Resenha: Vandré - o homem que disse não



Vem, vamos embora, que esperar não é saber,
Quem sabe faz a hora, não espera acontecer.

Confesso que não sabia que Vandré era o autor da canção mais badalada no mundo. Sabia que ele foi considerado o maior enigma da MPB. Odiado por muitos, amado por muitos outros. Parece até exagero, mas essa música a gente ouve todos os anos, até mesmo em comerciais da Rede Globo nos finais de ano. “Para não dizer que não falei das flores” (Caminhando) é uma canção ícone de Vandré, que sacudiu um festival da canção e levou o público a vaiar Tom Jobim e Chico Buarque.

A música tem uma letra fortíssima e foi escrita no período da ditadura, tornando-se um êxito popular sem precedentes e que atraiu sobre si o ódio encarniçado e destruidor dos militares no ano de 1964. Essa canção, como relata o autor, tornou-se um hino e jamais foi esquecida durante décadas.

Depois de todo esse rebuliço, Vandré precisou sair do país para lutar por uma vida melhor e, ao retornar, já no final da ditadura, resolveu abandonar a música e se dedicar em ser apenas advogado. No entanto, seu comportamento diferenciado fazia com que as pessoas acreditassem que ele tinha enlouquecido, por causa da perseguição e das possíveis torturas que podem ter lhe provocado sérios danos psicológicos – porém, nada foi comprovado.

Pelos campos há fome em grandes plantações
Pelas ruas marchando indecisos cordões
Ainda fazem da flor seu mais forte refrão
E acreditam nas flores vencendo o canhão.

A obra é recheada de descobertas que faz o leitor ficar abismado. Na verdade, este livro é uma biografia não autorizada, escrita pelo jornalista Jorge Fernando dos Santos. O autor tem o objetivo de mostrar, através de uma reconstituição de vida e de época, quem foi Geraldo Vandré e que tornará tudo muito emocionante e revelador. Quando a gente acha que já viu de tudo, sempre surge algo que pode nos surpreender.

Vandré sempre foi muito crítico a tudo o que lhe era mostrado e que parecesse opressivo. Sua personalidade forte o tornou convicto do que queria e do que julgava ser certo. Porém, mesmo assim ele conseguiu conquistar o país através de suas letras que contestavam a situação atual do país.

Vale salientar que Vandré se recusou a colaborar com o trabalho do autor. Fernando fez muitas e vastas pesquisas e entrevistas para desvendar os mistérios, mas Vandré permaneceu calado e em nada auxiliou. Ele não é o tipo de homem ligado a ser o centro das atenções, a ser entrevistado e aparecer na mídia. Ele é um homem recluso, mas mesmo assim muita gente conhece seu trabalho, porém, nem todas elas sabem que é de sua autoria – como foi o meu caso.

A diagramação do livro foi muito bem feita, embora as páginas sejam brancas. Além disso, na obra contém fotos dele e de outros famosos. Um trabalho impecável e que ninguém poderia colocar defeito na estética, claro, tirando a cor das laudas. Contudo, confesso que, mesmo sendo brancas, não torna a leitura cansativa.

Nas escolas, nas ruas, campos, construções
Somos todos soldados, armados ou não
Caminhando e cantando e seguindo a canção
Somos todos iguais braços dados ou não
Os amores na mente, as flores no chão
A certeza na frente, a história na mão
Caminhando e cantando e seguindo a canção
Aprendendo e ensinando uma nova lição.

Quote:
“Penso que ninguém é dono da própria história. Todo acontecimento permite várias interpretações. Por isso uma vida pode merecer diferentes abordagens, pois toda pesquisa biográfica resulta numa espécie de quebra-cabeça no qual sempre faltam algumas peças” (p. 13).

Título: Vandré: o homem que disse não (exemplar cedido pela editora)
Autor: Jorge Fernando dos Santos
Editora: Geração Editorial
Ano: 2015
Páginas: 312

9 Revelaram sentimentos:

  1. Olá Naty!
    Não conhecia o livro. Não sou muito fã de biografias mas gostei da sua resenha. A obra parece retratar um pedacinho da história do Brasil.
    Bjs

    EntreLinhas Fantásticas

    ResponderExcluir
  2. Essa editora sempre publica livros com histórias incríveis, esse traz a histórias de um dos melhores cantores da época, não conheço a história muito bem, mas fiquei bastante interessada na leitura, pretendo adquirir com certeza o livro.

    ResponderExcluir
  3. Fernanda Pedotte12/11/2015 10:23

    Que legal saber que tem esse livro. Eu assisti uma entrevista com o Vandré feita em 2012 e ele fala um pouco sobre essa época da ditadura, achei bem interessante. Agora é bom saber essa dica de livro sobre a vida dele.

    ResponderExcluir
  4. Nossa! Morria e não sabia dessa super dica literária!
    Amo essa música e foi ótimo conhecer através da sua resenha sobre esse compositor!
    Elaine
    Caminhando Entre Livros

    ResponderExcluir
  5. Naty! Eu sempre intercalo entre cinco livros um biografia. Uma fantástica que recomendo a ti e que ainda farei a resenha é o Conde Negro pai de Alexandre Dumas, autor dos Três Mosqueteiros. O Conde Negro é a verdadeira história de o Conde de Monte Cristo, também de Dumas. Falando da resenha, toquei e cantei muito a música de Vandré. Sempre falávamos dele quando eu era adolescente até alguns anos atrás... Com certeza vou comprar este :D

    ResponderExcluir
  6. Naty!
    Acompanhei todo movimento de Vandré e realmente foi muito perseguido na época da ditadura.
    Gostaria de ler essa biografia não autorizada, porque mesmo através das pesquisas, dá para conhecer muito sobre a obra e a vida do biografado.
    “Só é lutador quem sabe lutar consigo mesmo.”(Carlos Drummond de Andrade)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participem do nosso Top Comentarista, serão 3 ganhadores!

    ResponderExcluir
  7. Olá Naty :)
    Nossa, esse parece ser um livro super interessante! Não conhecia, adorei a dica e a resenha.
    Beijinhos ♥
    Borboletas de papel

    ResponderExcluir
  8. Olá! Sabe que vi algumas resenhas deste livro e sei que é bem como uma biografia né. Não sei porque mas eu não curto muito coisas que falem sore o Brasil, deve ser um trauma meu pelas aulas de História que tinha, mas gosto de saber que pessoas importantes fizeram parte sim de nossa história!

    Beijos,

    Greice Negrini

    Blogando Livros
    www.amigasemulheres.com

    ResponderExcluir
  9. Olá!!
    Nunca fui muito de ler biografias , mas tenho lido algumas ultimamente que estão me surpreendendo e pelo que pude perceber em sua resenha , essa do Vandré também irá me surpreender, quero muito ler.
    Bjocas!!

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.