Resenha: Passarinha


Olá,

Ai, ai, ai!! O que fazer quando um livro te mostra que o seu jeito de ver as coisas não é o único jeito que existe?

Que quando você leva o que te falam ao pé da letra a coisa pode ficar confusa e engraçada? E quando um personagem autista te ensina a pensar de um jeito contrário, mas que pode muito bem ser o jeito certo?


Caitlin, a nossa protagonista fofa de 11 anos, recém perdeu seu irmão em uma tragédia: um rapaz entrou na faculdade em que ele estudava e abriu fogo contra as pessoas, levando a óbito uma professora, uma garota e Devon, irmão de Caitlin. A mãe dela morreu há pouco tempo de câncer. Muito abalado, o pai tenta lidar com tudo da melhor forma, mas falha na tarefa.

Caitlin sofre a seu modo, lida com tudo isso dentro das suas regras pessoais, com gestos e atitudes que podem se interpretadas de forma errada, e que acabam afastando as pessoas, por não entenderem seu mundo. A garota tem sessões com a orientadora da escola, e esta lhe dá algumas tarefas simples: ser mais empática, fazer amigos e olhar para as pessoas. Caitlin tem seu próprio linguajar e nos surpreende com suas conclusões inimagináveis. Ela chega à conclusão de que, para tudo ficar bem novamente, ela e seu pai precisam de um desfecho, e é em busca deste que a garota vai.


A autora deixa claro como o preconceito já está presente na infância e como é difícil para as crianças lidarem com isso sem orientação, levando, às vezes, à pratica do bullying. O objetivo do livro é mostrar como a empatia pode resolver algumas situações simples. Às vezes por não entendermos a vida, as limitações ou as motivações dos outros, acabamos por fazer um pré-julgamento ou até nos metendo em confusão ou situações embaraçosas. Esse livro é um exemplo de que quando uma pessoa sabe contar muito bem uma história, não é necessário apelar. Novamente me faltam palavras incríveis para descrever um livro incrível. Melhor leitura de janeiro, que já entrou para o meu top 10 do ano.

Abraços



Título: Passarinha
Autor: Kathryn Erskine
Editora: Valentina
Páginas: 224
Ano: 2013

17 Revelaram sentimentos:

  1. Oi.
    Que lindo.
    Eu normalmente não sou muito fã de livros que falam ou que são narrados por crianças, mas eu adorei essa premissa e o fato de já sofrer preconceito tão nova já me deixa muito triste, mas eu irei ler com certeza.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  2. A premissa do livro parece muito boa mas algo na linguagem e na história dele não despertaram minha vontade de ler.
    Achei que tem muito drama envolvido e isso não me agradou.

    ResponderExcluir
  3. Nossa quanta tragédia para uma pessoa, perder alguém é sempre triste e triste também é o preconceito, estar julgando as pessoas sem tentar entende-las ou saber o que estão passando é muito comum, parece ser uma historia comovente e que nos deixa refletindo.

    ResponderExcluir
  4. Que livro, parece ser muito bom e refletivo. A capa já nos trás um ar diferente algo misterioso e curioso. Pelo que li vai ter muita emoção para quem for ler o livro, já amei, vai entrar na minha lista. Gosto de livros com protagonistas crianças. Vai ser uma grande leitura.

    ResponderExcluir
  5. Acabei não dando muita moral pra esse livro. Foi um que coloquei na lista de possíveis leituras mas acabei deixando passar.
    Baita erro...
    Ele parece ter uma história tão boa! Cheia de ensinamentos e que fazem a gente pensar duas vezes em algumas situações que podemos até considerar cotidianas ou não dar a devida atenção. Ver por outro lado, um outro jeito de enxergar...
    Gostei porque parece que não fica enrolando muito, não é daquelas histórias que jogam um monte de informações e acaba ficando com tom de apelação. Parece ser simples e bonito por ser bem contada. Isso é legal.
    Gostaria de dar uma chance pra ele alguma hora. Parece ser um bom livro.

    ResponderExcluir
  6. Oi, Silvana!
    Não costumo ler livros onde os personagens principais possuem a faixa etária da Caitlin - 11 anos - mas lendo sua resenha fiquei interessada em Passarinha, nunca li nenhum livro com um personagem autista e achei o tema interessante... Valeu pela dica!

    ResponderExcluir
  7. Nossa, Silvana
    Me empolguei e quero o livro. Eu tinha vontade de lê-lo, e agora me recordei dele. Quantos ensinamentos. Adoro tudo que envolve crianças e qualquer tema abordado relacionado a elas. Com certeza uma ótima dica para mim.

    ResponderExcluir
  8. Oi, Silvana!
    Não conhecei a história do livro mais fiquei muito empolgada para ler essa obra tão interessante!! A capa é maravilhosa e sem dúvida a premissa muito instigante!!
    Beijoss

    ResponderExcluir
  9. Silvana!
    Há muito escuto falar do livro,, mas ainda não tive oportunidade de ler.
    Tão bom quando um livro nos mostra que nosso ponto de vista não é o único certo e que podemos ver as situações de formas diferentes e ir em busca de novas soluções.
    Imagina isso em uma criança autista? Deve ser fantástico?
    “Não confunda jamais conhecimento com sabedoria. Um o ajuda a ganhar a vida; o outro a construir uma vida.” (Sandra Carey)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de MARÇO, livros + KIT DE PAPELARIA e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  10. Já ouvi falar muito bem desse livro
    Eu quero muito ler esse livro!
    Gosto de livros que tenha um final super refletidor!
    Adorei!

    ResponderExcluir
  11. Gente eu lembro que esse livro foi muito divulgado a muito tempo atras e não lembro porque motivos eu não me interessei pela leitura, o que agora eu estou sentindo é arrependimento por não ter dado uma chance a essa linda história. Não sei como descrever a dor da menina que perdeu duas pessoas importantes em um período tão cedo. Obrigada por trazer a resenha desse livro.

    ResponderExcluir
  12. Olá, Silvana!!
    Nunca ouvi falar desse livro, mas parece ser muito interessante.
    Gostei muito da história, por ela falar sobre o preconceito.
    Amei a resenha e a capa!!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  13. Oi Silvana, tudo bem?
    Gosto muito de histórias com esta temática, e fiquei super feliz por você ter curtido tanto o livro, o que mostra que ele realmente é bom. Adorei a premissa e fiquei bem curiosa pela leitura por esta capa que me chamou atenção.
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Oi Silvana, tudo bem?
    Li esse livro esse ano e menina, deu vontade de entrar no livro e abraçar a Caitlin, se bem que acho que ela não iria gostar já que estaria invadindo o Espaço Pessoal dela né rsrsrs. Eu conheço um rapaz que mora no meu bairro que tem a mesma síndrome que ela, e fico besta ao ver o quão inteligente ele é.
    Eu amei esse livro, que apesar de apresentar a perda de alguém muito importante, mostra como ela lida com tudo isso de forma que envolve o leitor e o coloca na mesma posição que ela.
    Beijokas
    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir
  15. Oi Silvana,
    Amo livros que são narrados por crianças, a narrativa com a perspectiva de uma criança é tão inocente e emocionante; as histórias sempre me cativam. Já li alguns comentários de Passarinha, quero muito ler esse livro, especialmente por tratar de autismo. Adoro livros que nos fazem pensar mais na importância da empatia, precisamos praticar e aprender o real significado dessa palavra.
    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Oi Silvana, tudo bom?
    Esse livro realmente é incrível, já tem um tempo que li o livro, nossa acho que foi em 2014, e me lembro de ficar impressionada na forma como ele é narrado, achei maravilhoso como a autora optou por nos trazer os sentimentos de uma menina que é especial como ela mesmo diz no livro não é mesmo, e que a falta de empatia nos traz situações que poderia ter sido evitadas, até hoje recomendo o livro a todos. Lembro-me de que quando estava lendo, sempre ficava postando frases no facebook.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  17. Olá, Silvana.
    Eu quero ler esse livro desde que lançou. Mas sempre acabo esquecendo dele e só lembro quando vejo alguma resenha dele hehe. Mas já imagino que vou ficar com o coração apertadinho ao conhecer essa história que parece ser linda.

    Prefácio

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.