Resenha: Jantar Secreto


Você é o nosso convidado para um jantar secreto!


“O ser humano nasce
Cresce,
Reproduz-se,
E é servido no jantar.”

Faz alguns minutos que li Jantar Secreto e não sei exatamente se conseguirei expor tudo o que senti enquanto meus olhos mergulharam nessa leitura. Não, espere! Tenho certeza que não vou conseguir, pois o misto de sentimentos é forte o suficiente para garantir: nada do que eu expor será o suficiente para demonstrar meu sentimento.

Fiquei com vontade de xingar (e confesso que não sou dessas que sai por aí falando termos extras). Imaginei que Raphael Montes não me surpreenderia, pois acertei muitas coisas no decorrer da leitura. Porém, existe algo que me deixou encafifada: ele conseguiu ir além de tudo o que imaginei.

Se tivesse que dizer uma palavra para expressar esse livro seria “fodástico”; usar “incrível é pouco para o que ele representa. No início encontrei uma narrativa normal, com elementos que me pareciam naturais e enredo nada muito envolvente. No entanto, o leitor se engana logo nesses quesitos. Não existe nada de comum na narrativa do autor, os elementos criados não são nada corriqueiros e enredo é para lá de envolvente.


Não é permitido falar sobre o jantar

Em 2010, quatro amigos decidem sair do interior do Paraná para o Rio de Janeiro: Dante, Hugo, Leitão e Miguel. A história é narrada por Dante, um estudante de administração e que trabalha numa livraria. Hugo faz excelentes comidas, é o chamado chefe de cozinha. Leitão largou os estudos para ficar em casa se entupindo de comida, agora apenas é hacker e passa suas horas invadindo contas na internet. Miguel parece ser o mais certo da história; é estudante de medicina e trabalha num hospital.

Ao alugar o apartamento no Rio, todos acreditam no sucesso, mas não é exatamente assim que as coisas funcionam. Passados alguns anos, Dante recebe uma ligação do corretor cobrando os valores dos aluguéis. Para seu espanto, Dante descobre que Leitão, há seis meses, não paga o aluguel. Agora eles precisam arrumar mais de R$ 25 mil ou serão despejados.

Confesso que nesse momento minha vontade era voar no pescoço do personagem, ainda mais pelo motivo que ele desviou a quantia. No entanto, no decorrer da história a gente entende os processos conturbados vividos por Leitão, mesmo sem deixar a raiva de lado; apenas compreendemos suas dores.


Não é permitido levar acompanhante. Cada presença é única e especial

Ao se depararem com a dificuldade, eles decidem fazer um jantar e convidar pessoas para comer algo exótico. A entrada é limitada; os dez primeiros que efetuarem o pagamento já terão a sua entrada garantida. Para piorar o serviço, Leitão fica responsável por criar o site e fazer os anúncios. Ao invés de cobrar R$ 500 por pessoa, conforme o combinado, ele coloca R$ 3.000 por pessoa e anuncia que será servido carne humana.

Os amigos querem matá-lo por essa brincadeira, mas resolvem aceitar pelo fato de o dinheiro já ter entrado na conta. Agora eles precisam cuidar de deixar tudo pronto e, o mais difícil, não serem descobertos pela polícia.

Além de mostrar como uma brincadeira pode assumir proporções graves, o autor revela como o poder pode mudar as pessoas, além de deixar às claras a criminalidade presente no país – o que muitas vezes passa despercebido por nós.


Não é permitido o uso de celulares ou outros aparelhos eletrônicos

A narrativa é forte, impactante e deixa o leitor por diversas vezes emocionado, enojado e refletindo como as pessoas são más e como são capazes de qualquer coisa para ter o que deseja. O livro possui termos fortes, mas que demonstram a realidade, aquela clandestina, nua e crua.

Sem contar que, por diversas vezes, a descrição das comidas são tão bem feitas que ficava imaginando o próprio autor provando as carnes para poder dar um ar tão original à obra. São incríveis os detalhes descritos, as cenas tão bem construídas e o leitor se pega com água na boca com tantos elementos no prato, mas depois volta a ficar com nojo ao lembrar que é carne humana.

Ainda o autor cita a história de um dos livros que mais gostei, enquanto estudava Direito, chamado O caso dos exploradores de caverna, do autor Lon Luvois Fuller. Obra impactante por retratar o caso de cinco pessoas que entraram numa caverna de pedras calcárias e, devido a um deslizamento, ficaram bloqueadas lá dentro, sem comida. Embora um grupo de resgate tenha sido enviado, a situação permaneceu crítica e dez trabalhadores morreram ao tentar socorrê-los. Desesperados, eles decidem que um servirá de comida para os quatro e decidem jogar – é o que alegam no Tribunal.


Guarde esta celebração apenas na sua memória – e no seu paladar

Embora o livro tenha sido excelente, com uma narrativa de tirar o fôlego, sinto dizer que a editora deixou a desejar no quesito revisão. É possível encontrar alguns erros durante a obra, mas não é nada que estrague a leitura. A diagramação ficou muito bonita; a capa é bem chamativa e faz jus ao que a história propõe. O final não é exatamente o que o leitor espera, por conta das pontas soltas e de muitas coisas que poderiam ser melhor explicadas. No entanto, mesmo assim, recomendo a leitura, apenas prepare o estômago, as cenas são fortíssimas.

Quotes:
“Até hoje, esse enigma exerce grande fascínio sobre mim. Nessa história, o que não sai da minha cabeça não é a morte da mulher do sujeito, nem o fato de ele ter jantado a coitada achando que era carne de gaivota, nem de ter se matado por isso. O que me fascina é que o marido comeu carne humana sem saber. E mais: gostou.” (p. 13)

“Cora estava certa: não dava para ser hipócrita. Eu comia carne desde criança, não comia? Nunca me importei com o sofrimento do boi, com a tortura do ganso, nunca perdi um segundo de sono em homenagem aos porcos e aos frangos que devorei ao longo de toda a minha existência. No fundo, aquelas pessoas não eram tão diferentes de mim.” (p. 127)

“‘Já pararam pra pensar que o canibalismo pode ser a solução mais imediata pra fome no mundo? Quero dizer, não comemos nossos próprios mortos por uma questão cultural. Não fomos criados assim. Acontece que enterrar os mortos é um grande desperdício de carne saborosa que poderia ser usada como alimento. Mesmo na vila mais pobre da África, onde pessoas passam fome, há carne sendo desperdiçada nos enterros. Por que não comer? O que mata essas pessoas de fome é esse impedimento moral de comer os semelhantes...’” (p. 204-205).

“‘É complicado se manter vivo quando você perdeu a coisa mais importante da sua vida e tem ao alcance das mãos tudo o que é necessário pra morrer.” (p. 291).

Outras fotos:









Título: Jantar Secreto
Autor: Raphael Montes
Editora: Companhia das Letras
Páginas: 376
Ano: 2016

40 Revelaram sentimentos:

  1. Primeiro: socorro com essas fotos. Já deu uma ótima ideia do que o livro traz. Segundo, cada vez fico com mais vontade de fazer essa leitura, porque acho que vai me agradar bastante, mesmo não sendo o meu gênero favorito. Uma pena que a editora deixou a desejar, bem chato quando isso acontece, mas ainda assim ele está na minha lista.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha. Essas fotos tiveram esse objetivo meeeeesmo. Haha.
      Leia sim e não se incomode pq são coisas bem insignificantes que não atrapalham a leitura.
      Beijos

      Excluir
  2. Parece que é outro livro muito bom dele então, heim? E o que acho legal é a capacidade dele de escrever algo que a gente acha que vai acertar, que vai descobrir, e aí uma coisa ou muito mais macabra acontece ou algo totalmente surpreendente surge. Isso é legal. Deixa a leitura com uma graça que só lendo para entender. Foi o que me fez ter vontade de ler mais livros do autor. Queria ver como esse está, se iria deixar aquele monte de sentimentos que senti ao ler uma obra dele. Parece muito bom.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não li os outros dele, Cris. Mas esse eu gostei bastante e recomendo.
      Ele é realmente muito bom

      Excluir
  3. Natália!
    andava ansiosa para ler alguma resenha desse livro e fiquei extasiada.
    Agora é que quero ler mesmo e saber tudo que aconteceu, não apenas no jantar, mas porque Leitão deixa de pagar o aluguel e coloca os amigos nessa enrascada.
    “O Natal não é um momento nem uma estação, senão um estado da mente. Valorize a vida.” (Desconhecido)
    Boas Festas!
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de DEZEMBRO ESPECIAL livros + BRINDES e 4 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia, Rudy. Acredito que você irá adorar.
      Pois é, Leitão merece uma surra. Em breve você entenderá o que ele fez rsrsrs.
      Beijos

      Excluir
  4. Olá...
    Em primeiro lugar parabéns pelas fotos fazendo jus à resenha... Simplesmente adorei!!!! Parece ser uma leitura bastante interessante e repleta de mistérios... Só fiquei incomodada por você ter falado que a revisão não ficou muito boa... Mas acredito que para uma obra tão incrível, isso pode passar em branco... Espero poder ler a leitura em breve...
    Beijinhos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Cris. Obrigada pelos elogios. As fotos realmente representam essa adrenalina e os detalhes bem sangrentos da obra.
      Ela é cheia de mistérios sim. Vale a pena ler.
      Beijos

      Excluir
  5. Já tinha ficado curiosa sobre o livro quando vi a sua primeira postagem sobre ele. Agora minha vontade só aumentou, admito que leio poucos autores nacionais e fico feliz quando alguma obra nacional me deixa curiosa assim.
    PS: Amei as fotos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maíra, esse livro estava nos meus desejados assim que vi a capa. Nem precisava ler sinopse.
      Agora ele é o queridinho da estante.
      LEIA mesmo, precisa ler.
      Obrigada pelo elogio :D

      Excluir
  6. Para começar, quando vi o nome deste livro, jamais imaginei que seria relacionado a um jantar com carne humana, este livro está bem comentado nos blogs, e tenho lido muitos comentários positivos sobre ele, o que acabou me deixando curiosa, futuramente pretendo ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu imaginei que fosse alguma coisa próximo disso, Mariele.
      O autor surpreende.
      Não vi comentários nos Blogs, mas que bom que você viu muitos elogios.
      Não deixe de ler.

      Excluir
  7. Comprei o livro esse mês para a sessão de autógrafos, mas ainda não li e estou muito ansiosa para ler, esta rendendo muitos comentários positivos. Parece ser bem sangrento, o autor não deve ter poupado nos detalhes, se dá até vontade de comer a carne é porque esta muito bem elaborado rs. Minha filha já leu e ficou horrorizada com os acontecimentos kk.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu queria muito um autógrafo do autor para ter aqui na estante mais um dele autografado. Infelizmente não deu, comprei no site assim que saiu em pré-venda.
      Leia sim, leia logo e ráaaaaaapido. Você vai amar assim como sua filha amou.

      Excluir
  8. Parece bom, apesar de não ser uma leitura que me agrade tanto. Bjos!
    http://thaydreams.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Caramba! Eu leria só pelas fotos se eu gostasse desse gênero hahaha.
    Mas amei demaaais o seu blog, dá pra ver que você se dedica muito! Amei!! To seguindo já <3

    xox
    Próxima Primavera

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Me dedico mesmo, Clara.
      Acho que o autor e editora, mesmo não sendo parceiros, merece uma atenção de qualidade quando o livro é digno de aplausos. E mesmo quando faço crítica negativa procuro dar o meu melhor.
      Que bom! Já fui lá e te segui também.

      Beijos

      Excluir
  10. Oi!
    Estava bem curiosa sobre esse livro, pois a premissa dele logo me chamou atenção, lendo a resenha parece que o livro não deixa a desejar, achei bem interessante os assuntos que o autor consegue tratar através dessa historia e parece que esse é um livro que ira surpreendeu muito !!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não deixa a desejar MESMO.
      É um livro eletrizante, Su.

      Excluir
  11. Só de ver as fotos, já imaginei o livro. Eu não conseguiria ler e passaria mal. Parece bem aterrorizante, mas a sua resenha está ótima.
    Bjus!

    galerafashion.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma pena, Adri.
      Quem sabe você tenha forças e consiga ler um dia rsrsrs
      beijos

      Excluir
  12. E essas fotos?! Meninaaaaa tu é muito criativa!!!!
    E realmente, a resenha do livro é tão real. Muitas pessoas preferem coisas ilícitas ao vem vez de irem pelo caminho bom... e se dão mal no final. Não tem jeito!

    Bjinhos,
    ❥AmigaDelicada.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigaaaaaada. Fico muito feliz com os elogios.
      Realmente, acabam se dando mal. É a lei da vida.

      Beijos

      Excluir
  13. Pra começar, o que são essas fotos? Amei!! Perfeitas!
    Adorei esse livro, ainda não li mas já preciso dele!
    🎄
    Beijos
    BlogCarolNM
    FanPage

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Carol. Muito obrigada.
      Eu fiquei com a sensação de que precisava dele para ontem, por isso comprei o quanto antes <3

      Excluir
  14. Olá, Natalia.
    Como sempre arrasou nas fotos da postagem. Eu quero muito ler esse livro, mas ainda não comprei. A sua é a primeira resenha que leio dele e só me fez ter mais vontade de ler. Gosto muito da escrita do autor e espero gostar desse também. E esse Leitão ai, só apronta com os outros hehe.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Sil.
      Mulher, eu fiquei doidinha quando vi a capa do livro. PRECISAVA comprar de qualquer jeito.
      Leia sim, você vai amar. Sério!
      Existem algumas cenas bem pesadas, mas é tranquilo. É o único livro que li do autor, mas já quero ler os outros.

      Excluir
  15. Não conhecia...vou tomar nota!

    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderExcluir
  16. oi
    primeira resenha que leio do livro e que fotos diferentes essa, nunca li nada do autor, mas pela forma que descreveu fiquei até curiosa para conferir, além de parecer um pouco macabro e intenso.

    momentocrivelli.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito macabro e intenso, Dê.
      Vale a pena ler :D

      Excluir
  17. Menina, que resenha ! Parabéns !

    Fiquei e não fiquei com vontade de ler... será que da pra me entender ? Kkkkkk.

    Beijoo !

    | O Blog Que Não é Blog |

    | Julinha e os Vídeos - Canal do Youtube |

    | Cadastre-se no Clixsense e Ganhe por Clicar em Links |

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entendo sim kkkkkkk.
      E espero que você leia hahahahaha

      Excluir
  18. eu estou louca para ler esse livro e depois dessa resenha!!
    fiquei aqui imaginando a "comida" só pela sua resenha
    pelo jeito é um livro muito pesado, mas que tb trás muitas reflexões sobre violência, o "vale-tudo por dinheiro"
    ah, amei as fotos (eu acho que tá ficando repetitivo, mas suas fotos trazem algo a mais nas resenhas)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mari.
      Fico muito feliz em ler isso. Esse é o nosso objetivo, sempre buscar trazer algo a mais, algo além.
      Essa coisa de sempre o mesmo me incomoda um pouco, me tira da zona de conforto.
      Dá um trabalho danado, sabe? Mas sinto que vale a pena.

      Excluir
  19. Estava eu, rolando pela página despreocupadamente quando e repente: PUM! Na minha cara essa foto impactante seguida de uma citação ainda mais impactante. Fui obrigada abrir para ler o conteúdo. E não consegui parar até terminar de ler toda a resenha. Resultado? Foi para a minha lista de desejados!
    Que resenha mais criativa, adorei! ♥
    Beijos

    www.estantedajosy.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi,Josy.
      Hahahaha. Adorei. Fiquei feliz que tenha sido atraída pela foto e pela citação.
      Esse livro é impactante mesmo e espero que goste.
      Muito obrigada pelos elogios.
      Beijos

      Excluir
  20. Oi, Natalia!!
    Adorei a resenha do livro estou mega curiosa para ler esse livro!! Amei as fotos!! Elas ficaram mega criativas!! O quote que mais gostei foi“‘É complicado se manter vivo quando você perdeu a coisa mais importante da sua vida e tem ao alcance das mãos tudo o que é necessário pra morrer.”
    Beijoss

    ResponderExcluir
  21. Até o momento não li nenhum livro do autor. Certamente que tenho alguns na minha lista e esse está com certeza. A capa do livro já nos dá uma idéia do que nos espera e para quem gosta desse tipo de literatura, é excelente. Eu gosto muito de thriller e suspense e esse me parece ser do jeitinho que gosto. Mas comer carne humana, já está um pouco demais para mim. Só de pensar já me embrulha o estômago. Imagina então, reservar lugar para isso. Não, não mesmo. Mas quero ler o livro.

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.