Resenha: A Torre do Terror


Olá pessoas, vamos falar sobre A Torre do Terror? Mas hey, você leitor que não gosta de terror, tenha calma, leia a resenha até o fim, pois, apesar do nome, esse livro está mais para suspense com resquícios de fantasia do que terror propriamente dito.

E aí eu já devo começar fazendo uma pequena observação, a de que a culpa de passar essa impressão seja da tradução, pois o nome original do livro é “The Night Sister”, o que faria muito mais sentido do que o título que escolheram. A Torre do Terror faz sentido? Faz, mas o original combina muito mais, e talvez não passasse tanto a ideia de terror.

Não que o livro não tenha certos aspectos de terror, mas não é tanto, é algo mais voltado para o suspense, coisas que a gente encontra até em alguns livros policias. A diferença é que existe um tom de fantasia ali envolvido. Mas chega de enrolação e vamos ao que importa.

A história do livro se passa em 3 momentos, um nos anos 50, outro nos anos 80 e outro nos “dias atuais” (que no livro é 2013). Cada tempo conta com personagens de uma mesma família ou amigas das personagens, é tanto que os capítulos se passam através do ponto de vista dos personagens, igual a livros como As Crônicas de Gelo e Fogo. E aqui teremos o ponto de vista de Rose, Amy (filha de Rose), Piper (amiga de Amy), e Jason (cunhado de Piper).


O que vou contar agora não é spoiler já que acontece logo no início do livro. Ele se inicia com Amy se preparando para fazer algo, ela anda meio assustada e preocupada com o que as outras pessoas vão pensar do que ela está prestes a fazer. Ela pega uma espingarda e vai para o quarto. Bom, logo depois Jason recebe um chamado da polícia (ele é policial) avisando que houve uma ocorrência no hotel da família de Amy e ao chegar lá ele descobre que Amy está morta, assim como seu esposo e seu filho pequeno e a única sobrevivente foi a filha dela que também é pequena.

Assim Jason avisa a Margot, sua esposa, que acaba ligando para sua irmã Piper para contar o que aconteceu, já que todos três eram amigos de Amy na infância, fazendo com que Piper pegue o avião para visitá-la. Piper e Margot resolvem que a história deve ser investigada e aquele corre atrás para descobrir o que realmente aconteceu, já que sua irmã Margot está gravida e não pode sair da cama.

Já na parte do passado ela vai mostrar Rose e Sylvia, duas irmãs muito diferentes. A primeira é a famosa esquisitona, que não tem amigos, vive nos cantos, tem ciúme da irmã e etc, enquanto a segunda é a descolada, popular, querida por todos e cheia de qualidades. O problema é que Rose desconfia que sua irmã possa ser mais do que ela aparenta.

Isso porque Sylvia vive sumindo de noite, e de alguma forma sempre consegue estar na cama quando Rose chama a mãe para ver. Então, claro que Rose passa a tentar cada vez mais pegar a irmã no flagra à noite para provar que ela não está errada e daí o título original “The Night Sisters” o que faria muito mais sentido sendo que boa parte da trama se deve aos mistérios que acontecem com elas à noite.

O título em português se dá devido ao fato de que esses mistérios geralmente se passam em uma torre que o pai de Rose construiu para sua esposa, o que também faz sentido, mas não fica tão bom quanto o original. Mas enfim, já disse isso, porém, toda a trama muda a meu ver por isso, em que o primeiro dá o tom de fantasia e o segundo dá o tom de terror e o correto do livro é adivinhe qual? O primeiro.


O livro traz um tom de fantasia maior que o de terror ao colocar a possibilidade de um monstro, chamado Mara, onde ele pode se transformar em qualquer bicho que ele quiser durante a noite, enquanto que, pela manhã, ele volta ser uma pessoa. Aí você me pergunta, “mas Fábio, se é monstro não é terror?” e eu te respondo... Não necessariamente. Depende do rumo que você dá a ele. Um exemplo: O “Monstro” do livro O chamado de monstro ou 7 minutos depois da meia-noite (Título que recebeu após o filme e que terá resenha em breve) ele é mais uma consciência para o personagem principal do que um monstro em si.

Mas falando assim parece até que não gostei do livro e isso não é verdade. Apesar de eu ter acertado o plot twist na metade do livro e de ele ter alguns furos, eu gostei bastante. É um livro bem escrito, a autora conseguiu amarrar todos os tempos de uma forma muito boa sem fazer com que você se perca, e independentemente de você descobrir ou não o final da história, a escrita dela te prende de qualquer jeito, deixando você intrigado com a leitura e querendo ir até o fim, ficando até tenso às vezes com o que pode acontecer.

Os personagens também são muito bem desenvolvidos e fácil de você se identificar com pelo menos um. O único ponto realmente negativo para mim foi o final. Não é nada que estrague a leitura, mas minha reação ao terminar de ler foi “sério que é esse final que vão dar para o livro? Assim, sem mais nem menos?”. Mas enfim, eu dou 4 estrelas para esse livro, só não dou mais pelo final que como eu disse, não é ruim, mas é meio “oxe, tá faltando algo”. 

Então até a próxima e cuidado com as mariposas.


Título: A Torre do Terror (exemplar cedido pela editora)
Autor: Jennifer McMahon
Editora: Record
Páginas: 378
Ano: 2017

22 Revelaram sentimentos:

  1. Oi Fábio,

    Parece ser um livro interessante por ser de fantasia e terror.
    Gostei da premissa, me chamou bastante atenção devido a trama.
    Dica anotada.
    Bjs
    http://diarioelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Jessica.

      Sim, é bem interessante. Eu recomendo viu.

      Bjs

      Excluir
  2. Eu adoro um suspense, mistério é comigo mesmo. Achei bem interessante o livro, mas gosto de tramas que eu não consiga desvendar tão rápido. Enfim, gostei da dica. Beijos
    Charme-se

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Simone

      Ah, se você gosta de suspense então vai gostar muito desse livro, recomendo viu =D

      Bjs

      Excluir
  3. Oi, Fabio

    Não entendo algumas traduções que as editoras fazem. Pode até fazer sentido, mas custa deixar o título original? Há algumas traduções que não ficam legais em português, mas essa é uma que ficaria... vai entender, né? Rss
    Fiquei curiosa para saber o motivo dos sumiços da Sylvia. Eu quase solicitei esse livro, mas acabei não fazendo isso. Quem sabe eu leia ano que vem! :D

    Beijos
    - Tami
    http://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Tamires.

      Verdade, tem umas traduções que são sem noção. Essa combina mas muda o sentido, mas está valendo. Olha, se tem a chance de solicitar faça isso, vale a pena viu. :D

      Beijos

      Excluir
  4. Oi, Fábio!
    Estou enrolando para ler esse livro por causa do título.
    Imaginei que ele fosse bem mais de terror e, como não leio nada do gênero, acabei deixando largado na estante.
    Depois da sua resenha, vou acabar dando uma chance para ele!
    Beijinhos,

    Galáxia dos Desejos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Mari.

      Eu achei ele mais de suspense do que de terror. Não acho que ele dê medo, sendo sincero. Então digo para tirá-lo da estante e lê-lo kkkk.

      Bj

      Excluir
  5. Oi Fábio, tudo bom?
    Eu não esperava nada desse livro e fiquei totalmente chocada com a qualidade da história. Terminou como um dos meus favoritos de 2017; a autora construiu toda a trama muito bem, usou os plot twists no momento certo. Foi uma grata surpresa pra mim.
    Ótima resenha!

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Denise.

      Sim, ela costurou tudo muito bem. Só não gostei muito do final. Achei meio "largado". Mas o resto foi muito bom.

      Obrigado pelo elogio. Bjs

      Excluir
  6. Olá Fábio,

    Não conhecia o livro e nem o autor, não dava nada por ele e gostei de saber que é mais suspense, fiquei curioso e já anotei a dia...abraço.

    http://devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Marco.

      Que bom que lhe interessou. Vale a pena a leitura. Ele é mais suspense mesmo na minha opinião. Acredito que goste.

      Abraço.

      Excluir
  7. Se não visse uma resenha nem vontade de ler teria. Não gosto de terror e olha o título, olha essa capa...já me faz pensar em algo macabro do tipo que não gosto.
    Mas um suspense, uma tensão, uma coisa com fantasia me chama atenção. Parece que não é esse terror todo que imaginei e gostei mais por isso. Com uma escrita legal e que prende só ajuda. Agora daria uma chance pra ele. Parece legal.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Cristiane.

      Pois é, culpa da tradução. É mais de deixar tenso é curioso do que terror. Só tem uma única "cena" que parece de terror e mesmo assim não é nada de morte ou coisas do tipo e é bem rápido. Vale a pena o suspense.

      Bjs

      Excluir
  8. Fábio!
    Já gostei do diferencial do próprio Hotel ser um dos protagonistas e gostei também de ver que o enredo se passa em épocas diferentes.
    E o melhor ver que a trama é muito bem construída e causa tensão do início ao final, gosto dos thrillers psicológicos.
    Gostaria de ler.
    Uma semaninha abençoada na paz do Senhor e FELIZ NATAL!
    “Celebrar o Natal é crer na força do amor, é isto que transforma o homem e o mundo. Feliz Natal!” (Desconhecido)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA dezembro 3 livros + 2 Kits papelaria, 4 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rudynalva.

      Se tiver oportunidade leia mesmo. Tem algumas falhas mas no geral é um bom livro, eu gostei. É tudo muito bem trabalhado por sinal em relação aos tempos que se passam.

      Excluir
  9. Bom, eu acho que o título original, em português, não seria muito chamativo, quanto "A Torre do Terror", que é muito chamativo para os fãs de livros de terror. Talvez tenha sido uma estratégia da editora...
    Bom, será que esse monstro é uma das irmãs??? Só lendo pra descobrir, esses mistérios que rondam elas, né?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Daiane.

      Se foi uma estratégia da editora acho que foi muito ruim. Isso porque quem lê terror geralmente gosta de suspense, mas o contrario não é tão certo. Então isso acaba afastando uma parte do publico. Mas vale a pena a leitura viu.

      Excluir
  10. Gostei muito da premissa do livro, sempre gosto de histórias que mostram vários tempos/pontos de vista. Esse livro despertou minha curiosidade :)
    Quanto a tradução do título acredito que a editora achou que esse título fosse vender melhor mas geralmente as editoras pecam nesses coisas pq acaba perdendo a essência do livro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Maíra.

      Esse livro é bom, você vai gostar sim. De fato essa tradução acho que atrapalhou mais do que ajudou. Terror acho que tem menos publico que suspense, e com essa tradução pode ter perdido mais leitores.

      Excluir
  11. Pensei que seria mais terror, mas gosto de fantasia e muito então fiquei curiosa para ler, ainda mais por ter mistério que adoro e ser uma trama bem elaborada e com bons personagens. Fiquei intrigada com a Amy porque ela fez isso com a família.

    ResponderExcluir
  12. Olá Maria.

    Tem um pouco de fantasia nesse livro, mas é voltado principalmente para o mistério. Mas acredito que você vá gostar sim. Recomendo o livro. Eu gostei. Bjs

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.