Resenha: A Garota-Corvo


A garota-corvo é um livro que vai surpreender o leitor por seu suspense sueco fora do comum. Não é uma obra que estamos acostumados a nos deparar, tampouco com finais que nos deixa boquiabertos. Prepare-se para aguçar os sentidos de diversas formas.

Depois da série Millenium de Stieg Larsson, assim como as obras de Jo Nesbo e ainda os escritos de Kristina Ohlsson, eis que surge a mais recente obra seguindo a tradição sueca, cujo conteúdo é composto por uma trama complexa, com tema pesado, personagens bem criados e um enredo bem descrito.

A obra tem início quando um corpo de um garoto é encontrado próximo à estação de trem, em Estocolmo, com sinais de agressão. A criança foi mumificada e seus órgãos genitais foram decapitados. O que intriga o leitor é que esse menino não é procurado pela sociedade, como se tê-lo no mundo fosse algo insignificante.


Como se isso já não fosse o bastante, outro garoto é encontrado da mesma forma que o primeiro, apresentando os mesmos sinais de um crime bárbaro e chocante. O que poderia ser considerado comum dessa vez serve de alerta: seria um serial killer que está cometendo essas atrocidades? 

Enquanto Janette é a detetive responsável pela investigação, temos a presença de Sofia Zetterlund, uma psicóloga especialista em casos de torturas, responsável por atender vítimas e abusadores, tanto para descobrir suas causas quanto para tratar aqueles que sofreram os maus-tratos.

Janette vai em busca de respostas e tenta desvendar quem é o autor de tantas atrocidades. Ao iniciar a investigação, ela embarca no comércio de crianças e da pedofilia. Os temas são pesados, Erik Axl Sund desenvolvem uma história densa, carregada de suspense com muita vingança, corrupção, exploração e violência.


A trama é incontestavelmente incrível e de deixar-nos preso à história. No entanto, acredito que uma parte do que aconteceu poderia ter sido reduzida. Por vezes, enquanto lia, ficava cansada e tinha de parar para retomar no dia seguinte. Não é que a história seja ruim, acredito que esse cansaço seja pelo fato de haver muita carga emocional, por ser uma obra composta de temas pesados e com uma narrativa detalhista. O leitor quer chorar, quer salvar e assassinar também, afinal, não é fácil ler tantas coisas ruins e ficarmos imunes. Queremos fazer justiça, queremos o bem aos inocentes.

Esperava muito mais da obra justamente por ser um thriller sueco e por ser comparado aos livros de Stieg Larsson. No entanto, não é isso que vejo como resultado. Ainda que tenha gostado, não foi tudo o que esperava. Mesmo assim, indico a obra aos que leram a série Millenium (até mesmo aos que não leram), pois, ainda que não tenha sido 100% maravilhoso, o desfecho foi excelente – embora tenha havido deslizes no meio do caminho. A história vale a pena ser lida, mas não precisamos ir com tanta sede ao pote, não é mesmo?

A estética conta com uma diagramação simples, mas que proporciona uma leitura um pouco lenta, pelo fato de a fonte não ser tão favorável ao tamanho do livro. Porém, as folhas amareladas não tornam o ritmo tão cansativo. A capa é perfeita e não há do que reclamar.


Título: A Garota-Corvo (exemplar cedido pela editora)
Autor: Erik Axl Sund
Editora: Companhia das Letras
Páginas: 584
Ano: 2017

21 Revelaram sentimentos:

  1. Oii Natalia!
    Cada vez tenho mais vontade de ler thrillers, são livros que me deixam presa à história e ansiando por repostas de quem é o assassino e por quê. Embora os autores adoram colocar bastante carga emocional em diversos temas pesados em um livro só. Vejo que é o caso desse. O último que li por mais que eu considerasse uma quantidade de páginas agradável, também tive esse problema em continuar porque era tanta desgraça que eu já não aguentava mais. Aí só no outro dia mesmo pra dar uma estabilizada emocional. Eu não conhecia esse livro, só a capa que tinha visto por ai, mas já é um livro que vou considerar ler logo. Ahh e as fotos ficaram muito legais! Ficou bem parecido com a capa do livro (e a sua estante é liiinda <3).
    Ótimas leituras pra você!
    Beijos :)

    ResponderExcluir
  2. Oi Natalia!
    Thrillers são realmente pesados. Teve uns que eu comecei e não consegui terminar. Fiquei angustiada por dias :/
    O que torna pior é a morte de crianças. Dá raiva e desespero quando a trama tem crianças. É sofrível mesmo.
    Obrigada pela indicação!
    Abc

    ResponderExcluir
  3. Nathália!
    O problema das comparações é este, vamos com uma expectativa muito alta para a leitura e no final, ela poderia te sido ainda melhor.
    Na verdade gosto muito de thrilers do tipo, onde é abordado o lado psicológico do meliante e onde tem muita tensão e mistério em torno de quem anda cometendo os crimes.
    Claro que quero conferir.
    “Não saber é o que torna nossa vida possível.” (Lya Luft)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE JULHO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
  4. Oi Naty!!!
    Assim eu achei a capa super chamativa o enredo até interessante, mas tipo mesmo assim me decepcionei um pouco com tudo dito pois tenho certeza que é algo que não me prenderia.
    Mas acho que assim tenho certeza que você tem razão de quem ler esse livro tem vontade de sede de justiça e é algo interessante a despertar no leitor.

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Os últimos lançamentos de thrillers tem me surpreendido em todos os momentos e este livro me deixou bastante entusiasmada pela leitura. Acredito que por abordar tanto assuntos e temas, com uma carga emocional tão grande deve ser lido calmamento para que o leitor possa digerir tudo que e dito sem pudor. Espero me surpreender com o desfecho desta trama tanto quanto você, já que possui um gênero que não costumo ler. Enfim, este livro irei incluir na lista de desejados.

    Participe do TOP COMENTARISTA de Julho, para participar e concorrer aos livros "O Casal que mora ao lado" e "Paris para um e outros contos".
    http://petalasdeliberdade.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Olá Chefa
    Quero ler esse livro. Norueguês já gosta de fazer livro policial bom (series tambem diga-se de passagem)kkkk

    ResponderExcluir
  7. Esse livro me chamou atenção por ver que é um thriller sueco comparado aos livros da série Millenium. Mas nem tanto por isso mesmo, só achei interessante esse detalhe. A história já me chamou atenção foi pelo gênero.
    Gostei da história e parece que o livro consegue mexer com nossos sentimentos então. Acho legal essa premissa dele e costumo curtir uns livros assim. Gostei desse por isso. Mas o melhor é ver que ele mexe com a gente. Mesmo que possa cansar, achei legal falar que deixa esse sentimento de querer fazer justiça, de não sair imune da leitura. Deve ser bem impactante então. Adoro quando um livro consegue me fazer ficar ligada na história e se esse conseguir então deve valer a pena ler. Parece um boa dica.

    ResponderExcluir
  8. Olá, Natália!

    Onde você achou essa gola alta para fazer as fotos? Pelo jeito, o frio ajudou na criatividade!
    Sou o tipo de pessoa que nem acompanha novela porque fico com vontade de entrar na tela e jogar na cara de todos toda a injustiça do que está acontecendo. Essa vontade de lutar, socar ou até mesmo assassinar certos personagens por suas maldades ocorre muito em mim e não gosto de sentir isso. Acho até que esse comentário virou uma sessão de psicologia, porque mesmo sabendo que pode haver gente na realidade que pode fazer crimes bárbaros, sinto que nos livros e na ficção em geral é um modo de escapar da realidade que te oprime e quando há injustiça na ficção, é como se a realidade alcançasse a ficção.
    Mas se eu quiser sair dessa zona de conforto, A Garota Corvo com certeza deve ser uma boa pedida, mesmo não chegando aos pés da tão badalada e misteriosa Millenium.

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  9. Gosto de livros com finais surpreendentes, a capa do livro tem um ar de mistério e terror, é complicado ler livros com histórias com muita carta emocional, e quando a história trata de coisas ruins que acontecem com algumas pessoas na história, é interessantes livros de investigação, e acredito que seja um livro que vale a pena ler, então adicionei este livro em minha lista de leituras.

    ResponderExcluir
  10. Oi Naty ;)
    Adoro livros do gênero thriller, e ultimamente as editoras estão trazendo uns livros ótimos pra cá, cada vez fico mais curiosa com esses livros. Não conhecia Garota Corvo ainda, mas a premissa do livro e sua resenha me instigaram, e fiquei com muita vontade de ler!
    Acredito que o livro tenha mesmo uma grande carga emocional, mas como geralmente gosto de livros assim, sinto que vou gostar muito desse.
    Enfim, fiquei muito curiosa para saber sobre esse mistério do serial killer, vou ver se leio o mais rápido possível ;)
    Bjos

    ResponderExcluir
  11. oii
    Eu amo livros que contenha suspense, amo o gênero thriller e algo que prende completamente a minha atenção.
    Não tinha visto nada sobre esse livro antes, então obrigada por ter me apresentado esse livro através dessa resenha super explicativa.
    Pretendo comprar ele em breve.

    ResponderExcluir
  12. Eu amo livros sobre crimes, esse parece ser realmente pesado mas acho que vai me agradar, os pontos que deixaram a leitura cansativa para você são pontos que me deixam mais viciada ainda num livro, já vou colocar ele na minha lista.

    ResponderExcluir
  13. Oi, Naty
    Primeiramente suas fotos ficaram muito loucas haha. 10!
    Adoro o gênero e tenho curiosidade em ler o livro, mesmo não estando na minha lista de prioridades. Só é uma pena que a leitura te decepcionou em algum ponto. Mas acho que vale a pena de qualquer forma. Adorei a resenha.

    ResponderExcluir
  14. Oi! Como fã de um bom suspense, já to louca pelo livro! Só fico com receio pelo fato do livro ser muito detalhista. Geralmente eu perco o interesse por livros assim. Mas acho que não custa conferir a obra para saber o desfecho da história. Beijoss

    ResponderExcluir
  15. Adoro suspense e fiquei interessada em ler e muito curiosa em saber porque estão fazendo isso com os garotos e pelo visto não é uma leitura fácil pois aborda temas pesados e quando são com crianças fico mais angustiada ainda. Parece que a leitura envolve o leitor e o deixa refletindo sobre a crueldade que existe nas pessoas.

    ResponderExcluir
  16. Não é o tipo de livro que eu leria, mas gosto de suspense, porem não gosto de livros com estilo thriller. Mas gostei da resenha e das fotos, ficou top.

    Visitem meu blog!
    http://garotaeraumavez.blogspot.com.br
    Obrigada!

    ResponderExcluir
  17. Oi Naty,
    Que livro mais intenso! Estou cada vez mais sendo fisgada por esse gênero, e pelo que consegui entender esse thriller é da pesada. Os temas inseridos na história são muito pesados, trazendo uma história cruelmente realista. Acredito que essa leitura não é para qualquer um não, pois os crimes são fortes demais, a carga dramática trabalhada é cruel e de tirar o fôlego. Fiquei bem intrigada na questão da escolha do titulo do livro.
    Nossa, faz anos que desejo ler a série Millenium :/
    Beijos

    ResponderExcluir
  18. Oiee!
    Sua resenha é a segunda que fala que o livro tem muitas falhas que poderia até ser evitadas. Eu já não estava com tanta vontade assim de lê-lo, depois dessas resenhas decidi que ele não é pra mim, não vou ter paciência então melhor nem tentar.
    Gostei muito da sua resenha, explicou cada detalhe muito bem.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  19. Oi, Natália!
    Sempre evito ler livros com grande carga emocional, que gira em torno de temas pesados, prefiro livros mais leves, sabe?! Por isso A Garota-Corvo é um livro que eu não me aventuraria a ler...
    Abraços!

    ResponderExcluir
  20. Oi, Nathy!!
    Nossa que legal a foto que você fez para o blog achei maravilhosa e muito parecida com a capa do livro!! Fiquei bem empolgada para ler essa estória incrível e como não li a série Millenium não posso comparar com essa estória.
    Bjoss

    ResponderExcluir
  21. Olá! Se a série Millenium já é bem criticada, eu imagino que A Garota Corvo tenha seus méritos e admiradores. Obras detalhistas e com montanha-russa de emoções, somente parando a leitura e retomando após uma pausa.

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.