18 março 2019

Resenha: Aprendendo inteligência


A maioria das pessoas tem a ideia de que “Fulano é inteligente, Sicrano também, Beltrano não”. Mas dificilmente questionam se inteligência não pode ser exercitada, aprendida. Mudar isso, alertar da importância de desenvolver o cérebro e ensinar como fazê-lo é justamente a proposta do livro Aprendendo Inteligência, de Perluigi Piazzi.

Este é o primeiro volume da Coleção Neuroaprendizagem, escrita pelo prof. Pier, como era conhecido o autor, e lançada pela editora da qual foi co-fundador.

O autor parte dos conhecimentos adquiridos em anos lecionando em cursinhos e com o trabalho com programação para ensinar os caminhos da inteligência através da reflexão sobre atos e atitudes do dia a dia. Com uma linguagem extremamente simples, lança mão de conceitos de neurociência e informática, para passar como se dá o processo de registro de informação no córtex, o nosso HD. E, por mais que possa parecer, não trata o assunto de modo científico, mas sim de modo mais prático.


Dividido em duas partes, o livro apresenta reflexões acerca da importância de estudar, a maneira, o momento e por quanto tempo fazê-lo, bem como sobre hábitos que fazem alguém mais inteligente e aqueles que a embotam.

Caro leitor, talvez você se surpreenda sobre algumas concepções que tem sobre aprendizagem, principalmente se você for daquelas pessoas que estudam muito e acredita que na véspera da prova é o melhor a se fazer. Por outro lado, não ficará em nada surpreso com a opinião do autor sobre a leitura; por certo – considerando que lê esse blog – já conheça os benefícios dessa construtora prática.

Sobre a edição:
Além de diagramação perfeita e revisão impecável, o livro é composto por imagens ilustrativas e explicativas e de testes de aprendizagem.


É uma leitura que recomendo a todos e que provavelmente faz diferença na vida de quem dela desfruta, por permitir-lhe uma visão crítica sobre o tratamento dado ao cérebro e ao processo de aprendizagem, questionando sobretudo a ideia de estudar para tirar boa nota.

Quotes:
“Se você lê este livro até o fim, tentando entender e utilizar os conceitos que nele são apresentados, talvez não encontre o caminho correto para sua vida profissional, porém uma coisa eu garanto: vai se tornar, com o passar dos anos, cada vez mais... inteligente!” (p. 22)

“O que torna o sistema educacional brasileiro tão catastrófico (é um dos piores do mundo!) é o fato de a maioria das escolas ser ineficientemente burocratizada – elas não se preocupam em ensinar seus alunos  a realmente aprender, ou seja, em armazenar o conhecimento de forma permanente” (p. 30)

“O bom professor não dá aula para fazer o aluno aprender. Ele dá aula para fazer o aluno entender a matéria e, principalmente, para fazê-lo gostar do que está sendo apresentado” (p. 61)

“A frase mais catastrófica que um professor pode pronunciar é: ‘Preste atenção que isso cai na prova!’. Você está na escola para aprender e não para tirar nota e passar de ano” (p. 93)

“Só escreve bem quem lê bem e só lê bem quem lê muito e só lê muito quem lê por prazer” (p. 112)

Outras fotos:




Título: Aprendendo inteligência
Autor: Pierluigi Piazzi (Prof. Pier)
Editora: Aleph
Páginas: 134
Ano: 2014

15 comentários

  1. Bem interessante esse livro! Sobre como o conhecimento das coisas é adquirido e a "inteligencia" que a gente tem em mente muitas vezes. É um trabalho de longo prazo, saber mesmo das coisas requere um estudo continuo daquilo e já deu pra perceber isso e muito. Aquele negócio do estudar antes da prova só funciona de momento mesmo, é bom quando a gente sabe do assunto e não só faz ali por hora. Parece bem legal pelas coisas que ele fala e deixou uma curiosidade boa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, Cris.
      Li esse livro há muito tempo e resenhei há muito tempo também, mas lembro como hoje.
      É uma grande lição.

      Excluir
  2. Amei sua resenha e indicação, esse livro parece ser ótimo! Ainda não o conhecia.

    https://www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  3. Que interessante, ainda não conhecia, já quero ler!

    https://www.submersaempalavras.com/

    ResponderExcluir
  4. Ai aty!
    Nossa! Tipo de livro que me agrada muito ler. Aprender é sempre muito bom, ainda mais quando é embasado por alguém que tem experiência na neuciência.
    Podemos desmestificar certos mitos e nos enriquecermos ainda mais.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aprender é sempre importante, Rudy.
      Todos os dias aprendemos algo. E esse livro tem muito a nos ensinar.

      Excluir
  5. Ótimo livro, a importância do aprendizado e o modo como vemos a inteligência esta muito bem colocado. O autor expressa muito bem os assuntos, quando olhamos para um livro como esse imaginamos uma linguagem difícil de entender e ver que a escrita foi moldada para o fácil entendimento é fantástico pois com essa facilitação na leitura o livro pode alcançar muitas pessoas. Fiquei super tentada a ler

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você deve gostar bastante, Luana.
      Já absorveu a essência só pela resenha.
      Espero que leia e volte para me contar.

      Excluir
  6. Todos somos inteligentes! Só que uns exercitam isso com maior frequência e outros, apenas se deixam levar!
    Por isso, adorei ler sobre o livro acima. Não é muito meu estilo de leitura, mas como estou sempre em busca de crescimento, com certeza, me interessei e muito pelo enredo e claro, por todas as dicas!!!
    Quero!!
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse é o grande segredo.
      Uns são para coisas que ninguém nunca sequer parou para pensar.
      Outros são para estudos, lógica, matemática; há aqueles que são inteligentes para enfrentar as dificuldades da vida e por aí vai.
      Queira mesmo, super vale a pena.

      Excluir
  7. Olá! Eu ouvi muito essa frase de que vai cair na prova durante meus anos de escola, não posso negar. E afirmo com conhecimento de causa (trabalho em uma escola) que infelizmente sim, as escolas atualmente não estão preocupadas que os alunos aprendam, mas sim que tirem nota (as vezes nem é preciso, está aí a famosa Progressão continuada que não me deixa mentir) e passem para o próximo ano. Achei o livro bem interessante e quero saber se o meu método de estudo é aceitável, fui daquelas que deixava para estudar sempre na véspera ou até mesmo no dia da prova, e confesso que me ajudou bastante, assimilava o conteúdo com mais facilidade.

    ResponderExcluir
  8. Oi, Naty
    Adorei ver esse tipo de livro por aqui.
    Todos somos inteligentes, só falta força de vontade e exercícios.
    Sou de humanas, mas na escola tinha dificuldade com exatas e até hoje só tive uma professora que soube me passar a vontade de aprender matemática. Muitas professoras na minha época deixavam os mais espertos sempre exaltados e não dava a mínima consideração com os alunos em dificuldade. E quando preciso estudo e pesquiso sobre a tão temida matemática...
    Quero muito esse livro, beijos!

    ResponderExcluir
  9. Oi, Nat!!
    Nossa amei esse livro esse mês li um livro que fala também sobre esse assunto e fiquei bem curiosa para ler mais livros sobre esse tema. Amei a edição e espero ter oportunidade de fazer essa leitura. E amei esse quote “Só escreve bem quem lê bem e só lê bem quem lê muito e só lê muito quem lê por prazer”.
    Bjs

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.