Resenha: Suplício de Amor

Que tal uma boa dose de poesia?


Eu não conhecia o Roberto e, portanto, foi o meu primeiro contato com a escrita do próprio. A minha empolgação estava misturada com receio no início da leitura, mas eu realmente me surpreendi, pois nada é rebuscado ou de difícil compreensão. Cada verso é simples com uma peculiaridade própria do autor, como ele sugere no início da obra: parece ter desnudado a alma.

Assim que iniciei a leitura, confesso que estava esperando um conteúdo mais específico, entretanto, o autor passeia por vários nuances na sua poesia, conta sobre seus amores diários e admira a riqueza natural brasileira. A escrita do Roberto é singela e íntima. Como leitora, eu senti que estava desvendando um mundo diferente, o que provocou um pouco de estranheza. Aqui, nós encontramos versos de todos os tipos: desde as lamúrias de um coração partido, passando por um amor correspondido, chegando até em homenagens direcionadas a pessoas importantes para o autor.


Eu geralmente leio livros do gênero para intercalar leituras mais densas, o que é uma boa dica se você não curte passear por versos, mas quer tentar.

Livros com folhas brancas, em minha opinião, são extremamente desconfortáveis de ler e esse, infelizmente, é um dos contras da obra, pois o trabalho de diagramação não é nem um pouco elaborado, muito menos detalhada para fazer o leitor ter uma leitura agradável. A capa também não traduz exatamente o que o livro tem para oferecer. Claro que faz menção ao título e dá a entender isso, mas ainda acredito que as peças não se encaixam para o conjunto da obra.


Apesar desses pontos, o livro é uma ótima pedida para quem curte o gênero ou quer sair da sua zona de conforto. Além da valorização da literatura nacional.

 

Título: Suplício de Amor (exemplar cedido pela Oasys Cultural)
Autor: Roberto Ferrari
Editora: LP-Books
Páginas: 102
Ano: 2017

25 Revelaram sentimentos:

  1. Ainda não conhecia esse autor, e me surpreendi com sua resenha, e quando li o título em um primeiro momento fiquei curiosa para saber do se tratava, e fiquei ainda mais interessada na leitura. Gosto muito de me entreter entre versos e sair um pouco da zona de conforto, e por isso acredito que essa será uma ótima pedida.
    Irei adicionar na minha lista de desejados.

    ResponderExcluir
  2. Fiquei curiosa em conhecer esses versos por serem simples e de fácil compreensão, pois aqueles complicados gosto de passar longe rs. Pra mim a capa não combinou.

    ResponderExcluir
  3. Olá!!! Eu gosto muito de livros com poesia, achei a capa meio que estranha!!! Mas gostei da sua explanação do livro, gostaria de ler!!

    ResponderExcluir
  4. Bom saber que os versos de Suplício de Amor possui uma linguagem simples pois como não costumo ler esse gênero com frequência se fosse ao contrário com certeza eu ficaria boiando durante a leitura rsrs... Então, valeu pela dica, nunca tinha ouvido falar desse livro e nem do Roberto Ferrari mas sendo uma leitora de livros nacionais já o adicionei na minha lista de leitura...
    Ps: também não gosto de folhas brancas, assim como você também acho bastante desconfortáveis.

    ResponderExcluir
  5. Olá.
    Gostei da sua resenha, mas não sei se leria o livro. A capa é um pouco confusa, muitas cores, não me atraiu.
    Mas de qualquer forma, valeu a dica, principalmente para quem gosta desse gênero, mesmo porque deve ser uma leitura leve, para aqueles intervalos de livros mais complexos.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  6. Não conhecia essa obra e pela resenha já vi que não é o tipo de leitura que me agradaria. Também não gostei da capa mas fica a dica para a editora fazer uma diagramação melhor na próxima vez.

    ResponderExcluir
  7. Oi Mariana,
    Ainda não me aventurei em ler poesia, coloquei como meta ler um livro desse gênero mas ainda não escolhi o dito haha. Apesar desse livro aí ser de fácil compreensão não sei se seria uma boa escolha para mim, sei lá, não me atraiu muito.
    Também me incomodo com folhas brancas, tenho problemas de visão e é bem desconfortável de ler livros assim.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Eu não conhecia este livro e nem o autor, mas inicialmente a capa me chamou bastante a atenção, e após ler sua resenha me interessei em ler este livros, pois gosto de poesias, e acho que é bom as vezes ler algo diferente do que se está acostumado.

    ResponderExcluir
  9. Oi.
    Essa é a primeira vez que vejo falar tanto do autor quanto do livro.
    Eu adorei a ideia de intercalar livros dessa temática entre leituras e apesar desse livro não fazer muito meu gênero Fiquie bastante curiosa.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  10. Oi Mariana, tudo bem?
    Realmente é muito importante valorizar a literatura nacional, mas infelizmente eu não curto muito este tipo de leitura, sei lá parece que fico meio boiando lendo poesias e versos.
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Eu tenho dificuldade pra ler esse gênero. Acho que é porque minha professora me obrigava a ler. Mas estou querendo mudar isso. E começar por algo que fale sobre o amor é uma ótima escolha. Além disso essa capa está muito fofa
    Beijokas

    ResponderExcluir
  12. Não acho que tenha visto esse livro antes. Mas gosto do jeito dele, é bom ler versos. Poemas são legais por fazer a gente pensar e acho uma forma linda de sentir as palavras, poder sentir as emoções por trás delas ou ao menos refletir um pouco. É uma boa dica pra quem curte coisas do tipo. Acho que iria gostar ^^

    ResponderExcluir
  13. Oi! Gosto bastante de ver comentarios positivos sobre obras nacionais, mas poesia não me chama atenção. A capa é bem feinha mesmo e eu também não gosto de folhas brancas. Não pretendo ler. Beijoss

    ResponderExcluir
  14. Apesar de não ter gostado da capa e ele não ser muito o meu gosto não posso negar que chamou a minha atenção pois quero muito sentir desvendar um novo mundo e conhecer esses versos.

    ResponderExcluir
  15. Olá, Mariana.
    Eu já tinha visto esse livro em alguns blogs e fiquei encantada com essa capa. Que pena saber agora que a edição não está tão boa quanto pareceu a principio. Não gosto muito de folhas brancas não hehe. mas também não leria por ser de um gênero que não gosto de ler. prefiro ler ficção.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  16. Olá, Mariana.
    Eu já tinha visto esse livro em alguns blogs e fiquei encantada com essa capa. Que pena saber agora que a edição não está tão boa quanto pareceu a principio. Não gosto muito de folhas brancas não hehe. mas também não leria por ser de um gênero que não gosto de ler. prefiro ler ficção.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  17. Oi, Mariana
    Eu faço isso geralmente também, pego leitura mais leves, às vezes poesias, depois de uma leitura mais densa. Confesso que não conhecia essa obra, mas pelo menos pela capa eu já me apaixonei. Acho que leria sim. Bela resenha.

    ResponderExcluir
  18. Mariana!
    Também costumo ler muita poesia, acho inspirativa e transmite muito sobre o autor.
    Triste é ver que a editora não teve o cuidado necessário na formatação e diagramação do livro, mas se os versos são bons e podemos desnudar a alma sensível do autor, é o que vale.
    “Uma pergunta prudente é metade da sabedoria.” (Francis Bacon)
    Cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  19. Oi Mariana!
    Também não gosto de folhas brancas. Fico desconfortável. Achei a diagramação pouco elaborada e não consegui sentir aquela atração de leitura. Quem sabe mais na frente dê um chance: /
    Bjuss

    ResponderExcluir
  20. Oi, Mariana!
    Eu não gosto muito de poesias.
    Então não é um livro para mim.
    Sabe que eu nem ligo tanto para página branca? Principalmente se o livro for bom, até esqueço, hehe.
    Mas a capa é linda!

    Beijoooos

    www.casosacasoselivros.com
    www.livrosdateca.com

    ResponderExcluir
  21. Boa tarde, gostei muito das criticas e vou melhorar nos próximos livros. Indico a todos que leiam minhas outras obras poéticas. Podem acessar meu site: www.poetadoamor.com.br.
    Obrigado.

    ResponderExcluir
  22. Oi Mari, gostei muito dessa indicação viu. Gosto de poesias romanticas singelas e que tragam leveza ao mesmo tempo que nos fazem refletir. A capa é judiada né, mas fazer o que? Nem todo nacional tem condiçõe$ de pagar uma boa impressão, vamos continuar apoiando para que um dia ele con$iga né rss

    bjs.

    ResponderExcluir
  23. Olá, Mariana!

    A capa pode ser até meio tropicaliente, mas se o conteúdo for bom, é ele que importa no fim das contas. E sinto que é um livro variado que agrada a novatos e veteranos nesse mundo da poesia.

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  24. Oi Mari! Como você, gosto também de ler poesias pra arejar um pouco depois de uma leitura pesada. Não sou adepta a leitura de poesias, gosto, mas porém não é um dos gêneros que irão encontrar com facilidade na minha estante. Mas fiquei encantada com o fato de como você mencionou que ele escreve de maneira delicada e íntima, parece ser leve e gostoso de ler.
    Bjoxx ♥

    ResponderExcluir
  25. Oi, Mariana!!
    Não sei se leria esse livro pois não gosto muito de ler livros de poesias mas fica a indicação!!
    Bjoss

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.