Resenha: Noite sobre as águas


Este é o primeiro livro que li de Ken Follett. O autor é considerado um dos mestres do suspense. A propaganda contida na contracapa nos relata que ele arrasta o leitor para um redemoinho de intriga e romance. Fica até difícil não querer ler com uma sinopse tão chamativa e uma indicação tão promissora.

Iniciei a leitura sem esperar tanto do autor e da história. Quis ir devagar para não me decepcionar com tanta expectativa. E posso afirmar que isso não aconteceu. Follett não decepciona de forma alguma, mas também não foi aquela leitura surpreendente em todos os momentos. Senti-me presa do início ao fim e aquele final foi surpreendente num pequeno detalhe. Os outros foram normais até demais. No entanto, esse único fator foi o suficiente para predominar e me fazer querer ler outro livro dele.

Uma coisa que não posso negar é a capacidade de Follett criar personagens, cada um com suas peculiaridades. O leitor consegue se simpatizar, desejar o bem, o mal e uma série de sentimentos com cada um. São vários deles neste livro e, em cada capítulo, adentramos numa história, ansiando para que cada um seja desvendado o mais rápido possível.


Estamos no mês de setembro do ano de 1939, após o Reino Unido declarar guerra à Alemanha. Um hidroavião, o mais luxuoso do mundo, está prestes a partir da costa sul da Inglaterra a Nova York. A bordo dele encontram-se diversas pessoas de classes distintas, seja da sociedade ou da escória da humanidade. Uma das principais motivações para os passageiros deixarem o continente é a guerra, mas não somente. Eles querem se distanciar do próprio passado.

A história começa de uma forma instigante e o final do primeiro capítulo deixa o leitor preso ao segundo. Os passageiros estão confinados por trinta horas em meio a todo o conforto, mas tudo pode ocorrer e tirar o sono de cada um. Afinal, nessa época voar é uma arte arriscada e pode ocasionar vários perigos inimagináveis. Quer saber o que ocorreu? Leia o livro e descobrirá.

Além dos vários personagens, existe algo em comum que fará a ligação com todos. Embora os capítulos sejam alternados, como mencionei, nenhuma história foi escrita em vão. Existe um fator determinante para cada personagem estar ali e ter a sua vez de aparecer. Posso afirmar que Kollett soube fazer isso muito bem.


Temos a presença da segunda guerra mundial no livro, mas esse não é o foco e então apenas vemos alguns flashes sobre ela. Foi uma leitura proveitosa e que, ao final, me fez enxergar pontos que estava cega enquanto lia. O autor jogou mistérios no ar e foi nos revelando a cada momento – alguns não tão misteriosos assim.

A capa do livro representa parte do que a história tem: romance. Além de conseguir retratar uma imagem da referida época. A diagramação é demasiadamente simples, mas que proporciona um conforto ao leitor por conter as páginas amareladas. A revisão não deixou a desejar. Se você gosta de mistérios, este livro é o seu lugar, mas o alerto porque nem todos são incríveis, alguns são até previsíveis. No entanto, o principal eu duvido que você descubra!

Quotes:
“Enquanto esperavam, no entanto, falavam sobre a guerra com seus sotaques ingleses. As crianças estavam empolgadas, os homens discorriam em voz baixa sobre tanques e artilharia e as mulheres apenas exibiam expressões sombrias”.

“- Diga-lhes para não se preocuparem – declarou, com mais confiança do que na verdade sentia. – O homem pode deixar Southampton, mas nunca chegará a Nova York”.

“- Você vai receber as instruções no avião, de um homem chamado Tom Luther.
[...]
- Mas o que vocês querem que eu faça? – Indagou Eddie.
- Cale a boca. Luther lhe explicará tudo. E é melhor você seguir as ordens ao pé da letra se quiser ver sua esposa outra vez”

“A esposa pegou a mala no quarto e lhe entregou depois que ele vestiu o paletó. Ela ergueu o rosto e Eddie beijou-a rapidamente.
- Não saia de casa zangado comigo.
Mas ele saíra.
E agora, parado num jardim, em outro país, a milhares de quilômetros, com o coração tão pesado quanto chumbo, especulava se tornaria a ver sua Carol-Ann”.

Outras fotos:


Título: Noite sobre as águas (exemplar cedido pela editora)
Autor: Ken Follett
Editora: Arqueiro
Páginas: 432
Ano: 2016

18 Revelaram sentimentos:

  1. Oi Natalia, tudo bem?
    Eu amo livro de suspense, mas não li nada do autor ainda, a sua resenha está incrível, e que final é esse hem? Me deixou morrendo de curiosidade aqui kkk
    Vou ler o quanto antes *-*
    Beeeijos!
    Lost Words

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bom? Menina adorei suas fotos <3 Confesso que o livro não me chamou muito atenção, não gosto muito de histórias desse gênero, mas sua resenha ficou ótimaa ^^

    Beijos
    https://resenhaatual.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Olá, Naty.
    Eu tenho bastante vontade de conhecer a escrita do autor. Só vejo resenhas positivas dos livros dele. Eu gosto muito de livros de mistérios e não ligo se são previsíveis hehe. Assim que der eu vou ler algo dele.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  4. É, fazem uma baita propaganda sobre ele ser ótimo no que escreve. Só que nunca li nada dele, só fiquei na vontade até hoje. Esse é outro que parece ser muito bem feito, cheio de mistérios, intriga e surpresas. É outro que deu vontade de ler, porque não parece ser chato e nem decepcionar mesmo. Acho que sempre tá acontecendo alguma coisa ali que prende o leitor. É um bom livro. E quem curte coisas do gênero tem aí uma bela dica também.

    ResponderExcluir
  5. Oii Nath! Esse livro eh mto lindo! Estou acompanhando resenhas dle desde o lançamento...Não vejo a hora de conferir mais de perto essa história que parece realmente mto boa!
    Parabéns pela resenha! Tá excelente!

    ResponderExcluir
  6. Adoro suspense!
    Nunca li nada do Ken Follett, mas já li vários elogios sobre ele.
    Vou anotar esse livro para uma futura Leitura.
    Adorei a resenha! Parabéns!

    ResponderExcluir
  7. Gostei da resenha do livro, achei a capa do livro bem bonita e gosto de livros de suspense e romance, vou ler com certeza.
    Beijos. ♥

    Diário da Lady

    ResponderExcluir
  8. Ainda não conhecia esse autor, pela sua resenha, a escrita dele parece ter, digamos, um ritmo frenético. A historia em si, não me agradou muito, não curto muito livros históricos, mas fiquei bastante curioso para saber como a vida dessas pessoas desconhecidas irão se cruzar, e, é claro, como será o desfecho dessa viajem.

    ResponderExcluir
  9. Oi, Nath
    Realmente a sinopse deixa o leitor bastante curioso, e eu fiquei muito quando vi o lançamento. O autor tem a fama de criar bons personagens e sempre um ótimo mistério, que bom que isso foi positivo.
    Adorei a resenha e os elogios. Uma leitura proveitosa assim só pode me deixar mais curiosa. Gostaria de ler em breve.

    ResponderExcluir
  10. Eu nunca li nada do autor mas sou louca para ler, sei que ele escreve coisas baseadas em fatos históricos ou sempre usa como fundo algum momento importante da história e eu como amante de história quero ler tudo.
    A sinopse desse não me encantou tanto, mas ele usou um dos meus assunto favoritos (2ª Guerra Mundial) de pano de fundo então fui conquistada e estou louca para ler.

    ResponderExcluir
  11. Olá.
    Adoro suspense e esse livro está com uma premissa convidativa. Gosto muito desse tema e apesar de ainda não ter lido nada do autor, sei que seus livros são muito bem conceituados. Claro que está adicionado a minha lista de desejados. Sua resenha está perfeita. Beijos.

    ResponderExcluir
  12. Adoro suspense e, geralmente, também procuro evitar expectativas ou idealizar finais perfeitos. Gosto de um enredo que nos seguro e nos faça mergulhar no ambiente proposto. Adorei a resenha e quero muito ler esse livro.

    www.atraentemente.com.br

    ResponderExcluir
  13. Oi Natalia,
    Faz anos que quero conhecer à escrita tão elogiada de Ken Follett, pelas resenhas que já li de seus livros já sei que vou ficar fascinada com suas histórias. Amo uma trama cheia de suspense e surpresas, e pelo que li, a narrativa é eletrizante o suficiente para permitir que o livro seja lido sem interrupções. Amo isso! Sem falar que adoro histórias com cenário da Segunda Guerra, então já sei que vou gostar dessa leitura, espero que corresponde às minhas expectativas.
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Sou louca por suspense e tramas bem elaboradas com reviravoltas e tudo que a gente tem direito, nunca li nada do autor mas depois dessas resenha maravilhosa, vou colocar o título na minha wishlist!

    ResponderExcluir
  15. Sempre quis ler um livro do Ken Follet e a sua resenha só me deixou com mais vontade de ler!
    Parece ser um livro bem tramado, que em momento algum deixa a peteca cair.
    PRECISO mesmo ler algo dele, quero ler ainda este ano, rs
    bjss

    ResponderExcluir
  16. Nunca li nenhum livro de Ken Follett, mas tenho certeza que Noite sobre as Águas é um ótimo livro para começar. Já li muitas resenhas sempre muito positivas. Difícil encontrar um autor que mesmo não surpreendendo durante o decorrer de toda leitura, ainda surpreende nos detalhes e deixa a vontade de ler outra obra. Achei interessante o autor criar personagens que sejam simpáticos aos leitores e despertam um mix tão grande de sentimentos. Com certeza é um livro que quero conferir.

    ResponderExcluir
  17. Sim, eu gosto de suspense. Não, não costumo ler. Não, não fazia ideia da existencia do autor, e não, não li nada dele. Mas! Adoraria começar. Nunca fui muito de ler coisas de época, mas esse me deixou bem intrigada, principalmente pela forma que ele cria personagens que você disse, gosto muito de peculiaridades novas e de cenários diferenciados. Acho que eu ia gostar bastante.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Adoro livros de suspense!! E sem dúvida esse é um dos bons!!
    Beijoss

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.