03 fevereiro 2018

Resenha: Carbono Alterado


No futuro a morte se torna praticamente obsoleta, se tornando na verdade uma mercadoria. Seu corpo pode até morrer, mas você pode transferir sua mente para outro, mantendo-se vivo. Com isso, existem várias organizações que fornecem corpos sintéticos ou capas, como são chamados, para aqueles que por algum motivo não tem ou não podem obter sua capa original. Daí vem o título Carbono Alterado.

E logo no início do livro nos deparamos com um exemplo. Devido a uma operação má sucedida o ex-emissário, Takeshi Kovacs (se lê como Kovach), acaba levando um tiro no meio do peito e “morrendo”, para reviver mais de 200 anos depois, na terra, um local no qual ele nunca foi e em outro corpo, sem saber quem o colocou ali e o porquê.

Acontece que o responsável pelo seu reencapamento é o Sr. Bancroft que, alá O Poderoso Chefão, acaba fazendo uma proposta irrecusável a Kovacs para que ele possa resolver um assassinato. Crime esse em que a vítima é nada mais nada menos que o próprio Bancroft. O ex-emissário é a saída de Bancroft para resolver o crime já que a polícia (mais especificamente a Tenente Ortega) se recusa a investigar direito o caso, alegando suicídio, pois Bancroft é o que eles chamam de Matusa, um cara que já viveu tanto tempo que se vê acima de qualquer um.


E assim se inicia a primeira metade do livro, com uma ficção científica misturada com livro policial. É uma mistura muito interessante e te deixa intrigado para saber se foi realmente suicídio ou assassinato, e independente dos dois. o motivo de ter feito aquilo. A lista de personagens e ambientação do universo é muito boa, porém, deve ser feita com cuidado, o livro tem muito nome e conceitos que se você lê rapidamente pode acabar se perdendo um pouco.

É um dos poucos livros de ficção científica que li, mas gostei bastante, o livro me prendeu e pretendo dar continuidade nesse tipo de leitura. Porém, a segunda metade do livro me parece que fugiu um pouco do rumo.

Isso porque Kovacs, no decorrer da investigação, acaba percebendo que pode ter muito mais por trás dessa investigação, e muita coisa acaba acontecendo com ele. Reviravoltas de roteiro e introdução de personagens que acabam levando tudo para um outro rumo, fugindo da investigação do crime para ir pesquisar outras coisas. Claro que no fim tudo dá um jeito de se conectar, mas a mudança é óbvia e você sente. Mas ainda assim não é nada que se prejudique a leitura.


A questão da troca de capas é uma boa coisa para você quebrar a cabeça pensando nas consequências disso, afinal, se você pegar uma pena, é armazenado, não é garantia se não tiver dinheiro para armazenar sua capa de retornar nela. Então e se você visse sua esposa, ou marido, ou filho etc., voltando para você numa capa diferente, mesmo sabendo que ali é ele(a) mas não é? Ou se você fica armazenado por 100 anos e, quando acorda, mal tem algum herdeiro vivo, nem ao menos uma pessoa que você conheça. São situações que fazem você se questionar.

Os personagens também são muito interessantes, mesmo parecendo ser aquele tipo de personagem clássico de filmes de ação do Steven Seagal kkk. O protagonista Badass, a tenente que rola uma tensão sexual, um mafioso, a mulher perua do mafioso e por aí vai. Mas são bem legais, sendo que o melhor personagem na minha opinião é o hotel, sim, isso mesmo, um hotel desses que você usa para dormir. O Hendrix é administrado pela própria IA (Inteligência Artificial) e ele tem plena consciência das coisas.

Mas no geral é isso, meus amigos. Esse livro me ganhou, se não me engano é uma trilogia, e pelo que escutei o volume dois sairá este ano, meados de abril talvez. Esse primeiro livro termina de forma que conclui o caso, então não se preocupe em não comprar achando que vai ter que esperar o próximo livro para saber o resultado do suicídio/homicídio.


Como eu disse, leiam devagar, mas leiam. Foram 4 estrelas em um livro bem investido. E, para completar, dia 2 de fevereiro ocorreu a estreia da série pela Netflix, confiram.

Fiquem com o trailer e cuidado com o Homem Retaho.




Título: Carbono Alterado (exemplar cedido pela editora)
Autor: Richard Morgan
Editora: Bertrand Brasil
Páginas: 490
Ano: 2017

26 comentários

  1. Fábio!
    Gosto muito desse estilo mais noir nos livros policiais e ficcionais, são mais clássicos e cheios de variantes.
    E se tem trechos bem reais e até cruas, trechos de sexo e morte, me interessa ainda mais.
    Como amo ficção, esse lance da mente ser transportada para outro corpo após a morte, é fascinante, pena as lembranças não irem junto.
    Quanto ao nome, já que é ficção, deve ser algo a alteração da molécula de carbono, mas só saberei quado ler.
    Gostei por demais.
    E gostei também de saber que a Netfilx comprou os direitos para fazer filme.
    Desejo um final de semana esplendoroso e um mês mais que abençoado!!
    “Acredite em si próprio e chegará um dia em que os outros não terão outra escolha senão acreditar com você.” (Cynthia Kersey)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA FEVEREIRO: 3 livros + vários kits, 5 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rudynalva.

      Olha, então você irá gostar desse livro viu. Leia sim. Quanto ao Carbono Alterado é devido ao fato das capas. De você poder comprar uma capa nova e etc. Como não é spoiler não tem problema contar.

      Excluir
  2. Fiquei conhecendo o livro depois que a Netflix divulgou sobre a adaptação. Sou super fã de séries de ficção científica e policial, adoro ter que desvendar se foi realmente suicídio ou assassinato. Fiquei bem curiosa com o livro, sem mencionar nas trocas de capas e suas consequência, o que deixa tudo mais interessante.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Mayara.

      Olha, esse livro é bom viu. Vale muito a leitura. Se você gosta desse gênero literário, vai fundo. Não vai se arrepender.

      Excluir
  3. Como gosto de livros com histórias de ficção científica e história policial, acabei me interessando em ler este livro, que é uma ficção científica misturada com livro policial. Pela sua resenha este livro parece ser muito bom, e a história dele parece ser bem interessante. Acabei ficando muito curiosa para ler ele. Que legal que vai ter a série desta história na Netflix, mas pretendo ler o livro antes de começar a assistir a série.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Mariele.

      Olha, leia mesmo viu. O livro realmente é bom, e a continuação está para sair ja. De fato, ja está em pré venda. Também recomendo ler primeiro e depois ver a série.

      Excluir
  4. Oi Fábio!
    Eu amo ficção científica. Meu marido tinha me comentado sobre essa série e está na lista para assistirmos. Não sabia que tinha um livro. Achei super interessante a história e, como muitas ficções, é mais do mesmo contado de um jeito diferente (risos). Eu adoraria poder trocar de capa e viver para sempre. Fiquei curiosa, pois entendi que o Kovacs não é da terra. Existem outros planetas habitáveis no livro?
    Beijos!
    Nerd Fox

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Annie.

      Sim, existem outros planetas habitáveis. O livro se passa no século XXV se não me engano. E sim, vale a pena tanto a leitura como assistir a série. Eu recomendo. Bjs

      Excluir
  5. Eu estava ansiosa por um tempinho para assistir a série,mas agora vou adiar até poder ler o livro!! Ótima resenha!

    http://oiisabel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Isabel.

      Olha, leia mesmo viu. Você vai gostar.

      Excluir
  6. Não tinha ouvido falar desse livro até o trailer da série na Netflix, foi um lançamento muito comentado, então fui pesquisar melhor sobre a história e descobri que era baseada num livro. Como ainda não tenho o título em mãos, comecei a assistir a série, e confesso que ela é bastante intrigante, como me parece ser o livro. Achei a trama bastante original, e a mistura de gêneros que o livro traz deixa tudo ainda mais envolvente, principalmente pra mim, que curto muito os dois gêneros principais. A questão das personagens serem bem construídas fica claro na série também, apesar de acreditar que no livro isso fica ainda mais explícito, porque uma história dessa complexidade não se sustentaria sem bons personagens. Ainda quero conferir o livro, pra poder fazer uma comparação entre as duas obras.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha, a serie tem algumas mudanças mas no geral é bem fiel ao livro. O livro é um pouquinho melhor, mas a serie não fica atrás não, foi uma boa adaptação. Acho que vale a pena a leitura e o acompanhamento da serie.

      Excluir
  7. Oi Fábio,
    Não sou muito habituada com gênero, mas se tem um pouco de investigação no meio já chama minha atenção. Assisti dois episódios da série e gostei, apesar de achar que não é algo para ver tudo de uma vez, a proposta é bem interessante. Não sei se eu ia querer voltar 200 depois de morrer kkkkkkkkk

    bjs
    Nana - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Nana.

      Olha se não está acostumada mas quer começar, pode ir fundo nele. Porem vai com calma, porque se não pode se perder de muita informação. Mas é um bom livro acho que até para quem não é fã do gênero

      Bjs

      Excluir
  8. Quero ser bem sincera ao expressar minha opinião, pois não curto muito livros de ficção cientifica, mesmo que trate de um assunto envolvente e questionador como nesta obra, já que aqui temos pessoas que já morrem voltando a vida em outros corpos, algo bastante incomum neste momento, mas que nos desperta curiosidade em interesse, porém quando soube da adaptação para netflix logo quis assistir apesar de não ter feito, acredito que irá me agradar. Porém a leitura, por enquanto não me interessei.

    Venha participar do Top Comentarista e concorra o livro "O Maravilhoso Bistrô Francês": http://petalasdeliberdade.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Lana. Olha, a série é bem fiel ao livro em sua maioria. Recomendo assistir. Se gostar eu digo para arriscar a leitura. Quem sabe você não goste?

      Bjs

      Excluir
  9. Oi Fábio!
    Mesmo não tendo nenhuma opressão no livro - aparentemente né - senti um pouco de distopia, e por achar interessante essa troca de corpo e poder viver mais gostaria de ler. Já havia visto o trailer da Netflix e colocado na minha lista, irei ver primeiro para tentar entender melhor a história. Adorei a resenha.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Vitória.

      Primeiramente obrigado ^^.
      Olha, tem questões políticas, mas não chega a opressão. Dá para considerar coisas que já acontecem hoje em dia, só que no contexto do futuro. Já vi a série e no geral é bem fiel. Porém tem algumas mudanças significativas que fazem a leitura ser interessante também. Aconselho os dois.
      Beijos

      Excluir
  10. Ficção é o único gênero que não leio mas esse me pareceu muito interessante, parece ser uma trama bem complexa e eu gostei muito da resenha.
    Também não fazia ideia que tinha uma serie baseada no livro, fiquei com vontade de ver mas acho que vou querer ler o livro antes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Maira.

      Olha, recomendo então começar a dar uma chance a esse gênero viu. Tem muito livro bom. E esse na minha opinião é um deles. Veja a série também.

      Excluir
  11. Fiquei bem curiosa com esse livro, achei diferente esse negócio de capas, é estranho isso pois como mencionado você pode voltar e não quando tem reconhecer ninguém, gosto quando tem reviravoltas só espero que esse ruma que a trama dá não seja daqueles que perdem o foco e não tem nada a ver com a historia, odeio quando isso acontece.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Maria.

      Não perde o foco. Vai pra um rumo diferente mas não chega a sair do foco principal. Vale a pena a leitura e a série. É interessante mesmo essa questão das capas, inclusive algo crucial na trama kkkk.

      Excluir
  12. Confesso que até hoje não sabia sobre essa série então eu fui procurar saber mais sobre ela e vi que foi adaptada para Netflix e adicionei na minha lista de desejos Apesar de que eu sei que não vou ler esse livro e nem assistir a série tão cedo tô muito atolada em leituras e Ultimamente eu tenho procurado mais livros em volume único para ler

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Carolina.

      Então vou te dar uma notícia boa. Apesar de ser uma série esse livro pode ser considerado como volume único. Ele trama dele tem começo meio e fim, sem ponta solta. Ou pelo menos nenhuma que seja de importância para querer uma contínuação. Então arrisca. Coloca pelo menos na lista infinita de livros. Eu te entendo bem, tenho uma dessa kkkkkkkk. Não acaba nunca.
      Bjs

      Excluir
  13. Olá, Fábio!

    Sendo uma serie que possui casos que são independentes a cada livro, não sei como a Netflix vai fazer se quiser continuar com a série. Mas o conceito de Carbono Alterado (que consigo ver como uma mistura com consequências mais reflexivas de Buck Rogers com as regenerações de Doctor Who) é interessante mesmo. Será que ao trocar de corpo após a "morte", se deixa de ser você mesmo? E até quanto viver por muito tempo pode valer a pena, mesmo sendo um milionário?
    Tudo isso torna o livro uma aventura que te faz refletir, mesmo que seja ainda difícil de imaginar algo assim acontecendo em um futuro próximo na vida real.

    Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Leti.

      Então, a netflix deve seguir os livros, então acredito que tenhamos 3 temporadas (se não estou enganado é uma trilogia essa serie. Esses questionamentos que você faz são um pouco debatidos no livro, são coisas para se pensar e também que aumenta a vontade de ler, pois a curiosidade desperta. Mas sim, dificilmente isso acontecerá tão cedo. Mas também, eles já estão no século XXV kkkkk.

      Abraço.

      Excluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.