Resenha: Psicose


Iniciar essa resenha sem antes fazer menção do lendário filme Psicose é praticamente impossível. Ambos são clássicos, considerados como ícones do horror. O filme de Alfred Hitchcock ganhou um super destaque por seguir à risca o que o livro de Robert Bloch aborda. Todavia, não posso dar a minha opinião a esse respeito porque ainda não vi o filme. Porém, é preciso deixar claro: esse livro é fantástico.

A obra de Bloch foi publicada em 1959 e até hoje o sucesso é garantido e, a cada edição, o trabalho fica bem mais rico e prazeroso de se ler. Para quem não sabe, o livro é baseado no caso do assassino de Wisconsin, o psicótico Ed Gein.

Norman Bates é o protagonista e, engana-se quem pensa que o personagem principal é a mocinha bela por nome de Mary Crane. Nesse aspecto, o autor nos dá uma grande lição de como construir personagens incríveis e enredos totalmente fora do comum. Se você duvida, leia o livro e tenha certeza!


O protagonista é um homem de 40 anos e bastante solitário. Mesmo com uma idade madura, sua mãe o trata como criança. Ela é dominadora e proíbe o filho até de ter relacionamentos amorosos. Norman gerencia o pequeno imóvel da família, o Bates Motel, localizado à beira da estrada. Depois de inaugurada uma nova rodovia, o movimento foi reduzido e, automaticamente, os lucros sofreram uma grande queda.

Paralelamente, temos a presença de Mary Crane, a mocinha da história. Ela é uma jovem muito idealista e que deseja casar com seu noivo, Sam, que está com problemas em seus orçamentos. Ele herdou uma dívida do falecido pai e pretende findá-la antes do casamento. Para ajudar o rapaz, ela desvia 40 mil dólares que seu chefe lhe confia o poder para depositá-los.

Ela decide fugir e, devido a uma forte chuva na estrada, acaba se hospedando no Bates Motel. Crane acredita que terá de passar a noite hospedada e adiar a viagem para o dia seguinte. Porém, alguns planos são alterados sem que ela possa reverter isso. O que Crane jamais imaginaria é que estaria no lugar errado e com as pessoas erradas.


Norman convida a doce jovem para um jantar. Ele se encanta pelo jeito da garota e fica obcecado por ela. Contudo, como sua mãe barra todo tipo de contato, ela percebe que aquela garota lhe causará problemas e decide dar um basta nisso. E o que será que ela faz?

A obra é uma adrenalina do início ao fim. O leitor fica vidrado para saber o que acontecerá e não quer perder nenhum detalhe sequer. Bloch sabe desenvolver um bom enredo sem tornar a narrativa cansada e com inúmeros detalhes. Ele não enrola: é isso ou aquilo. Não existe meio termo e o leitor apenas capta os resquícios de provas possíveis para saber o desfecho da obra. No entanto, é impossível prever o que acontecerá. O autor age como um psicótico e cria um fim totalmente inesperado.

Não é apenas isso que mostra a arte de Bloch, mas o fato de ele eliminar a mocinha logo no início da trama, acabando com a visão taxativa que a mocinha tem que viver. Excepcional e que merece destaque.


Porém, o que senti falta um pouco foi na cena do banheiro. Penso que essa parte poderia ter sido bem mais trabalhada e desenvolvida de uma maneira que fisgasse o leitor ao descobrir a presença da jovem moça no chuveiro. Não dá para explicar mais para não cometer nenhum spoiler. Embora tenha pensado isso nessa cena, em momento algum diminuí as cinco estrelas desse livro. É incrível, surpreendente e impactante.

Não satisfeito com o sucesso do livro e a criação do filme, ainda lançaram uma série chamada Bates Motel e que comecei assistir e adorei. Esse ícone do horror tende a se perpetuar por muitos e muitos anos ainda, quanto mais se lê a obra, mais se gosta; acredito que o mesmo aconteça com o filme, afinal, os elogios não acabam nunca.

Não tem como explicar a delícia que é ler esse incrível pânico recheado de terror e suspense. A leitura é fundamental e imperdível!


Quotes:
“Agora não adiantava chorar sobre o leite derramado. Ainda que não tivesse sido leite”.

“- Você odeia as pessoas porque em verdade tem medo delas, não é? Sempre teve medo, desde pequeno. Melhor se enroscar numa cadeira debaixo da lâmpada e ler um livro”.

“- Mudar, menino? Não vai mudar. Pode ler todos os livros do mundo que será sempre o mesmo. Não preciso dar ouvidos a essa algaravia obscena para saber quem é você. Até uma criança de oito anos sabe!”.

“A prática leva à perfeição”.

Outras (infinitas) fotos:













Título: Psicose
Autor: Robert Bloch
Editora: DarkSide
Páginas: 240
Ano: 2013

37 Revelaram sentimentos:

  1. Oi, Natalia!
    Amei a resenha. As fotos ficaram ótimas e os quotes deram aquele gostinho especial a leitura. Claro que esse livro está na minha lista. Um clássico como esse, é fundamental em uma estante! Além de ser uma leitura de um gênero que gosto muito, a capa está linda e as ilustrações mais ainda. Já faz bastante tempo que assisti o filme, pretendo rever também. Mas quero ler o livro primeiro. Resenha perfeita. Obrigada. Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os quotes foram para arrebatar o coração de qualquer um, Marcinha.
      Amo esse livro

      Excluir
  2. Oii Nath, nunca vi esse filme, vi apenas aquele outro, cujo gostei mto, tbm não tinha lido nenhuma resenha dessa ora, por ser um dos gêneros que eu curto, me agradou mto!
    Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também nunca vi, por enquanto rs

      Excluir
  3. Não conheço nem filme, nem livro!
    Mas apesar de não gostar muito de terror e suspense, fiquei curiosa em relação a obra.
    Parece passar uma adrenalina e tanto quando você está lendo, gostei.
    Gostei da resenha também, você conseguiu chamar a minha atenção.
    As fotos estão ótimas, parabéns.
    Beijos,
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
  4. Olha, eu até que tentei ver o filme clássico, aquele antigo ainda em preto e branco, mas tava tão lento que desisti logo no começo. Quem sabe um dia eu dê uma nova chance? No entanto, eu já conhecia a história, principalmente depois de assistir a série, que é realmente muito boa. Aliás, tenho que colocar em dia. Psicose é um dos livros da minha wishlist e quero muito ter a oportunidade de lê-lo. A resenha está ótima, como de costume.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não vi o filme, mas amo o livro e acho que você deveria ler loooooogo

      Excluir
  5. Natália!
    Já assisti o filme original e várias outras versões, inclusive a série.
    Pelo que li o filme tem muito do livro, principalmente o cunho psicológico que leva o protagonista ser quem é.
    Muito bom, quero ler.
    “A música é uma revelação superior a toda sabedoria e filosofia.” (Ludwig van Beethoven)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de SETEMBRO com 3 livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A série eu assisti, Rudy.
      Não toda ainda e estou amando

      Excluir
  6. Eu já tinha ouvido falar, não é muito o tipo de leitura que curto, mas acho que leria sim! Sua resenha ficou bem explicada.
    Bjs

    http://caprichadissimas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Certamente você gostará do livro, mesmo não atraindo o gênero pq o autor prende o leitor e nos encanta

      Excluir
  7. Olá,
    Que edição maravilhosa, socorro!
    Eu adorei o filme e certeza que já quero esse exemplar haha
    A série também é bacana :D

    tenha um ótimo final de semana ♥
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nana, as edições estão perfeitas.
      Dark é amor. É vida.

      Excluir
  8. Olá, Naty.
    Eu quero muito ler esse livro e conhecer essa história. Nunca vi o filme nem a série, o pouco que sei se resume a cena que você citou na resenha que é a famosa cena do banheiro e a música que não sai da cabeça hehe. Mas pretendo ler. Ainda mais sendo de uma editora que capricha tanto nas edições como a DarSide.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, Sil.
      A Dark capricha mesmo.
      leia e se encante.

      Excluir
  9. Olá!
    Que linda a sua edição! Eu tenho a mais simples. Também gostei do livro mas senti falta de uma maior densidade. Algumas passagens, como a do chuveiro, poderiam ter sido mais longas e completas. Mas ainda assim curti :)
    Bjs

    EntreLinhas Fantásticas - Participe do nosso SORTEIO do DIA DO HOBBIT

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu fiz questão de comprar as duas porque estavam lindas, Thalita.

      Excluir
  10. Quem não lembra desse filme, não é? Mesmo que nunca tenha visto tudo sempre tem aquela cena tão famosa para dar uma ideia do que esperar. Quando vi esse livro fiquei com certa curiosidade pra conferir como seria o enredo, descobrir mais lendo mesmo já que nunca assisti. E acho que ele passa bem aquele suspense, terror e pode ser uma leitura eletrizante, do tipo que você não larga porque precisa saber o que acontece. Uma leitura muito boa mesmo. E a edição é linda!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cris, essa edição é perfeita. Amo a história.
      Também nunca vi, mas quero ver.

      Excluir
  11. Admito que fui ver o filme cheia de expectativa e me decepcionei um pouco, mas é um clássico incrível. O livro parece ser bem mais emocionante que o filme mas não sei leria e Bates Motel é maravilhosa <3 to ansiosa para a próxima temporada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério que decepcionou? Nossa.
      Quem sabe o livro te atraia mais.
      Bates Motel é maravilhoso mesmo

      Excluir
  12. Vc gosta de um terror heim! rsrsrs
    Tenho interesse no filme, já o livro...
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha. Eu gosto, Gladys. Muitíssimo

      Excluir
  13. falar em psicose e não falar em Hitchcock eu acho q é impossível (faltou a musiquinha)
    eu ainda não li o livro, na verdade na época que eu assisti o filme nem sabia que era livro vim descobrir anos depois e fiquei super feliz quando a darkside resolveu trazer.
    tudo bem que conhecer mais do bates não sei se faz bem a saúde

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acredita que eu li enquanto ouvia mentalmente a musiquinha? kkkkkkkkkkkk.

      Excluir
  14. Olá Natalia!!Que bacana conferir tua resenha, semana passada ainda estava tateando a Netflix e me chamou a atenção o seriado que mencionou....Fiquei ainda mais interessada, pois apesar de não ser um gênero que tenho muito costume de ler, é um clássico e isso sempre instiga nossa curiosidade. Amei conferir as fotos. Tua resenha me deixou com aquela " PULGONA ATRAS DA ORELHA" espero poder conferir em breve!! Beijos ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Assista o seriado, você vai gostar muito.
      Obrigada pelo elogio.
      Leeeeeeeeia e confira.

      Excluir
  15. Oii Natalia, Amei sua resenha...
    O livro parece ser mara, apesar que eu não gosto de livros de terror esse me deixou bem curiosa para ler hahaha, quem sabe eu não de uma chance para ele em breve, essa edição parece que está perfeita *__*
    Amei também suas fotos estão lindas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu adoro livros assim, mas esse foi o que me ganhou por completo.
      Obrigaaaaada

      Excluir
  16. Olá Natalia,
    Apesar de ser um clássico do horror, não pretendo ler esse livro e nem assistir o filme. Gosto de um bom suspense, desde que não tenha uma pitada de terror na trama, pois não curto nenhum pouco livros nesse estilo. Mesmo que tenho buscado variar minhas leituras, livros de terror por enquanto não constam na lista, ainda não me sinto confortável para ler livros desse gênero, mas para quem curte, com certeza é uma leitura imperdível.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa, Micheli. É uma pena.
      Por que não tenta? Pode ser que te surpreenda

      Excluir
  17. Oi, Naty
    Todos falam que essa é mesmo uma obra te tirar o fôlego e eletrizante do ínicio ao fim. Eu ainda não li nem assisti o filme. Confesso que prefiro ler a obra, apesar de não fazer muito meu estilo.
    Todos também falam desse fim surpreendente. Eu tenho mais curiosidade por isso rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia e depois veja o filme, Leeh. Assim você conclui baseado no livro.

      Excluir
  18. Quando peguei o livro, pensei "já conheço a história,sem grandes surpresas",então li sem esperar nada...e como estava enganada,não consegui parar!A gente entra na mente do personagem de um jeito...
    Um dos meus favoritos,desejando a edição em capa dura.
    Quote incrível:
    “Agora não adiantava chorar sobre o leite derramado. Ainda que não tivesse sido leite”.

    ResponderExcluir
  19. Oi Natalia, tudo bem?
    Eu preciso dizer que simplesmente amo e sou viciada na série Bates Motel <3<3<3 foi paixão desde o primeiro episódio. O filme é incrível também e a única coisa que não pude conferir ainda foi o livro. Eu quero muuuuuuuito este livro, muito mesmo e esta edição da Dakside é maravilhosa.
    Beijos

    ResponderExcluir
  20. Amei as fotos!! Ficaram lindas!! Essa edição está maravilhosa!!
    Beijoss

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.