Um passado, uma dose e uma esperança

“Do que adianta chorar agora?”, eu me pergunto em meio às lágrimas que rolam pela minha face e se perdem ao encontrar o copo em meus lábios.
“Uma dose, por favor”, é o que peço para o garçom, querendo que a coragem venha junto com ela. Nada vem. Nada aparece. Você não ressurge.
Outra dose de uísque. Não consigo parar de olhar para a porta, desejando que você venha e mude tudo como fez antes. Mas as doses não te trazem de volta e nem, tampouco, amenizam a sua ausência.
Era tão bom quando vivíamos juntos e tua presença mudava todo o ritmo da minha vida. Destruía todos os desânimos que minha mente poderia chegar a imaginar. Tuas palavras eram como um estímulo para chegar ao ápice das minhas vontades.
Você poderia surgir por aquela porta, mas a dúvida prevalecia. “Nossas conversas não seriam trocadas aqui e nem em qualquer outro lugar que fosse”, eu pensava, alimentando minha tristeza.
Tuas mãos alentavam as minhas, quando me tocava. Teu olhar me transmitia forças, enquanto notava o brilho tremeluzente neles.
Eu poderia dizer que isso é um passado que deve ser esquecido, mas não dá. Os melhores momentos que tive foram os que vivi ao seu lado e agora tudo não passa de apenas uma ansiedade e desejo de vê-lo outra vez e mudar minhas atitudes, como você sempre fazia.
Não posso esquecer. Não seria capaz de apagar lindos momentos e fingir que tudo passou de apenas um passado que devia ser apagado. Não! Cada instante é levado comigo, por mais que você não reapareça. Por mais que já tenha esquecido de mim e das nossas conversas. Não paro de sentir sua falta. Cresci ao seu lado e sinto necessidade de estar perto de ti. Te busco numa dose, em outra, ou até mesmo por entre a porta aberta do salão. Você não vem.
Enquanto te procuro, me perco por entre o oceano de lágrimas que se perpetuam em minha face.
Espero você aqui! Gostaria que pudesse ouvir minhas súplicas por telepatia.
Eu te amo, pai e sei que voltará para me buscar. Eu sei!

A porta foi aberta e os meus olhos voltaram a brilhar. Sabia que ele voltaria e não esqueceria nosso passado juntos. Mudaria minha vida, mais uma vez. Como ele sempre soube fazer e estava certa disso!








Nota: 9,8

38 Revelaram sentimentos:

  1. Profundo. Beber nem sempre é bom pra matar as mágoas ou a saudade! Gostei de vir aqui. Bem legal mesmo.

    Bjos.

    ResponderExcluir
  2. Naty
    Que linda história... tão bom quando chega no final e que alegria senti no coração ao ler..."A porta foi aberta e os meus olhos voltaram a brilhar. Sabia que ele voltaria e não esqueceria nosso passado juntos. Mudaria minha vida, mais uma vez. Como ele sempre soube fazer e estava certa disso!"
    Bateu uma saudade de meu papi.
    Adorei muito mesmo e estrou torcendo por você.

    Participei deste também, mas minha inspiração estava bem reduzida.
    Postei o link no blog porque estava no trabalho, mas não vi ainda aqui na comunidade.
    Tenho certeza de que antes de fechar o link vai estar lá.
    Beijos amiga e obrigado pelos comentários que deixa nos meus posts que só me enchem de motivação e alegria

    ResponderExcluir
  3. A vida muda sempre.
    Cadinho RoCo

    ResponderExcluir
  4. tem coisas q a gente lê e esquece, tem coisas q a gente esquece de ler... mas há aquelas coisas (como esse texto...) que a gente lê e tem certeza de q n esquece pela vida toda...

    grande texto, chica... emocionante...

    besos.

    ResponderExcluir
  5. Linda historia Naty. Assim como todas as outras que li. É impressão minha ou ela é tão real que se aproxima de situações pelas quais passamos muitas vezes??

    Beijinhos..Parabéns novamente.
    Te desejo um excelente final de semana.

    ResponderExcluir
  6. Que lindo texto... Vc como sempre arrasando :)

    ResponderExcluir
  7. Menina!!!Que postagem linda,me surpreendi quando enfim descobri q se referia ao seu pai.
    Amor de pai e mãe é mais forte do q tudo né minha linda.
    Obrigado pela sua visita.
    Parabéns pelo texto,bastante significativo e gostoso de ler.

    ResponderExcluir
  8. Minha querida
    Texto muito belo e sentido, adorei.
    Como sempre viajamos na história.

    Beijinhos com carinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  9. Há coisas que não são apagadas. Nunca.
    E, existem outras, que podem ser consertadas.
    Mas, existem aquelas, que podem ser consertadas e são inesquecíveis.
    Lindo texto.
    Beeijos

    ResponderExcluir
  10. Fica só uma ponta de tristeza, na insustentável leveza, lindo.
    Naty, estou de casa nova e espero sua visita, você me encontra agora no Rasuras

    BeijooO* te aguardo!

    ResponderExcluir
  11. Naty querdia, é bom passear aqui pelo seu espaço. Não tenho feito isto constantemente, mas sempre volto. Você sabe!
    Que história... É preciso ser segura de si para viver assim e escrever assim tbm!
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Esquecer ou fingir que esqueceu não vai mudar nada.
    Esperança sempre!
    Texto perfeito, amei.

    XX

    ResponderExcluir
  13. Eu me incomodo as vezes com essa dependência. Sério!
    Texto banaca, beeeijos

    ResponderExcluir
  14. Nossa Naty, que triste seu conto, mas lindo. Suas palavras fizeram com que a tristeza passasse para mim :/
    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Então você quer que ele venha te buscar ... HUUM * Brinks. Ficou Bonito Naty, Juu aqui.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  16. Sempre surpreendente. Esses desencontros da vida nos machucam tanto, né?
    Mais ainda resta a esperança.

    Lindo texto!

    Beijo grande, Naty.

    ResponderExcluir
  17. Esta ilha não tem fortuna
    Trocou-a por um curioso mistério
    Este irreal e intenso verde
    Que inunda o olhar mais sério

    Nesta ilha há um beijo na tua procura
    Nesta ilha as pedras não têm idade
    Nesta ilha as juras são lançadas à maresia
    Nesta ilha o sonho é janela da verdade

    Doce beijo

    ResponderExcluir
  18. E a esperança faz com que a gente acredite em tanta coisa, né?

    Beijo,
    Nara

    ResponderExcluir
  19. Será que você poderia parar de me matar com seus textos? Sério, você é demais! Não tenho nem como explicar o quanto eu amo seus textos *-*

    p.s: Ganhei em 1º lugar no silaba tonica amiga! Morri mt com as notas e eu lá *-*

    xx

    ResponderExcluir
  20. Linda parabéns...
    e pior que acontece muito isso viu! pessoas afogam suas mágoas em drinks...

    bjo, bjo

    ResponderExcluir
  21. desejos paternos... Cartas ao Pai... uma preleção 'kafikaniana'... É um bom pegar na mã oe levar para aonde deseja, adorada. beijos ótimo fim de semana.

    ResponderExcluir
  22. Que lindoooo lindinhaaaa ^^

    As doses sempre como um meio de fuga e de esperança né...

    Adorei a história! Bjo grande! Vou tentar postar o post das imagens esse final de semana.

    bjooos

    ResponderExcluir
  23. Ficou lindo o seu texto, acho que estou sem palavras, sei que o texto não tem a ver com a pessoa que eu pensei no meu caso, mas sei que suas palavras retratam um pouco de você, mas também uma parte de mim... Adoro textos assim, meus parabéns!

    ResponderExcluir
  24. Lindo texto, minha quase xará! :)
    Vc sabe mesmo revelar seus sentimentos através das palavras...

    Tem selinho para vc no meu blog!

    =*

    ResponderExcluir
  25. Seus textos são sempre excelentes, querida. Obrigada

    Beijão e linda semana.

    ResponderExcluir
  26. Sempre feliz nos textos! Acho que amores vem e vão, mas poucos ficam, poucos valem a pena para se sentir para sempre, sabe!

    Charlie B.

    ResponderExcluir
  27. Naty querida...

    Uma delícia o seu texto.
    Boa semana
    Beijos

    ResponderExcluir
  28. Os pais sempre voltam.


    Beber? Só se for para comemorar algo bom, nunca para esquecer!


    Beijos

    ResponderExcluir
  29. Lindo conto, Naty. Você me surpreendeu e que bom que ela não desistiu de esperar. É assim que tem que ser. :) xxx

    ResponderExcluir
  30. é tão bom ler o desespero e ver tudo acabar bem. eu sempre me encontro nas suas histórias (:
    beijo grande ♥

    ResponderExcluir
  31. Parabéns, você foi um dos destaques do mês de junho do projeto blogueando. Mande seu e-mail para eu poder enviar-lhe o código do selo!

    ResponderExcluir
  32. aaa, magina!

    obrigadãao flor :D
    mas é claro que vc não poderia ficar de fora do ranking desse acima não?!! :D

    ResponderExcluir
  33. Naty, você já pensou em publicar um livro de crônicas?
    De verdade, seria perfeito!
    Já li muito e vários autores, mas encontrei poucos que escrevem com a sua sutileza e que tocam tanto!

    Beijo

    ResponderExcluir
  34. Um post surpreendente, que nos paralisa no final! Gosto de sentir isso.
    Bjoo!!

    ResponderExcluir
  35. Bem legal teu blog ! Se puder passa lá em casa, http://sindromemm.blogspot.com

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.