25 março 2019

Resenha: Labirinto


A magia do ciclo de passagem

Em 1986 a parceria entre Jim Henson e o produtor George Lucas (Criador de Star Wars) rendeu um lindo filme de fantasia musical estrelado por ninguém menos que o ilustre David Bowie, que apresentou mais uma grande obra fantástica para toda uma geração de crianças de todo o mundo.

Todos um dia já nos perguntamos em que momento deixamos de ser criança, ou até mesmo já desejamos voltar a ser uma. A história idealizada por Jim Henson, e aqui novelizada por A.C. Smith, nos conta, através da perspectiva de certa forma tragicamente mágica, de uma criança e este ciclo de passagem.

Sarah sonha em ser uma grande atriz, assim como sua amada mãe, mas já no fim da infância a vida proporciona suas primeiras responsabilidades e aqueles indesejados momentos em que é necessário se submeter a algo que não quer afim de um anseio maior.


Em um súbito desejo de que seu irmãozinho sumisse e com ele sumisse todo aquele choro irritante, e ela enfim pudesse se ver livre para trilhar seu caminho rumo ao estrelato, Sarah vê o pequeno Toby ser levado para longe pelo terrível e encantador Jareth, o Rei dos Duendes, que habita as história do seu livro favorito. Agora arrependida e preocupada com a segurança de Toby, ela terá que traçar o caminho contrário, e em uma corrida contra o tempo atravessar um enorme e misterioso labirinto para chegar até o castelo alto e resgatar seu irmão antes que o tempo se esgote.

Ao encarar a travessia do infindável Labirinto, Sara irá conhecer criaturas distintas, enfrentar seus medos, superar já conhecidos desafios e enigmas de outrora, fazer novos amigos, e, mais do que tudo, provar sua coragem e o amor pelo pequeno irmão.
"O caminho adiante às vezes é o caminho para trás."
"Você não pode olhar por onde anda se não sabe para onde está indo."
Labirinto é uma deliciosa viagem no tempo, para os dias em que mais do que nunca eram repletos de aprendizados, e aos poucos crescíamos sem perceber. É de se deleitar com a imaginação de uma criança que sonha em enfrentar seus medos para vencer o indestrutível mau e ser o próprio herói.


Esta é uma fábula graciosa que assemelha-se a grandes clássicos como O mágico de Oz, Alice no país das maravilhas e Peter Pan, e mesmo assim possui sua originalidade e seu tom especial que certamente a garante como uma das melhores obras do gênero, capaz de nos fazer voar com um sorriso no rosto sobre as asas de nossas lembranças, até os dias mais vividos de nossas vidas.
"Então, você irá encontrar o que quer apenas se permanecer em seu sonho. Se o abandonar, estará à mercê dos sonhos dos outros. Eles farão de você o que eles quiserem que você seja. Esqueça-os Sarah, confie em seu sonho."
Sobre a edição:
Esta edição nacional, da sempre primorosa editora DarkSide, recria a capa do livro que podemos ver Sarah ler na versão cinematográfica da obra. Mas, além da linda capa, esta edição também inclui em seu interior diversos desenhos e rascunhos das criaturas idealizadas por Henson, os primeiros traços da ideia que viria a se tornar o Labirinto, os primeiros traços de personalidade das personagens e o início da estruturação dramática dos acontecimentos pontuais da trama.

Outras fotos:







Título: Labirinto
Autor: A.C.H.Smith / Jim Henson
Editora: DarkSide
Páginas: 272
Ano1986 / 2016

13 comentários

  1. Com certeza uma leitura brilhante, só o fato de entrarmos na mente de uma criança já trás toda a magia que a história promete. É meio que uma analogia da nossa trajetória de vida posto em perspectiva pelos olhos e pela pureza das crianças. Gostei muito da premissa e essa edição também ta um arraso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Luana! É exatamente isso, uma analogia da nossa trajetória de vida posto em perspectiva pelos olhos e pela pureza das crianças. E tudo descrito de for fluida e delicada, o que torna a leitura super gostosa <3

      Excluir
  2. Eu amo demais essa história, é tão mágica, dá vontade de entrar nela, hahaha. Sua resenha ficou perfeita e as fotos estão maravilhosas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado, Paty ♥ Essa realmente é uma daquelas histórias que nos remetem aos tempos de sessão da tarde em que sonhávamos acordados com esses mundos fantasiosos. Um livro para voltar a sem criança.

      Excluir
  3. A DarkSide sempre se supera em matéria de capa e diagramação! Fiquei aqui toda boba olhando as imagens desta obra fantástica!
    Uma história que não só superou gerações, mas que ainda traz essa pontinha grande de nostalgia em todos nós.
    A época da inocência, dos pedidos infundados, dos arrependimentos incontáveis, mas com aquele ar de que tudo acabará ficando bem no final, como deve ser!!!
    Uma fábula sobre a vida, sobre amizade, sobre se aventurar em busca do que realmente importa!!!!
    Quero esta edição! rs
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Falou tudo! É uma nostalgia tremenda desse tempo que não volta mais ♥ E a edição está linda mesmo *---* Vive em promoção nos e-commerce por ai, fique de olho para garantir a sua.

      Excluir
  4. Nossa, eu amei esse livro de um jeito que nem esperava. Achei que seria uma coisa bem tipo enredo de filme mesmo, mas ele tem uma escrita tão gostosa e uma história tão instigante e legal de ler. Bem fabula mesmo, me lembrou de coisas que li quando criança, que vi. E a magica dele, as aventuras, a personagem e todos os desafios deixa um clima muito gostoso de acompanhar. Fui ver o filme depois e é bem parecido mesmo, tudo muito legal. Vale a pena ler. E essa edição é maravilhosa mesmo, nossa, aqueles detalhes dos desenhos e coisas do filme foi muito interessante de ver ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Cris!
      Sim, esta é uma novelização feita à partir do roteiro original do filme, por isso tamanha semelhança entre livro e filme. O que para nós é ótimo, não é mesmo? Se reparar, logo no início do filme podemos pegar todos os detalhes que virão a seguir, super bacana!

      Excluir
  5. Olá! Essa edição parece ser lindíssima, gosto muito dessas ilustrações que dão mais vida a história. História essa que eu ainda não conhecia (preciso mudar isso rapidamente), mas que está repleta de lições e certa nostalgia, também fiquei empolgada para conferir o filme.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Elizete!
      Fico feliz que a renha tenha despertado seu interesse em conferir a obra, faça isso assim que possível, creio que irá gostar bastante ^^

      Excluir
  6. Douglas!
    Fáulas mágicas mesmo que não sejam tão inéditas em seus plots, sempre nos reportam a ingenuidade e crença que a infância nnos traz e por isso mesmo, se tornam livros fantásticos. E aqui ainda podemos apreciar todo amor fraternal e a busca incansável para corrigir um erro infantil, adorei!
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Rudy!
      Falou tudo! Esse aqui tem gostinho de sessão da tarde ♥

      Excluir
  7. Oi, Douglas
    A Darkside sempre capricha nos seus livros. Adorei as fotos por elas pude ver muitos detalhes que faz a leitura ser agradável aos olhos.
    Nessa edição ainda tem ilustrações, rascunhos e algumas cenas que não tem no filme, deve ser maravilhosa.
    Gosto muito do filme e claro que quero o livro, relembrar a época de infância tão gostosa. Muitas brincadeiras e brinquedos que as crianças de hoje nem conhece.
    Beijos

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.