Resenha: Amarga Vingança

Vou começar esta resenha de um jeito louco, mas foi exatamente assim que este livro me deixou. Perdi as contas de quantos livros já li da editora Vestígio, passa dos 10 facilmente, porém, não sei precisar se existe algum deles que me prendeu tanto quanto Amarga Vingança. Pensava que nada iria superar Indesejadas, depois li Arrivederci amore, ciao pensando que nada superaria, até finalizar Amarga Vingança e mudar a minha concepção.

Na realidade não é apenas louco o jeito que inicio a resenha, mas a forma que iniciei a obra escrita por Andrea: pelo segundo livro. Sequer sabia que se trataria de uma trilogia e, quando solicitei este, já era tarde demais. Imaginei que boiaria do início ao fim, mas estava enganada. É claro que a gente fica sem saber como são os personagens e ficamos curiosos para imaginar o que aconteceu antes, contudo, acredito que nada vai superar a adrenalina que foi ler esta obra.


Para quem é curioso, assim como sou, o início do livro já nos conta um pequeno resumo do que acontece no primeiro livro. Pude compreender, ao ler as primeiras páginas, que Diane faz um acordo com Nathan, como se fosse um pacto, com o intuito que ele fosse o justiceiro e encontrasse a cúmplice do assassinato de sua filha, a mulher que a seduziu e a menina tinha apenas 11 anos de idade.

A única coisa que Diane pensa é em vingança, daquelas cruas e amargas; ela deseja veementemente matar a mulher que tirou a vida da sua garotinha. Não apenas por ela, mas por todas as mulheres que já passaram por esse apuro e tiveram o gosto amargo de morrer inocentemente. Mas será que ela está fazendo a coisa certa? Escolher Nathan como assassino justiceiro é o melhor a ser feito? É impossível não indagarmos isso.

Vários assassinatos são encontrados no livro. Sangue, ódio, vingança e três corpos encontrados isolados num porão. Então a ficha começa a cair e Diane descobre que há alguém sequestrando mulheres e matando-as. Ela estuda tudo minuciosamente e consegue desvendar coisas que deixam o leitor perplexo.


O que me atrai profundamente numa trama, mais especificamente num vilão, é o trabalho psicológico que o autor realiza para construí-lo. Neste, sem medo de errar, foi uma excelente construção, principalmente para quem é fascinado por obras com serial killers. É difícil imaginar como e por qual motivo uma pessoa mata, tortura e realiza uma série de atrocidades com a outra.

É uma tarefa árdua contar mais sobre Amarga Vingança sem revelar os mistérios presentes na história. Portanto, embarque nessa leitura e se prepare para ficar acordado até descobrir cada detalhe da tão sofrida vida de Diane e os processos difíceis enfrentados por ela. Não deixe de ler!


Quotes:
“Ela via o mais baixo, novamente de costas. Mais uma vez, ele fazia gestos largos com uma das mãos de costas. Diane não distinguia a outra, mas o braço dobrado para a frente indicava que ele estava segurando alguma coisa” (p. 81).


Título: Amarga Vingança (exemplar cedido pela editora)
Autora: Andrea H. Japp
Editora: Vestígio
Páginas: 272
Ano: 2014 

8 Revelaram sentimentos:

  1. Eu adorei o primeiro, mas estou aguardando sair o terceiro para ler o segundo. Essa é uma das melhores detetives já criadas. E esse lance meio dúbio do Nathan acho que vai esquentar bem a trama.

    ResponderExcluir
  2. Eu vi a resenha de Indesejadas e fiquei louca pra ler, na mesma semana peguei o livro na biblioteca e apenas não consegui parar de ler. achei maravilhoso. Agora já quero ler esse também, gosto muito de histórias de serial killer e esse parece ser muito bom também.

    ResponderExcluir
  3. Poxa, parece ser um livro bem interessante! A capa e o título dele super me chamaram atenção.
    De início eu tive a sensação que seria um romance policial, mas acho que me enganei, né? rs
    Bom, de qualquer forma, eu curti muito a sua resenha, levarei os elogios em conta na escolha do meu próximo livro a ser lido! :)

    Mago e Vidro
    | Sorteio DamnedGirls | NOVE livros pra você!

    ResponderExcluir
  4. Oiie! Gostei mto da sinopse, gosto mto de ler histórias assim, me chama mto atenção! Parabéns pela resenha, adorei! Bjs

    ResponderExcluir
  5. Não conhecia essa editora, mas vc escreve om tanta paixão sobre esses livros e AmARGA Vingança que fiquei curiosa.

    ResponderExcluir
  6. Nunca ouvi falar do livro,vou procurar para lelo parece uma leitura que se perde nela, a resenha mostra a Diane e ser uma pessoa que ódio e vingança que tem pela mulher que matou sua filha,mas quem é a pessoa que esta sequestrando e matando as mulheres, na resenha mostra que a historia gira mais do que um assassinato

    ResponderExcluir
  7. Olá, Natalia.
    Não li nenhum livro da editora ainda. Vejo pouco sobre ela, acho que só vejo aqui no seu blog hehe. Eu vou querer ler com certeza, porque seriais killers me interessa bastante. Gosto desse questionamento de até onde o ser humano é capaz. Mas vou ler o primeiro antes porque sou dessas que não gosto de ficar perdida na vida dos personagens hehe.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  8. Lembro da época dos lançamentos desses livros. Eu ficava doida com cada um deles, os padrões de capas parecidos e tal. Agora faz tempo que não vejo nada, será que a editora não existe mais? Pelo que me lembro é um selo, na verdade, né? Ou to doida ieuhieuhe
    Enfim, é muito bom quando temos essa sensação que nada supera e aí aparece algo que SUPERA SIMMM
    E super sou dessas que compra um livro sem saber que é continuação ¬¬ pena que não deu tempo de você "des-solicitar", mas que bom que deu pra entender apesar disso!

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.