Resenha: Dexter – A mão esquerda de Deus


O que falar sobre o personagem Dexter Morgan de um jeito que pareça imparcial? Afinal, minha admiração por esse protagonista é imensurável graças a essa maneira fria de lidar com as coisas e, principalmente, por fazer a justiça divina de um modo diferente. Ele é tudo aquilo que uma pessoa abominaria em outra, menos eu, claro.

É difícil falar dessa série, não porque é ruim; pelo contrário. Ela é tão boa que fico com receio de fazer uma resenha que não esteja à altura do que ela merece. A forma fria de ele ser e o jeito forçado em ser educado ao tratar as pessoas são incríveis e fazem dele um personagem único e inesquecível.

Dexter é analista de borrifos de sangue, trabalha para a polícia de Miami. Através de sua atividade, ele tem a oportunidade de ficar ciente de todos os crimes que estão acontecendo na cidade e, claro, saber as devidas informações das suas vítimas. Afinal, ele é um serial killer, porém, ele é diferente de todos que alguém já ouviu falar. O protagonista assassina pessoas que praticam alguma espécie de crime e que faz mal à sociedade de alguma forma.


Dexter vive praticamente sozinho, ele é órfão e a única coisa que tem no mundo é sua irmã Deborah. Além dela, ele tem uma namorada chamada Rita. Contudo, esse relacionamento não é tão comum como estamos habituados a ver. O fato é que Dexter é um Sheldon Cooper no sentido sentimental ou até pior. Afinal, Sheldon Cooper não admite, mas sente falta da atenção de Leonard, ambos personagens da série The Big Bang Theory. Dexter não é apenas retraído, ele simplesmente não sente. Ele cresceu assim, foi educado dessa forma; Morgan não sente a atração e nem amor que uma pessoa sentiria pelo sexo oposto em um relacionamento amoroso.

Ele gosta de tudo no lugar. Dexter leva uma vida organizada baseada em trabalho e assassinatos nas horas vagas. Porém, quando tudo parece estar sob controle eis que surge um serial killer e tormenta o seu sono. Ele sofre com diversos pesadelos e a possível presença desse serial o persegue o tempo todo.

Quando o protagonista menos espera, o serial deixa pistas e faz com que Dexter se sinta ansioso para conhecê-lo. Diferente das outras pessoas, ele é alguém em que Morgan admira e até mesmo sente uma ponta de inveja. Afinal, o serial killer mata suas vítimas e retira todo sangue dos corpos. Ele tira da cena do crime a especialidade de Dexter e isso faz com que este busque, de todas as formas, descobrir como e quem é essa pessoa tão genial para Dex.


Confesso que fiquei dividida entre o meu carinho pelos personagens. Se tivesse que eleger o meu preferido, seria praticamente impossível. Pois, tanto Dexter quanto o serial killer (o outro) me atraíram de um jeito inexplicável. Tinha momentos que eu torcia para que ninguém tocasse em nenhum dos dois e tinha outros que eu torcia mais pelo serial do que pelo próprio Dex.

Quanto mais lemos a obra, mais desejamos continuar. É viciante, um ciclo que é impossível parar sem antes sabermos o que acontecerá. Porém, no meu caso, eu já sabia tudo o que iria acontecer. Existe a série baseada nos livros de Jeff Lindsay e eu assisti a algumas temporadas. Contudo, mesmo sabendo, eu queria ler minuciosamente a narrativa de Jeff e, nossa, a série seguiu alguns detalhes do livro que jamais poderia imaginar. É impecável! Perfeito! Embora nem todas as coisas sejam iguais.

Essa capa é excepcional, adorei cada detalhe dela. Acredito que só poderia melhorar esse sangue descendo pela última letra, está um pouco artificial, talvez. A diagramação é excelente. Bem simples, mas o espaçamento, o tamanho da fonte e as folhas proporcionam uma leitura rápida e deliciosa. E, por falar em folhas, elas são amareladas e é um modelo que torna o livro bem leve. Ele tem 260 páginas, mas, pela leveza, parece que tem apenas umas 150. A revisão não é perfeita, tem alguns erros e algumas palavras separadas, mas são apenas meros detalhes.


Se tivesse que recomendar um livro, sem titubear, seria esse. Só uma recomendação: não leia antes de dormir. Ele, com certeza, tirará o seu sono. Cuidado, é viciante!

Quotes:
“Eu me senti bem melhor. Era sempre assim, depois. Matar faz com que me sinta bem” (p.20).

“Qualquer pessoa pode ser atraente, se não se incomoda em fingir e dizer todas as coisas idiotas, óbvias e nauseantes que a consciência impede que a maioria diga. Felizmente, eu não tenho consciência. Por isso, digo tudo” (p.32).

“Presa na porta da geladeira com um dos pequenos ímãs em forma de fruta tropical, estava a cabeça de uma boneca Barbie. Eu não lembrava de ter colocado aquilo lá. Não lembrava sequer de ter uma. Era o tipo de coisa de que eu me lembraria” (p.123).



Título: Dexter – A mão esquerda de Deus
Autor: Jeff Lindsay
Editora: Planeta
Páginas: 260
Ano: 2008


Fotos: Isabela Minati

24 Revelaram sentimentos:

  1. Oi, Natália!
    Eu vi só alguns episódios da série, mas adorei.
    Queria continuar!
    Não sabia que era baseado num livro.
    E, realmente, a capa está sensacional (menos esse sanguinho escorrendo no R).
    Fiquei com vontade de ler. Talvez leia antes da série mesmo, porque não sei como é a história, muito menos o desfecho.
    Adoro antiheróis e vilões cativantes <3

    Beijoooos

    www.casosacasoselivros.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É sim, Teca.
      E os dois são excelentes

      Excluir
  2. Olá, Natalia.
    Eu li esse livro de tanto uma amiga minha insistir. Ela ama a série e tentou me convencer a assistir várias vezes e quando viu que eu não ia assistir tão cedo me emprestou o livro hehe. Eu gostei bastante e não sei porque depois não fui ver a série porque o personagem me pareceu ser muito interessante. Mas ainda é tempo hehe.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aaaah, Sil. Pode voltar a ler e assista tbm.
      Vc vai adorar rs

      Excluir
  3. Não sabia que a serie tinha sido baseada num livro, gosto muito de histórias de serial killers e sempre quis assistir. Agora além de querer ver a série vou querer ler o livro, a história dele é maravilhosa e foge de tudo que estamos acostumados.

    ResponderExcluir
  4. Também adoro o Dexter, porém eu conheci a série primeiro e depois os livros. Ele tem uma personalidade difícil de explicar, e por mais que não demonstre o que realmente sente e às vezes irrite todos à sua volta com isso, é um personagem muito carismático ao meu ver. Lembro bem do início da série e do serial killer com a Barbie no congelador, é uma das melhores cenas! Tenho muita vontade de conferir todos os livros.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tbm, aconteceu exatamente assim comigo.
      A série tem algo especial, mas o livro não fica atrás.

      Excluir
  5. Eu cheguei a ver aquela série e viciei quando vi. É um assassino bem diferente e a gente fica ali torcendo pelo cara, mas ao mesmo tempo achando absurdo, sei lá. É bem louco.
    O livro me chamou atenção quando vi por isso, por causa da série. E nossa, parece ser beeeem melhor. Acho que fica mais interessante ler porque a gente meio que entra na mente do personagem e pelo jeito o livro te deixa torcendo é pelos dois assassinos xD
    E se ler é viciante deve ter uma narrativa muito boa e que prende, né! Gostaria de conferir.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, você definiu exatamente como é: viciante.
      E eu não conheço palavra melhor rs

      Excluir
  6. Esse livro parece ser maravilhoso. Eu comecei a assistir a série há algum tempo atrás e adorei o personagem de uma forma que é difícil até descrever, assim como acontece com você. Tenho uma super curiosidade pra saber mais sobre ele e acho que o livro seria uma ótima oportunidade pra fazer isso.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É difícil descrever, mas a gente gosta demais rsrsrs.
      Eu gosto do personagem e o ator consegue passar muito bem cada detalhe

      Excluir
  7. Olá! Eu vi a série algumas vezes, eu adorava! E o livro pelo jeito é mto bom tbm...
    Anotado na listinha!
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Natália!
    Também sou fã da personagem Dexter, entretanto não li ainda nenhum dos livros, mas acompanhei a série toda e fico cheia de saudade, porque foi a melhor série de todos os tempos para mim.
    “A simplicidade representa o último degrau da sabedoria.” (Arthur Schopenhauer)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de OUTUBRO com 3 livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  9. Oi Naty,
    Acredita que ainda não assisti a série? Preciso corrigir isso, pois tenho muitos conhecidos que são fãs e falam tão bem da série. Quanto aos livros, já pensei em ler, mas acho que nesse caso prefiro assistir antes de ler hahaha. Como estou me tornando uma fã de thrillers policiais, acho que vou gostar (e muito) de Dexter, pois adoro acompanhar nos livros as investigações dos casos policiais. Pelo jeito Dexter é viciante, tanto no livro como na série.
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Eu já ouvi muita gente falar apaixonadamente sobre os livros e a série, assim como você. E eu gosto de livros que são suspense e tal, mas por algum motivo eu não consigo me atrair por Dexter. Sempre torço o nariz e prefiro ler outra coisa!! Enfim, um dia, se eu tiver o livro em mãos, eu provavelmente leia

    ResponderExcluir
  11. Oie!
    Essa capa está fantástica, hem? Adorei! Eu assisti até a segunda temporada da série, mas depois parei. Mas espero um dia retornar, pois é muito boa, realmente vale a pena, para quem gosta desse gênero, claro. Livro adicionado nos desejados. Obrigada pela dica e por essa ótima resenha. Beijos.

    ResponderExcluir
  12. Ainda não assisti nenhum episódio da série, mas a algum tempo atrás li uma resenha dela e agora encontro a resenha do livro. Já imagina um ótimo livro quando o vi, mas ao ler sua resenha percebi que ele é ainda melhor do que imaginei, é muito genial criar um serial killer que "aplica sua maldade" em outras pessoas que praticam o mal, e ainda mais por inserir um outro serial que deixa Dex inquieto. Eu imagino mesmo que a leitura deve ser viciante, como não ser com uma história dessas? Gostei de saber que a série possui muitos detalhes do livro, quero ler o livro e ver a série. Amei a dica e a resenha.
    Abraço!
    A Arte de Escrever

    ResponderExcluir
  13. eu assisti a primeira temporada dessa série
    não sabia que o dexter na verdade rera um livro (vim descobrir bem depois) sério? a série tem mais detalhes do que o livro (se bem q são sei lá qts temporadas)
    nossa a leitura é viciante? que ótimo eu adoro livros assim que vc quer ler de uma vez
    vai para a minha lista

    ResponderExcluir
  14. Acompanhei toda a série,isso me fez ir atrás dos livros.
    Só li o primeiro,é uma leitura rápida,o Dexter é um personagem interessante,será que nos livros o desfecho é outro?Espero que tenha resenha dos próximos =]

    ResponderExcluir
  15. Natália,eu já tinha visto alguns comentários sobre esse livro (mas beeeem superficiais) e também sabia que já tinha série,mas fiquei passada com o enredo desse livro,onde o protagonista é um assassino só que "bonzinho",só mata quem merece morrer,e acaba tendo seu caminho,de certa forma interligada com um inteligentíssimo serial killer,que meio que está o ultrapassando e jogando com ele,em relação aos crimes...nada usual o tema,e se fosse até semana passada eu com certeza pularia esse livro,mas por coincidência estou lendo um romance dark e o mocinho é um assassino á sangue frio,mais mata só os "malvados" mesmo e também é frio,não tem uma boa interação com o sexo oposto...e bom,confesso que ás primeiras cenas foram difíceis de engolir,mas a autora está conduzindo tão bem a história que achei fascinante esse tipo de personagem e perdi um pouco do receio de ler livros com esses tipos de protagonistas.
    Estou super intrigada,quero muito saber como será essa descoberta/confronto entre o Dexter e o outro serial killer!!
    O livro deve ser muito bom mesmo,pois se você consegue simpatizar e em alguns momentos até torcer para o outro serial killer,o "vilão" da história,é por que o autor soube trabalhar muito bem nos personagens e no enredo de forma geral.

    Você estava receosa de não conseguir expressar o tanto que amou o livro através da resenha,olha fique despreocupada,pois na minha opinião você conseguiu sim,deu para perceber o carinho com que você fala da trama,e até conseguiu planejar aí uma faca com um sangue fake e uns estiletos ensanguentados para a foto kkk é muito amor,só pode! Adorei as fotos,mas no clima da trama impossível rs'

    Fiquei em dúvida só em dois pontos: se a trama é totalmente focada nessa parte dos assassinatos e no aparecimento do serial killer,ou divide bem o espaço com tramas secundárias,como por exemplo,o relacionamento do Dexter com sua irmã,colegas de trabalho,namorada... E outra,esse livro é único ou faz parte de uma série?... Vou dar uma olhada no Skoob ;)
    Abraços.

    ResponderExcluir
  16. Oi, Natalia!!
    Adoro essa série!! Mas só assistir a série de Tv! Mas pretendo ainda ler os livros!! Lindas fotos!!
    Beijoss

    ResponderExcluir
  17. Oi Natalia, tudo bem?
    Já sabia da existência da série, mas não do livro. Que história mais macabra e ao mesmo tempo fascinante. Fiwuei doida para ler este livro e assistir a série depois desta resenha. Sempre me interessei por assuntos como este e por estudar psicologia eu me sinto na obrigação (no bom sentido) de sempre acompanhar este tipo de tema.
    Beijos

    ResponderExcluir
  18. JESUS, Natália. Me jure que isso na primeira foto é ketchup :p
    hahaha
    Então, eu fiquei sabendo primeiro da série, e nem sei por que, não me interessei. Na verdade não procurei saber mais sobre. Aí vi os livros e comecei a achar interessante, porque gostei das capas, mas ainda não sabia direito quem era esse protagonista. Quando eu descobri o que ele faz, e como ele faz, UAU fiquei mais do que tentada a ler os livros e assistir a série. Ótimo eu ter lido esse post, porque já tinha esquecido de procurar aqui. Também não consigo ver nada de errado em matar aqueles que matam. É diferente de matar por drogas, dinheiro ou até mesmo prazer.

    Beijos

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.