25 julho 2018

Resenha: Nada a perder


Uma estrela do hóquei que cai em desgraça. Derek Oullete era um atleta talentoso que se transforma em um homem bêbado, violento e solitário.

A trama se passa em Pimitamon, uma vila isolada e gélida no Canadá, sem esperança de qualquer crescimento. Um cenário desolador, que nos leva a uma espiral dramática vivenciadas pelos personagens e conduzida pela narrativa do quadrinista Jeff Lemire.

Ao longo da história, através da utilização de flashbacks, o autor começa a nos apresentar aos elementos que transformaram esse personagem numa pessoa tão fria e dura, assim como a cidade que ele vive.

Derek se arrasta pela vida entre porres e brigas nos bares da região, seu temperamento explosivo o coloca numa eminente queda. A trajetória do protagonista começa a mudar no momento em que se depara com uma importante pessoa do seu passado. É nessa hora que ele percebe-se diante de uma difícil decisão que só pode ser feita por um homem que não tem mais nada a perder.


As ilustrações desta graphic novel, além de possuir traços marcantes, complementam a narrativa da história. As nuances entre os tons de azul (para ambientar as cenas de frio e solidão), o vermelho (representando toda fúria e violência) e o colorido (para os flasbacks dos personagens) reforçam a carga emocional da trama e certamente colaboram para a construção da narrativa.

Nada a Perder faz parte da produção autoral de Jeff Lemire, que também conta com obras como o Sweet Tooth, O Soldador Subaquático e Condado de Essex, todas provenientes de arte e roteiro de Lemire. O autor trabalha também com editoras de quadrinhos industriais como Marvel e DC.

Esse foi o meu primeiro contato com Lemire e a experiência já foi intensa e riquíssima. Nada a perder é uma ótima dica para quem gosta de histórias em quadrinhos com narrativas mais densas e personagens bem construídos. Vale a pena conferir!

Sobre a edição: Mais uma vez a editora Nemo trouxe para os apaixonados por HQ uma edição caprichada com capa cartonada, lombada quadrada, ilustrações muito bem impressas e ótima diagramação.


 

Título: Nada a perder (exemplar cedido pela editora)
Autor: Jeff Lemire
Editora: Nemo - Grupo Autêntica
Páginas: 272
Ano: 2018

7 comentários

  1. Olá, Thaís

    Não costumo ler GNs, mas achei essa interessante pela temática. Geralmente vejo mais coisas fantasiosas no gênero, esse é mais pé no chão. E os traços são muito bons.

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  2. Oi Thaís,
    Normalmente eu não compro Hq's/GN porque quase não leio, mas essa sem dúvidas é uma bela edição, combina bem com a história. Colocar a cor vermelha para representar a violência, achei bem legal. Pelo visto mostra bem o lado "podre" do ser humano, espero que também apresente um pouco de redenção de erros, principalmente no personagem principal.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Não é muito meu estilo de leitura, mas mesmo assim adorei a resenha.
    Beijos
    www.infinitafeminice.com.br

    ResponderExcluir
  4. Amei a resenha, ainda não conhecia esse livro e quero ler.
    beijos
    http://lolamantovani.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Thaís!
    Nossa! É uma HQ bem diferente das que vejo por aí.
    E como falou, tudo é muito frio na narrativa dos fatos e na minha opinão, inclusive os traços. Brancos e azuis dão realmente a impressão de gelo ou algo gélido. E a tarja vermelha quando vai haver briga ou algo do gênero. Fantástico.
    “O prazer dos grandes homens consiste em poder tornar os outros felizes..” (Blaise Pascal)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA JULHO - 5 GANHADORES - BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
  6. Oi! Estou aprendendo a gostar muito de graphic novels. Achei essa maravilhosa, as ilustrações, e principalmente o tom cru que a história tem. Gostei dos personagens e dos temas que o autor colocou na história. Estou curiosa pra saber o que pode ter dado tão errado na vida Derek, porque ele saiu tanto do caminho que tinha sonhado em seguir. A edição é linda! Obrigada pela dica!


    Bjoxx

    ResponderExcluir
  7. Que edição linda, realmente essa brincadeira com as cores deu muito mais emoção a história. Uma premissa triste, a luta contra o vício seja ele qual for sempre causa muita comoção em mim e acho que eu vou gostar da leitura ainda mais se tiver um final feliz. Os desenhos são de uma beleza ímpar, muito lindo mesmo

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.