Resenha: A alquimia da tempestade


Vocês já devem estar cansados de saber o quanto gosto de poesia. Quando recebi o convite para ler A Alquimia da tempestade, não pensei duas vezes e resolvi conhecer a escrita do autor.

Neste livro não estamos diante de uma obra de ficção, segundo o autor, trata-se de uma quase-biografia poética. Contemplamos desde o Romantismo até o clássico Árcade. Ainda somos brindados com uma homenagem aos dois amores do soneto 144 de Shakespeare.

O autor nos mostra que conhece do que escreve, apresenta-nos de forma pura e toca-nos com as palavras bem encaixadas, ora com rimas, ora sem elas. Porém, sempre primando para nos carregar em suas emoções veementes.

Como diz o autor, o princípio exala ingenuidade, com o erotismo pueril de se comparar os cabelos da musa com “ondas negras”, ele ainda trata como “rosa mais formosa”. Temos em sua obra amor, paixão sem limites, dor, tristeza e diversos sentimentos, e a solução apresentada por Ducci parece inusitada: desistir do amor mundano, e buscar ser o “anjo em vida” de sua amada. Pode parecer um pouco estranho, por isso o “inusitado”. Há quem defenda, há quem discorde e há quem fique neutro no assunto.


Não há muito o que falar e nem se aprofundar, as poesias por si só já dão conta do recado. Não conhecia o autor e confesso que me surpreendi.

O que me incomodou um pouco foi a capa, achei bem simples e nada chamativa. A diagramação segue um padrão simples e sem adereços. Para quem curte o gênero, certamente vai adentrar num tipo de poesia diferente do habitual, mas bem escrito.

Quotes:
“Nessa corrente de tolos,
grilhões não me prendem;
só afetam gente fútil.
Eu poderia ser um deles,
mas prefiro ser um pária.” (p. 26)

“Mas nem ela
nem ninguém
leem a gente

[...]

Mas só dois ou três
(de nós) ainda
leem poesia” (p. 32)

Outras fotos:



Título: A alquimia da tempestade (exemplar cedido pela Oasys)
Autor: D. G. Ducci
Editora: 7Letras
Páginas: 105
Ano: 2017

12 Revelaram sentimentos:

  1. Sinto falta de ler mais poesia, é tão bom! Só que acabo pegando outras coisas e o que vejo são versos por aí, alguma dica em série ou filme que acabo procurando ou até em livros. Mas um livro mesmo faz tempos que não pego. Achei legal a dica, parece ter uma escrita tão bonita, cheio de sentimentos e coisas que fazem pensar. Gostei desses quotes que mostrou =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eles são bem assim, Cris.
      Realmente carregados de sentimentos.

      Excluir
  2. Olá, Nah!!
    Poesia é uma maravilha. Poesia está em tudo. Amei esse livro por falar disso, é uma coisa que significa todas, simplesmente não há palavras para descrever poesia.
    Gostei muito de algumas poesias que você colocou (tanto nos quotes, e nas imagens), deve ser um (ou um, não identifiquei esse nome, não sei se é mulher ou homem, me corrige) ótima poetista.
    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um home, Má rsrs. Você acertou hahahaha
      Abraços

      Excluir
  3. Natália!
    Gosto muito de poemas também e fico bem feliz em ver que as editoras voltaram a investir no lançamentos desse gênero.
    O autor parece ter ousado em suas poesias e ver uma autobiografia poetizada é bem diferente e deve ser linda as homenagens que ele faz com conhecimento de causa.
    Bom domingo e feriado!
    “A sabedoria é a única riqueza que os tiranos não podem expropriar.” (Khalil Gibran)
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  4. Não sou fã de poesias li muito pouco, mas gostaria de gostar e ler mais, pois tem sentimentos, emoções nos faz viajar sem sair do lugar e esse é diferente por não ser uma ficção quem sabe eu me identifique com ele rs.

    ResponderExcluir
  5. Oi.
    Lindo post e resenha.
    Poesias fazem bem para o coração e a alma.
    Espero um dia poder conferir essa obra.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Ainda não leio muita poesia, e essa obra com mistura de emoções, e inusitado por ser uma quase-autobiografia com desistência do amor mundano.

    ResponderExcluir
  7. Oi Natalia,
    Não tenho o costume de ler poesia, sempre achei esse tipo de obra uma leitura difícil, pois nem sempre consigo compreender tudo o que a obra tem a oferecer. Mas esse ano quero corrigir isso, coloquei como meta literária ler algo do gênero e esse livro é uma ótima oportunidade!
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Oi, Naty
    Você tem razão, pois a capa não chama muita atenção. Mas o que mais gostei de saber é que trata-se de uma biografia poética e tem um pouco do Romantismo. Eu sempre gostei de estudar isso. Não sei como seria o desenvolvimento de tudo isso na poesia, mas pelo jeito valeu a pena. Gostei da dica.

    ResponderExcluir
  9. Oi, Naty!!
    Adorei a postagem, não leio muitos livros de poesia ou poemas mais gostei muito desse trecho que você selecionou e fiquei bem curiosa com essa obra.
    Bjoss

    ResponderExcluir
  10. Oi Naty! Amei a resenha, as fotos ficaram lindas! Também amo ler poesia!
    Super beijo
    Resenhando por Marina

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.