30 agosto 2018

Resenha: Tartarugas até lá embaixo

“Qualquer um pode olhar para você, mas é muito raro encontrar quem veja o mesmo mundo que o seu”
Depois de seis anos do bestseller A Culpa é das estrelas, John Green presenteou seus fãs com Tartarugas até lá embaixo, sem dúvida o seu título mais pessoal. John divulgou um vídeo contando a sua experiência com transtorno obsessivo compulsivo (TOC), e em entrevistas também revelou que sofreu um colapso mental logo antes de escrever “Tartarugas”.

Separei pra vocês o link do vídeo da entrevista do autor. Acessem aqui.

Na história temos Aza Holmes, uma adolescente que lida com TOC, e com a ajuda da amiga Daisy busca pistas para desvendar o misterioso desaparecimento de um bilionário da região, em troca de uma grande recompensa em dinheiro. Aza sofre diariamente com pensamentos intrusivos e com o pavor de contrair uma bactéria capaz de matar em questão de horas.

O autor consegue nos introduzir de uma maneira muito inteligente nas espirais de pensamentos de Aza. É possível entender como tudo pode se transformar em um potencial gatilho. E como é difícil não conseguir controlar e nem fugir da sua própria mente. Você compreende e sofre com ela. A doença afeta diversas áreas da vida da personagem e das pessoas que a cercam.

Novamente temos um livro com personagens femininas fortíssimas e interessantíssimas, o lado nerd (Daisy escreve fan-fics de Star Wars), as piadas inteligentes, as reflexões sobre questões importantes da vida e os primeiros amores.

Poucos autores conseguem falar sobre as dores de uma patologia de forma tão sensível. Assim como em A Culpa é das Estrelas, Green consegue enxergar o humano em meio as angústia de uma doença. 

Vale certamente a leitura! Agora deixe nos comentários o que vocês acharam do livro. E se não leram, não perca mais tempo!

Título: Tartarugas até la embaixo
Autora: John Green
Editora: Intrínseca
Páginas: 256
Ano: 2017

3 comentários

  1. Gostei da sua postagem, sempre estou visitando seu blog e lendo suas postagens.. Seu blog está salvo em meus favoritos..

    Parabéns!

    Amo seu blog ❤..

    Visite Meu Blog www.tudosobreobadoo.com

    ResponderExcluir
  2. Thais!
    Deve ser muito complicado sentir pensamentos intrusivos constantemente 'entrarem' na nosa mente e tornarem a vida bem complicada.
    Gostei de ver que além do mistério do desaparecimento, outros temas foram abordados, como a injustiça e questões existenciais.
    Tive oportunidade de ler esse livro e até gostei.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  3. Nossa, falam tão bem desse livro, tem història interessante, mas em mim nunca despertou a vontade de ler. Não sei o porquê, mas não chamou minha atenção.

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.