Resenha: Norte e Sul


Oi gente! Olha eu aqui de novo com meus romances clássicos. Dessa vez, li Norte e Sul da Elizabeth Gaskell que além de narrar um romance bastante original, nos traz também grandes reflexões sobre o desenvolvimento industrial e a exploração da mão-de-obra.

De início somos apresentados a parte sul e aristocrática da Inglaterra através da família Hale, que vive na tranquila cidade de Helstone. O sr. Hale é o pároco da pequena cidade apesar das queixas de sua esposa que deseja viver em uma cidade maior e que tenha mais confortos. A filha do casal, srta. Margareth Hale acaba de passar uma temporada em Londres com sua tia Shaw e a prima Edith, ali Margareth foi tratada como uma filha e recebeu uma excelente educação que deu a ela um ar aristocrata e uma altivez que muitas vezes é confundido com esnobismo, mas na verdade ela é uma jovem que ama a vida simples e carrega profunda empatia pelos mais necessitados.


Margareth acaba de voltar a sua amada Helstone quando é surpreendida por declarações inesperadas, sendo uma delas a notícia de que o pai está abandonando a igreja para dar aulas em Milton Norte dentro de poucos dias.


Já em Milton a família precisa se adaptar a uma vida completamente diferente da que estava acostumada e aos transtornos de se viver em uma cidade industrial cheia de fumaça, suja e com residentes de “pouca educação”. Ali Margareth se apega à família Higgins que pertence a classe operária enquanto que faz forte oposição a tudo que pensa e diz um aluno de seu pai, o sr. John Thornton que é um rico industrial e por isso os dois vivem debatendo enquanto defendem cada um os modos de viver do Sul e do Norte. Logo ele se torna uma grande amigo e presença constante na casa da família mesmo que não suporte o comportamento altivo e esnobe da srta. Hale, quando se encontra na mesma sala que Margareth, inevitavelmente terminam discutindo e defendendo pontos de vistas diferentes, o que gera certa animosidade entre eles.

Em Milton, o sentimento de insatisfação cresce entre os operários o que aquece os ânimos entre eles e os industriais, e aqui começamos a compreender melhor as necessidades e dificuldades de cada um. Margareth, que teve a oportunidade de conviver com as duas classes, se vê no meio dessa confusão e durante um conflito, num ato de loucura protege o sr. Thornton sem perceber que esse sentimento de proteção pode ter nascido de algo mais profundo. Enquanto que John, que já vinha sentindo algo por ela, encontra nesse gesto o incentivo para dizer que a ama e acaba desprezado, mas isso não faz com que ele deixe de amá-la, até que um mal-entendido promete afastá-los de vez. Infortúnios e tragédias acontecem e somente aí nós caminhamos para o grande final do qual infelizmente não posso falar mais nada sem dar spoiler.



Eu fiquei profundamente apaixonada pela teimosia do sr. Thorton. Quando apaixonado ele se revelou um personagem tão cativante e tão aberto a mostrar os sentimentos sem parecer miserável ou pedante, algo tão raro em romances sejam eles de época ou contemporâneos. Mesmo com a rejeição ele não abaixou a cabeça e muito menos ficou se lamentando. Sua atitude gerou trechos explosivamente tocantes que me fizeram torcer muito por um final #Johnmar. Sim. Eu acabei de criar esse shipp <3

Sobre a obra, Norte e Sul é um livro extenso e profundamente detalhado. Em nenhum momento se torna cansativo, muito pelo contrário, acho que a Elizabeth Gaskell tinha um dom para prender o leitor às suas páginas, assim que terminei esse livro eu já corri para pesquisar outros da autora, quero ler todos! A diagramação é maravilhosamente bela, nas folhas de guarda tem uma arte linda representando a vista dos quintais de Helstone, a capa é dura e as folhas costuradas, cada capítulo é aberto com uma poesia, eu fiquei apaixonada por algumas delas. Já falei que amo livros costurados? Pois é, eu sou apaixonada. Esse livro é tão perfeito que se tornou o primeiro clássico a entrar para a minha lista de favoritos. Gostaria que todos o lessem para terem ao menos uma noção de quão bom ele é. Leiam, está mais do que recomendado.


Quotes:
“É perfeito o plano de esquecer aquilo que é doloroso, mas será um pouco difícil, pelo menos para mim, fazer que isso funcione.” (p. 65)

“Nunca vi uma moça tão orgulhosa e desagradável. Até mesmo sua grande beleza se apaga da nossa memória diante de seus modos insolente.” (p. 161)

“[...] se a mente estiver direcionada durante muito tempo a um objetivo apenas, ficará dura e rígida, incapaz de assimilar outras coisa interessantes.” (p. 208)

“Sempre pensei que as boas coisas pertenciam as pessoas nobres.” (p. 250)

“O amor de uma moça é como um sopro de fumaça. Muda conforme o vento.” (p. 371)


Título: Norte e Sul (exemplar cedido pela editora)
Autora: Elizabeth Gaskell
Editora: Martin Claret
Páginas: 744
Ano: 2016

16 Revelaram sentimentos:

  1. Oi Jéssica, dessa vez você acertou em cheio, se esse não é meu gênero preferido, fica entre os primeiros. Me interessei pela história e gente, a edição está incrível né. Fiquei até com invejinha agora (rsrs).
    Dos quotes que você postou, gostei mais do primeiro.
    Beijos
    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir
  2. Jéssica!
    Tão bom quando um livro nos conquista, principalmente romance.
    Gostei de saber que os protagonistas são antagônicos e ainda assim, percebem um sentimento mútuo a conquistá-los.
    Quero ler para ver como tudo isso vai terminar.
    Gosto dos detalhes...
    “Desejo a você e a sua família um Natal de Luz! Abençoado e repleto de alegrias. Boas Festas!”
    (Priscilla Rodighiero)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de DEZEMBRO ESPECIAL livros + BRINDES e 4 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  3. Sou louca pra ler essa história desde que vi a tal série que fizeram. Achei muito boa e tem umas questões sociais bem interessantes. O livro parece ser bem melhor e acho que iria adorar ler. Grande ou não é um clássico e adoro clássicos xD

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cris, acredita que eu nem sabia que existia essa serie?! Uma seguidora do insta que me avisou rss tá na meta agora né <3

      Excluir
  4. Olá Jessica 😍
    Nossa que livro interessante, adorei sua resenha. É sempre bom ler livros que nós leva a realidade de quando se passa.
    Adorei seu blog e estou te seguindo ♥
    Beijos 👄,
    teattimee.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Vendo a capa do livro eu imaginei uma história bem diferente.
    A história do livro até que me interessou um pouco mas não sou fã de romances e provavelmente não conseguiria ler um livro tão grande do gênero.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Maiara, tudo bem? Eu amo romances então sou suspeita aqui rss mas o romance aqui não é tratado de forma leviana, muitos outros pontos como a exploração da mão de obra e os modos aristocráticos são abordados nele, aconselho muito a leitura viu, não irá se arrepender. Quanto a quantidade de paginas a gente se acostuma rss vai lendo aos poucos que logo logo tá achando normal.

      Excluir
  6. Eu adoro clássicos, mas confesso que ainda não li esse. Só que depois dessa resenha, como não ficar morrendo de vontade de ler, né? E eu também amo livros costurados, a edição parece incrível! Os quotes estão otimos também. Foi para a minha listinha.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Sou tão leiga quando se trata de clássicos que nem mesmo sabia que esse livro era um, ou melhor, nem mesmo sabia da sua existência! Fiquei curiosa a respeito da exploração da indústria e tudo mais, bem mais do que o romance aliás.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/
    Participe dos SORTEIOS de Natal que estão rolando lá no blog!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. haha Eduarda por nome eu tbm não conhecia esse livro, de fama já conhecia a autora que é muito famosa na literatura clássica. Sabe que me interessei por ele pela questão ondustrial também?! Sou graduada em administração e por isso temas assim sempre me atraem, acabei sendo surpreendida por abordar muito bem as duas partes rss

      Excluir
  8. Olá, Jéssica.
    Eu não conhecia esse livro ainda. Quando fala clássico eu já começo a ler a resenha com um pé atras hehe. Mas acabei me interessando pelo enredo e para saber mais sobre esse homem. E essa edição aprece estar muito bonita. Talvez eu leia ele.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  9. Olá! Adorei a resenha, eu não conhecia o livro, achei o enredo bacana, romances sempre me chamam atenção...Vou qrer ler!

    ResponderExcluir
  10. Essa edição esta lindíssima, livros costurados são bonitos. Pena que não sou fã de clássicos, mas gostei do Sr. Thorton, por ser espontâneo quando se apaixonou e não ficou lamentando quando foi rejeitado isso é difícil de acontecer, pontos pra ele.

    ResponderExcluir
  11. Oi!
    Ainda não conhecia esse livro, mas fiquei muito curiosa para poder ler e conhecer a escrita da autora, não gosto de livros muito detalhados, mas achei interessante como a autora consegue que a atenção do leitor ainda fiquei presa a obra, também gostei muito desse casal e se tiver oportunidade com certeza irei ler esse livro !!

    ResponderExcluir
  12. Olá...
    Eu amo romances clássicos, mas confesso que ainda não havia ouvido falar dessa obra... Fiquei bastante curiosa para ler esse livro e a forma com que a autora escreve parece realmente prender o leitor do início ao fim... Quero ter a oportunidade de ler essa obra em breve...
    Beijinhos...

    ResponderExcluir
  13. Oi!!
    Não conhecia o livro mais adorei a premissa dele!! Confesso que não tenho costume de ler livros clássicos mais fiquei bem interessada nesse livro!!
    Beijoss

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.