Resenha: Tormento



Depois de ler Fique onde está e então corra, tinha certeza que precisaria ler qualquer outra obra de John Boyne e resolvi que minha segunda leitura dele seria Tormento. O autor tem uma forma de envolver o leitor e cativar-nos do início ao fim. É impossível largar o livro sem antes finalizar a história. Mesmo não sendo uma trama com reviravoltas, a maneira que ele aborda o tema é sempre repleto de lições. Ele desenvolve uma história profunda em poucas páginas.

Danny Delaney tem apenas doze anos e está de férias. Ele espera que seus dias de descanso sejam apenas de diversão. Danny só pensa em andar de bicicleta e brincar com seu vizinho Luke. O garoto sente muito a falta de seu irmão mais velho, porém, Pete acaba viajando com os amigos e deixa de lado a ideia de ir ver a família. Mesmo triste, ele não abandona a ideia de se divertir durante as férias. Contudo, quando ele menos imagina, algo ruim acontece e o garoto vive o pior verão de sua vida.

Quando o Danny chega em casa, sua mãe não está. Seu pai está calado e preocupado porque já é tarde e não há sinal algum da esposa. Até que os policiais aparecem com ela e a preocupação dos dois é maior que antes. Como poderia prever, ele é intimado pelo pai para subir ao quarto e só então, bem escondido, ele consegue descobrir o que aconteceu: sua mãe atropelara, acidentalmente, um garoto que passava em frente à rua onde eles moram. O menino está em coma e Danny sentirá as consequências graves desse acontecimento e que mudará a estrutura da família.

Pressionada por esse acontecimento, a mãe do garoto se encontra muito abalada e sem ânimo para nada. Ela apenas quer ficar deitada e não acordar nunca mais. Enquanto ela fica inerte em seu canto, seu esposo tenta colocar tudo no lugar; ele busca agir em conformidade com o que deve ser feito. Porém, ambos não percebem que isso está prejudicando o pequeno Danny. Ele não recebe atenção, carinho e, quando pergunta algo, é tratado com frieza. Cansado disso, o garoto decide agir e as consequências dessa ação podem prejudicá-lo gravemente. 

A maneira como o autor consegue se aprofundar em um drama com poucas páginas é algo admirável. Dá vontade de ajudar o pequeno Danny a superar a solidão, seus medos e receios. Um menino tão novo e que já passa por um processo turbulento. Através da narrativa em primeira pessoa, é possível enxergar cada detalhe e sentir as dores que o protagonista sofre. 

Tormento é uma obra que nos ensina e nos conscientiza da importância de saber agir em momentos difíceis. Não é descontando em pessoas inocentes que tudo será resolvido. Ninguém tem culpa de nossas dores e isso não nos dá o direito de tratar os demais de maneira fria e impensável. Essa obra é mais do que apenas um pequeno livro de 88 páginas, a lição que Boyne nos passa é intensa e indelével. 

Quotes:
“Sentei na cama dele e desejei que ele estivesse ali pra gente conversar. Pete não era como os outros irmãos mais velhos que eu conhecia, que ainda estavam no colégio. Esses sempre ignoravam os irmãos mais novos quando encontravam com eles, mas o Pete nunca fazia isso”.

“Então fechei os olhos e pensei no garotinho, e torci para ele ficar bem, mas algo me dizia que ele não iria ficar e que nada em casa voltaria a ser como antes”.


Título: Tormento
Autor: John Boyne
Editora: Seguinte
Páginas: 88
Ano: 2014

14 Revelaram sentimentos:

  1. Eu não gosto muito de livros fininhos (acho que me acostumei às séries e sempre que acabam, fico querendo mais... rsrs). Achei interessante pelo fato do autor explorar algo que pode acontecer com qualquer um.

    ResponderExcluir
  2. O John é o meu atual autor favorito, Fique onde está e Então Corra é simplesmente MARAVILHOSO!!!! Quero muito ter todos os livros dele, porém só tenho dois ainda... :(
    Li emprestado Noah foge de casa, é muito bom também!

    Duas Amigas e Um Blog

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Gosto muito do John Boyne mas não consigo gostar de tooodos os seus livros. Esse é um que terminei e pensei "Ok, próximo". Gostei muito mas do Fique Onde Está e Então Corra.
    Bjs

    EntreLinhas Fantásticas - SORTEIOS NO BLOG! PARTICIPE :)

    ResponderExcluir
  4. Gostei muito da premissa da obra, gosto de livros que envolvem histórias profundas, que tratam de situações de depressão, de situações reais, problemas que qualquer um, um dia pode vir a passar. Fiquei com muita pena de Danny, pois por ser uma criança ele não consegue entender o porque da profunda tristeza da mãe. Enfim, gostei muito da obra e da resenha; gostei também de ser um livro pequeno, o que permite uma leitura mais rápida.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  5. Já tinha ouvido falar desse outro livro do autor, mas esse eu não conhecia. A história parece ser bem envolvente mas não costumo gostar de livros curtos, acho que a leitura termina muito rápido e nem dá tempo de se apegar aos personagens.

    ResponderExcluir
  6. Naty, desde que li O Menino do Pijama Listrado do mesmo autor de Tormento, virei uma grande fã de seu trabalho. Ele tem uma forma de escrever e criar histórias impactantes e com temas fortes de uma forma única. E nesta obra não foi diferente, por nos apresentar um drama vivido por Danny, uma pequena criança passando por momentos tão difíceis.
    Buscarei para ler, pois sei que irei gostar.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  7. Já vi muita coisa legal desse livro e não li ainda não sei porque Oo
    É pequeno e fácil, com uma narrativa muito boa e que prende o leitor do começo ao fim. Uma ótima história. Queria ver se conferia também.

    ResponderExcluir
  8. Será que é só eu que nunca tinha ouvido falar desse autor? Bom, como gosto de livros com tramas envolventes, que prende o leitor do começo ao fim, já no começo da resenha já me senti atraída pela leitura, e como você elogiou muito a escrita do autor fiquei com ainda mais vontade de ler os livros dele, parece ser realmente muito bons.

    ResponderExcluir
  9. Até hj só li O menino do pijama listrado... Tormento história parece ser bem legal... Bjs

    ResponderExcluir
  10. Boa tarde,

    Esse livro está na minha lista de desejados e eu gosto demais da escrita do autor que é um dos meus favoritos, parabéns pela sua resenha....bjs.



    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Bom ainda não li nem um livro do autor John Boyne, e não conhecia Tormento, mas conhecendo um pouco mais sobre a história desse livro lendo sua resenha fiquei muito curiosa e por esse motivo pretendo ler esse livro, parece ser muito bom.

    ResponderExcluir
  12. Não conhecia esse livro do autor mas já gostei, único livro que li dele até agora foi A Casa Assombrada e até que apreciei a leitura, fiquei curiosa com esse, espero ler em breve.

    ResponderExcluir
  13. Oi, Natalia.
    Eu desconhecia esse livro do Boyne, no entanto, me interessei por ele. Esse autor sabe como ninguém mexer com os sentimentos do leitor. E é incrível que um livro tão pequeninho em páginas seja tão grande em reflexão.
    Abraços.

    Minhas Impressões

    ResponderExcluir
  14. Oi!
    Ainda não li nada do John Boyne mas fiquei curiosa sobre essa sua historia ainda mais que em tão poucas paginas parece que ele consegue desenvolver a historia e nos deixar tão envolvidos !!

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.