Resenha: Em águas sombrias


Em águas sombrias é o segundo livro da autora Paula Hawkins. Sua obra de estréia, A garota no trem, fez o maior sucesso e ganhou 20 milhões de cópias. Preciso iniciar a resenha dizendo que não farei comparações, até porque não li o primeiro livro da autora e tampouco gosto de ficar comparando, já que nem sempre um sucesso desenfreado é sinônimo de qualidade ilimitada. 

O local escolhido é Beckford e nessa cidade inglesa, cercada por um rio, algo estranho está acontecendo com certa frequência: mulheres são encontradas afogadas. Nel, mãe de Lena, é a nossa personagem principal. Ela decide escrever um livro sobre esse pequeno lugar, sobre essas mulheres, até que algo surpreendente acontece: ela é encontrada morta.

Os dois primeiros casos são considerados como suicídios, até porque não havia lesão corporal, não havia nenhum indício de que pudessem ser assassinatos. Então embarcamos na história em busca de respostas. O que encontramos? Um livro dividido em 4 partes e narrado por 10 pessoas com diferentes visões, alguns desses narram a história em primeira pessoa e ora em segunda.


Logo no início do capítulo sabemos quem é que vai contar o seu ponto de vista e, ainda que muitos tenham achado isso ruim, até que ficou bom justamente para nos passar visões distintas. Porém, é necessária atenção redobrada para sabermos lidar com esse novelo narrativo.

Outro ponto positivo de tantos personagens narrando a história é que parece que estamos vendo um filme e contemplando vários pontos de vista. É bom, interessante, mas acredito que isso deixou alguns detalhes sem serem explorados. Em alguns (poucos) momentos fiquei cansada disso, em outros a velocidade da leitura era tão abrupta que sequer percebia que as páginas passavam. Quando percebi, já estava no final.

Esse cansaço se deu pelo fato de a autora colocar muitos elementos no livro, ela quis encher a história de coisas e não soube sustentá-las de forma veemente. Por vários momentos a leitura fica solta, justamente por haver buracos, brechas que não são preenchidas.


Todos os personagens parecem que foram bem pensados e encaixados ao seu modo, com seus problemas pessoais, suas dificuldades, seus medos e limitações. Além da história principal, muitas outras se cruzam e não torna a história maçante e desestimulante.

A capa conta com detalhes bem feitos. A diagramação é simples, mas muito confortável. Além dos capítulos curtos, a estética proporciona uma leitura fluida. Para quem gosta do gênero, certamente vai amar embarcar nesse enredo. Ouço sempre dizer que neste livro é 8 ou 80, ou o leitor ama ou detesta. Não é bem assim, até porque não amei e nem tampouco detestei. Gostei do que li e me surpreendi, já que vi muitas pessoas criticando de forma negativa.

A verdade é que precisamos conhecer; é necessário ler para termos nosso ponto de vista sobre tudo. Por isso primo por dizer que é sempre melhor embarcarmos numa história antes de virar os olhos para determinado livro só porque alguém não gostou e não recomendou. Existem diversos gostos e o fato de eu ter gostado não quer dizer que você vá sentir a mesma sensação. Pode ser que você odeie ou ame, ou pode ser que apenas enxergue da mesma forma que eu.

Outras fotos:




Título: Em águas sombrias (exemplar cedido pela editora)
Autora: Paula Hawkins
Editora: Record
Páginas: 364
Ano: 2017

23 Revelaram sentimentos:

  1. Oi Natália!
    As fotos ficaram lindas e bem criativas ^-^
    Tem momentos que eu quero muito ler e outros não. Acho que me perderia com tantos narradores num livro. Entendo que é bom ter vários pontos de vista, mas não que o livro todo seja sobre vários pontos de vista. Além disso, ter vários pontos de vista, deixa a história com muitos furos e não prende o leitor.
    Gosto muito do gênero, mas ainda não sei se lerei :/
    Abc

    ResponderExcluir
  2. Natália!
    Concordo com você, porque a leitura afeta cada leitor de forma diferente e é preciso lermos para constatar nossa opinião.
    Não li o livro anterior e apesar das suas ressalvas, tenho a maior vontade de ler esse livro, achei intrigante e até certos ponto estimulante.
    Desejo uma semana de luz e paz!
    “Não há saber mais ou saber menos: Há saberes diferentes.” (Paulo Freire)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE JULHO 3 livros, 3 ganhadores, participem.
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Esse é um livro que foi bem comentado no mês passado, onde quer que olhasse lá estava ele rsrs
    Apesar de ter gostado da premissa acho que vou me perder com tantas pessoas narrando, essa mudança as vezes da um nó no cérebro hehe. No momento não pretendo ler, mas não descarto totalmente, quem sabe em um momento quando eu tiver com muito tempo livre eu me jogue na leitura.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  4. Olá Natália!!!
    Bem eu sou uma criatura esquisita e eu sempre sou meio duvidosa de um livro e esse apesar do que você disse ainda não me conquistou, ou chamou minha atenção.
    Acho que ficaria entre as criaturas que estão entre os 8 ou 80 e isso me torna um tanto chata acho.
    Apesar de tudo acho que o livro vai atrai um bom público pelo sucesso da autora, mas gostei que você fez questão de não comparar as obras e isso é muito bom :3

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Oi Naty ;)
    Sempre quis ler A Garota No Trem e Em Águas Sombrias, de tanto ouvir falar bem da autora.
    A autora parece trazer um suspense maravilhoso nos livros dela, isso que me deixa mais ansiosa pra ler!
    A única coisa que me desmotivou pra ler foi o tanto de narradores, a narrativa parece ficar muito confusa nesse formato!
    Mas ainda vou dar uma chance ao livro ;)
    Bjos

    ResponderExcluir
  6. Primeiramente julgar um livro, por outras leituras decepcionantes da autora e bem difícil, pois crescemos e amadurecemos, e por isso e meio que impossível comparar está obra, com A garota do Trem, inclusive não li este livro. Quero muito adquirir este livro, porque a sinopse me chamou a atenção, após ler sua resenha percebi que a trama e bem construída, e que por isso acaba não ficando tão massante e flui de maneira bem positiva. Espero poder ler este livro logo, e tirar minha próprias conclusões.

    Participe do TOP COMENTARISTA de Julho, para participar e concorrer aos livros "O Casal que mora ao lado" e "Paris para um e outros contos".
    http://petalasdeliberdade.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi Chefa. kkkkk

    Eu tava com esse livro na lista de leitura, mas depois de ler A Garota no Trem fiquei com um pé atrás. Mas pela resenha acho que vou dar uma chance um dia kkkkkk.

    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Oi Natália! Tudo bem?
    Eu ainda não tinha lido nenhuma resenha sobre esse livro, e já adorei a proposta!
    Uma pena que o livro possui brechas que não são preenchidas, mas que bom que o fato de ter vários personagens narrando o livro tem pontos positivos. To louca pra pegar o livro e descobrir a causa de tantas mortes! Beijoss

    ResponderExcluir
  9. Oi Natalia! Realmente, para saber como o livro é somente lendo para tirar as próprias conclusões. Já teve livros que me indicaram falando ser "o melhor livro que já li" e eu simplesmente não consegui engolir, assim como esse que só ouço críticas negativas e que nesse caso, você até que gostou. Opinião cada um tem a sua... pior é quem fica discutindo falando "como você gosta disso?" e não sabe respeitar a opinião do outro.
    Confesso, que quando saiu esse livro eu realmente esperava outro livro super elogiado como "A Garota no Trem", que aliás quero muito ler, mas só vejo a chuva de ódio hahaha É que depois que a autora fez sucesso, muitas vezes vendem o "nome" dela e não o conteúdo do livro em si. Eu pessoalmente, não tenho vontade de ler esse no momento, nem tanto por conta dos comentários mas porque a premissa não me convenceu. Achei muito parecida com a de outros livros e não é algo de muito novo pra mim. Além disso, por ser 10 pontos de vistas diferentes, me deixou com um pé atrás :/ Vou continuar de olho nesse livro, vai que eu mudo de ideia hahaha
    Ótimas leituras pra você!
    Beijos :)

    ResponderExcluir
  10. Queria ter lido aquele outro livro da autora, mas até agora não deu e nem sei quando faço isso. Mas é bom ter mais coisas dela como opção.
    Essa história está me deixando encima do muro sobre o que pensar. Gosto de livros com pontos de vista e pelo jeito desse, gênero e tal, acho que fica bem mais interessante assim. Ficar parecendo um filme deve dar uma sensação legal na leitura. Mas não é a primeira vez que vejo falando de furos e do cansaço que a trama parece dar na gente. Ahh, não sei, só lendo pra entender mesmo. Mas se tiver essas coisas e esse jeito acho que iria enrolar pra ler, viu. Esse parece ser do tipo de livro que demoro pra conseguir avançar.
    Mas mesmo assim ainda me pareceu uma boa história.
    Vai ser um risco ler esse livro, mas ele entrou pra minha lista de desejados. Agora é ler e ver no que dá né =)

    ResponderExcluir
  11. Oi Natalia, tudo bem?
    Também não li o outro livro da autora, mas tenho ele aqui e pretendo ler em breve. Gosto de mistério e achei interessante essa narrativa feita por diferentes pontos de vista. Quero ler.
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Eu li o primeiro livro da autora e apesar de em determinado momento ter achado tudo previsível eu gostei muito da leitura.
    Esse parece ser tão bom quanto o outro, geralmente fico perdida no meio de tantos personagens mas amo histórias com vários pontos de vista, já entrou para minha lista. :)

    ResponderExcluir
  13. Oi Naty.
    Eu estou louca para ler esse livro, essa premissa é demais e o fato de que a narração da a impressão de que estamos assistindo um filme é bem diferente e interessante, uma pena que a leitura tornou-se um tanto que cansativa, infelizmente isso acontece né.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  14. Nunca li nada da autora, e é a primeira vez que vejo este livro. Pra falar a verdade não curti muito, não faz o tipo de leitura que gosto de ler, não curto livros que falam sobre assassinato ou morte. Alem de que pelos comentários e pela resenha a historia parece confusa. Este n é um livro que pretendo ler, mas a quem goste.

    Visitem meu blog!
    http://garotaeraumavez.blogspot.com.br
    Obrigada!

    ResponderExcluir
  15. Oi, Naty
    Gostei também de ter todos esses pontos de vista, mesmo que no começo fique meio confuso. Mas como você citou, é preciso prestar bastante atenção para não se perder na leitura.
    Eu gostei bastante do livro e do suspense. Essa narrativa frenética dela foi justamente o que mais gostei. Mal dava para respirar de tanta informação rs

    ResponderExcluir
  16. Olá, Natália!

    Como você bem falou, o livro só pode ser julgado pelo leitor após sua leitura, e mesmo assim, esse julgamento será somente dessa pessoa.
    A questão de ter vários narradores lembra muito os filmes, onde é praticamente impossível ter uma narração em primeira pessoa. Apesar do nó que pode dar em alguns leitores, ela dá essa sensação de um verdadeiro filmes, com cortes e pontos de vista elaborados para que o clímax venha de forma muito intensa.

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  17. Eu já li A garota no trem e simplesmente adorei o livro, Em Águas Sombrias além da capa chamar a atenção, pois ela é muito bonita, achei interessante o livro ser narrado por 10 personagens e é uma pena a autora querer colocar muita informação na história e não ter conseguido sustentar algumas coisas, eu quero muito ler este livro, espero gostar da história.

    ResponderExcluir
  18. oi tudo bem?
    eu estou lendo o outro livro da autora o "A Garota no Trem" e até o momento estou gostando rsrs. Bom sobre "Águas sombrias confesso que o que me chamou mais a atenção, foi essa capa simples porém maravilhosa.
    Eu pretendo comprar esse livro, só que tem muitos outros na frente por agora, Não sei se vou gostar do livro por ser narrado por 10 pessoas, Mas não quero tirar conclusões precipitadas.
    ps: eu amei as fotos e claro sua resenha

    ResponderExcluir
  19. Oi Naty,
    Quero muito conhecer a escrita dessa autora, ainda não tive a oportunidade de ler o livro tão comentado A garota no trem, quero ler logo de uma vez para assistir o filme em seguida.
    Adoro um bom thriller, com um suspense de tirar o fôlego e que prende o leitor, mas já li varias resenhas e as opiniões estão bem divididas mesmo, tudo indica que a história é meio fraca, que o potencial do enredo não foi bem desenvolvido. Então, estou bem intrigada para ver o que vou achar desse livro, só não vou criar muitas expectativas, mas espero me surpreender com o jeito sombrio da autora escrever.
    Beijos

    ResponderExcluir
  20. Tenho vontade de ler esse livro e gostei dessa capa. Parece ser uma leitura que envolve o leitor com esse mistério que gira em torno dessas mortes, pena que em alguns momentos deixa algo em aberto, mas acho que o restante compensa a leitura. Gosto quando tem mais pontos de vista assim da para avaliar melhor os acontecimentos, fiquei intrigada de esses afogamentos só acontecerem a mulheres qual seria a explicação.

    ResponderExcluir
  21. Oi, Natália!
    Nossa, que novelo narrativo, hein?! Não gosto de livros narrados por tantas personagens como acontece em Em águas sombrias e como não me interessei pela trama, e nem fiquei curiosa para desvendar o mistério por trás das mulheres serem encontradas afogadas, dificilmente eu leria esse livro...
    Mas eu amei as fotos, ficaram muito bacanas! Abraços!

    ResponderExcluir
  22. Oi, Nathy!!
    Gostei muito das fotos elas ficaram lindas demais!! Gostei muito da resenhas e já estou bem curiosa para ler mais sobre essa estória.
    Bjoss

    ResponderExcluir
  23. Oi, Natalia. Que resenha bem escrita e que post caprichado! Preciso comentar sobre esta capa super diferente, tive que olhar mais vezes para entender se era efeito impresso mesmo! A escrita aparentemente fica devendo um pouco no quesito de amarrar as pontas, algo que me incomoda levemente.

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.