na história.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  6. O enredo é muito interessante, sem contar essa mistura de texto mais robusto com as ilustrações. Achei esse formato bem legal, e realmente é bem realista. Pena os dois primeiros volumes não terem sido lançados aqui. Fiquei bastante interessado.

    Evandro

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.