Resenha: A Zona Morta


A Zona Morta é uma das obras mais aclamadas de Stephen King e não é à toa, o livro conta a história de Johnny Smith, um simples professor de inglês que sofre um acidente, deixando-o em coma por cinco longos anos e, ao acordar, Johnny não sofre aparentemente nenhuma sequela, a não ser o fato de não lembrar de alguns objetos devido a uma área do seu cérebro danificada durante o acidente (área essa denominada Zona Morta pelos médicos).

O problema é que isso não foi tudo que o acidente trouxe para a vida de Johnny, pois ao acordar ele também percebe que, ao entrar em contato fisicamente com outra pessoa ou um objeto daquela pessoa, ele pode ver coisas do passado, presente e até prever partes do futuro. Esse problema é ainda agravado quando John conhece Greg Stillson, um candidato a deputado que não mede esforços para conseguir o que quer, e passa a ter uma visão de um futuro horrível caso Stillson consiga alcançar seus objetivos.


Talvez pela sinopse e principalmente pela capa (quanto a isso a Suma de Letras relançou o livro esse ano ainda com uma capa muito mais bonita) algumas pessoas acabem não dando muito crédito para o livro (pelo menos a capa antiga que foi a que li o livro, mas troquei pela nova versão muito mais bonita), porém quem decide dar uma chance acaba devorando-o quase em uma sentada só, mesmo com suas 610 páginas (na versão de bolso antiga).

Isso porque o livro prende o leitor de uma forma espetacular. A escrita de King é muito fluida, ele consegue criar personagens simples mas que você consegue criar um vínculo muito fácil (como John) ou ódio (como Stillson) ou até mesmo repulsa (como a mãe de Johnny). Os personagens são todos muito bem trabalhados, tanto na descrição como em pensamentos, sentimentos e motivações.


Durante a leitura você consegue vivenciar junto com os personagens a angústia sofrida por Johnny após acordar depois de cinco anos e ver toda a mudança que aquilo trouxe para sua vida, seus amigos e familiares. Como ele consegue lidar com seu novo dom (ou maldição) e o que fazer em relação a Stillson.

Aí é que entra o único ponto que devo fazer uma observação, lendo a sinopse do livro dá a entender que o embate entre Johnny e Greg será tratado durante o livro todo, coisa que não acontece, o que em nada tira o brilho da obra e faz você perceber que na verdade o livro não é apenas um conflito entre dois personagens e sim uma reflexão sobre propósito e o impacto que suas ações e do ambiente podem trazer para alguém ou para o mundo.


Curiosidade:
- Existe uma adaptação para filme chamada The Dead Zone de 1983 com Christopher Walken como Johnny Smith e Martin Sheen como Greg Stilson

- No episódio especial de Hallowen dos Simpsons “A Casa dos Horrores XV” existe uma adaptação desse livro em uma história com Ned Flanders

- Existe uma serie baseada no livro chamado The Dead Zone, conhecida aqui no Brasil como O Vidente e contou com seis temporadas

- O jornalista que tenta contratar Johnny aparece também em um dos contos de “Pesadelos e Paisagens Noturnas I” também de King

- A Cidade de Jerusalem’s Lot do livro “Salem” de King é citado no livro

- A Rua onde Sara mora é chamada de Flagg (vilão de alguns livros de King)

- A Cidade Castle Rock aparece em vários livros de King e inclusive irá ganhar uma serie.


Título: A Zona Morta (The Dead Zone no original)
Autor: Stephen King
Editora: Suma de Letras
Páginas: 480
Ano: 2017

25 Revelaram sentimentos:

  1. Nunca li nenhuma obra deste autora, apesar de algumas me chamarem a atenção, principalmente esta, que após ler sua resenha percebo que não e terror, mas sim um suspense muito bem construído. Imagino que este personagem após acorda de cinco anos em coma, e ainda ao tocar os objetos pode rever presente, futuro e passado, deve algo bem assustador. Fiquei curiosa para saber mais desta trama, e qual será seu desfecho.

    Participe do TOP COMENTARISTA de AGOSTO, para participar e concorrer Ao livro "Dois Mundos", o primeiro da série "Tesouros da Tribo de Dana" da escritora Simone O. Marques, publicado numa edição linda pela Butterfly Editora.
    http://petalasdeliberdade.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olá Lana.

    Sim ele pode ver todos 3. E dá pra sentir junto com ele tudo que ele passa, inclusive o fato de tentar fazer as pessoas acreditarem nele em uma situação de perigo.

    Recomendo a leitura

    ResponderExcluir
  3. Quero ler esse livro, fiquei curiosa em como vai ser a vida do personagem depois do coma com esse dom, me coloquei no lugar dele e deve ser uma coisa assustadora saber o que aconteceu e o que vai acontecer na vida das pessoas, mas também acho que pode ter um lado bom se conseguir mudar alguma coisa nas visões do futuro se for algo ruim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Maria.
      Realmente é difícil, tem esse lado bom mas é difícil fazer alguém acreditar. Imagine aí?. Recomendo sim a leitura, eu gostei bastantes

      Excluir
  4. Hi dear,
    Nice post ;). I'm a new follower of your nice blog, can you follow mine on my blog?:)
    A hug ^^.
    Obsesión por la lectura

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hi :D
      I'm glad you liked it. Thanks for following us. Sure, we will follow you as well.
      A Hug. :D

      Excluir
  5. Até hoje não sei como o Stephen King consegue criar história para livros tão grandes e mesmo assim fazer o leitor continuar querendo mais e mais, esse é um livro que faz anos que quero ler, gosto quando as editoras relançam sucessos com uma aparência nova; quanto ao dom do John, para mim seria mais uma maldição mesmo, enfim, espero finalmente poder ler esse livro e me apaixonar mais uma vez pela escrita do King.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade. Mesmo quando o livro é grande a gente não se importa é quer ler mais e mais kkkk. Pois recomendo esse. Gostei bastante. E sim, de certa forma considero mais uma maldição também. Espero que leia logo.
      Bjs

      Excluir
  6. King já é a certeza de uma leitura maravilhosa. Confesso que não conhecia esse livro. Obrigada por me apresenta-lo!
    E essas curiosidades?! Muito bom saber das referencias.
    Estava comentando com uma amiga, que assistimos vários filmes baseados em obras d0 King e nem percebemos.
    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Samanta.
      Que bom que pude indicar um livro novo. E digo que é um que vale a pena. Verdade, admito que tambem já vi uma coisa ou outra de King sem saber que era dele é só depois vim me tocar kkkkk
      Abraço

      Excluir
  7. Eu já tinha visto esse livro por ai mas não fazia ideia da história, parece ser bem intrigante e bem construída. Fiquei bem curiosa para saber o final da obra.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E é sim. Leia, você irá gostar. :D.

      Excluir
  8. Oi Fábio, tudo bem?
    Realmente por esta capa horrorosa é bem difícil querer ler o livro, mas a premissa me chamou bastante atenção. Achei bem legal este dom/maldição que o protagonista recebe, e fiquei bem curiosa para saber o que acontece ao longo do livro. Ouvi dizer que vários elementos dos livros do King reaparecem ao longo dos seus livros, e pelas suas curiosidades isso é verdade. Quero ler assim que puder.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Lara. Acredite, essa capa das fotos é a capa bonita. A da edição de bolso é que é a feia kkkkkkkk. Mas sim, o conteúdo supera a capa (ainda bem). Sim, sempre tem uma coisa ou um personagem que pode aparecer ou ser citado em algum outro livro, principalmente quando se passa na cidade de Castle Rock. Sempre tem referências, é um dos motivos de eu querer ler o máximo que puder na ordem. Pra não perder nenhuma referência kkkkk

      Excluir
  9. Fábio!
    Certeza que vindo do King tem de ser um bom livro.
    E o que mais gosto é justamente o que comentou, ele gosta de detalhar as personagens e situações, oq ue me atrai mais para leitura, porque amo os detalhes.
    Gostei também desse lance do poder de tocar as coisas e pessoas e ver passado, presente e possivelmente prever algumas coisas do futuro.
    Leitura na certa.
    Desejo um final de semana mais que tranquilo e abençoado!
    “Deus com Sua infinita Sabedoria, escondeu o Inferno no meio do Paraíso para que nós sempre estivéssemos atentos.” (Paulo Coelho)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE AGOSTO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
  10. Olá Rudy
    Bom que gostou =D
    Leia mesmo, é muito bom. Sim, também gosto quando tem personagens bem trabalhados e detalhes na medida certa.
    Bom fds =D

    ResponderExcluir
  11. Olá, Fábio!

    Conheço o livro exatamente por causa da série de TV, pois tinha uma época que ela estava em todo o lugar aqui no Brasil (Passava no SBT nos fins de semana e no AXN todos os dias.) e tanto na série quanto no livro o confronto John X Gregg ocorre bem tardiamente, mas de uma forma arrepiante. Afinal, o John quer evitar o futuro terrível que acontecerá se Gregg for eleito, mas como convencer todos que isso vai acontecer quando todo mundo vai te achar maluco pois todo mundo tem um pouco de São Tomé (O clássico "Só acredito vendo!").
    E como esse dom modificou a vida do John é também de arrepiar. Se não tivesse o acidente, o John seria um cara normal, com mulher e filhos e tudo mudou com o acidente e nem ele sente que esse "poder" tenha vindo para seu bem.
    Aliás, a Suma realmente fez com que o livro tivesse mais atenção com essa nova capa!

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  12. Olá.

    Ainda não assisti a serie, mas to querendo. Pois é, difícil fazer as pessoas acreditarem em uma coisa dessa. Sim, eles melhoraram muito a capa. Era para eu ter colocado uma foto da capa antiga pra verem como era feia kkkkkk

    Abraço.

    ResponderExcluir
  13. Sou fã de Stephen King e ja li vários livros dele. Ele é um autor que consegue escrever terror, suspense, ficção, enfim ele é completo. Ainda não li A zona morta, mas algum dia vou ler com certeza, a història parece ser fantástica e da para nos prender.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ana.
      Realmente King é um dos autores mais versáteis que tem. Também sou fã. Leia esse sim, vc vai gostar.

      Excluir
  14. Stephen King realmente é um Rei, sabe como escrever uma boa historia! Por esse livro eu sou muito apaixonada e grata também, pois foi com ele que conheci o universo do meu querido e amado King. Este livro é simplesmente fantástico escrita, o modo que ele desenrola a historia, o modo como cria os personagens desse livro. Como já disse antes li alguns anos atrás e foi o primeiro livro do autor que eu li e amei. Quem não leu, lê porque vale muito a pena!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  15. Realmente, esse livro eu gostei bastante também, apesar da sinopse me enganar kkkkk. Concordo com você. Vale muito a pena.
    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Oi! Fabio, a cada resenha sua sobre os livros do King a minha inveja pela tua coleção só aumenta hahha Entrei no mundo do King recentemente, e, apesar de todos os detalhes desnecessários presente na escrita dele, to gostando bastante das histórias. Espero ter a oportunidade de ler esse também e descobrir se o personagem consegue impedir que o candidato a deputado seja eleito. Beijos

    ResponderExcluir
  17. Olá Gabriela.

    Kkkk bem vinda ao mundo do King. Certeza que daqui não sai mais kkkkk. Leia mesmo, porque esse é um ótimo livro. Beijos

    ResponderExcluir
  18. Oi, Fábio!!
    Lembro muito da série O vidente que assisti na tv. E é claro que fiquei muito interessada em ler esse livro do King, e essa capa é bem chamativa!!
    Bjooss

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.