Resenha: Cilada para um Marquês


Primeiramente, um fato sobre Sarah MacLean: essa mulher nunca decepciona!
Com uma escrita irreverente e personagens apaixonantemente divertidos ela conseguiu me conquistar mais uma vez.

Cilada para um Marquês é o primeiro livro da série Escândalos e Canalha. Aqui nós conhecemos Sophie Talbot, a “Irmã Perigosa” mais nova da família. Sophie sempre odiou a aristocracia, sempre repulsou a maneira como sua família era tratada pela sociedade, afinal, seu pai enriqueceu graças à profissão de carvoeiro e nenhum nobre aceita que toda a fortuna se deu com muito esforço e trabalho e não com uma jogada de sorte. Por essa razão e, principalmente, por não ter comportamentos típicos da aristocracia daquela época, Sophie e suas irmãs são chamadas de Cinderelas Borralheiras.

Ao ver seu cunhado traindo sua irmã atrás da mansão Liverpool, Sophie perde totalmente o controle e provoca o que viria a ser sua ruína: ela o empurra e ele cai num tanque de água cheio de peixes. Como se não bastasse isso, todos os convidados da festa de da Condessa de Liverpool presenciam a cena deplorável.

Ao ver sua imagem cair por água abaixo, mas não antes de contar umas boas verdades para todos aqueles que estavam presentes, Sophie decide que fugir é a melhor opção, afinal, se ela já não era aceita antes de tudo aquilo, a situação ficou ainda pior.

A chegada de Everley, o futuro duque de Lyne, não poderia ser mais memorável na vida de um leitor. Logo no primeiro encontro, fica evidente que eles não se suportam e, ao chamar Sophie de “desdivertida” e sem graça, a antipatia que surge entre eles só aumenta. Entretanto, há um problema: Sophie está longe de casa e não há possibilidades de voltar para a festa em busca da ajuda da família. Além disso, ela está com a bota de Everley, que, para fugir necessita do calçado. Então, porque não fazer uma troca justa? A bota em troca de uma carona até Mayfair. O dilema é que Everley não queria negócio nenhum com a “Irmã Perigosa”, segundo ele: ela não era seu problema, portanto, recusou todas as ofertas e partiu.

Sophie, que não é boba nem nada, resolveu que voltaria para casa de um modo ou de outro, portanto, trocou suas vestes com um criado do marquês para se disfarçar e pegar uma carona na parte de trás da carruagem para ir rumo a Mayfair. Ela só não imaginava que o Marquês não tinha planos para ir a Mayfair e, pior ainda, ele não estava na carruagem.

Isso não é nem o começo de toda a aventura que Sophie se meteu com o Marquês de Everley, mais conhecido como Rei. 


Sarah MacLean tem o verdadeiro dom de nos cativar nas primeiras linhas de suas obras, em Cilada para um Marquês não foi diferente. Ela transformou uma trama que, aparentemente, tinha muitos indícios de se tornar um clichê – mocinha em busca de liberdade encontra libertino com um passado perturbador, ele descobre que a ama e se livra de seus demônios subitamente – numa história completamente original e surpreendente. Aliás, o livro já começa de forma bombástica e, a cada início de capítulo, é uma surpresa diferente. (Logo, logo eu revelo parte do motivo)

Ah, gente… não há palavras para descrever o Rei, suas atitudes são tão amáveis em alguns pontos da história (em alguns raros momentos) que é impossível não soltar um suspiro acompanhado de um sorrisinho bobo no decorrer das páginas. Entretanto, ele está convencido de que Sophie planejou toda aquela viagem para fisgá-lo e levá-lo para o altar, o que está totalmente fora de questão.
"Eu não me casaria com você nem que fosse o último homem da cristandade."
O jogo pelo convencimento torna toda a história mais divertida. Aliás, Sarah nos presenteou com uma obra de tirar o fôlego.

Ao contrário de outras protagonistas da autora, apesar de perspicácia, Sophie não sabe a força que tem, mas que é exposta a todo momento para o leitor. Ela só deseja ser livre e encontrar o seu lugar, longe de toda a aristocracia e de tudo o que mais odeia. Sobrepondo-se a tudo isso, essa mocinha nos ganha pela língua afiada. Ela pode até receber insultos de um certo marquês convencido, mas não deixa por menos. 

Entre as trocas de farpas que estes dois trocam durante toda viagem, nós, leitores, conseguimos identificar a amizade e algo muito mais provocante surgindo entre eles e acompanhar isso é maravilhoso!

O desenvolvimento dos personagens na trama também é algo que merece destaque. A confiança e autoestima de Sophie cresceram de forma gradativa, conforme a leitura ia fluindo, assim como Rei foi revelando aos poucos todos os seus segredos e demônios.

Os títulos dos capítulos são hilários. Nos leva até uma manhã do século XIX para ler o jornal de fofocas diário. Vou citar alguns exemplos: "Irmã Perigosa É Roubada! Suspeita-se de Vigarista", "Pão Quente ou Padeiro Escaldante?", etc.

Esse é um dos livros mais diferentes da autora, ela apostou na aventura e acertou em cheio! Descreveu os detalhes com destreza e na medida correta. O desenrolar dos fatos só fica mais interessante a cada linha lida, o que é característica da sua escrita.

Se você não conhece Sarah MacLean, pode começar lendo Cilada para um Marquês. Tenho certeza que de que irá se apaixonar por suas obras assim como eu.

O livro é narrado em terceira pessoa e a diagramação é ótima. A capa não é tão deslumbrante quanto a história merece, mas ainda sim é bastante convidativa.

 Quotes:
“Só porque você se autodenomina Rei, não quer dizer que mande em mim.”

“Nesse momento, eu mando”, ele disse.

“Você é tão arrogante. Estou quase morrendo só pra mostrar que você está errado.”

“Ninguém no maldito campo repara nos calçados?”

“Não se engane, amor não tem nada a ver com liberdade.” Sophie voltou a atenção para ele quando Rei disse a verdade cruel, “Amor é a armadilha mais devastadora que existe”.


Título: Cilada Para Um Marquês - Série Escândalos e Canalhas
Autora: Sarah MacLean
Páginas: 320
Editora: Gutenberg
Ano: 2016

16 Revelaram sentimentos:

  1. Oi Mariana ;)
    Que bom que você gostou tanto que favoritou *-*
    Amo romances de época, e estou doida pra ler essa nova série da Sarah!
    O livro parece realmente ter personagens apaixonantes, divertidos e que conquistam o leitor.
    Estou doida pra conhecer a história da Sophie e do Rei! Já vou correndo ler!
    Bjos

    ResponderExcluir
  2. É, a primeira vista ele parece cair nos clichês com uma mocinha que quer liberdade e um libertino. Mas gostei de ver que tem mais que isso. E surpresas e bombas devem ter dado uma graça especial ao livro. Adorei que a personagem tenha uma língua afiada! Haha, essas são as melhores. Que não deixam qualquer coisa por menos, que falam mesmo.
    E gostei de saber desse negócio dos títulos dos capítulos xD
    Parece um livro muito gostoso de ler.

    ResponderExcluir
  3. Achei sua resenha muito convidativa! Eu não conheço a autora e já quero muito ler, parece que essa história além do romance habitual, é muito divertida! Quero saber o que acontece com os personagens e também quero dar meus suspiros durante a leitura! É tão bom quando isso acontece, porque quer dizer que estamos sentindo o livro!
    Bjoxx ♥

    ResponderExcluir
  4. Oi.
    Eu adoro que autora pegou uma premissa completamente o clichê e transformou numa história incrível como eu já comentei aqui eu sou apaixonada por romances de época que eu estou louca para ler esse livro Fiquei muito feliz que a leitura te agradou e que desfrutou de ler os personagens parece incrível mocinha bem forte do jeito que eu gosto enfim não vejo a hora de ler.
    Bjsm

    ResponderExcluir
  5. OI, Mariana
    Pelo jeito o livro te fisgou. Eu adoro romances de época, mesmo esses clichês não me incomodam, pois a autora sempre desenvolve algo bem interessante por trás. Fico contente que tenha gostado, infelizmente ainda não li este.
    Super amei os títulos dos capítulos. Estou mais que curiosa para ler.

    ResponderExcluir
  6. Mariana!
    Os romances da autora não decepcionam mesmo.
    Não tive oportunidade de ler essa ainda, mas já me acabei de rir apenas ao ler sua resenha, imagino quando conseguir acompanhar as peripécias e Sophie e do Marquês, devem ser hilários quando estão juntos.
    “A única sabedoria que uma pessoa pode esperar adquirir é a sabedoria da humildade.” (T. S. Eliot)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE JUNHO 3 livros, 3 ganhadores, participem.
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Adorei a personalidade da Sophie! Pra época, ela pareceu bem forte. Ouvi falar muito bem da Sarah e achei interessante esse livro. Ansiosa pra saber da história do Rei e da Sophie ♡.♡
    Abraços

    ResponderExcluir
  8. A Sarah MacLean nunca decepciona mesmo Mariana! Sou fã dessa autora, li a série O Clube dos Canalhas e me apaixonei por sua escrita, ela arrasa nesses romances de época. O que mais gosto em suas histórias, além do romance é claro, é a condução da narrativa de uma forma divertida, esses diálogos repletos de ironia me deixaram com aquele sorriso bobo no rosto na maioria parte da leitura. Pelo jeito nesse livro vou ter os mesmos sentimentos, já gostei da Sophie, essa mocinha de língua afiada vai me conquistar com suas aventuras doidas. Espero me encantar mais uma vez com um livro dessa autora, vou querer assim que tiver a oportunidade.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Olá, Mariana!

    A Sarah realmente não deixa nada como um simples clichê e torna tudo muito mais divertido, como um romance de época tem que ser.
    E as manchetes dos jornais de fofocas como início de capítulo foi uma bela sacada também. Amei a do padeiro,me lembro até uma música do Didi "O padeiro sova a massa, e também pode te sovar!".

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  10. Ainda não li nenhum livro da autora, mas fiquei curiosa em ler, por ser diferente esse livro já ganha ponto, uma mocinha bem espevitada e decidida a personagem isso deve deixar a leitura bem divertida e o conde bem irritado rs.

    ResponderExcluir
  11. Oi, Mariana!!
    Estou adorando ler os livros da Sarah MacLean!! No momento estou lendo a os livros da série O número do Amor e estou adorando e não vejo a hora de ler essa série também!!
    Beijoss

    ResponderExcluir
  12. Boa noite!
    Nossa, adorei a premissa, achei suuuper curiosa. É perceptível a diferenciação deste livro para outros do gênero, vide a trama cheia de aventuras e um romance divertidíssimo.
    Adorei sua resenha. Nunca li nada da Sarah, mas agora pretendo começar por essa sua obra.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  13. Oi, Mariana!
    Ainda não conheço a escrita da Sarah MacLean mas vou seguir o seu conselho e começarei por Cilada para um Marquês; gostei bastante da trama, curto mocinhas de língua afiada que não segue as regras da sociedade, e pelos seus comentários a história de Sophie e Everley é bem gostosa de se ler... Então, valeu pela dica!
    Ps: amei os títulos dos capítulos kkk.

    ResponderExcluir
  14. Oi Mariana, tudo bem?
    Eu adoro romances de época, e sempre quis conhecer a Sarah McLean. As personagens femininas da autora são sempre ousadas e sem frescuras o que me deixa ainda mais animada pela leitura.
    Quero muito ler este livro.
    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Olá! Gostei muito da sua resenha e da história do livro, parece ser bem divertido!

    aboutbooksandmore.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  16. Gosto muito de livros de romance de época, então após ler sua resenha adicionei este livro em minha lista de leituras e estou bem ansiosa para ler ele, a história parece ser muito boa.

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.