Resenha: Sherlock Holmes no Japão


 “É mais seguro viver nos sonhos, meu amigo.
Lá, encontramos os amores que nunca tivemos.
Lá, ouvimos a música mais bonita,
que o mundo real não merece ouvir” (p.159).

Difícil saber como iniciar uma resenha quando o assunto é Sherlock Holmes. O primeiro livro que li foi de Conan Doyle e que me apresentou esse incrível mundo do grande e amado detetive. Quando li O cão dos Baskerville, tive a imensa satisfação de conhecer tanto Holmes quanto o Dr. Watson. Era muito nova, mas mesmo assim esse livro foi o precursor para que eu criasse o gosto pelo universo literário.

Desse dia em diante, tudo o que é relacionado ao grande detetive me enche os olhos com pura satisfação. Não sei se é possível fazer uma resenha digna do que realmente o livro vale, mas sei que tudo o que eu disser não será suficiente para explicar o quanto a obra merece destaque. Não sei também se essa paixão avassaladora é decorrente do meu amor, desde a infância, ou se realmente todos apontariam esse livro como inesquecível; ouso dizer que é a mistura dos dois. Portanto, perdoem-me a resenha positiva ao extremo, mas não saberia apontar pontos negativos no livro de Murthy.

O ano é 1893, estamos no Japão e é onde a história toma um rumo diferente do esperado. Os jornais anunciam diversas manchetes, dentre elas, são: “Rei Kamehameha III, do Havaí, declara o Dia da Restauração da Soberania”; “Tensão entre China e Japão cresce por causa da Coreia”; “Sacerdote sênior no Templo Kinkaku-ji é encontrado morto em circunstâncias misteriosas”. Como se essas notícias não fossem o bastante, o Dr. John H. Watson recebe uma estranha carta de um amigo que, supostamente, está morto. Então ele decide ir para Tóquio para descobrir o que está, de fato, acontecendo.

No entanto, no navio onde Watson está viajando, o senhor Kazushi Hasimoto é assassinado, a vítima é encontrada com uma adaga atravessada nas costelas. Agora, é preciso desvendar o autor do crime e os motivos que o levaram a fazê-lo. Murthy cria uma história séria e, ao mesmo tempo, cômica. Deixa o leitor fascinado, intrigado e ansioso para descobrir os detalhes.

Além de todos os elementos incentivadores para a leitura, o autor ainda nos brinda com uma frase inspiradora no início de cada capítulo. Sem contar que a diagramação é toda trabalhada com a marca japonesa, o que dá um ar todo diferenciado. A obra não peca por falta e nem por excesso. Quem é apaixonado por Sherlock, assim como eu sou, certamente ficará mais encantado ainda. Quem não é, possivelmente, olhará a obra com outros olhos e sentirá certo carinho por esse detetive incrível, além de Watson, que não podemos deixar de lado.


É difícil descrever maiores detalhes, pois isso são elementos que fascinam o leitor. As páginas são poucas, mas são suficientes para nos prender, nos descabelar e nos ansiar por mais Holmes, por mais Watson, por mais crime, por mais mistérios e por mais descobertas. Impossível não desejar mais livros de Murthy quando o enredo não nos deixa a desejar.

Não preciso indicar a leitura, essa resenha é o suficiente para fazer isso. Pedir para ler Sherlock Holmes no Japão, depois de tudo que já foi dito, seria redundância.

Quotes:
“- Dr. Watson, tudo o que posso dizer é que há um grande perigo pairando sobre nós. Temos que agir com o máximo de cautela e não correr riscos desnecessários ou engajar em amizades dispensáveis. Por alguma razão que desconheço, fomos advertidos” (p.25).

“Quem vive no poderoso Mar, meu amigo? Os peixes e os espíritos observam silenciosamente enquanto avançamos, impulsionados pelos ventos relutantes, que sabem exatamente se é a desgraça ou a glória que espera por nós” (p.37).

“Quando você aceita que não sabe nada, depois de anos de estudo e experiência, começa a busca por um professor que saiba mais do que você. O manto do tempo nos encobre de escuridão, meu amigo. Mas o professor em nosso coração nos enche de luz, e não temos medo” (p.116).


Título: Sherlock Holmes no Japão (exemplar cedido pela editora)
Autor: Vasudev Murthy
Editora: Vestígio
Páginas: 224
Ano: 2015

7 Revelaram sentimentos:

  1. Oiii Naty!! Eu amei!!! Adoro as histórias de Sherlock Holmes! O livro tá incrível, a capa linda tbm! Tá na minha listinha pra esse ano ainda! Bjs! Parabéns pelo post!

    ResponderExcluir
  2. Nunca li nenhum livro sobre o Sherlock, sempre imagino que os livros terão uma linguagem antiga e complicada. Mas sou fã de histórias policiais e acho que é minha obrigação ler alguma aventura dele.

    ResponderExcluir
  3. Nunca li nenhuma estória do Sherlock Holmes, e não me orgulho nem um pouco disso. :(
    Tenho visto cada vez mais os livros dele (talvez porque já estou começando a me cobrar a leitura haha), logo logo eu vou resolver esse probleminha, e Sherlock Holmes no Japão já estava na minha lista por indicação de uma amiga minha! rs
    Espero que, quando eu ler, goste tanto quanto você e ela gostaram.

    Abraço,
    Mago e Vidro
    | Sorteio DamnedGirls | NOVE livros pra você!

    ResponderExcluir
  4. Nunca li nada de Sherlock Holmes, quando vou comprar os livros dele, está caro demais e quando posso comprar, compro os que estão em promoção!

    ResponderExcluir
  5. Sherlock Holmes é um dos melhores filmes que eu vi. Pena que não lí no filme é cômico mas também ''educativo''.Nesta resenha vemos isso uma parte cômica e educativa,curiosa. Sherlock Holmes e o Dr. Watson são uma dupla incrível e diferente para um detetive e um medico companheiro

    ResponderExcluir
  6. Olá, Natalia.
    Eu li a Agatha primeiro, por isso prefiro o Poirot ao Sherlock. Mas ainda assim eu adoro as histórias dele. O Cão dos Baskerville é ótimo. Já li algumas histórias dele escritos por outros autores e acabei gostando. Por isso essa me interessa também. Já entrou para a lista.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  7. Esse é um dos personagens que mais gosto. Uma pena que nunca li os livros originais, apenas vi séries e li releituras, mas estão na minha próxima lista de compras. Gostei do enredo desse também, é bem diferente do que eu costumo ver e fiquei bem curiosa pra saber como esse autor desenvolveu o personagem.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.