Resenha: Destroçados


Instigante e persuasivo. Mas...

ūüö® Pode conter o que alguns chatinhos chamam de spoilerūüö®

Karin Slaughter nos apresenta em Destroçados um romance policial que vai além de um caso qualquer. Quando Will Trent é chamado para resolver um caso de homicídio, ele se vê frente a estranhos acontecimentos, que o levam a investigar a própria polícia. Agora, além de procurar por um assassino, ele precisa desvendar segredos estranhos carregados pelos agentes da lei da cidade (Condado) de Grant.

Posso dizer que foi uma leitura prazerosa esse primeiro contato com a autora. Slaughter mostra-se bastante focada no desenvolver do seu trabalho.


A capacidade de criação da autora é sensacional. Não só por causa do desenvolvimento do enredo, mas ela nos cativa a conhecer profundamente cada um de seus personagens, não apenas superficialmente. O que denota o seu poder de persuasão: em momento algum ela tenta fazer-nos gostar dos personagens maus-caracteres. Ela te envolve na trama, e, claro, como um bom romance policial, ela te convida a tentar desvendar o caso antes do fim do livro. Mas, acreditem, é difícil!

Porém, porém... Slaughter apresenta alguns pequenos vacilos e (no meu ponto de vista) um puta vacilo.

Sua escrita é, sim, viciante e você se vê devorando as páginas rapidamente. Mas isso depois de alguns capítulos, pois o começo é bem maçante. Além disso, em determinados momentos, é necessário fazer uma volta enorme para se chegar ao assunto que se busca (pelo menos os diálogos são interessantes). Os capítulos são enormes, e se você é daqueles que gosta de parar quando o capítulo acaba, vai se irritar. Outra que eu me perguntei o livro todo é: como alguém com forte dislexia consegue se tornar um detetive fodão?


Agora... O que me tirou do s√©rio foi como n√≥s, simples leitores, ficamos sabendo quem √© o assassino. Foi brochante!! A motiva√ß√£o do crime: beleza, ok! Compreens√≠vel. Mas... dar para a gente o assassino de m√£o beijada? S√©rio? Para que toda investiga√ß√£o, ent√£o? √Č fato que a investiga√ß√£o √© estupenda e vai abrindo questionamentos atr√°s de questionamentos. Mas... aff!!

A obra também deixa a desejar no quesito ação. Apesar de interessante, o enredo é pouco movimentado. Não há aquela busca implacável, aquele corre daqui, pega dali, foge, atira, bate, soco. Não... não há!

Por outro lado, se você pensa que nós não temos referências, sugiro que olhem os sobrenomes dos familiares de Sara.

Entendedores entender√£o!!



Título: Destroçados РBroken (exemplar cedido pela editora)
Autora: Karin Slaughter
Editora: Record
P√°ginas: 444
Ano: 2017

7 Revelaram sentimentos:

  1. Achei interessante pelo gênero e a diferença de quem cometeu o crime. Mas já desanimou um pouco por ver que o assassino não é dado com toda aquela pompa da surpresa pra gente. Quando leio coisas assim gosto de ser surpreendida ou de ao menos ficar criando um monte de teorias. E é um livro grande, não sei se leria rápido e ainda tem esse negócio dos capítulos. Hum...não sei se leria esse fácil.

    ResponderExcluir
  2. Ainda não tinha ouvido falar do livro, mas a capa me chamou atenção! Uma pena ter todos esses pontos negativos, inícios maçantes já me fazem perder a vontade de ler e isso de o assassino ser entregue de mão beijada... sei não, hein. De qualquer jeito, gostei da resenha!
    Um beij√£o,
    Gabs | likegabs.blogspot.com ❥

    ResponderExcluir
  3. Ol√°, Marcos.
    Eu n√£o conhecia esse livro ainda e acredito que n√£o lerei. Os pontos negativos apresentados me desanimaram com a leitura. Como leio no √īnibus eu prefiro muito mais que sejam cap√≠tulos curtos. E isso do assassino ser dado de bandeja j√° me desmotivou bastante.

    Pref√°cio

    ResponderExcluir
  4. Esse é o género favorito da minha mãe, sei até que ela já leu livros dessa autora e gostou bastante! Vou recomendar este :)
    www.thefancycats.pt

    ResponderExcluir
  5. Tenho vontade de ler esse livro, adoro assassinatos e mistério, mas não gostei da parte dos capítulos enormes, gosto deles curtos e nem da parte da descoberta do assassino ser brochante que pena espera algo mais surpreendente e mais ação que ador e como tem investigação se pensa logo na ação que deve ter rs.

    ResponderExcluir
  6. Marcos!
    Realmente você levantou temas relevantes em relação a uma livro policial, por ue entregar o assassino de bandeja sem nem nos deixar pensar, não é mesmo?
    Amo thriller policiais e saber que todos os personagens de um lado e de outro são bem escritos e se envolvem no enredo, é maravilhoso.
    Amo suspense e quando a narrativa é envolvente, mesmo que em certos trechos, descritivas (que gosto), porém cansativas,me deixou curiosa por fazer a leitura.
    Desejo uma ótima semana, cheia de luz e paz!
    “Que o novo ano que se inicia seja repleto de felicidades e conquistas. Feliz ano novo!” (Desconhecido)
    cheirinhos
    Rudy
    1¬ļ TOP COMENTARISTA do ano 3 livros + Kit de papelaria, 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  7. Oi, Marcos!
    Acho que a autora tinha tudo nas m√£os para escrever um senhora hist√≥ria. Mas pelo jeito ela n√£o foi t√£o feliz assim. √Č uma pena pois adoro um bom livro de romance policial.
    Bjoss

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promo√ß√Ķes e concorra a diversos pr√™mios.