Resenha: O signo dos quatro


Olá gente linda,

toda vez que nenhum dos meus livros parece interessante e a vontade de ler está fraca (a tal da ressaca literária), basta eu pegar um volume das maravilhosas aventuras de Sherlock Holmes que é alegria na certa. 

Conan Doyle possui uma escrita detalhada a diferenciada, que conduz o leitor em um caso cheio de desdobramentos, ou o afasta de vez da narrativa. Resumindo: Conan Doyle, ame-o ou deixe-o (ou você ama, ou detesta). Eu sou dessas pessoas que ama, então obviamente a resenha aqui será bastante positiva.


Nossa história, narrada pelo Dr. Watson, acompanha mais um caso peculiar: uma morte misteriosa e um roubo grandioso.

Certo dia, Holmes encontra-se entediado e depressivo, pois não tendo nenhum caso para resolver, o mesmo mergulha na mais profunda melancolia. Watson, como sempre, se preocupa com a saúde do amigo, mas nada pode fazer para ajudar. Inesperadamente ambos recebem a visita de uma meiga dama chamada Mary Morstan, que está preocupada com um bilhete recém-recebido. O aviso lhe pede que leve dois amigos consigo a um endereço informado e lhe promete fazer justiça.



A jovem, então, conta sobre suas desconfianças com relação ao recado: seu pai, Mr. Morstan ,misteriosamente morto há dez anos, deixou-a completamente sozinha no mundo. Porém, um tempo depois de sua morte ela começou a receber pérolas raras por correio, de um remetente desconhecido.
A dama desconfiava que a pessoa que lhe enviou o bilhete era a mesma pessoa que lhe enviava as pérolas.

Imediatamente a par dos acontecimentos, Holmes e Watson acompanham a jovem Mary ao intrigante encontro. Uma vez lá, a dama é informada por Mr. Thaddeus Sholto de que é dona de um exorbitante tesouro, o qual a deixará tão rica quanto a própria Rainha.



Mr. Sholto possui um irmão gêmeo, o qual está em posse de todo o dinheiro. Ambos herdaram todo o dinheiro de seu falecido pai, Major Sholto, que foi muito amigo de Mr. Morstan, pai da dama. Originalmente o tesouro pertencia a ambos - Major Sholto e Mr. Morstan, mas devido à morte do último, o tesouro foi desfrutado somente pelo primeiro.



Chegando à casa do gêmeo de Thaddeus para que Mary pegue sua parte do tesouro, eles o encontram morto de uma forma assustadora, e o tesouro foi roubado.

São necessários então os conhecimentos incríveis de Sherlock Holmes para desvendar esse caso que parece muito óbvio para os precipitados, mas impossível de resolver para os cautelosos. Como sempre, Conan Doyle não deixa pontas soltas e nos esclarece até os mínimos detalhes.



Watson serve de narrador para que nós, leigos na arte de ler as evidências, possamos entender exatamente como Holmes chega a todas as suas conclusões, pois como é mencionado na introdução do livro (aqui não cito literalmente): O leitor nunca será tão esperto quanto Holmes, mas também não será tão leigo quanto Watson.

Se você, assim como eu, é fã das aventuras do detetive mais famoso do mundo, não tenho dúvidas de que amará também essa história cheia de mistérios.

Abraços.



Título: O signo dos quatro
Autor: Arthur Conan Doyle
Editora: Zahar
Páginas: 184
Ano: 2015

15 Revelaram sentimentos:

  1. Este livro esta com uma edição linda, fiquei completamente encantada, uma pena que a estória não me chamou a atenção, talvez seja porque não costumo ler livros de investigação e mistério, principalmente Sherlock Homes, porém para que se sentiu interessado por este livro deveria com certeza dar uma chance a esta leitura.

    Participe do TOP COMENTARISTA de Julho, para participar e concorrer aos livros "O Casal que mora ao lado" e "Paris para um e outros contos".
    http://petalasdeliberdade.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Queria muito ler essas histórias do personagem. Adoro aquela série Sherlock e sempre tive vontade de ler os livros. Esses dois são tão legais!
    E o melhor é poder ter o narrador como o Watson porque assim a gente consegue entender as genialidades do Sherlock sem se sentir burro xD
    Ele é um caso.
    Esse é outro livro que parece ser bem interessante e gostoso de ler. Cheio de mistérios e recheado dos detalhes que fazem toda a diferença nos casos deles. Deve ser muito bom mesmo poder conhecer essa dupla nos livros.

    ResponderExcluir
  3. Olá!!

    Nunca li nada sobre o personagem Sherlock. O único item que cheguei perto uma vez comprei um jogo estilo aqueles de detetives sabe? Mas, acredita que nunca encontrei uma alma para jogar comigo? hahaha Meus pais sempre acharam difíceis os jogos e minhas irmãs não se interessavam.. aí comprei o jogo e guardei né.

    Um beijo,

    My Pure Style x My Instagram x My Facebook 

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não acredito, na verdade acredito sim! kkkkkkk aqui em casa o pessoal também não é empolgado com essas coisas, já eu acho o maximo. Beijos

      Excluir
  4. Oi Silvana!
    Tenho muita vontade de ler algum livro sobre o Sherlock. Eu assisti a série e aumentou a vontade em 100%.
    As edições estão lindas!
    Adorei esse caso das pérolas e do homicídio. Quero muito conhecer a inteligência do Sherlock.
    Obrigada pela indicação!
    Abc

    ResponderExcluir
  5. Oi, Silvana
    Acredita que eu nunca li nada de Sherlock Holmes, mas já vi filmes e adoro suas aventuras.
    Adorei conhecer esse livro, nem sabia que tinha todos esses da foto. Com essa resenha para lá de positiva só pode desejar o livro. Adorei mais essa dica.

    ResponderExcluir
  6. Oi Silvana! Já li Um estudo em vermelho e mais um outro livro do Holmes (que agora não lembro o nome) em leituras obrigatórias no colégio, mas fora isso nunca tive interesse nos outros. Acho que vou aproveitar que to numa "vibe" meio investigativa (passo o dia olhando séries do gênero hahah) e vou pegar mais alguns livros do Holmes para ler. Beijoss

    ResponderExcluir
  7. Ainda não li nem um história das aventuras de Sherlock Holmes, como gosto de histórias de mistério e investigação, acho que este livro seria uma boa leitura a história parece ser repleta de investigação e mistério, sem dúvidas pretendo ler este livro, adicionei ele em minha lista de leituras.

    ResponderExcluir
  8. Adoro mistério mas ainda não conheço as investigações do Sherlock que são muito bem elogiadas. Fiquei curiosa em saber como vão resolver o caso do roubo e da morte, deve ser uma leitura bem ágil para sabermos mais pistas e tentar desvendar quem esta por trás do assassinato.

    ResponderExcluir
  9. Oiee!
    Acredita que nunca li nada de Sherlock Holmes? Pois é, nunca li.
    Tenho bastante vontade porém ainda não tive a chance, gosto muito de livros em que a gente investiga junto pra saber quem foi o responsável pelo quê. Espero um dia conseguir me jogar na investigação.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  10. Oi Silvana,
    Sou completamente fã do Sherlock Holmes! Adoro a personalidade desse homem tão irônico e sincero, me divirto muito com seu jeito único de resolver os casos. Só que conheço o personagem apenas na telinha, já assisti todos os filmes - quero ver a série da BBC também – mas desejo demais essa série que você tem, quero muito ler as aventuras do Sherlock Holmes e seu companheiro Dr. Watson.
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Nunca li nenhuma história do Sherlock Holmes, mas como fã de um bom crime acho que preciso ler o quanto antes, só preciso escolher um certo para me aventurar na leitura.
    E achei muito bonita essa edição :)

    ResponderExcluir
  12. Olá, Silvana!

    A única vez que li Sherlock Holmes foi um livro de contos que li no ensino médio. Não me lembro detalhes de cada conto, mas me lembro que gostei bastante do livro.
    Não sei como depois de anos que nunca li um outro livro com o Sherlock, mas devo corrigir esse erro logo.
    A historia de O sinal dos quarto me deixou interessada, pois além do "Quem matou?" clássico temos uma caça ao tesouro que é pertencente a Mary, o que torna tudo diferente.
    Aliás, essas capas da Zahar são muito belas e colocam em evidência o Sherlock.

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  13. Silvana!
    Alguns criticam a forma como Conan Doyle criou o Sherlock, alguns o acham superior as outras pessoas, indo em busca das pequenas pistas e detalhes deixados nas cenas dos crimes para poder solucioná-lo, acredito que seja pelo fato de muitos leitores amarem mais o Poirot da Agatha Christie.
    De meu lado amo os dois, cada um com sua forma de raciocínio para desvendar os mistérios e chegar ao âmago da questão.
    E claro que Watson tem um papel primordial em toda história.
    “Educar é semear com sabedoria e colher com paciência.” (Augusto Cury)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE JULHO 3 livros, 3 ganhadores, participem.
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. oi Silvana,
    Que edição linda, devo confessar que eu nunca fui fã de sherlock, mesmo tendo assistido filmes, eu acabei nunca gostando dele.
    Mas eu nunca li nenhum livro sobre ele, então vou torcer para ganhar algum livro sobre sherlock, para dar a ele a devida chance. Eu gostei da sua resenha e claro das fotos também.

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.