Marcas de uma eterna infância


Eu tentei, por infinitas formas, mostrar para mamãe o quanto eu sofria com a decisão que ela tomava para si e acabei sendo a principal vítima nessa consequência.
Aqueles olhos arrebatadores destruíam a minha pequena e medrosa visão. Ele me consumia, me devorava, abusava do meu medo e nada podia fazer ou morreria com ela.
Mais uma noite e essa foi fatal, obrigou-me a coisas absurdas e as lágrimas, que antes escondia, foram reveladas aos olhos de mamãe. Não falei superficialmente. Contei tudo. Cada detalhe, cada forma de agonia e sofrimento. Ela nunca acreditou, mas agora, com detalhes precisos e o sofrimento de rancor no meu olhar, ela acreditaria em mim. Mais uma vez me enganei.
"Eu odeio te ver chorar, portanto, acabe com suas lágrimas e escute: Não acredito em nada do que você diz. Você não vai destruir o meu amor, a minha felicidade. Jamais acabará com a minha vida!". Aquilo foi o fim para os meus ossos que ainda permaneciam de pé, pois a carne já estava acabada. Usada, desgastada. Morta!
Ela odiava meus choros, meus sorrisos. Ela me odiava por completo e jamais acreditaria em mim.
Tentei alertá-la e não consegui. Tentei odiá-la, mas ainda amo-a mais do que a força que se esvaiu de mim.
Não posso deixá-la, mas não aguentaria sofrer mais uma noite e dar a ela mais uma lágrima em forma de raiva.
Resolvi partir em silêncio com um fruto que está dentro de mim. Aquele canalha deu-me um filho e destruiu a felicidade que eu tinha: O amor da minha mãe.

Natalia Araújo, 14/07 – 12h14

Nada no texto é real... Foi um dos textos mais fortes e marcantes que já escrevi. Só pelo fato de saber que isso existe. Uma dor e tanto... 

67 Revelaram sentimentos:

  1. Eu vi um filme com uma história parecida.
    Você tem razão, o pior é saber que isso acontece de verdade...
    Texto lindo *-*
    Beeijos

    ResponderExcluir
  2. Texto muito forte mesmo.... muito bem escrito. Muito bom... apesar de também me impressionar com o tema.

    bjoos

    ResponderExcluir
  3. Texto triste, mas muito bem escrito.
    Amei, de verdade.

    ResponderExcluir
  4. Estranho é pensar que isso pode sim acontecer com alguém.

    Beijo,
    Nara

    ResponderExcluir
  5. texto inspirado no filme Preciosa?

    Parece muito.

    E o filme é muito bom, por sinal. Vale a pena ver.

    Ótimo texto.

    http://manuscritoperdido.blosgpot.com

    ResponderExcluir
  6. muito lindo e impressionante..
    acontece muito disso, pessoas são abandonadas, crianças sofrem com rejeição, é triste mas é real...

    parabéns Naty

    ResponderExcluir
  7. Mas lembre-se que por mais que tudo aconteça o amor de mãe é sempre vivo,é sempre presente,no fundo no fundo do coração..
    Texto tristinho,mas realista.
    abraços,
    Thalita Souza;

    ResponderExcluir
  8. OLÁ,
    Passo pra desejar-lhe ótimo fim de semana e dizer-lhe que há um selinho especial pra vc amanhã, querida.
    Fique com Deus!
    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Realmente forte e triste. Mas muito bom!

    bjos

    ResponderExcluir
  10. Naty, realmente é um texto fortíssimo e acontece todos os dias infelizmente.
    Um beijo minha flor e muito obrigado pela sua visita.
    Beijokas amada.

    ResponderExcluir
  11. Obrigada linda!
    Aí concordo com você viu? Essas coisas acontecem, mães que ficam cegas por um suposto ''amor''. E tem umas que até sabem mais concorda só para ter esse monstro do lado!
    Realidade triste essa nossa!

    Bom fds :)

    ResponderExcluir
  12. pesadíssimo o texto, e talvez esteja aí a beleza do mesmo.

    ResponderExcluir
  13. ps: parabéns belo blog. Estu apreciando o resto (:

    ResponderExcluir
  14. nossa, texto forte! Muito bem escrito. E de fato é triste saber que coisas desse tipo são reais!

    ResponderExcluir
  15. Opa Nty, obrigado pelo aviso do blq. Entendo, entendo. deixa pra próxima. Veleu por seguir tbm e dessa vez não escreverei na sua edição. Minha mente obssesiva não deixa...

    hahahahahah' (adoro piadinhas internas)

    Revelei meu Sentimento aqui (acho super interessante essa dinâmica de blogs, em vez de recados, revelei meus sentimentos, que criatividade!)

    Bjos.

    ResponderExcluir
  16. Nossa Naty! MUITO MUITO forte!

    ResponderExcluir
  17. Excelente texto!!!

    Parabéns, belo blog...

    PARABÉNS!!!

    Acesse:
    http://mailsonfurtado.blogspot.com

    ResponderExcluir
  18. Excelente texto!!!

    Parabéns, belo blog...

    PARABÉNS!!!

    Acesse:
    http://mailsonfurtado.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. Que texto intenso. Muito profundo, e a história bem reveladora, e triste. Nossa, parabéns! Você, como sempre, escrevendo muito bem! :) Continue assim! Beijos. :*

    Fran.

    ResponderExcluir
  20. que texto forte Nathy ;s
    Mas infelizmente relata uma situação real, algo que acontece bem debaixo do nariz de algumas pessoas, mas tem gente que prefere fechar os olhos para algumas coisas ;/
    O mundo está precisando de mais amor e de Deusno coração.
    Beeijos linda

    ResponderExcluir
  21. Isso é mais real que a nossa cara no espelho pela manhã antes de pôr pó, batom, rímel, cor!
    Bom texto Naty.. agora estou achando meu texto passa essa edição um lixo. =/
    Beijos e eu senti sua falta sim, que bom que você apareceu. (L)

    ResponderExcluir
  22. Agradeço...
    principalmente...você...
    querida leitora...
    por me inspirar...

    Biejo...
    Leca

    ResponderExcluir
  23. Isto é mais comum do que a gente pensa. Dói realmente saber que alguém passa por isto. Até quando? Até quando?


    Beijos

    ResponderExcluir
  24. Triste, querida. Mais triste ainda é saber que este horror é a realidade de muitas.

    Linda, um super fim de semana para você. Muitos beijos, minha talentosa filhinha virtual e muito amada.

    ResponderExcluir
  25. Nossa bota forte nisso. Acho que essa menina, além de tudo, teve força. Porque no meu caso, n terei coragem de fugir.

    Beijos

    ResponderExcluir
  26. Que forteeeeeeeee minha linda!

    E tão verdadeiro nos dias de hoje!

    Um abração!

    ResponderExcluir
  27. Descreveu uma realidade, não muito distante como sabemos. Infelizmente! Triste e emocionante.

    Beijos Naty.

    ResponderExcluir
  28. hum, triste mesmo... consequencias, consequencias, consequencias... tudo tem consequencias... e nem sempre são boas, dependendo de como nós agimos ou com quem lidamos... :-/
    e isso dói..
    um beijo Naty.

    ResponderExcluir
  29. Naty
    Triste demais... mas a vida tem disso.
    Seu texto está lindo. Adoro ler seus contos que me prendem a atenção até a última linha.
    Boa Sorte!
    Beijos e boa semana

    PS. Respondi ao teu comentário lá no Vida e Arte em cores e antes de ver o resultado. Você é muito "linda", muito gente e mais do que isso é íntegra em todos as suas atitudes e só me faz mostrar e ensinar mais um pouco de como temos que ser nesta vida de Deus.

    ResponderExcluir
  30. Nossa, forte mesmo D:
    Eu em uma situação dessa, não sei o que faria. Minha mãe é tudo pra mim. Tem pessoas que só entram em nossas vidas pra estragar coisas boas né? afe.
    ps: recebi seus coments :)
    Bgs;*

    ResponderExcluir
  31. Esse texto me lembrou do filme Georgia Rule (Ela é a Poderosa) com a Lindsay. Já viu? É incrível!
    AMEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEI *-*

    p.s: Amiga não se preocupe que quando eu mandar meu livro pra editora e eles quiserem publicar o seu já vai está separado. E se você não publicar um livro e não me der um de presente, também vou matar você! KKKKKKKKKKKKKKKK )):

    ResponderExcluir
  32. Naty, como sempre escrevendo belíssimo e prendendo nossa atenção nos seus contos.. Triste é saber que hoje acontece.. Mãe que não confia em seus filhos, não os ama, antes procuram sentir ódio, recentimentos.. Mas hojé estamos vivendo no tempo que pais e filhos são estranhos, não dão o respeito que lhe são devidos..
    Só Jesus pode libertar! Orai sem cessar, pois a volta do Senhor está próxima.
    Bjão..

    ResponderExcluir
  33. Esse texto relata realmente fatos que não gostaríamos de ver ou até vivenciar, uma realidade crua e nua, muito legal teu blog obrigada pela visita abraços =)

    ResponderExcluir
  34. Ótimo texto, Natalia. Infelizmente retrata uma realidade que é bem mais comum do que imaginamos.
    Ótimo domingo
    Beijos

    ResponderExcluir
  35. Nossa, que texto forte.Parecia tãaaaao real que isso nos comoveu,com certeza :)

    -

    Beeijinhos ( amei teu blog *_* ).

    ResponderExcluir
  36. Não é real, mas existem muitas histórias parecida. Como sempre um texto forte. Parabéns.

    BeijooO

    ResponderExcluir
  37. Menina, que texto forte mesmo. E o pior de tudo é que não passa de ficção e isso realmente acontece na vida real, desgraçando vidas inocentes. Talvez isso nunca acabe, mas sempre ficará cada vez mais triste.
    xxx

    ResponderExcluir
  38. achei seu blog na net e gostei muito. Lhe convido a conhecer o mue , e caso queria leve com você meus selosque estão na sala MEUS BANNERS. Tenha uma bela semana.
    www.fadapri.com.br

    ResponderExcluir
  39. Querida amiga.

    É preciso tempo para aprender a ser mãe,
    assim como é preciso tempo
    para aprender a entender o amor.
    Filhos precisam ser gerados com calma,
    ao lado de alguém que nos complete
    e nos encha de sentidos.

    Alegrias plenas para ti.

    ResponderExcluir
  40. Muito forte,muito triste e,infelizmente,muito real.
    Parabéns!
    Mais um texto com um tema impressionante!

    Bjss
    ;*

    ResponderExcluir
  41. Palavras vivas! Belo texto! Infelizmente, fato é! Desde que o mundo se tornou pequeno diante da internet (e logicamente, de tantos outros meios de comunicação) começamos a ver realmente em que mundo vivemos, como sé na prática, o dito animal "ser humano", aquele que sabe (que sabe merda alguma). Essa hitória, fictícia até onde pode ser, é real para muitas filhas e filhos lá fora e isso é triste, triste pelo fato e pelos anos que isso fora escondido de nós, encoberto pela sociedade e pelos falsos sorrisos!

    http://meninabezerra.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  42. Eu li o texto mas não lembro se ja comentei :s
    é tão forte, da até um arrepio.
    Some mesmo não, flor ♥

    ResponderExcluir
  43. Querida amiga.

    Embora nascido da imaginação,
    este texto tem vestes reais
    em milhares de lares deste País.
    Reflete erros de pais que não aprenderam a ser pais,
    de namorados que não entendem a responsabilidade
    de ter um filho,
    e de um sistema educacional que pouco fala
    de sistemas contraceptivos.

    Alegrias plenas para ti.

    ResponderExcluir
  44. nossa Naty, que doloroso esse texto, que história triste. E infelizmente real...realmente, muito bem escrito.
    envolvente, essa é a palavra.
    parabéns Naty querida, pelo seu incrível talento!
    Um beijo!

    ResponderExcluir
  45. Nossa! este texto é ralmente muito forte... é triste admitir que ele retrata a realiadade da vida de tantas pessoas.

    bjok

    ResponderExcluir
  46. Esse texto mexeu comigo também!

    Muitas pessoas levam o sexo só por esporte. Maldito eu que acho do beijo uma forma de demostrar amor. O beijo doce, sem pressa, só lábios. Outros o levam como brincadeira. O nosso corpo é a nossa preciosidade. A gente vale muito mais do que trinta minutos de prazer!

    ResponderExcluir
  47. Quero pedir desculpas por não poder responder o seu recado da maneira que eu quero. É que eu tenho 28 recados para responder e já deixei atrasar demais. Portanto, por favor me perdooe e se possivel tente responder esse recado. É a primeira vez que eu faço um ctrl+v e quero que todos me desculpem, não é minha intenção. Alias, se você responder este recado é porque você me perdoou e eu vou responder com um recado gigantesco só sobre o seu post. Enfim, desculpe de novo. Seu blog está lindo! Uma prova? Minha consideração em responder seu recado e não ignora-lo. ♥

    ________
    Quem pediu o link da comunidade de webs, dá um clique aqui foram muitas pessoas, não me lembro agora quem pediu em especial :\
    http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=104292425

    ResponderExcluir
  48. Nossa, ficou tão intenso.
    Acho que nessas horas é que seria mais necessario ainda uma mãe. Pena que nem todas as mães apoiam.

    ResponderExcluir
  49. Boa noite, Natália.

    Que bom saber que nada mudou enquanto estive ausente.
    Continua escrevendo lindamente.
    Parabéns!

    BOm estar de volta.

    Beijo carinhoso.

    ResponderExcluir
  50. Quase que acreditava, sei de um caso parecido.

    ResponderExcluir
  51. triste, belo, poético, humano real..

    besos, chica.

    ResponderExcluir
  52. oi td bein? adorei seu blog ja estou seguindo, tenho dois blogs e quero saber se você esta interessada em parceria (é os eguinte você pega meu banner e me avisa que eu pego o seu ) entra la me segue e pega meu banner e me avisa para mim pegar o seu :

    http://kah-catarina.blogspot.com

    http://loucuradeumaadolescente.blogspot.com

    ResponderExcluir
  53. Olá Naty
    Saudades de seus textos.
    Esta semana infelizmente estive ausente e não participei das Edições do BLQ.
    Beijos e boa semana

    ResponderExcluir
  54. moçaaaa, cadê você? óo

    sumiuuuuuu ÓO

    snif snif...

    bjooos

    ResponderExcluir
  55. Que texto triste, Naty! Pior que é bem realista. =/

    Beijos!

    ResponderExcluir
  56. Quando vai publicar o livro?
    Poxa Naty tu escreve demais, sou sua fã já sabe né?!
    hauhsuahsuahs
    saudades de tu
    Tô de volta
    Beijos

    ResponderExcluir
  57. Lindo Nathy! Como sempre, aliás...
    Saudades de estar aki e de te ver por lá tb!
    Beijos*-*
    http://evesimplesassim.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  58. A realidade é dura, mas a mente é burra. Todo mundo sabe como calcular o X da questão, mas insistem em usar a tabuada. No fim das contas, as consequências e a perda se tornam sólidos e a pergunta que fica é: "já que ninguém pode amar você agora, alguém te amou antes?" Arrasou no texto.

    ResponderExcluir
  59. Oi Minha amiga andamos sumidas uma da outra..o que foi..texto lindo hein..eu estava esses dias respirando, sai um pouco do blog..mais voltei..estarei sempre aq..te espero sempre!
    Um beijo.isso acontece sempre..se perde a confiança da mãe!

    ResponderExcluir
  60. Saudades dos teus textos, onde andas???
    saudades de ti!

    Beijão Nate!!

    ResponderExcluir
  61. :O sim, fiquei assim mesmo boquiaberto!
    Forte, forte e forte, senti dor e amor, tristeza e profundidade!

    Beijo, Charlie B.

    ResponderExcluir
  62. Pow, você escreve muito bem e é triste saber que essas coisasa acontecem.
    Ta de parabéns!

    Beijos ;**

    ResponderExcluir
  63. Este texto Naty, atualiza!

    ResponderExcluir
  64. mina,eu fiquei babando encima do teclado...muito lindo ( e trits ) o texto..

    visita o meu blog :

    http://lucasmqr2.blogspot.com

    ResponderExcluir
  65. Passei p'ra desejar um OTIMO DOMINGO.

    Bjoooo

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.